TCU indica prejuízo de pelo menos US$ 126 milhões na compra de Pasadena – Relatório inédito indica ‘dano injustificado’ na compra pela Petrobras…

Destino incerto de três estádios após a Copa – Superdimensionados, três estádios correm risco de virarem elefantes brancos após Mundial…

Gustavo Franco: Gasto com a Copa é metáfora exata das causas da inflação – O economista Gustavo Franco é torcedor do Botafogo e está acompanhando os jogos da Copa do Mundo. Um dos formuladores do Plano Real, que completa 20 anos durante o Mundial, ele diz que o “futebol se tornou uma metáfora exata das causas da inflação” no Brasil…

Desemprego ronda a indústria no ABC – Na estatística, 5,4% dos trabalhadores das indústrias de material de transporte do ABC paulista perderam o emprego de janeiro a maio deste ano. Por enquanto, o aumento das aposentadorias e o afastamento temporário atenuam os efeitos do desemprego, que caiu em maio…

OMC condena a Argentina por restringir importação – Para a Organização Mundial do Comércio (OMC), Argentina violou acordos comerciais ao restringir importações ilegalmente…

O GLOBO

Governo dará nova ajuda à indústria

TCU indica prejuízo de pelo menos US$ 126 milhões na compra de Pasadena

Relatório inédito indica ‘dano injustificado’ na compra pela Petrobras

Um relatório inédito da área técnica do Tribunal de Contas da União (TCU) indica que os gestores da Petrobras causaram um dano de pelo menos US$ 126 milhões aos cofres da estatal por terem desconsiderado um laudo de avaliação da refinaria de Pasadena, elaborado por uma consultoria contratada pela própria companhia e com apontamento de um preço do empreendimento inferior ao que acabou sendo pago. O documento do TCU, obtido pelo GLOBO, cita ainda que a estatal declarou ter pago US$ 170 milhões pela metade de um estoque que não valeria US$ 66,7 milhões.

Os auditores do TCU consideram que, no caso dos estoques, há indício de irregularidade na maneira como a Petrobras tratou do assunto. A estatal informou ao mercado que pagou os US$ 170 milhões por estoques de produtos que estavam na refinaria na época da compra. Mas, ao analisar os detalhes do contrato, os auditores dizem que essa cifra efetivamente paga e declarada ao mercado não tinha relação com os estoques. Era de outra natureza, fazia parte de ajuste de preço na transação comercial.

Zebra, Costa Rica está entre os oito

Ianomâmis: acensão à montanha sagrada

O grito dos irredutíveis de Watoriki, microcosmo da maior área indígena do país, sob ameaça

Março, 2014. Amazonas, divisa com Roraima, entre as bacias do Rio Negro e do Rio Branco. Ao entrar na casa-aldeia de Watoriki, convidados para testemunhar a festa fúnebre de reahu —, durante expedição às terras ianomâni organizada por Sebastião Salgado e acompanhada pelo GLOBO — somos saudados em coro.

— Awei napë pë kopema!

“Os brancos chegaram”, traduz o lendário Davi Kopenawa, chefe da aldeia. Mas, no vernáculo, napë é um ser incorpóreo, oposto de yanomam (ser humano). Ou, nos relatos dos anciãos “espectros calvos esbranquiçados vindos das costas do céu e subindo os rios para comer carne humana defumada como carne de macaco”.

Cansados de quatro horas num monomotor vindo de Manaus, fazemos a volta da maloca, saudando seus habitantes. Mas a marcha é refreada por uma visão: 60 cadáveres de macacos atados por cipó pendem em fogo baixo. De cócoras, os corpos familiares fazem pensar que os brancos poderiam estar ali: na trilha das missões e das comissões de limites, das estradas abertas pelo exército nos anos 1970 e da corrida do ouro na década seguinte, 80% dos ianomâmis morreram.

PR confirma Garotinho e apoio a Dilma

Em um evento no Centro do Rio, ontem, a convenção do PR que homologou a candidatura de Anthony Garotinho ao governo do Rio confirmou o apoio à reeleição da presidente Dilma Rousseff, seguindo a decisão nacional do partido, que já havia oficializado o apoio ao PT. O ministro das Relações Institucionais, Ricardo Berzoini, primeiro enviado do Palácio do Planalto a uma convenção no estado — não houve representante nacional nem mesmo na convenção de Lindbergh Farias, candidato petista ao governo do Rio —, foi o convidado ilustre do evento. Esse fato confirmou as pretensões do governo federal de alavancar a candidatura de Garotinho, criando um palanque forte e que será ocupado apenas por Dilma no Rio, terceiro maior colégio eleitoral do país.

Sem falar da situação complicada que a presidente Dilma enfrenta no estado, com a debandada de grande parte do PMDB fluminense, que criou o “Aezão” e dará palanque para o tucano Aécio Neves, e de dissidências no próprio PT estadual, que também abrirá espaço em seu palanque para Eduardo Campos (PSB-PE), Berzoini disse que foi à convenção “como pessoa física”, apenas para “trazer um abraço da presidente”, e que a campanha de Dilma não tem opção preferencial no Rio.

Aécio passa madrugada em reunião para definir vice

Disposto a manter em segredo o nome do seu candidato a vice até os últimos minutos, o candidato do PSDB a presidente, Aécio Neves (MG) só deverá formalizar o convite ao escolhido na manhã desta segunda-feira. Ele chegou a Brasília no início da noite de domingo e passará a madrugada discutindo com o governador Geraldo Alckmin e o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso as vantagens e desvantagens de um paulista, nordestino ou uma mulher.

O nome que todos os tucanos apostavam neste domingo era o do líder do PSDB no Senado, Aloysio Nunes Ferreira. Mas Aécio sinalizou que ainda há espaço para surpresas e todos poderiam perder a aposta. O anúncio do vice e das coligações estaduais será feito por Aécio amanhã as 11 horas, em reunião da Executiva nacional do PSDB, em Brasília.

Destino incerto de três estádios após a Copa

Superdimensionados, três estádios correm risco de virarem elefantes brancos após Mundial

BRASÍLIA, MANAUS e CUIABÁ — O apogeu durante a Copa, quando seus assentos foram disputados por milhares de torcedores, vai, em breve, virar apenas uma boa lembrança. Passada a euforia do Mundial, pelo menos três arenas construídas para os jogos, num custo total de R$ 2,8 bilhões, correm o risco de tornarem-se verdadeiros elefantes brancos. Superdimensionados, com capacidade muito maior do que exigem os campeonatos locais, os estádios de Manaus, Cuiabá e Brasília têm pela frente o desafio de continuarem tendo serventia no pós-Copa. O risco de ociosidade é grande: a Arena Pantanal, por exemplo, tem capacidade para 44 mil torcedores, mas os 46 jogos do campeonato mato-grossense deste ano atraíram apenas 36.397 pessoas, o que dá uma média de apenas 791 torcedores por partida. Os números são ainda piores se ficarem restritos apenas aos times da capital. O Cuiabá, que foi campeão estadual, teve uma média de 393 pagantes por disputa. Já o Mixto, clube mais tradicional da cidade, levou 910 pessoas aos seus jogos, em média.

Diante do problema, o governo do Mato Grosso estuda alternativas para o uso da Arena Pantanal. Na última sexta-feira, foi publicada no Diário Oficial do Estado uma portaria da Secretaria Extraordinária da Copa (Secopa) criando uma comissão especial, encarregada de preparar um processo licitatório para que o estádio passe a ser operado pela iniciativa privada. O governo espera lançar o edital ainda este ano. E está esperançoso.

— Vai haver disputa. Isso eu lhe garanto — afirma o secretário Maurício Guimarães, referindo-se ao número de empresas que já estariam interessadas em participar da licitação, entre elas um grupo do qual fariam parte o ex-atacante Ronaldo Fenômeno e o ex-presidente do Corinthians Andrés Sanchez.

FOLHA DE S.PAULO

Em SP, apenas 17% aprovam Haddad após 1 ano e meio

Prestes a completar um ano e meio de mandato, o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), continua mal avaliado pela população.

Pesquisa Datafolha concluída na semana passada aponta que só 17% dos entrevistados classificam a gestão do petista como ótima ou boa.

O índice é semelhante aos 18% das duas pesquisas anteriores –em junho de 2013, durante a onda de protestos que resultaram na queda da tarifa de ônibus, e em novembro do mesmo ano.

O governo Haddad é ruim ou péssimo para 36% dos ouvidos; em novembro, eram 39%, uma oscilação dentro da margem de erro –de três pontos percentuais. O índice dos que o consideram regular subiu de 40% para 44%.

A pesquisa constatou que, para 77% dos entrevistados, o petista fez menos do que o esperado. Em outra pesquisa, de abril de 2013, ainda no início de mandato de Haddad, 49% pensavam assim. Apenas 4% acham que Haddad superou as expectativas; em abril de 2013, eram 9%.

Senador tucano Aloysio Nunes será o vice de Aécio Neves

Gustavo Franco: Gasto com a Copa é metáfora exata das causas da inflação

O economista Gustavo Franco é torcedor do Botafogo e está acompanhando os jogos da Copa do Mundo. Um dos formuladores do Plano Real, que completa 20 anos durante o Mundial, ele diz que o “futebol se tornou uma metáfora exata das causas da inflação” no Brasil.

“Alguns estádios foram construídos com um dinheiro que não existe, aumentando a dívida do governo. Se queríamos exemplos de irresponsabilidade fiscal que todos entendessem, a Copa foi um espetáculo”, disse Franco, que presidiu o Banco Central de 1997 a 1999, à Folha.

Próximo ao PSDB, ele defende que o próximo governo faça uma discussão “transparente” sobre o orçamento e critica a administração Dilma Rousseff. “É preciso fazer quase uma comissão da verdade para saber o que houve com as contas públicas.”

Franco diz que a alta de preços preocupa, mas nada comparável à hiperinflação que o Plano Real derrubou. Para o economista, o país fez progressos institucionais contra o “comportamento inflacionista dos políticos”.

PSDB defende legado tucano ao lançar Alckmin à reeleição

O senador Aloysio Nunes (PSDB-SP) foi avisado por interlocutores do mineiro Aécio Neves que será anunciado como vice na chapa do presidenciável tucano nesta segunda-feira (30).

Lições da Copa

A Copa do Caos virou a Copa das Copas depois que a bola começou a rolar. Duas versões cujos fatos, de ontem e de hoje, confirmam, pelo menos em boa parte, o que se passa no país do futebol. Vamos por partes. Lula e Dilma saíram da retranca e partiram para o ataque. Com pose de campeões antecipados, batem nos que entoaram o coro do “Não vai ter Copa”, que está sendo “extraordinária”.(…)

Deu-se o contrário. O país entrou no clima de Copa. Quem já foi aos estádios, como eu, está adorando. À exceção de alguns incidentes aqui e ali, tudo está sendo um grande sucesso. Fora e dentro dos campos.(…)

Guiados pela política, certos grupos pregaram o desastre, tal como o PT do passado. Mas boa parte da mídia só cumpriu seu papel e expôs o improviso na preparação da Copa.(…)

O risco é repetirmos o engano de sempre. O desastre anunciado não se realiza e os erros são esquecidos. Tomara que a seleção não siga este rumo depois do sufoco de sábado.

Candidato à reeleição faz churrasco para 2 mil

Uma semana antes do início da campanha eleitoral, o deputado federal Roberto Santiago (PSD-SP) ofereceu uma festa de aniversário a cerca de 2.000 pessoas, em uma casa de eventos em Atibaia (a 67 km de São Paulo), com direito a palanque e equipe de coordenação uniformizada com os dizeres “Eu curto Roberto Santiago”.

Ele nega que tivesse intenções eleitorais ao realizar o evento. No entanto, juristas especializados em direito eleitoral, consultados pela Folha, acreditam que, além de campanha antecipada, a festa pode caracterizar abuso de poder econômico, caso se entenda que o gasto tenha sido feito para obter votos.

A candidatura à reeleição de Santiago será oficializada nesta segunda (30), na convenção do PSD paulista.

Garotinho anuncia apoio, e Dilma terá 4 palanques no Rio

O deputado federal Anthony Garotinho (PR-RJ) anunciou, neste domingo (29), apoio à reeleição da presidente Dilma Rousseff, após obter ajuda do Planalto na costura de alianças estaduais.

Na última semana, o governo federal pressionou o Pros a apoiar a candidatura de Garotinho a governador.

A confirmação do apoio do PR a Dilma indica que a campanha eleitoral no Rio será um embate entre palanques oficiais em favor da presidente e dissidências atraídas por Aécio Neves (PSDB) e Eduardo Campos (PSB).

Condenado por improbidade, Arruda é oficializado candidato ao governo

O ex-governador José Roberto Arruda foi confirmado neste domingo (29) candidato ao governo do Distrito Federal em chapa encabeçada pelo PR. A definição coube à executiva do partido, que anunciou a decisão na convenção regional da sigla, em Taguatinga (DF).

Condenado por improbidade administrativa no ano passado, Arruda afirmou que foi vítima de um “golpe orquestrado pelos adversários”.

VALOR ECONÔMICO

OMC condena a Argentina por restringir importação

Para a Organização Mundial do Comércio (OMC), Argentina violou acordos comerciais ao restringir importações ilegalmente

Campos promete reforma tributária no primeiro ano de seu governo

Candidato diz que fará uma redistribuição de recursos do governo federal para Estados e municípios

Sem palanques fortes, PSB aposta na força de Marina

PSDB oficializa candidatura de Alckmin em SP

Aécio critica governo Dilma em convenção e diz que petistas verão nas urnas o repúdio da população

Garotinho é confirmado no Rio, com senador do Pros

Colombo tenta reeleger-se fora da esfera do DEM

Apesar de enfrentar o PT, governador está alinhado com Dilma

Com apoio do Pros, petista disputará governo do CE

BC vai ao STJ pela avaliação de crédito

Preocupado com as ações de indenização propostas por consumidores contra empresas que fazem avaliação de crédito, o Banco Central ingressou, ao lado da Federação Brasileira dos Bancos, em um processo em que o Superior Tribunal de Justiça dará orientação sobre o tema

Airbus quer mercado de defesa da AL

A Airbus Defence and Space, do grupo Airbus planeja expandir seus negócios no Brasil. O diretor de vendas da empresa, Christian Scherer, diz que a expectativa é que nos próximos dez anos o mercado aeroespacial e de defesa da América Latina movimente € 48 bilhões

Máquina de Vendas emite debêntures

A Máquina de Vendas, fusão das redes Insinuante e Ricardo Eletro, concluiu na sexta-feira operação de emissão de debêntures de R$ 874 milhões, em três séries, para alongamento de dívidas e reforço de caixa para investimentos. É uma das maiores emissões de debêntures do ano

Algoritmos tentam acertar o passo na publicidade on-line

Após mudar a maneira de negociar títulos e ações, os algoritmos começam a automatizar a compra e venda de anúncios na web. Os sistemas identificam o perfil do consumidor e fecham as transações em milésimos de segundo. O fenômeno, batizado de mídia programática, avança rapidamente nos Estados Unidos

Até agora, empate no duelo de gigantes

O jogo da Alemanha contra os Estados Unidos na Copa do Mundo serviu só de amostra da maior batalha comercial relacionada ao futebol que está sendo travada neste verão no Hemisfério Norte – a luta implacável da Adidas com a Nike pelos corações e mentes (e bolsos) dos torcedores

Desemprego ronda a indústria no ABC

Na estatística, 5,4% dos trabalhadores das indústrias de material de transporte do ABC paulista perderam o emprego de janeiro a maio deste ano. Por enquanto, o aumento das aposentadorias e o afastamento temporário atenuam os efeitos do desemprego, que caiu em maio.

O ESTADO DE S.PAULO

SP não quer ‘esperteza’, diz Alckmin em convenção

Aloysio Nunes como vice de Aécio

O candidato do PSDB à Presidência da República, Aécio Neves, promete anunciar hoje o nome que irá compor sua chapa como vice. O escolhido deverá ser o senador Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP), de acordo com informação publicada ontem pelo blog Direto da Fonte, de Sonia Racy.

Comércio antecipa liquidação

CORREIO BRAZILIENSE

Duelo entre a tradição e a força no Mané

Franceses e nigerianos já estão a postos em Brasília, cada qual ao seu modo.

O vale-tudo para garantir minutos na TV

Com o fim do prazo para formar alianças marcado para hoje, os partidos travam frenética batalha para costurar acordo se garantir o maior tempo possível nos programas eleitorais. Dilma Rousseff ficará com quase 10 minutos, o triplo de Aécio Neves. Eduardo Campos terá pouco mais de 1 minuto

Candidaturas postas no DF

PT e PR confirmaram a indicação de Agnelo Queiroz e a de José Roberto Arruda ao governo do Distrito Federal. Com direito a vídeo de Lula, o atual  governador tenta reeleição com apoio de 15 partidos. Coligação de Arruda conta com cinco legendas e deve anunciar hoje o vice.

Corporativismo na Câmara trava pedidos de investigação contra deputados

As representações contra escândalos de corrupção, fraudes com desvio de recursos públicos ou até quebras de decoro parlamentar por ofensas em plenário começam a empilhar nas gavetas na Corregedoria da Câmara. Apresentados por partidos ou deputados interessados em levar adiante as investigações, os pedidos caem no esquecimento antes mesmo de serem encaminhados ao Conselho de Ética para uma possível absolvição ou punição dos acusados. “As investigações não andam por causa do corporativismo. Sem a pressão da mídia, a tendência é o processo ficar mofando”, afirmou o líder do PSol, Ivan Valente (SP).

Levantamento obtido pelo Correio revela que, desde março de 2013, quando a Corregedoria Parlamentar foi institucionalizada por meio de resolução, 13 pedidos de investigações se acumulam à espera de um parecer do corregedor ou do crivo da Mesa Diretora para serem levados ao Conselho de Ética. Pelo regimento, a Corregedoria precisa do aval do presidente da Câmara para abrir sindicância ou inquérito, com vista à apuração de responsabilidades e à proposição das sanções cabíveis — que pode chegar até à cassação do mandato.

O inglês muito “bad” do brasileiro

Na hora de receber turistas, até tentamos compensar com simpatia a dificuldade com a língua. O fato é que o ensino do idioma pela rede pública não é suficiente para adquirir a fluência mínima.

A estabilidade passou longe

No Chuí (foto), extremo sul do país, os benefícios do real foram relativos, como mostra a  segunda reportagem da série sobre os 20 anos do plano econômico.

CONGRESSOEMFOCO

Edição: Equipe Fenatracoop

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.