Manchete nos Jornais desta Sexta-Feira, 08 de Março de 2013

57

Empregos: Mulheres já são 50% da força de trabalho urbana…- Dia Internacional da Mulher; Objetivo maior é a busca de equilíbrio entre profissão e vida pessoal. Voz feminina é pouco ouvida na política, apesar de uma presidente. Amaya González entrou num reduto masculino, sem turbulência… – As melhores executivas do Brasil; Para a escolha, foram levadas em conta a complexidade da gestão, o tempo no cargo, mudanças de impacto no negócio, o desempenho financeiro, o grau de inovação e a reputação das empresas sob comando das executivas…

 

O Globo

Manchete: A guerra do petróleo: Rio suspende pagamentos até solução para royalties

Após derrubada do veto presidencial, Cabral diz que merenda também está ameaçada.
Governadores de estados produtores de petróleo vão recorrer ao Supremo para recuperar perdas.
No dia seguinte à votação no Congresso que derrubou o veto da presidente Dilma Rousseff e estabeleceu uma nova distribuição para os royalties do petróleo, o governador Sérgio Cabral suspendeu todos os pagamentos do estado, mantendo em dia apenas salários de servidores e transferências a municípios. A decisão atinge da compra de merenda escolar e material hospitalar a investimentos e viagens.
Só ontem, deixaram de ser pagos R$ 82 milhões, de um total de R$ 470 milhões previstos para este mês. O governador do Espírito Santo, Renato Casagrande, disse que deverá cortar 10% das despesas de custeio, e o de São Paulo, Geraldo Alckmin, afirmou que está “praticamente pronta” uma ação contra a decisão do Congresso. (Págs. 1, 25 e 29 e Mirim Leitão, Merval Pereira, editorial “Federação rompida e finanças em crise”)

Direitos humanos: Câmara elege pastor que pede senha de cartão a fiéis

O deputado evangélico Marco Feliciano (PSC-SP), processado no Supremo Tribunal Federal (STF) por estelionato e homofobia, foi eleito ontem presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara. Para evitar os tumultos da véspera, que levaram à suspensão da sessão, manifestantes de entidades defensoras de minorias foram barrados. Presidente da igreja Tempo de Avivamento, Feliciano, que é pastor, foi flagrado em vídeo pedindo a senha do cartão de crédito de um fiel. (Págs. 1, 3 e 4)
“Doou o cartão, mas não a senha. Aí não vale. Depois vai pedir milagre para Deus. Deus não vai dar e vai dizer que Deus é ruim”
Pastor Marco Feliciano (PSC-SP) Presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara

Na OEA, bolivarianos ameaçam proteção aos direitos humanos (Págs. 1 e 5)

A construção do mito: Chávez será embalsamado

O presidente em exercício da Venezuela, Nicolás Maduro, anunciou que o corpo de Hugo Chávez, morto na terça-feira, será embalsamado, para que, como “Lenin, Ho Chi Minh e Mao Tsé-tung, possa ser visto para sempre”. O velório se estenderá por mais sete dias. Ontem, milhares de pessoas esperavam até 12 horas para dar adeus a Chávez. (Págs. 1 e 32 a 34)

‘Dirceu não é parente’

José Dirceu, condenado pelo mensalão, teve negado o pedido de ir ao enterro de Hugo Chávez. Sequer é parente, frisou o presidente do STF, Joaquim Barbosa. (Págs. 1 e 6)

Volta ao passado?: Explosão em prédio da OAB

Um cabeção de nego foi detonado ontem na sede da OAB-RJ, na Avenida Marechal Câmara, no Centro. Apesar do susto, ninguém ficou ferido. Futuro presidente da Comissão Estadual da Verdade, que vai investigar os crimes cometidos no Rio pela repressão da ditadura militar, Wadih Damous viu no episódio uma provocação. (Págs. 1, 8 e 9)

Nova versão: Bruno sabia que Eliza seria morta

No último dia do seu julgamento pela morte e ocultação do corpo de Eliza Samúdio, o ex-goleiro Bruno apresentou nova versão. Ele disse que sabia que a modelo seria assassinada por seus comparsas. (Págs. 1 e 13)

Cresce violência contra mulher

O Rio é a 19ª cidade do pais com o maior número de casos de violência contra a mulher. Em 2012, número de estupros aumentou 23,7%. (Págs. 1, 14 e 15)

Depois do reajuste – Petrobras: ações sobem 20%

Com a alta de 5% do diesel nas refinarias, autorizada pelo governo para melhorar o caixa da Petrobras, as ações da estatal deram salto de 20,84% em apenas dois dias, recuperando R$ 35 bi em valor de mercado. (Págs. 1 e 29)

————————————————————————————

O Estado de S. Paulo

Manchete: Velório de Chávez terá mais 7 dias; corpo é embalsamado

Governo diz que medida dá chance para venezuelanos vê-lo; sem data da eleição, oposição fala em golpe
O velório de Hugo Chávez será estendido por ao menos mais sete dias e seu corpo vai ser embalsamado, relata o enviado especial Roberto Lameirinhas. O anúncio foi feito ontem pelo presidente interino, Nicolás Maduro, sob a justificativa de dar chance para que “todos os venezuelanos que queiram, possam vê-lo”. O destino dos restos mortais, porém, está indefinido. Apoiadores querem levar o corpo do líder para o Panteão dos Heróis, construído em Caracas para abrigar o “libertador” da Venezuela, Simon Bolívar. A medida é vetada pela Constituição, que determina prazo mínimo de 25 anos após a morte para o traslado. A oposição vê tanto a prorrogação do velório quanto a ameaça de desrespeito à Constituição com desconfiança. “Seria um golpe post-mortem”, disse um político opositor. O temor é de que a campanha eleitoral, ainda sem data definida, seja dificultada pela comoção popular. Ontem, em Cuba, milhares de pessoas prestaram homenagem a Chávez. (Págs. 1 e Internacional A10 a A12)
Nicolás Maduro Presidente interino
“Será embalsamado para que possamos tê-lo para sempre em uma urna de vidro. Assim como Lenin e Mao Tsé-tung.”
Para Dilma, líder deveria ter sido tratado em SP
A presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Lula lamentaram ontem em Caracas a decisão de Hugo Chávez de se submeter a tratamento contra câncer em Cuba. Ambos se trataram da doença no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, colocado à disposição para o venezuelano. O sigilo absoluto exigido durante o tratamento foi empecilho. (Págs. 1 e A12)

Rio suspende pagamento até que STF decida sobre royalties

Em votação tumultuada, o Congresso derrubou na madrugada de ontem os vetos da presidente Dilma Rousseff à lei que determina a redistribuição dos royalties do petróleo. Em resposta, o governo do Rio cancelou pagamentos de empenhos, repasses e outras transferências não obrigatórias até que o STF decida sobre o pedido de inconstitucionalidade feito pelo governador Sérgio Cabral (PMDB). O governo de SP também deve recorrer ao STF. (Págs. 1 e Economia B1 e B3)

Pastor acusado de racismo vai presidir comissão

Acusado de ser racista e homofóbico, o pastor Marco Feliciano (PSC-SP) foi eleito ontem presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara. O presidente da Casa, Henrique Eduardo Alves (PMDB,-RN), determinou que a sessão fosse realizada a portas fechadas, sem a presença na plateia de representantes de movimentos sociais. Feliciano recebeu voto de seis deputados do PSC e de parlamentares evangélicos. (Págs. 1 e Nacional A4)

MST invade fazenda de senadora no TO

Em um ato declarado de sabotagem, 500 manifestantes do MST invadiram a Fazenda Aliança, da senadora Kátia Abreu (PSD-TO). A ação durou 1 hora, não houve confronto, mas canteiros foram destruídos. Invasões ocorreram em outros Estados. (Págs. 1 e Nacional A6)

Fotolegenda: Rodoanel norte começa terça

Obra do trecho leste do Rodoanel, previsto para 2014. A construção da alça norte, a mais polêmica do projeto, começa na terça. (Págs. 1 e Cidades C1)

Papa enfrentará crise financeira

Cardeais foram informados ontem que o próximo papa terá de lidar com uma crise financeira provocada principalmente pelo fim de isenções fiscais à Igreja. (Págs. 1 e Vida A14 e A15)

Coreia do Norte ameaça atacar EUA (Págs. 1 e Internacional A12)

Bomba explode na sede da OAB do Rio (Págs. 1 e Nacional A8)

IR 2013: Cresce o cerco à renda isenta

Rendimentos isentos obtidos com venda de ações ou recebimento de doações e herança estão na mira da Receita. Essa é uma das novidades na hora de declarar o Imposto de Renda 2013. Tire suas dúvidas no especial sobre IR. (Págs. 1 e Economia B5 a B8)

Monica Baumgarten de Bolle

Cantigas de roda
O crescimento caiu de 7,5% em 2010 para 0,9% em 2012. E a inflação quase não saiu do lugar. O País é caranguejo, mas o governo acha que é peixe. (Págs. 1 e Economia B2)

Notas & Informações

Um governo perplexo
A presidente e seus ministros não entendem por que o empresariado fez menos que o esperado. (Págs. 1 e A3)
————————————————————————————

Correio Braziliense

Manchete: O troféu dos chavistas

A militante bolivarianista bate no peito e gesticula diante do caixão com o corpo de Hugo Chávez. O culto à personalidade, tão comum em países totalitários, ainda durará muito na Venezuela se depender dos seguidores do líder morto. Que o diga Nicolás Maduro. Candidato a presidente na eleição prestes a ser convocada, ele anunciou ontem a prorrogação do velório por mais sete dias. Terminado o ritual, disse Maduro, o corpo do caudilho será embalsamado — “como Ho Chi Minh, Lenin e Mao”, afirmou, citando os ditadores comunistas — e ficará exposto ao público para sempre em uma urna de vidro. Dirigentes de 50 países, entre eles a presidente Dilma, participam hoje em Caracas da cerimônia fúnebre oficial. (Págs. 1 e 16 a 17)

Rio abre fogo à partilha dos royalties

Governador suspende todos os pagamentos do estado até que o Supremo julgue se a derrubada dos vetos de Dilma pelo Congresso é constitucional. Rio perderia R$ 10 bilhões com a divisão de royalties do petróleo para todo o país. (Págs. 1 e 2)

Partidos ignoram críticas a pastor

Nem os protestos nem as acusações de homofobia e racismo impediram a eleição de Marco Feliciano (PSC-SP) para a comissão de Direitos Humanos da Câmara. Ele teve o aval de 11 dos 18 integrantes. (Págs. 1 e 4)

Pacote de obras chega a R$ 1,9 bi

Esses recursos vão aquecer setores do DF como a construção civil, com projetos nas áreas de saneamento, pavimentação, segurança, transportes e educação. (Págs. 1 e 24)

Mulheres: A nova força do mercado

O consumo feminino vai injetar R$ 1,1 trilhão na economia brasileira este ano. Executivas, trabalhadoras ou donas de casa, elas são decisivas nas compras e nas escolhas da família. Também investem mais em educação, como a estudante Catarina Corrêa. Eventos e programas culturais homenageiam hoje o Dia da Mulher. (Págs. 1, 12, 23, 30 e Divirta-se, 10 e 11)

————————————————————————————

Valor Econômico

Manchete: Desoneração da cesta básica fará preços recuarem 6,5%

A desoneração da cesta básica terá um impacto de até R$ 3,6 bilhões na arrecadação federal em um ano e poderá reduzir o preço desses alimentos, na média, em 6,5%. O elevado custo fiscal é um dos motivos que explicam por que a medida ainda não foi oficializada. “A decisão já está tomada, mas o momento em que isso será feito depende de uma análise sobre como está a inflação”, disse uma fonte do governo. “O custo de desonerar por um ano é muito diferente de desonerar por sete ou oito meses”, explica.
Dados mais consistentes sobre o comportamento da inflação e o desempenho da economia vão guiar a decisão do governo. O objetivo é não deixar que o IPCA, índice usado como meta para a inflação, ultrapasse o teto de 6,5%. O governo entende que já há uma desconfiança no mercado financeiro sobre o grau de comprometimento com o combate à inflação e o custo para a credibilidade de um estouro do teto da meta, mesmo que temporariamente, seria muito grande. (Págs. 1, A3 e B14)

Cosan reabre mercado de bônus em reais

A Cosan conseguiu ontem fechar uma captação de R$ 500 milhões em bônus denominados em reais, em que o investidor aceita correr o risco da exposição à moeda. Foi a primeira emissão corporativa desse tipo desde setembro de 2011, quando a Brasil Telecom obteve US$ 1,1 bilhão. No caso da Cosan, os títulos de cinco anos pagarão retorno ao investidor de 9,625% ao ano. A demanda superou em quatro vezes o total colocado.
Também ontem, a Cosan fechou outra operação, em dólares, de US$ 500 milhões em notas de dez anos, que pagarão rendimento ao investidor de 5,15% ao ano. Para esses papéis, a demanda alcançou US$ 9 bilhões, derrubando a taxa abaixo do piso estimado de 5,5%, disse Leandro Miranda, diretor de mercado de capitais do Bradesco BBI, um dos bancos coordenadores da operação. Os recursos serão usados para pagar a primeira parcela da dívida de RS 3,6 bilhões contraída para a compra da Comgás. (Págs. 1 e Cl)

Distribuidoras terão crédito de emergência

O governo vai financiar 80% do rombo de mais de R$ 2,2 bilhões provocado pelo acionamento das usinas térmicas no fluxo de caixa das distribuidoras elétricas. Isso permitirá que os gastos bilionários com o uso da energia térmica sejam repassados de forma mais suave para o consumidor final. Estimativas do mercado indicam pressão adicional de sete pontos percentuais nos próximos reajustes das distribuidoras apenas por causa das térmicas.
As distribuidoras vão receber empréstimos, por meio da Conta de Desenvolvimento Energético (CDE), que serão corrigidos pela IJLP mais um spread. Como os recursos na CDE são insuficientes, o Tesouro deverá capitalizar o fundo. O Ministério de Minas e Energia deve divulgar hoje decreto para socorrer as distribuidoras. Na próxima terça-feira as distribuidoras terão de pagar uma conta de RS 1,5 bilhão pelo uso das térmicas em janeiro. O governo prevê que, até lá, os empréstimos já tenham entrado no caixa das distribuidoras. (Págs. 1 e B1)

Eike busca o apoio da Petrobras

Um dia depois de fechar parceria entre o grupo EBX e o BTG Pactual, Eike Batista se reuniu com a presidente Dilma Rousseff. O Valor apurou que o empresário foi a Brasília em busca de apoio da Petrobras para os seus projetos. Uma agenda possível de negócios do Grupo EBX com a estatal poderia incluir a venda de plataformas já encomendadas pela OGX à OSX e que seriam desnecessárias caso a petroleira de Batista não encontre petróleo. Outras possibilidades são o arrendamento de alguma área no porto de Açu, da LLX, para operação de petroleiros e navios de apoio ou a venda de ativos de outras empresas. O Palácio do Planalto não divulgou comentários sobre o encontro.
O acordo com o BTG Pactuai, quando o mercado andava cada vez mais preocupado com a capacidade de Eike obter recursos para levar adiante seus negócios, foi bem recebido. Ontem, as ações da MMX subiram 17% — em 12 meses acumulam queda de 59%. Os papéis da OGX tiveram alta de 16,4%, com baixa de 80% em 12 meses, os da OSX subiram 10,18% e os da MPX, 1,5%. O mercado mantém a expectativa de que alguns ativos que já estão à venda continuem nesse processo. O principal deles é a elétrica MPX, que deve ter seu controle negociado à alemã E.ON e um grupo de fundos. (Págs. 1 e B1)

A mais recente criatura de Wall Street

Durante séculos, cientistas e filósofos tentaram transformar metais baratos nos preciosos ouro e prata, antigamente usados na confecção de moedas. Agora, os banqueiros estão se empenhando em fazer o equivalente.
Conhecido como “transformação colateral” (TC), um novo tipo de negócio está surgindo como um raro ponto luminoso no setor, bancário. Em Wall Street, onde,a nova regulamentação e pressões competitivas têm afetado os lucros, há esperanças de que isso impulsione a lucratividade dos bancos. (Págs. 1 e C14)

Buffett vem conhecer a gestão da 3G

A principal razão para a vinda ao Brasil, ontem, do megainvestidor americano Warren Buffett foi conhecer melhor como é o modelo de gestão da Ambev, empresa que é tocada segundo o receituário dos três sócios do fundo 3G, Jorge Paulo Lemann, Marcel Telles e Beto Sicupira. Há três semanas, Buffett e a 3G se uniram em uma proposta de compra da empresa americana de alimentos Heinz.
O Valor apurou que Buffett estava interessado em entender melhor se o que foi feito na Ambev, desde a sua formação, cabe na nova gestão da maior fabricante mundial de ketchups. Executivos da cervejaria se reuniram na manhã de ontem com diretores do fundo de investimento Berkshire Hathaway, de Buffet. (Págs. 1 e B5)

MPs geram críticas na Espanha

Juristas espanhóis criticam o governo de Mariano Rajoy pelo uso indiscriminado dos chamados decretos reais— instrumentos semelhantes às medidas provisórias no Brasil. Afirmam que isso enfraquece o Legislativo e gera insegurança jurídica. (Págs. 1 e A11)

Desafios à Venezuela

Analistas esperam forte queda no crescimento da Venezuela neste ano e expressiva redução nas importações. No entanto, a recente desvalorização deve dar algum fôlego ao futuro presidente para adiar reformas indispensáveis. (Págs. 1 e A11)

Ações da Senior Solution

A Senior Solution, especializada em softwares de gestão para o setor financeiro, estreia hoje na Bovespa Mais— segmento da bolsa destinado a pequenas e médias empresas. As ações saíram a um valor 15% abaixo do preço mínimo estimado na oferta. (Págs. 1 e B3)

Petróleo impulsiona seguro garantia

A retomada das licitações de áreas pela ANP deve fazer o mercado de seguro garantia — que cobre a entrega de obras e serviços conforme o contrato — crescer 16% neste ano, com RS 915 milhões em prêmios. (Págs. 1 e C8)

ACC fora da recuperação judicial

Decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ) confirma previsão da “nova” Lei de Falências e exclui os Adiantamentos sobre Contratos de Câmbio (ACCs) da recuperação judicial. (Págs. 1 e El)

Ideias

Claudia Safatle
São inúmeras as dúvidas que ainda rondam a proposta de criação do fundo para prover os bancos de recursos baratos. (Págs. 1 e A2)
Márcio Garcia
O crédito subsidiado não devidamente reconhecido no Orçamento tem se tomado a panaceia da política econômica. (Págs. 1 e A13)

Rio de Janeiro suspende pagamentos e planeja batalha por royalties (Págs. 1 e A6)

As melhores executivas do Brasil

O “Valor” publica hoje, Dia Internacional da Mulher, a terceira edição do especial “Valor Liderança — Executivas”, com pesquisa feita em parceria com a Egon Zêhnder, que indica as dez melhores gestoras do pais. Elas foram escolhidas por um júri composto por representantes da academia, de consultorias a do setor empresarial. Para a escolha, foram levadas em conta a complexidade da gestão, o tempo no cargo, mudanças de impacto no negócio, o desempenho financeiro, o grau de inovação e a reputação das empresas sob comando das executivas.
As eleitas deste ano são: Celina Antunes (Cushman & Wakefield); Carla Schmtzberger (Alpargatas); Eliaria Tameirão (Genzyme); Liliana Aufiero (Lupo); Luiza Helena Trajano (Magazine Luiza); Graça Foster (Petrobras) e Maria Eduarda Kertész (Johnson & Johnson); Chieko Aoki (BlueTree Hotels); Tania Cosentino (Shneider Electric)e Andréa Alvares (Pepsico). (Págs. 1 e Eu&Fim de semana)
————————————————————————————

Estado de Minas

Manchete: MG leva R$ 800 mi com royalties do petróleo

Nova partilha dos recursos aumenta em 658% o repasse anual para o estado
Derrubada pelo Congresso do veto presidencial ao projeto que distribui de forma equitativa os royalties do petróleo para todo o país dará um ganho expressivo a Minas Gerais. As prefeituras mineiras, que receberam R$ 112,7 milhões em 2011, passam a ter direito a R$ 694,3 milhões anuais. No caso do governo estadual, a arrecadação salta de R$ 9,5 milhões para R$ 232 milhões. As novas regras, porém, ainda serão questionadas no Supremo Tribunal Federal pelo Rio de Janeiro e Espírito Santo, estados litorâneos próximos às maiores reservas sob o oceano, que ficavam com as maiores fatias da verba. (Págs. 1, 3 e 4)

Prontos para o conclave

O último dos cardeais com direito a voto, o vietnamita Jean-Baptiste Pham Minh Man, chegou discretamente ao Vaticano sem falar com os jornalistas. Agora completo, o colégio cardinalício deve marcar a data de início do conclave. Ontem, eram feitos preparativos da Capela Sistina para a eleição, inclusive com a instalação do incinerador que queimará os votos. O Estado de Minas mostra a lista com todos os 115 possíveis sucessores de Bento XVI. (Págs. 1, 16 e 17)

Velório prolongado

O grande clamor popular, que deixou milhares de pessoas esperando até 10 horas para ver o corpo de Hugo Chávez na Academia Militar, fez o governo interino da Venezuela a adiar o enterro, marcado para hoje, e prorrogar o velório por sete dias. Ele será embalsamado e levado para o quartel onde liderou um fracassado golpe de Estado em 1992. A presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Lula chegaram ontem a Caracas. (Págs. 1, 14 e 15)

Caso Bruno: Júri põe três policiais na linha de fogo

Os últimos lances do julgamento do goleiro Bruno Fernandes expuseram o trio mais temido do processo: o ex-policial Marcos Aparecido dos Santos, o Bola (apontado como assassino de Eliza Samudio), o policial aposentado José Lauriano de Assis Filho, o Zezé (implicado por Dayanne de Souza) e o agente da ativa Gilson Costa. (Págs. 1, 19 e 20)

Direitos humanos: Pastor assume comissão em sessão agitada

Parlamentares do PT e PSOL abandonam sessão em protesto contra eleição do deputado Marcos Feliciano (PSC-SP) para a Presidência da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara. Ele negou ser homofóbico, dizendo que se opõe apenas ao casamento gay. (Págs. 1 e 6)

Pampulha: Obras tentarão garantir tombamento pela Unesco

Prefeitura de BH e Ministério da Cultura prometem aplicar R$ 322 milhões em restauração do complexo, desassoreamento e retirada de esgotos. (Págs. 1 e 23)

Indústria dá sinais de crescimento (Págs. 1 e 12)

Empregos: Mulheres já são 50% da força de trabalho urbana (Págs. 1 e 11)

————————————————————————————

Jornal do Commercio

Manchete: Telefone fixo mais barato

Ligações feitas para celulares ou rádios terão preço reduzido, a partir de 6 de abril, em 8,77% para clientes da Oi, Telefônica, CTBC, Sercomtel e Embratel, e 18,6% na Telemar Norte Leste. Desconto vale para chamadas de longa distância e locais. (Págs. 1 e Economia 1)

Dia da Mulher, de conquistas e afirmações

Hoje, no dia dedicado a elas, veja em série especial a retomada do parto domiciliar, caso da família Silva, que viu Alice nascer em casa; “mimos” dos restaurantes; Prêmio Tacaruna; e a presença feminina cada vez mais forte no futebol. (Págs. 1 e Capa dois, cidades 6, boa mesa 4 e esportes 4)

Corpo de Chávez será embalsamado e ficará exposto para sempre (Págs. 1, 13 e 14)

Fies vai beneficiar também os alunos de cursos técnicos (Págs. 1 e 11)

Mais uma morte de vítima do incêndio na boate gaúcha Kiss (Págs. 1 e 11)

Bomba na OAB do Rio acorda “fantasmas”

Explosão seria para intimidar a Comissão da Verdade que vai investigar crimes como atentado que matou secretária da própria Ordem, em 1980. (Págs. 1 e 8)

Seca aumenta preço da cesta básica

Maiores altas estão nas capitais nordestinas, com o Recife no topo da lista. Crise é tão grave que já falta até mandioca para fazer farinha. (Págs. 1 e Economia 3)

Prefeitura divulga pacote de ações nos morros

Operação Inverno vai vistoriar dez mil áreas em 90 dias e investir R$ 18 milhões em prevenção e R$ 277 milhões em obras estruturadoras. (Págs. 1 e Cidades 3)

————————————————————————————

Zero Hora

Manchete: 493 cidades do RS vão ganhar com royalties

Derrubada dos vetos de Dilma à nova distribuição dos recursos do petróleo prejudicará Rio Grande, Tramandaí, Cidreira e Imbé, municípios ligados à atividade. (Págs. 1 e 14)

Venezuela: Operação para fazer Chávez virar um mito

Governo esticará velório por ao menos mais sete dias e exporá corpo em urna no “Museu da Revolução”. (Págs. 1, 30 e 32)

Boas noticias no campo

Estimativa de safra recorde se consolida;
Jovens lideram renovação tecnológica nas propriedades. (Págs. 1 e 22)

Tarso X Pedágios: Após derrota no STJ, a vez do abaixo-assinado

Tribunal mantém cobrança até dezembro em Carazinho, e governador pede mobilização dos moradores. (Págs. 1 e 7)

————————————————————————————

Brasil Econômico

Manchete: Governo quer acelerar aprovação do projeto que vai unificar o ICMS

O secretário executivo do Ministério da Fazenda, Nelson Barbosa, fez uma peregrinação ontem pelo Senado, para convencer os parlamentares a pôr em votação a medida provisória, que é parte essencial na reforma tributária defendida pelo governo. (Págs. 1 e 8)

Com apoio do BTG Pactual, Eike Batista dá a volta por cima

Após anúncio do acordo com o banco de André Esteves, as ações do grupo EBX dispararam na bolsa. Em princípio, trata-se de serviços de consultoria, mas no mercado há rumor sobre participação societária. (Págs. 1 e 16)

Mercado faz aposta em juros mais altos

Depois do comunicado do Copom, indicando que a Selic pode subir, as negociações no mercado futuro da BM&F apontaram para uma taxa de 8%. (Págs. 1 e 30)

Fundos captaram R$ 52 bi no bimestre

O saldo em janeiro e fevereiro é 55% maior que o registrado no mesmo período de 2012. O patrimônio líquido dos fundos chega a R$ 2,3 trilhões. (Págs. 1 e 31)

Decisão sobre os royalties volta às mãos do STF

Enquanto o governo do Rio decide suspender pagamentos, Michel Temer promete compensação. (Págs. 1 e 12)

Decisão sobre os royalties volta às mãos do STF

Enquanto o governo do Rio decide suspender pagamentos, Michel Temer promete compensação. (Págs. 1 e 12)

Setor industrial tem maior alta dos últimos três anos

Pela pesquisa do IBGE, a produção cresceu 2,5% no mês de janeiro, em comparação a dezembro. (Págs. 1 e 9)

Dia Internacional da Mulher

Objetivo maior é a busca de equilíbrio entre profissão e vida pessoal.
Voz feminina é pouco ouvida na política, apesar de uma presidente.
Amaya González entrou num reduto masculino, sem turbulência. (Págs. 1 e 4)

Clipping Radiobrás

Edição: Equipe Fenatracoop



Portal Cambé, site de informações e serviços de Cambé – PR.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *