Manchete dos Jornais neste sábado, 30 de janeiro de 2016
Postado por: Equipe Portal Cambé Em 30th janeiro 2016

Recife relata caso inédito relacionado ao Aedes aegypti
O Hospital da Restauração, no Recife, divulgou caso de miosite aguda, doença que paralisa os músculos, provocado supostamente pelo vírus da chikungunya. A paciente, de 17 anos, morreu, e os médicos estão em alerta.
O caso é inédito. Como a dengue e a zika, a febre chikungunya é transmitida pelo Aedes aegypti. A presidente Dilma voltou atrás e afirmou que o Brasil está “perdendo a luta contra o mosquito”.


O Globo

Manchete – Investigado, Lula terá de explicar tríplex e sítio
Odebrecht teria pagado reforma do imóvel rural
Petista admite que frequentava a propriedade
Dona Marisa também terá de depor no MP
Dois dias após a Lava-Jato realizar a operação Triplo X por suspeita de lavagem de dinheiro envolvendo o tríplex que foi do ex-presidente Lula em Guarujá, o Ministério Público de São Paulo intimou o petista e sua mulher, Marisa Letícia, para depor sobre a suposta tentativa de ocultação de patrimônio envolvendo o mesmo imóvel.
É a primeira vez que Lula deverá ser interrogado como investigado. Em outra frente, a Lava-Jato ouviu ontem Patrícia Fabiana Melo, ex-dona de uma loja de material de construção em Atibaia, no interior de São Paulo, vizinha a um sítio frequentado por Lula e sua família.
Ela relatou a participação da Odebrecht, também investigada na Lava-Jato, na reforma do imóvel rural, que pertence a dois sócios de Fábio Luis Lula da Silva, filho do ex-presidente. Em nota, Lula confirmou que passou a frequentar o sítio em 2011, após deixar o governo, e disse que a tentativa de vinculá-lo a supostos atos ilícitos visa a macular sua imagem. (Págs. 3 e 4)

Compra foi de tríplex e não cota
Apesar de a defesa de Lula afirmar que ele comprara cota e não o tríplex, documento mostra que compradores sabiam a unidade que adquiriam, revela THIAGO HERDY. (Pág. 6)

Dirceu admite favores de lobista
Em depoimento ao juiz Sérgio Moro, o ex-ministro José Dirceu admitiu que errou e que recebeu favores do lobista Milton Pascowitch, delator da Lava-Jato. (Pág. 7)

Merval Pereira
O caso do sítio é outra prova da mistura de público e privado. (Pág. 4)

Jorge Bastos Moreno
PT acha que Lava-Jato quer volta de Léo Pinheiro à cadeia. (Pág. 3)

Presidente da CCJ sob suspeita
A Lava-Jato investiga o presidente da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara, Arthur Lira (PPAL), por suspeita de receber propina em esquema da CBTU. (Pág. 9)

Justiça confisca dinheiro do Rio para pagar salários
Até verba do Hospital Pedro Ernesto foi arrestada
Uma liminar permitiu ontem o arresto de R$ 265,6 milhões dos cofres do governo do Estado do Rio para o pagamento antecipado dos salários do Judiciário. Foram confiscadas verbas até do Hospital Pedro Ernesto, já em crise. O calendário do governo previa o pagamento de todo o funcionalismo no sétimo dia útil do mês. (Pág. 18)

Estado teve o maior déficit do país

O rombo nas finanças fluminenses chegou a R$ 4,17 bilhões em 2015, o maior do país. Considerando todos os estados, a União, os municípios e as estatais, as contas públicas tiveram déficit recorde de R$ 111,2 bilhões. (Pág. 21)

Zika: morro e asfalto erram no combate
A falta de empenho dos moradores do Rio no combate ao Aedes aegypti é flagrante no morro e no asfalto. Na Rocinha e em ruas nobres do Leblon, por exemplo, focos são comuns, e os casos de zika aumentam. A prefeitura parou de divulgar o índice de infestação do Aedes. (Pág. 10)

Dilma e Obama discutem doença
A presidente Dilma ligou para o colega americano, Obama, a fim de debater ações conjuntas por uma vacina contra o zika, que se espalha pelas Américas. (Pág. 8)

Adriana Carranca
Zika só virou tema global ao atingir países ricos. (Pág. 26)

Turbulência presidencial
O voo que trouxe a presidente Dilma e comitiva do Equador para o Brasil, na quarta-feira, enfrentou forte turbulência e muita tensão. (Pág. 8)


O Estado de S. Paulo

Manchete – MP intima Lula e Marisa a depor como investigados
Ex-presidente e mulher falarão em inquérito que tem como alvo condomínio no Guarujá onde casal teria tríplex
O Ministério Público de São Paulo intimou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a mulher dele, Marisa Letícia, e o empreiteiro José Adelmário Pinheiro, o Léo Pinheiro, ligado à OAS, aprestarem depoimento no dia 17 sobre tríplex do condomínio Solaris, no Guarujá.
Segundo o promotor Cássio Conserino, Lula e Marisa vão depor como investigados. Conserino diz ter indícios de tentativa de se esconder a identidade do verdadeiro dono do tríplex 164-A, no Solaris. Todo o apartamento foi reformado pela construtora em obra que teria custado R$ 777 mil.
A OAS também comprou de eletrodomésticos a tampa da pia da cozinha do imóvel que pertenceria ao ex-presidente, o que pode caracterizar lavagem de dinheiro. Nova fase da Lava Jato teve o Solaris como alvo. Em 2006, ao se reeleger presidente, Lula declarou à Justiça eleitoral participação de R$ 47 mil na Cooperativa Habitacional dos Bancários (Bancoop). A entidade foi fundada por núcleo do PT e, com problemas de caixa, passou o Solaris à OAS. (Política / Págs. A4 a A6)

Casal deixou de ir ao prédio, diz zelador

Ouvido pelo MP na investigação sobre o tríplex no Guarujá, o zelador do condomínio Solaris, José Afonso Pinheiro, disse que Lula e Marisa Letícia deixaram de ir ao prédio.(Pág.A4)

Dirceu reconhece ‘culpas’ a Moro
Ex-ministro José Dirceu chega à Justiça Federal em Curitiba para prestar depoimento a Sérgio Moro: preso desde agosto, ele “disse que Milton Pascowitch (lobista e delator) pagou a reforma de seu apartamento e sua casa”, segundo seu advogado, Roberto Podval, mas negou ter indicado Renato Duque para a Petrobrás. (Política / Pág. A8)

Dilma admite que País está perdendo luta contra ‘Aedes
A presidente Dilma Rousseff mudou o discurso e admitiu ontem que o governo está “perdendo a luta” contra o Aedes aegypti. Assegurou, porém, que “vai vencer a guerra”. Há alguns dias, no Equador, ela tinha dito justamente o contrário.
Preocupada com danos à imagem do Brasil no exterior, a presidente decidiu tomar a frente do combate ao mosquito. Às vésperas de a zika ser declarada ameaça internacional, ela ligou para o presidente dos EUA, Barack Obama, e sugeriu esforços conjuntos. (Metrópole / Págs. A17 a A20)

Petista diz que ‘usa’ sítio
Lula confirmou, pelo Facebook, que usa “em dias de descanso” um sítio “de amigos” em Atibaia que teria sido reformado pela Odebrecht. (Pág. A5)

Paes: ‘Não é problema olímpico’
Para o prefeito do Rio, Eduardo Paes (PMDB), o zika vírus “não é um problema olímpico”. “Se as pessoas que vierem ao Rio tomarem as precauções óbvias, não enfrentarão problemas.” (Pág. A17)

Setor público tem déficit recorde de R$ 111,2 bilhões
Governo federal, Estados, municípios e estatais fecharam 2015 com um rombo de R$ 111,2 bilhões em suas contas, o equivalente a 1,88% do PIB – a meta no início do ano era de superávit primário de 1,1% do PIB.
O resultado, o pior da série iniciada em 2001, é reflexo da queda na arrecadação combinada ao aumento das despesas e também da decisão do governo de pagar a totalidade dos passivos referentes às chamadas pedaladas fiscais, que no ano somaram R$ 72,4 bilhões. (Economia / Pág. B1)

Brasil vai ajudar Venezuela na crise. (Internacional / Pág. 14)

A pedalada virou rombo :: Celso Ming
O arranjo das pedaladas prejudicou a série estatística e varreu a verdadeira situação das contas públicas para debaixo do tapete. (Economia / Pág.B2)

Zika: possíveis cenários :: Fernando Reinach
Será muito difícil evitar que o zika se espalhe. E vacina efetiva só estará disponível anos após essa disseminação. Mas não há nada que justifique pânico. (Metrópole / Pág. A20)

Notas & Informações
Um convescote inútil
O Conselhão de fato serviu somente para o governo confirmar sua desorientação. (Pág. A3)

O povo não é bobo
Promessas genéricas tendem a irritar e a indignar cidadãos vitimados pela incompetência da presidente. (Pág. A3)

capa (8)


CRISE POLÍTICA
Os 5 pesos da balança do impeachment de Dilma Rousseff
OPINIÃO
A medida extrema
OPINIÃO
O processo de impeachment tem fundamento
INVESTIGAÇÕES
O show do milhão da Lava Jato
ELEIÇÕES 2016
Movimento que organiza atos contra Dilma deve ter candidatos no Paraná
VIGILÂNCIA GOVERNAMENTAL
Privacidade na web: pode me vigiar, eu deixo
AEDES AEGYPTI
Produção de testes de dengue, zika e chicunkunya passa pelo Paraná
COMBATE AO MOSQUITO
Piscinas de plástico também precisam de tratamento contra o Aedes aegypti; veja o vídeo
HISTÓRIA
Antes de atentados assombrarem o Oriente Médio, a região surgia como o “berço da civilização”
NEGÓCIOS
Copel lança empresa para comercializar energia
PACOTE
Crédito “afrouxa a corda”, mas não reaquece economia
INTERNET
Profissão YouTuber: produção de vídeos para internet movimenta mercado milionário
MERCADO INTERNACIONAL
Para economista do Itaú, desaceleração da China deixa Brasil órfão
INDICADORES
PIB dos EUA cresce menos que previsto no 4ºtri
AVIAÇÃO
Empresa paulista ganha concessão para construir edifício garagem no Afonso Pena
AVIAÇÃO
Pilotos e comissários de voo farão greve a partir de quarta-feira
FRANCHISING
Nem as franquias foram poupadas pela crise


Folha de S. Paulo

Manchete – Nota fiscal de barco reforça elo de Lula com sítio em SP
Documento obtido pela Folha aponta que ex-primeira-dama comprou embarcação entregue no local
Uma nota fiscal obtida pela Folha reforça a ligação do ex-presidente Lula e familiares com um sítio em Atibaia (SP) registrado em nome de dois sócios de um dos filhos do petista, Fábio Luís. O documento aponta que um barco foi adquirido pela ex-primeira-dama Marisa Letícia em setembro de 2013 a ser entregue na propriedade, informa Flávio Ferreira.
Ao entregar o barco, que custou R$ 4.126, o caminhoneiro José dos Reis perguntou se o nome na nota fiscal era o da mulher de Lula. “É, mas não pode falar para ninguém. Não comente com ninguém”, diz ter ouvido de funcionário do sítio. Na sexta (29), a Folha publicou que, segundo fornecedores, a empreiteira Odebrecht bancou parte da reforma da propriedade.
A Lava Jato passou a apurar a participação da empresa na obra. Em nota, o ex-presidente admitiu que frequenta o sítio, negou qualquer irregularidade, mas não respondeu os questionamentos da reportagem sobre a entrega da embarcação no local. (Poder A4)

Ex-presidente vai depor sobre tríplex
O ex-presidente Lula e a mulher, Marisa Letícia, foram intimados pelo Ministério Público de São Paulo a depor sobre o tríplex em Guarujá (SP). É a primeira vez que são chamados na condição de investigados. Também foram convocados nomes ligados à OAS, responsável pelo empreendimento: Léo Pinheiro, ex-presidente e condenado a16 anos na Lava Jato, e o engenheiro Igor Pontes, que teria atuado na reforma do local.
Lula e Marisa devem ser ouvidos em 17 de fevereiro. O pedido partiu do promotor Cássio Conserino, que diz haver indícios de tentativa de omitir a posse do apartamento, o que configuraria crime de lavagem de dinheiro. A Triplo X, a 22ª fase da Operação Lava Jato, também tinha entre os alvos transações envolvendo o imóvel. Procurada, a defesa do ex-presidente afirmou que ele ainda não foi intimado, mas que irá comparecer. (Poder A6)

Planalto prevê que ex-presidente terá a vida devassada. (Poder A5)

Lava Jato investiga a participação da odebrecht em obra. (Poder A4)

Para oposição, cerco a petista se fecha; tucanos querem CPi. (Poder A6)

Caso pode ser a pá de cal para o PT, escreve igor Gielow. (Opinião A2)

Recife relata caso inédito relacionado ao Aedes aegypti
O Hospital da Restauração, no Recife, divulgou caso de miosite aguda, doença que paralisa os músculos, provocado supostamente pelo vírus da chikungunya. A paciente, de 17 anos, morreu, e os médicos estão em alerta.
O caso é inédito. Como a dengue e a zika, a febre chikungunya é transmitida pelo Aedes aegypti. A presidente Dilma voltou atrás e afirmou que o Brasil está “perdendo a luta contra o mosquito”. ( Cotidiano B1 e B3)

Sindicato de táxis avisa Haddad que ‘palhaçada’ sobre o Uber em SP acabou. (Cotidiano B4)

Chanceler da Venezuela pede que o Brasil ajude comércio do país. (Mundo A17)


Edição: Equipe Fenatracoop, Sábado, 30 de Janeiro de 2016

Compartilhe nossa Matéria