Manchete dos Jornais desta quarta-feira, 23 de setembro de 2015
Postado por: Equipe Portal Cambé Em 23rd setembro 2015

Resultado de imagem para Lava-Jato e o STF MORO E TEORI
LAVA JATO
Ministros do STF defendem tirar de Moro e Teori braços da Lava Jato
A Lava Jato e os políticos – A possível mudança de varas criminais pode levar à desarticulação das investigações
Nunca antes na história do real
Dólar chega a R$ 4,05, maior cotação desde a implantação do plano que estabilizou a moeda brasileira


O Globo

Manchete : Governo muda estratégia e aposta na manutenção de vetos
Crise e dólar nas alturas levam Planalto a apelar até à oposição
Presidente Dilma e ministros passaram o dia pressionando líderes aliados, e Levy pediu apoio aos tucanos Aécio Neves e José Serra; PMDB recebeu oferta de dois novos ministérios, inclusive o da Saúde
No dia em que o dólar atingiu patamar histórico, o governo mudou a estratégia anunciada na véspera e jogou todas as fichas para tentar garantir a manutenção de vetos a projetos que elevariam ainda mais os gastos públicos. A presidente Dilma e ministros pressionaram aliados e, por telefone, falaram com líderes da oposição em busca de apoio. O ministro Joaquim Levy (Fazenda) ligou para o presidente do PSDB, Aécio Neves, e o também tucano José Serra pedindo colaboração. Entre os projetos vetados está o que dá aumento de até 78% ao Judiciário e o que amplia a todos os aposentados do INSS as regras de reajuste do mínimo. Para agradar ao PMDB, Dilma ofereceu os ministérios da Saúde e de Infraestrutura. (Págs. 3 a 6)

STF abre inquérito sobre Mercadante e Aloysio Nunes
Ministro petista e senador tucano vão responder por suspeita de crime eleitoral e lavagem de dinheiro (Pág. 9)
Dólar fecha acima de R$ 4 (Págs. 23 a 25)

Lava-Jato condena ex-deputado pelo PT
Primeiro político punido na Lava- Jato, o ex-deputado do PT André Vargas foi condenado a 14 anos de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro. A Lava-Jato fez acordo de delação com Fernando Moura, ligado ao ex-ministro José Dirceu, que está preso. (Pág. 10)

Pizzolato deve ser extraditado
Justiça da Itália dá aval para a extradição do ex-diretor do BB condenado no mensalão. (Pág. 11)

TSE aprova criação da Rede (Pág. 8)

Volks maquiou milhões de carros
Onze milhões de carros a diesel da Volks têm o software que mascara a emissão de gases. Outras montadoras serão investigadas nos EUA. (Pág. 26)


O Estado de S. Paulo

Manchete : Dólar atinge R$ 4,05, maior cotação da história do real
Crise política e medo de novo rebaixamento motivam alta; escalada complica situação de empresas endividadas
O dólar subiu ontem 1,84% e atingiu R$ 4,050, a cotação mais alta da história do real, lançado em 1° de julho de 1994. A disparada foi influenciada pela turbulência política e pelo receio de que o Brasil volte a ser rebaixado por agência de classificação de risco. Preocupada com a alta, a presidente Dilma Rousseff montou operação para tentar emitir sinais de austeridade ao mercado e pediu ajuda ao Congresso. Apenas em 2015, a moeda americana subiu 52,54% em relação ao real. Com a desvalorização dos últimos 12 meses, a moeda brasileira só perde para o rublo russo. A expectativa de especialistas é de que a cotação continue a aumentar, complicando a situação de empresas com dívidas em moeda estrangeira. A disparada do dólar agravou ainda mais a situação financeira da Petrobrás. Desde junho, a estatal já contabilizou uma alta de cerca de R$ 100 bilhões nas dívidas em moeda estrangeira, de acordo com estimativas feitas pela consultoria Economática. (Economia / Págs. B1 a B4)

Levy: ‘ Não há forma mágica para crescer
O ministro Joaquim Levy (Fazenda) disse ontem em evento promovido pela OCDE que o Brasil não pode ter a ilusão de que há formas “mágicas” ou “heterodoxas” para se chegar a um crescimento mais acelerado. Em Brasília, equipe da agência de classificação de risco Fitch colhe informações para avaliar um possível rebaixamento da nota de crédito do País. (Págs. B5 e B6)

André Vargas é o 1° político condenado na Lava Jato
A Justiça Federal condenou ontem o ex-deputado André Vargas (ex-PT-PR) a 14 anos e 4 meses de prisão pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro desviado de contratos de publicidade da Caixa Econômica Federal. Vargas é o primeiro político a ter ocupado cargo público de expressão condenado na Operação Lava Jato. Segundo a sentença do juiz Sérgio Moro, o ex-parlamentar “recebeu propina não só no exercício do mandato de deputado federal, mas também da função de vice-presidente da Câmara, entre os anos de 2011 e 2014, período em que praticou a maior parte dos fatos criminosos”. Também foram condenados o publicitário Ricardo Hoffmann (12 anos e 10 meses) e LeonVargas Ilário, irmão do ex-deputado (11 anos e 4 meses). A prática dos crimes de corrupção, de acordo com Moro, envolveu o pagamento de propinas de pelo menos R$ 1.103.950,12 por intermédio de contratos de publicidade firmados com a Caixa e o Ministério da Saúde. (Política/ Pág. A9)

Mercadante e Aloysio serão investigados
O ministro Celso de Mello, do STF, autorizou a abertura de inquéritos para investigar o ministro Aloysio Mercadante (Casa Civil) e o senador Aloysio Nunes (PSDB-SP) por suposta prática de crime eleitoral e lavagem de dinheiro, sem relação com a Lava Jato. Citados pelo dono da UTC, Ricardo Pessoa, negam irregularidades. (Pág. A8)

Dilma oferece 5 ministérios ao PMDB para aprovar ajuste
Para atrair o PMDB, aprovar o ajuste fiscal e barrar processo de impeachment, a presidente Dilma Rousseff ofereceu cinco ministérios ao partido – dois à Câmara, dois ao Senado e um às duas Casas. Para tanto, sacrificou uma das principais pastas do PT, a da Saúde, causando mal-estar. O ministro Arthur Chioro quis resistir, mas ouviu de um emissário de Dilma que o governo precisa ceder o posto ao PMDB para mantê-lo na base, dar sinais positivos ao mercado e conter o dólar. (Política / Pág. A4)

Nova CPMF prevê cobrança até 2019
O governo enviou ontem ao Congresso pacote de medidas fiscais que inclui a proposta da nova CPMF. O texto prevê alíquota de 0,20% e cobrança até 31 de dezembro de 2019. (Pág. A5)

Justiça italiana libera extradição de Pizzolato
O Conselho de Estado, principal instância da Justiça administrativa da Itália, derrubou liminar que impedia a extradição para o Brasil de Henrique Pizzolato. Condenado no mensalão, ele deve cumprir na Papuda, em Brasília, pena de 12 anos e 7 meses de prisão. (Política / Pág. A10)

Eliane Cantanhêde
‘Governo moribundo’? – Oposição, ex-aliados e ainda aliados não falam mais em “se”, mas em “quando” será votado o processo de impeachment da presidente Dilma. (Política/Pág. A8)

Notas&Informações
A Lava Jato e os políticos – A possível mudança de varas criminais pode levar à desarticulação das investigações (Pág. A3)

Recessão nas contas externas – Aos trancos e barrancos, as contas externas dão sinais de melhora. É uma rara notícia positiva (Pág. A3)


Estado de Minas

Manchete: Nunca antes na história do real
Dólar chega a R$ 4,05, maior cotação desde a implantação do plano que estabilizou a moeda brasileira,
Quando o Plano Real foi lançado, em 1º de julho de 1994, além de estancar a hiperinflação, pôs a moeda do país a opar coma norte-americana.Um real valia um dólar, para satisfação dos brasileiros,que viram seu poder de compra aumentar.De lá para cá, a divisados EUA variou bastante.Mas,ontem, fechou cotada a R$ 4,05, no maior valor destes 21 anos de estabilidade.Antes,o pico havia ocorrido em 10 de outubro de 2002, entre o primeiro e o segundo turnos da eleição presidencial, quando alcançou os R$ 3,99. Os motivos são os mesmos desde o início da trajetória ascendente: a buscados investidores por proteção,num ambiente de muita incerteza nos campos político e econômico. O Banco Central, que na segunda-feira injetou R$ 3 bilhões para conter a alta,desta vez não fez intervenções.A disparada do dólar é mais uma realidade que desmente as projeções do governo para a economia. Há menos de um ano,o então ministro da Fazenda Guido Mantega garantia que qualquer aposta nesse sentido seria perdedora.

Vai quebrar a cara quem apostar na alta do dólar”Guido Mantega, então ministro da Fazenda, em 18/10/2014. O dólar estava cotado a R$ 2,43 Pág. 8

VIOLÊNCIA
Assaltos em Minas crescem 16% este ano
Dados da Secretaria de Estado de Defesa Social mostram que ocorrências cresceram também em BH. Donos de concessionárias e lojas na Cristiano Machado têm trocado os pagamentos em dinheiro porcartões e transferência eletrônica para evitar assaltos. Pág. 14

Grau de investimento
Agência prevê futuro melhor para o Brasil
Analista da agência de classificação de risco Moody’s diz que o Brasil está melhor que países que perderam grau de investimento e destaca previsão de crescimento do PIB após 2016. Contudo, afirma que economia enfrentará dois anos de recessão. No início deste mês, a Standard&Poor’s retirou o selo de bom pagador do Brasil,citando “falta de habilidade”do governo para lidarcomoOrçamento e o Congresso. Pág. 9

LAVA-JATO
Ex-petista é condenado por corrupção
O juiz Sérgio Moro condenou a 14 anos e quatro meses de prisão por corrupção passivaelavagem de dinheirooex-deputado federal do PT e ex-vicepresidente da Câmara André Vargas. Preso desde abril, Vargas deixou o PT quando caiu na LavaJato por ter intermediado negócios do doleiro Alberto Youssef no Ministério da Saúde. Pág. 4

Cunha deve ler o pedido de impeachment amanha. Pág. 3

PRIMAVERA-VERÃO
Estação que marca floração de plantas como esta ninfeia no Parque das Mangabeiras (E) começou hoje e será uma das mais quentes dos últimos anos em BH. Pág. 18


Gazeta do Povo

AJUSTE FISCAL
Manchete:Dilma oferece 5 ministérios ao PMDB para recompor base e salvar mandato
Pressionada pela deterioração da economia e a falta de apoio, a presidente Dilma Rousseff ofereceu ao PMDB cinco ministérios para recompor a base aliada na Câmara e no Senado. Ao ceder mais espaço aos peemedebistas, o governo esperava ontem evitar a derrubada de vetos presidenciais à chamada “pauta-bomba”, que aumenta os gastos da União em R$ 36 bilhões até 2019. A oferta da presidente deu certo e a bancada de deputados peemedebistas fechou questão para manter os vetos. A votação começou à noite e até às 23 horas não havia um resultado

CRIME
Operação Quadro Negro apreende R$ 9 mi em bens
A segunda etapa da Operação Quadro Negro, realizada pela Polícia Civil do Paraná, apreendeu bens avaliados em R$ 9 milhões. A operação investiga o desvio de recursos públicos da Secretaria da Educação por meio de contratos com empresas para construção de escolas. Foram apreendidos nove carros de luxo, um apartamento em Balneário Camboriú e um flat em Salvador

LAVA JATO
André Vargas é condenado a 14 anos de prisão
O juiz Sérgio Moro condenou o ex-vice-presidente da Câmara dos Deputados André Vargas a 14 anos e 4 meses de prisão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. O ex-petista foi condenado por ter recebido ao menos R$ 1,1 milhão de um esquema de repasse da agência de publicidade Borghi/Lowe, detentora de contratos com o Ministério da Saúde e a Caixa Econômica

VIAGEM
Nos EUA, papa enfrenta temas controversos
A proteção e recepção de migrantes, a defesa do meio ambiente, com um firme posicionamento pela revolução energética radical, e a ditadura da tecnologia e das finanças estão na pauta da visita do papa Francisco aos Estados Unidos. O pontífice estará presente amanhã no Congresso americano e, na sexta-feira, na Assembleia Geral da ONU, que receberá 170 líderes mundiais

SAÚDE
Distribuição desigual de leitos de UTI ameaça saúde de bebês

ESTATÍSTICA
PR teria de aumentar em 67% o número de leitos, dizem pediatras

SAÚDE
Primeira leva de aprovados no concurso do HC é convocada para o trabalho

LAVA JATO
Condenado, André Vargas ‘erguia o punho e recebia propina’, diz Moro
POLÊMICAS
Em regime de urgência, Alep começa a votar pacote de Richa
AJUSTE FISCAL
Maioria do PSDB é contra CPMF, mas cautelosa com impeachment, diz Beto Richa
REDE
TSE aprova novo partido de Marina Silva
LAVA JATO
Ministro do STF autoriza início de investigação sobre Mercadante e Aloysio Nunes
AJUSTE FISCAL
Governo envia ao Congresso PEC da CPMF e publica medidas no Diário Oficial
MENSALÃO
Justiça italiana nega recurso e dá aval para extradição de Henrique Pizzolato
LAVA JATO
Pela primeira vez na Lava Jato, TRF revê decisão de Moro e absolve doleiro

Resultado de imagem para Lava-Jato e o STF MORO E TEORI
LAVA JATO
Ministros do STF defendem tirar de Moro e Teori braços da Lava Jato
RIO GRANDE DO SUL
Votação de “tarifaço” gera confronto entre policiais e servidores


Zero Hora

Manchete : A R$ 4,05, dólar bate recorde da história do real
Moeda manteve ritmo de alta pressionada pela crise política e o temor de que a Câmara derrubasse vetos de Dilma para contenção de gastos do governo, o que pode comprometer o ajuste fiscal. (Notícias | 11,16 e 19)

Lava-Jato – Justiça condena primeiro político na operação

Ex-deputado André Vargas (ex-PR) recebeu pena de 14 anos de prisão (Notícias | 9)

STF autoriza investigar Mercadante e Nunes
Petista e tucano são suspeitos de crime eleitoral e lavagem de dinheiro (Notícias | 11)

Dia tenso com votação de ICMS na Assembleia
Até o fechamento desta edição, já havia sido aprovado o aumento para cerveja, cigarros, TV por assinatura e cosméticos. (Notícias | 6 a 10 e 20)


Folha de S. Paulo

Manchete : Crise leva dólar a R$ 4,05, maior valor da era do real
Governo estima recessão maior que a prevista, mas prevê alta da arrecadação
Os conturbados cenários político e econômico causaram nova disparada do dólar, que rompeu, pela primeira vez na história do real, a barreira dos R$ 4. Fechou a R$ 4,05. A elevação da moeda americana tende a pressionar a inflação. Para economistas, as incertezas intensificaram a cautela de investidores e ampliaram o risco de rebaixamento da nota de crédito. A agência de risco Standard&Poors já tirou do país o selo de bom pagador da dívida. Moody’s e Fitch mantêm o grau de investimento, porém o governo foi avisado de que também será rebaixado por elas se não der sinais concretos de que aprovará o novo pacote fiscal. Apesar de já reconhecer uma recessão maior que a prevista, a equipe econômica fez projeções otimistas de receita para garantir o cumprimento da meta fiscal em 2015 — os cálculos estão bem acima dos do mercado. Com a decisão, o governo se desobriga de promover nova redução de gastos. O Orçamento já teve corte de R$ 78,6 bilhões neste ano. A equipe econômica atribui a alta da arrecadação esperada para a Previdência (R$ 4,1 bilhões) à expectativa de menos gastos com benefícios até julho — o número de concessões caiu em razão da greve de funcionários do INSS. (Poder A4)

STF abre inquéritos contra Mercadante e Aloysio Nunes
O Supremo abriu inquéritos contra o ministro petista Aloizio Mercadante (Casa Civil) e o senador Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP) para investigar suspeitas de fraude nas contas de campanha e lavagem de dinheiro. As acusações contra os dois surgiram no depoimento do empreiteiro Ricardo Pessoa, delator na Lava Jato. Mercadante negou a tese de caixa dois. Para Nunes, a investigação é “bem-vinda” para afastar dúvidas. (Poder a7)

Vargas, ex-PT, é 1º político a ser condenado na Lava Jato
O juiz federal Sergio Moro condenou o ex-deputado petista André Vargas a 14 anos e 4 meses de prisão pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro. Ele é o primeiro político condenado no âmbito da Lava Jato. Vargas recebeu R$ 1,1 milhão em troca de direcionar contratos de publicidade do Ministério da Saúde e da Caixa Econômica à agência Borghi/Lowe. A defesa, que pode recorrer da decisão, não se pronunciou. (Poder a8)

Foto-legenda : ‘Tarifaço’
Servidores gaúchos e a Brigada Militar entraram em confronto em frente à assembleia, em Porto alegre; os funcionários protestavam contra projetos do governador José Ivo Sartori (PMDB) que aumentam imposto (Poder a10)

Aécio foi ao Rio com avião oficial de MG 124 vezes em 7 anos
O senador Aécio Neves (PSDB) usou aeronaves oficiais para viajar 124 vezes ao Rio entre 2003 e 2010, quando governou Minas Gerais. Segundo a gestão Pimentel (PT), a média anual (17) é superior à do sucessor Anastasia (7). Um decreto estadual permite o uso desses aviões em “qualquer natureza” por questões de segurança. A assessoria de Aécio nega irregularidade e aponta inconsistências. (Poder a10)

Conselho suspende limite de 50 anos para reprodução assistida (b5)

São Paulo vai transferir alunos para dividir escolas por séries (Cotidiano b1)

Eduardo Sodré
Confissão da VW desperta suspeita sobre montadoras
Com a admissão da Volkswagen de que houve adulteração em carros a diesel nos EUA, não é difícil imaginar outras empresas flagradas em irregularidades ambientais, já que os fornecedores são os mesmos. (Mercado a19)

Mônica Bergamo
Andrade Gutierrez estuda leniência e delação do petrolão
Executivos da Andrade Gutierrez estudam a possibilidade de serem delatores na Lava Jato. O interesse seria, depois, fechar acordo de leniência com o governo. (Ilustrada C2)

Editoriais
Leia “Desmatamento zero”, sobre metas brasileiras de redução de emissões, e “Grécia em círculos”, acerca de eleições parlamentares no país. (Opinião A2)


Edição: Equipe Fenatracoop, 23 de Setembro de 2015, ás 08:32

Compartilhe nossa Matéria