Manchete dos Jornais neste sábado, 24 de outubro de 2015
Postado por: Equipe Portal Cambé Em 24th outubro 2015

Seis policiais são indiciados na “Batalha do Centro Cívico”
A Polícia Militar indiciou quatro oficiais e dois praças pelos incidentes do episódio que ficou conhecido como “ a Batalha do Centro Cívico”. A operação deixou mais de 200 pessoas feridas, a maioria professores. A PM não divulgou os nomes dos indiciados. A Gazeta do Povo apurou que entre os indiciados estão o ex-comandante da corporação, coronel César Kogut; o ex-subcomandante, coronel Nerino Mariano; o coronel Arildo Luis Dias; e o tenente-coronel Hudson Teixeira..


O Globo

Manchete : Arrecadação despenca, e governo já revê rombo
Déficit fiscal, antes estimado em R$ 50 bi ou R$ 70 bi, será recalculado
Nova meta para 2015, que deveria ter sido enviada ontem ao Congresso, foi adiada para a semana que vem
A arrecadação de impostos pela União despencou em setembro, quando foi de R$ 95,239 bilhões, o pior resultado em cinco anos. Com isso, a pouco mais de dois meses do fim de 2015, o governo decidiu recalcular a estimativa de rombo nas contas públicas para este ano. A mais nova alteração nas metas fiscais, que seria enviada ao Congresso ontem, foi adiada para a semana que vem. O governo chegou a prever R$ 50 bilhões ou R$ 70 bilhões de déficit, caso tenha que regularizar todas as chamadas “pedaladas” fiscais. Agora, já não sabe o tamanho do buraco nas contas. (Pág. 21)

Cunha tentou evitar envio de provas
Apesar de negar ser dono das contas atribuídas a ele na Suíça, o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, tentou impedir, na Justiça daquele país, que as provas sobre elas fossem enviadas ao Brasil. O STF decretou sigilo no primeiro inquérito sobre Cunha na Lava-Jato, aberto antes do que investiga as contas da Suíça. (Págs. 3 e 4)

Pizzolato deve ficar menos de 1 ano na cadeia
De volta ao Brasil, depois de extraditado pela Itália, o ex-diretor do BB Henrique Pizzolato poderá pedir progressão para o regime semiaberto a partir de junho do ano que vem. Condenado pelo mensalão, Pizzolato chegou ontem ao Brasil e foi levado para presídio em Brasília. (Pág. 8)

Maluf nega semelhança – ‘Viu documento meu?’
Apesar das comparações com Cunha, Paulo Maluf diz não ver semelhanças: “Você viu algum documento meu?” (Pág. 3)

País elimina 3 mil vagas de emprego por dia
Nos últimos 12 meses, o país eliminou 1,238 milhão de vagas com carteira assinada. Ou seja, a cada dia, 3.393 trabalhadores perderam o emprego. No mês passado, os postos de trabalho fechados superaram as vagas criadas em 95.602, no pior resultado dos últimos 23 anos. (Pág. 24)

Argentina rumo à moderação
Os principais candidatos às eleições presidenciais na Argentina prometem, se eleitos, adotar política externa mais moderada, recompondo laços com os EUA e se afastando da Venezuela. (Pág. 30)

Míriam Leitão – Na economia, país é exemplo a não ser seguido. (Pág. 2)

Enem 2015 – Teste começa hoje para mais de 7 milhões
O Exame Nacional do Ensino Médio começa hoje com 7,7 milhões de inscritos. Pela primeira vez desde 2010, o número de veteranos é muito maior que o de estreantes : 67,5% do total. Hoje, as provas de Ciências da Natureza e Humanas começarão às 13h30m. (Pág. 27)


O Estado de S. Paulo

Manchete : ‘Não adianta esconder bens fora do Brasil’, diz Janot
Em recado a políticos, procurador afirma que ‘cooperação permite recuperar valores’
Ao ser questionado sobre as investigações relativas ao deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, mandou recado aos políticos. Sem citar diretamente o presidente da Câmara, afirmou: “Não adianta esconder bens fora do Brasil porque a cooperação internacional intensa permite identificar esses valores e a recuperação desses valores”. Janot usou o exemplo da extradição de Henrique Pizzolato e ressaltou que as decisões da Justiça valem além das fronteiras brasileiras, seja para os que fogem para evitar o cumprimento de penas, seja para os que escondem dinheiro e bens no exterior. “Fica também um recado muito claro para as pessoas que cometem ilícitos. E que, se o crime hoje é um crime organizado e que muitas vezes não respeita fronteiras, as decisões judiciais valem também além das fronteiras dos respectivos países nacionais”, disse. (Política/ Pág. A4)

Haddad cogita deixar o PT e se aproxima da Rede
O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, iniciou consultas políticas sobre uma eventual saída do PT. Preocupados com o desgaste petista diante das denúncias de corrupção no governo federal, conselheiros avaliam que a candidatura dele pelo partido em 2016 não teria chances de vitória. A preferência de Haddad seria pela Rede, partido de Marina Silva, informam Alberto Bombig e Ricardo Galhardo. O prefeito nega as articulações. (Política / Pág. A13)

Aproximação em sigilo
A aproximação entre os grupos de Haddad e Marina Silva vinha sendo feita em sigilo por causa da reação do PT. Em público, ele tem negado. (Pág. A13)

Brasil fecha 1,2 milhão de empregos em 12 meses
Pelo sexto mês consecutivo, o saldo de empregos no Brasil foi negativo. Em setembro, foram fechadas 95,6 mil vagas formais, segundo o Ministério do Trabalho. O resultado é o pior para o mês na série histórica iniciada em 1992. Coma retração, o número de postos fechados já ultrapassa 1,2 milhão nos últimos 12 meses. Somente neste ano, são 658 mil empregos com carteira a menos. O setor de serviços foi o que mais fechou postos formais em setembro. (Economia / Pág. B1)

Arrecadação cai pelo sexto mês
Em setembro, R$ 95,239 bilhões entraram nos cofres do governo, queda de 4,12% ante setembro de 2014 e pior resultado para o mês desde 2010. (Pág. B4)

Foto-legenda : Pizzolato divide cela na Papuda
Preso na Papuda, em Brasília, ex-diretor do Banco do Brasil Henrique Pizzolato divide cela com um condenado no escândalo dos ‘anões do orçamento’. Ele passou por exames no IML após a viagem de 11 horas de Milão para São Paulo. (Política / Pág. A4)

Lula defende Cunha, mas nega acordo.
Em entrevista a rádio de Salvador (BA), o ex-presidente Lula defendeu o deputado Eduardo Cunha. (PMDB-RJ). “Ele tem que ter o direito de defesa que eu quero pra mim, para Dilma, para todo mundo. E, se for culpado, vai pagar”, disse. Lula afirmou querer “apenas” que Cunha encaminhe votações de interesse do governo na Câmara. (Política/ Pág. A8)

MP do DF lista voos do petista
Entre 2011 e 2015, 47 empresas do País fretaram voos para o ex-presidente Lula participar de eventos, encontros com empresários e chefes de Estado e para realizar palestras. (Pág. A8)

Enem: escola pública participa mais
O número de alunos de escolas públicas no Enem é recorde, mas as redes oficiais têm dificuldades de incentivar estudantes a participar da prova, que ocorre hoje e amanhã. (Metrópole/ Pág. A18)

Celso Ming
O muito pior e o nem tanto – Na área das despesas públicas, as surpresas negativas se sucedem. Em contrapartida, as contas externas apontam forte melhora. E isso conta. (Economia/Pág. B2)
Marcelo Rubens Paiva

O tiro no pé – A morte de Vladimir Herzog teve um propósito : nos uniu. Suicidaram a ditadura naquele dia. A intolerância ideológica persiste em poucos bolsões (Caderno2/Pág. C10)

Notas&Informações
Farinha do mesmo saco – Dilma Rousseff e Eduardo Cunha esperneiam e tentam ganhar tempo, mas seu destino está selado (Pág. 3)

Recessão e contas externas – As contas externas melhoram, mas até essa boa notícia é para ser comemorada com moderação (Pág. A3)


Gazeta do Povo

DESENVOLVIMENTO
Manchete: Crise no país ameaça anular avanço na qualidade de vida
Publicação do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) mostra que a vulnerabilidade social do país caiu 27% entre 2000 e 2010. No Paraná, a redução foi de 31%. O avanço, porém, se baseou no aumento de renda da população, que está comprometido agora em 2015, com a alta do desemprego. Para pesquisadores, a recente desintegração do sistema de transporte da Região Metropolitana de Curitiba (RMC) é um exemplo de que a melhoria na qualidade de vida da população na década passada se baseou em fatores conjunturais, e não em mudanças estruturais significativas

BRASÍLIA
Da Itália para a prisão no Brasil
Após 18 meses preso na Itália, ex-diretor do Banco do Brasil Henrique Pizzolato [na foto, de jaqueta branca] chegou ontem a Brasília e foi levado para o Presídio da Papuda. Condenado a 12 anos e 7 meses no caso mensalão, ele poderá requerer regime semiaberto a partir de junho do ano que vem. A Procuradoria-Geral estuda processar o ex-diretor por outros crimes

MERCADO DE TRABALHO
Em 12 meses, país corta 1,2 milhão de empregos
A crise econômica atingiu duramente o mercado de trabalho brasileiro. No últimos 12 meses, foram cortados 1,2 milhão de postos formais de emprego no país. De acordo com levantamento do Ministério do Trabalho e Emprego, considerando apenas o mês de setembro, foram extintos 95,6 mil vagas. A queda no número é a sexta consecutiva

POLÊMICA
Diretores de 63 escolas já sabem sobre mudanças
Pelo menos 63 diretores de escolas estaduais já foram comunicados sobre mudanças pretendidas pela Secretaria de Educação, que vão do cancelamento gradual de algumas turmas a fechamento total do imóvel. O levantamento é da APP-Sindicato, que representa os professores. A Secretaria confirmou que 71 colégios serão atingidos pelo plano

BATALHA DO CENTRO CÍVICO
Seis policiais são indiciados na “Batalha do Centro Cívico”
A Polícia Militar indiciou quatro oficiais e dois praças pelos incidentes do episódio que ficou conhecido como “ a Batalha do Centro Cívico”. A operação deixou mais de 200 pessoas feridas, a maioria professores. A PM não divulgou os nomes dos indiciados. A Gazeta do Povo apurou que entre os indiciados estão o ex-comandante da corporação, coronel César Kogut; o ex-subcomandante, coronel Nerino Mariano; o coronel Arildo Luis Dias; e o tenente-coronel Hudson Teixeira

G IDEIAS
Não matarás
A Sangue Frio, documentário de Truman Capote que marcou o new journalism, completa meio século


Zero Hora

País perdeu 1,2 milhão de empregos em 12 meses
Em setembro, foram extintos 95,6 mil postos de trabalho. No mesmo mês, arrecadação de impostos teve redução de 4,12%. (Notícias|22 e 23)

Futuro de Cunha paralisa Câmara
Projetos para ajustar contas públicas aguardam votação (Notícias|10 e 11)

Pizzolato na penitenciária da Papuda, mas por pouco tempo
Após retorno ao país, ex-diretor do BB condenado a 12 anos pelo mensalão pode ir para o regime semiaberto em junho (Notícias|14)


Folha de S. Paulo

Manchete : Palestras de Lula mínguam após o início da Lava Jato
Dados constam de apuração sobre supostas irregularidades na relação entre ex-presidente e empreiteiras investigadas
Após a deflagração da Lava Jato, que apura esquema de corrupção na Petrobras, a contratação de palestras do ex-presidente Lula despencou. De março de 2014 a junho de 2015, ele recebeu por uma a cada 75 dias, em média, informa Rubens Valente. De 2011 até então, a média era de uma a cada 18 dias. Os dados constam de um dossiê entregue pelo Instituto Lula à Procuradoria no DF, que investiga supostas irregularidades na relação entre o petista, empreiteiras brasileiras alvos da Lava Jato e governos estrangeiros. Antes da operação, as construtoras bancaram 26 palestras — depois da deflagração, só uma. Documento do Coaf, órgão vinculado ao Ministério da Fazenda, indicou que a empresa de palestras do ex-presidente obteve R$ 27 milhões nos últimos quatro anos. Em nota, a assessoria de imprensa de Lula disse que os eventos caíram, entre outros motivos, por causa da eleição em 2014. (Poder a4)

Em 1 ano, país corta 1,2 mi de vagas formais de emprego
A retração na economia do país provocou a perda de 1,2 milhão de vagas de emprego com carteira assinada em 12 meses — de setembro de 2014 até setembro deste ano —, segundo dados do governo. O saldo de 2015 está negativo em 658 mil vagas. A indústria foi o setor mais afetado nos nove primeiros meses do ano, 287 mil vagas. O único setor com resultado positivo é o agrícola. (Mercado a23)

Brasil usou Itaipu para Venezuela entrar no Mercosul
Documento obtido pela Folha que revela o teor de reunião entre Dilma Rousseff e o então presidente venezuelano Hugo Chávez indica que o governo usou a renegociação do Tratado de Itaipu para convencer os paraguaios a aceitar a Venezuela no Mercosul. (Mundo a14)

Foto-legenda : Visita
Presidente Dilma participa da abertura dos Jogos Mundiais dos Povos Indígenas, em Palmas; primeira edição do evento reúne atletas de 24 países até o dia 31

STJ autoriza multa maior para atraso em condomínio
O Superior Tribunal de Justiça autorizou um condomínio de Brasília a cobrar 10% de multa sobre a dívida de um atrasador reincidente. O índice é maior do que os 2% normalmente aplicados por lei e abre caminho para decisões parecidas. (Mercado a22)

Governo Alckmin critica reportagem da Folha sobre dados de violência (Cotidiano B6)

Foto-legenda : Folia
Estudantes ocupam as ruas do Centro de SP na peruada, festa do curso de Direito da Usp; tema ‘Meu peru é sem noção, apoia o Cunha e a redução’ critica o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e a diminuição da idade penal

Editoriais
Leia “‘Pedalada’ policial”, acerca de dados da segurança pública em São Paulo, e “Mudanças na Argentina”, sobre eleição presidencial no país. (Opinião A2)


Edição: Equipe Fenatracoop, 24 de Outubro de 2015, 08:11

Compartilhe nossa Matéria