Manchete nos Jornais desta Quinta-Feira, 16 de Julho de 2015
Postado por: Equipe Portal Cambé Em 16th julho 2015

Em quatro dias, Paraná registra 170 mil raios
Entre os dias 10 e 14 de julho, a incidência de descargas elétricas no Paraná foi 95% maior do que no mesmo período do ano passado. Segundo o Inpe, o estado registrou o dobro de raios do que o Rio Grande do Sul. O volume de chuvas de granizo também está sendo acima da média…


O Globo

Manchete: Cardozo admite que doação oficial pode ser crime
Isso ocorre se quem recebeu sabia da origem ilícita do dinheiro, diz ele. Em CPI, ministro afirma ter certeza que denúncias não atingirão Dilma. Na contramão da estratégia de defesa do PT na Lava-Jato, o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, admitiu ontem à CPI da Petrobras que, no seu entendimento, doações eleitorais declaradas ao TSE podem ser consideradas crime se ficar comprovado que quem recebeu sabia da origem ilícita do dinheiro. O ministro fez defesa veemente da presidente Dilma, dizendo ter certeza que as denúncias não a atingirão. Diante dos ataques de investigados à Lava-Jato, sustentou que o governo em nada influenciou nas operações da PF. (pág. 3)

Parlamento da Grécia dá aval a pacote
Mesmo com racha em seu partido, o governo grego conseguiu aprovar o ajuste fiscal exigido pelos europeus para liberar socorro de € 86 bilhões. Nas ruas, protestos acabaram em confronto com a polícia. A insatisfação popular e a divisão no governo devem dificultar a implementação das medidas do ajuste. (Pág. 19)

Câmara recua sobre mandato
Em nova votação, a Câmara desistiu de aumentar os mandatos de presidente, governadores, deputados e vereadores de 4 para 5 anos. O fim da reeleição, porém, foi mantido. (Pág. 7)

Porsche para no posto
Porsche apreendido na Casa da Dinda, do senador Collor, pertence a um posto de gasolina de Maceió. O responsável pelo posto não soube explicar. A Ferrari e o Lamborghini estão em nome de firmas de Collor. (Pág. 4)

Dirceu apela a Moro e diz que não vai fugir
Pela terceira vez, o ex-ministro José Dirceu pediu para não ser preso pela Lava-Jato, agora em apelo feito diretamente ao juiz Sérgio Moro. A defesa alegou que o petista, condenado no mensalão, vive suplício por medo de nova prisão. (Pág. 6)

Ex-deputada do Rio é denunciada
Ex-deputada estadual pelo PSOL, Janira Rocha foi denunciada pelo Ministério Público por improbidade. Ela é acusada de contratar servidores fantasmas e reter parte dos salários deles. (Pág. 18)

Petrobras estuda vender até parte do mega-campo de Libra (Pág. 22)

Merval Pereira
Em meio ao clima de conflito entre poderes, PMDB se lança como alternativa para 2018. (Pág. 4)
Míriam Leitão
Campanha pela volta de Lula enfraquecerá ainda mais a presidente Dilma. (Pág. 20)
Editorial
‘Não pode haver instituições e pessoas acima da lei’ (Pág. 16)

————————————————————————————

O Estado de S. Paulo

Manchete: Temer diz que ação da PF abala ‘tranquilidade institucional’
Parlamentares da base veem Operação Politeia como tentativa do governo de enfraquecer Congresso
Um dia depois da deflagração da Operação Politeia, a cúpula do PMDB e integrantes de outros partidos aliados reagiram aos mandados de busca e apreensão em residências de senadores e deputados e passaram a articular retaliação contra o governo, a quem acusam de estar por trás de ação para enfraquecer o Congresso e o Tribunal de Contas da União (TCU). O ambiente contaminado levou o vice-presidente da República e articulador do Palácio, Michel Temer, a dizer que a operação abala a “tranquilidade institucional” do País.
“Temos de buscar no País uma certa tranquilidade institucional porque essas coisas todas estão, digamos assim, abalando um pouco a natural tranquilidade que sempre permeou a atividade do povo brasileiro.” Ontem, a avaliação na base era de que, se persistirem ações judiciais contra parlamentares, o contra-ataque virá com a rejeição das contas da presidente Dilma Rousseff e consequente abertura de processo de impeachment. (Política pág. A4)

Para Cardozo, nenhum crime atinge Dilma
Em depoimento à CPI da Petrobrás, o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, eximiu o governo de responsabilidade pela Operação Politeia e afirmou que “nenhum fato relacionado a desvio de dinheiro público, corrupção ou improbidade administrativa chegará perto da presidente Dilma Rousseff”. “(Ela) é uma pessoa de honestidade inatacável”, disse. Sobre a investigação, lembrou que os envolvi-,dos são pessoas com foro privilegiado e a Polícia Federal apenas executou determinações do Supremo Tribunal Federal. (Política pág. A6)

Cunha: ‘Porta de casa está aberta’
Um dia após Polícia Federal e Procuradoria-Geral da República realizarem buscas em casas e escritórios de políticos, o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), investigado na Operação Lava Jato, disse que as portas de sua casa estão abertas: “Vão a hora que quiser. Eu acordo às 6 horas. Que não cheguem antes para não me acordar.” (Pág. A4)

Especialistas criticam reação
Para cientistas políticos e historiadores, a Operação Politeia demonstra a autonomia e o fortalecimento das instituições do País. E a reação mostra a perplexidade da classe política diante disso. (Pág. A5)

Parlamento grego aprova primeira parte das reformas
Com 228 votos a favor e 64 contra, o Parlamento da Grécia aprovou o primeiro pacote de reformas apresentado pelo primeiro-ministro, Alexis Tsipras, como pré-requisito para um novo acordo de resgate com a União Européia. A votação foi marcada pelo retorno dos protestos violentos nas ruas de Atenas contra o rigor fiscal e em favor da saída do país da zona do euro. O país deve receber um socorro de € 10 bilhões do sistema financeiro e uma injeção de € 12 bilhões para honrar compromissos com o FMI e o Banco Central Europeu, (Economia págs. B12 e B13)

Trabalho barrado
Justiça tira do ar apresentadores infantis do SBT (Caderno 2)

FMI espera reestruturação
A diretora-gerente do FMI, Christine Lagarde, disse esperar que a União Européia aceite uma profunda reestruturação da dívida grega, mas previne que as negociações deverão ser difíceis. (Pág. B13)

Sabesp quer repassar encargo de 7,5% a clientes
Depois de dois reajustes em menos de seis meses, a tarifa de água e esgoto pode subir novamente para os consumidores paulistanos. A Sabesp quer repassar aos clientes o encargo de 7,5% da receita bruta obtida na cidade que é obrigada a depositar no Fundo Municipal de Saneamento Ambiental e Infraestrutura para execução de obras de urbanização. O repasse foi autorizado em março de 2013 pela agência estadual que regula o setor, mas foi suspenso a pedido do governador Geraldo Alckmin (PSDB). (Metrópole pág. A12)

Obama rejeita ação com Irã contra EI
Um dia após acordo nuclear, o presidente Barack Obama disse que a solução para a Síria envolve o Irã, mas descartou cooperação com o país contra o Estado Islâmico. (Internacional pág. A12)

COB defende continência
Atletas que recebem apoio financeiro das Forças % Armadas, como Hugo Arthuso, do badminton, estão batendo continência nos pódios de Toronto. Para o COB, é só mostra de patriotismo. (Pág. A26)

José Roberto de Toledo
Quando setembro chegar
Rodrigo Janot estará junto a Dilma Rousseff quando setembro chegar, e enfrentando os mesmos adversários. Seus destinos podem se cruzar. (Políica pág. A6)

Gilles Lapouge
Oriente Médio agitado
Há mjl anos, e principalmente há dez anos, toda a geopolítica da região se organiza ao redor da rivalidade e do ódio mortal entre xiitas e sunitas.(Internacional pág. A15)

Veríssimo
Pessoas trocando insultos nas redes sociais, autoridades sendo ofendidas em lugares públicos, uma pregação francamente golpista… Epa, pessoal. (Caderno 2 pá. C10)

Notas & Informações
Chegou a vez dos maus políticos
A Operação Politeia está fadada a continuar provocando reações impressionantes. (Pág. A3)
————————————————————————————

Gazeta do Povo

ESCÂNDALO NA PETROBRAS
Câmara e Senado pressionam governo para conter a Polícia Federal na Lava Jato
Os presidentes da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL) estão pressionando o governo federal para conter a investigação da Polícia Federal. Possíveis alvos da Operação Lava Jato, os parlamentares ameaçam fazer retaliações, como acabar com a aliança do PMDB com o PT e colocar em votação o pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff. Sem citar nomes, o ministro da Justiça, Eduardo Cardozo, disse ontem na CPI da Petrobras que jamais atuará no cargo para controlar ou direcionar investigações da Polícia Federal. O órgão é subordinado ao Ministério da Justiça, mas tem autonomia para realizar inquéritos policiais
ZONA DO EURO
Por novo socorro, Grécia aprova reforma fiscal
O Parlamento grego aprovou ontem o plano de austeridade que atende as principais exigências de aumento de impostos e de cortes nos benefícios sociais feitas pelos chefes de estado da União Europeia para socorrer o país com mais 86 bilhões de euros. Do lado de fora do prédio, manifestantes do Partido Comunista, contrários ao arrocho, enfrentaram a polícia e protagonizaram cenas de violência
ESTRADAS
Bancada federal encampa debate sobre pedágio
Paralelamente ao grupo formado pelos governos federal e estadual para discutir os contratos de pedágio no Paraná, a bancada em Brasília resolveu entrar na discussão. Os parlamentares paranaenses aprovaram ontem a proposta de realizar audiências para ouvir concessionárias e outros envolvidos
TEMPO
Em quatro dias, Paraná registra 170 mil raios
Entre os dias 10 e 14 de julho, a incidência de descargas elétricas no Paraná foi 95% maior do que no mesmo período do ano passado. Segundo o Inpe, o estado registrou o dobro de raios do que o Rio Grande do Sul. O volume de chuvas de granizo também está sendo acima da média
CONTENÇÃO DE DESPESAS
Capes corta 75% da verba para pós-graduação
A UFPR pediu esclarecimentos ao Ministério da Educação sobre um ofício enviado pela Capes, no qual é anunciado o contingenciamento do Programa de Apoio à Pós-Graduação (Proap). O corte prejudica o funcionamento de laboratórios, a produção de material didático e a publicação de artigos científicos


Estado de Minas

MUNICÍPIO TEME GUERRA POR TERRAS

A queda de uma aeronave (E) e a morte do prefeito de Central de Minas durante sobrevoo em acampamento do MST em fazenda em Tumiritinga, no Vale do Rio Doce, deixaram os moradores apreensivos. Primeiros levantamentos da polícia descartam que o bimotortenha sido alvo de tiros. Sem-terra alegam que a aeronave que caiu e uma outra faziam voosrasantes a fim de intimidá-los. Aliados do prefeito dizem que ele apenas fazia fotos da região. Pag.13

FECHE A TORNEIRA… OU A ÁGUA VAI SUMIR

Redução do consumo não passa da metade da meta em junho e torna iminente o racionamento em agosto. A economia de água em Belo Horizonteena região metropolitana foi de apenas 15% em junho em relação ao mesmo mês em 2014, bem abaixo da meta de 30% estipulada pela Copasa no início do ano. As chuvas entre março e maio não recuperaram os reservatórios. O Sistema Paraopeba está com capacidade de apenas 34%, enquanto há um ano o índice era de 56% e em 2013, de 89%. A Copasa já havia alertado em junho que se a diminuição do consumo não atingir a meta em julho, o racionamento será inevitável a partir do mês que vem. Até agora, a média de economia em cinco meses não passou de 14%. Uma nascente na Vila Acaba Mundo, na Serra do Curral, em BH, foi revitalizada por estudantes, que retiraram o lixo e plantaram mudas de espécies nativas. Pág 17E18

UM CRIME MONSTRUOSO

Casos como o da menina de 10 anos que virou mãe em Esmeraldas após ter sido estuprada várias vezes pelo padrasto fazem parte de assustadora estatística. Todos os dias, pelo menos uma criança ou adolescente de até 14 anos sofre abuso sexual na Grande BH. E, segundo dados do governo estadual, o número de crimes como esse tem aumentado. De 633 vítimas em 2012, ocorrências saltaram para 736 em 2014,crescimento de 16,2%.

ELEIÇÕES 2.508 ações contra doação ilegal em MG

O Ministério Público Eleitoral (MPE) abriu ações judiciais contra pessoas físicas e jurídicas que contribuíram para campanhas de candidatos em Minas acima do limite permitido por lei. Denúncias são o resultado de investigação conduzida pela Justiça Eleitoral e Receita Federal, revelada pelo Estado de Minas em maio. Pág. 2

CRISE NA BASE Nova etapa da Lava-Jato eleva tensão política

Apreensão de carros na casa de Fernando Collor(PTB-AL) e outros dois senadores acirrou os ânimos no Congresso.O presidente do Senado, Renan Calheiros(PMDBAL), disse que entrará com ação no STF contra a atuação da Polícia Federal. Interlocutor político do Planalto,o vice-presidente da República, Michel Temer, fez apelo por paz entre poderes. Pág. 3

MP investigará Uber e taxistas

Inquérito do Ministério Público de Minas vai apurar a atuação dos motoristas a serviço do aplicativo e a qualidade do transporte por táxi em Belo Horizonte. Pág. 15

GRÉCIA APROVA ACORDO PARLAMENTO VOTA A FAVOR DE EXIGÊNCIAS EUROPEIAS

Em dia marcado por violentos protestos em Atenas, parlamentares gregos decidiram aceitar pacote de medidas de ajuda financeira que impõe elevação de impostos e revisões das leis trabalhista e previdenciária. Pág. 8

MISTER PAN

O nadador Thiago Pereira, de 29 anos, atleta do Minas Tênis Clube, fez jus ao apelido e se tornou o recordista brasileiro de medalhas em Jogos Pan-Americanos. Com o ouro no revezamento 4×200 eobronze (D) nos 200m peito em Toronto, ele chegou a 21 em sua carreira, duas a mais que Gustavo Borges. CAPA


Zero Hora

Manchete : Sartori deve parcelar salários acima de R$ 2 mil em julho
Com arrecadação em queda, Estado só terminará de pagar as contas de junho na próxima terça-feira e não terá dinheiro para quitar vencimentos dos servidores no dia 31, apesar das liminares da Justiça proibindo atraso. (Rosane de Oliveira pág. 10)

Raio X na folha de empresas do estado
Em maio, 66 servidores de sete órgãos receberam remuneração bruta entre R$ 30,5 mil e R$ 58,5 mil. (pg. 8 e 9)

40 meses de diárias quase ininterruptas
Atual corregedora-geral da Susepe recebeu R$ 52 mil extras por viagens entre 2011 e 2014. (pg. 16)

Quatro cidades em situação de emergência no estado
Chuva deixa estragos e desabrigados em mais de 40 municípios. (pg. 18 e 19)

Sob protestos, parlamento grego aprova pacote
Para obter ajuda contra a crise, medidas incluem impostos e privatizações. (pg. 14, 15 e 23)

————————————————————————————

Brasil Econômico

Manchete: Parlamento da Grécia diz sim a pacote de austeridade
Depois de violentos protestos nas ruas de Atenas e tensão na votação das medidas, os parlamentares gregos aprovaram as regras impostas para a ajuda financeira ao país. O ex-ministro Yanis Varoufakis foi um dos que votaram não. (Pág. 23)

Câmara recua em mandato de cinco anos
O plenário da Câmara dos Deputados voltou atrás e rejeitou ontem, por 294 votos contra 154, a proposta de mandato de cinco anos para deputados federais, estaduais e distritais, prefeitos, vereadores e senadores. (Pág. 3)

Arrecadação em junho foi a pior em 5 anos
Em junho, a queda frente ao mesmo mês de 2014 chegou a 2,44%. O resultado ficou dentro das estimativas e foi 6% maior do que o desempenho registrado em maio, quando a arrecadação federal somou R$ 91,5 bilhões. (Pág. 5)

Nadja Sampaio
Transparência e honestidade nas relações é o que o cidadão e o consumidor querem. (Pág. 13)

Carlos Thadeu
Não será reversão total, mas o semestre pode ter nos preços alento para o comércio. (Pág. 7)
José Negreiros
AGOSTO, O MÊS DOS PROBLEMAS
Agosto, tradicional mês do mau agouro na política brasileira, reserva pelo menos três eventos delicados a serem operados pela presidente Dilma Rousseff. O primeiro é o julgamento de suas contas de 2014, na primeira quinzena do mês, por parte do TCU, que estaria pronto para sugerir sua rejeição ao Congresso….

Luiz Sérgio Guimarães
PREGÃO OSCILA NA CORDA BAMBA
Os mercados financeiros equilibraram-se ontem numa corda bamba fustigada por ventos imprevisíveis. Externamente, discurso da presidente do Federal Reserve (Fed), Janet Yellen, em tom otimista sobre a recuperação da economia americana, crescimento chinês mais robusto do que o esperado atropelado por novo tombo, superior a 3%…
————————————————————————————

Folha de S. Paulo

Manchete: Grécia aprova exigências de resgate da União Europeia
Medidas ainda precisam do aval de 6 nações; país deve receber socorro emergencial de €7bi
O Parlamento da Grécia aprovou as principais exigências da União Europeia para socorrer o país com até € 86 bilhões (R$ 295 bilhões) e evitar a sua saída da zona do euro. Entre elas, o aumento de impostos e cortes em benefícios sociais.
Com a aprovação, por 229 votos a 64, o premiê Alexis Tsipras, do partido de esquerda Syriza, poderá iniciar formalmente as negociações para o terceiro socorro aos gregos. O acordo ainda precisa do aval dos parlamentos de seis países.
Nesse ínterim, a Europa propõe empréstimo emergencial de € 7 bilhões para a Grécia cobrir as necessidades de caixa deste mês. Os bancos gregos, fechados há duas semanas, precisam de € 10 bilhões para voltar a funcionar normalmente.
O total da verba de resgate virá de empréstimo-pon-te do Mecanismo Europeu de Estabilização Financeira. A dívida vencerá em até 90 dias e será paga com recursos que a Grécia receberá, posteriormente, do fundo de resgate da zona do euro.
Enquanto os parlamentares definiam o futuro do país, milhares de gregos ocuparam as ruas de Atenas para protestar contra o pacote de austeridade acertado na segunda (13). Houve confronto entre manifestantes e policiais. (Mercado A15)

Arrecadação cai e governo prevê queda de até 2% do PIB neste ano
O governo Dilma mudou sua projeção para o desempenho da economia neste ano e já trabalha com uma retração de 1,5% do PIB. Reservadamente, o temor é que a recessão seja mais profunda e a queda seja de 2%. A Receita anunciou uma queda real de 2,87% na receita da União no primeiro semestre. O resultado é consequência direta da redução no nível de atividade. (Mercado A17)

Crise grega expõe fissura indiscutível no projeto europeu
As fissuras no projeto europeu são inquestionáveis. A região engloba cidadãos de primeira classe, os confiáveis, e os de segunda classe, os imprudentes. Cabe aos primeiros enquadrar com instrumentos duros e, aos outros, escolher entre chicotadas e o preço de deixar o euro. (Mercado A22)

Obama pede que Congresso analise sem politicagem acordo com Irã (Mundo A12)

Cardozo contraria PT e diz que doação legal pode ser crime
Contrariando discurso do PT, o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, afirmou à CPI da Petrobras que doações legais podem ser criminalizadas como fruto de propina se o recebedor souber da origem ilegal. Ele disse ainda que a escuta na cela do doleiro Alberto Youssef é ato ‘gravíssimo’. (Poder A4)

Senado articula veto a redução da maioridade penal
Após aprovarem a ampliação do tempo de internação de jovens infratores sem alterar a maioridade penal, senadores articulam deixar na “geladeira” a proposta que reduz de 18 para 16 anos a idade penal. O presidente da Casa, Renan Calheiros, e o governo apoiam a articulação. (Cotidiano B1)

Editoriais
Leia “Ação e reação”, sobre operação da PF e crítica de senadores, e “Arquitetura eleitoral”, a respeito de desperdício de recursos em obras públicas. (Opinião A2)


Edição: Equipe Fenatracoop, 16 de Julho de 2015, ás 06:30

Compartilhe nossa Matéria