Unimed corta cargo de CEO e reduz diretoria; A suspensão na venda de 225 planos pela ANS ontem apanhou o braço paulistano da cooperativa médica em meio a uma crise e um déficit de R$ 100 milhões… – ANS suspende planos de saúde; Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) suspendeu 225 planos de saúde de 24 operadoras por descumprimento de prazos para a realização de consultas, exames e cirurgias… – Servidor que não trabalha jamais devolveu dinheiro; Casos como o do funcionário fantasma que recebeu salário da Câmara dos Deputados por 22 anos raramente chegam à Justiça. Até hoje, ninguém foi punido…

O Globo

Manchete: Suspensa venda de 225 planos de saúde

ANS proíbe 28 operadoras de aceitar novos clientes. Maioria é reincidente

Empresas do setor contestam avaliação do governo que levou à punição e estudam recorrer à Justiça

Por descumprir prazos para marcar consultas, exames e cirurgias, a Agência Nacional de Saúde (ANS) suspendeu durante três meses, a partir de segunda-feira, 225 planos de saúde, de 28 operadoras — sendo 19 reincidentes. Esses convênios, que têm 1,9 milhão de pessoas e representam 4% dos usuários do país, não poderão aceitar novos clientes. Entre as empresas que voltaram a desrespeitar os prazos, 16 podem sofrer intervenção do governo se, em 15 dias, não apresentarem plano de recuperação. Operadoras contestam a avaliação e estudam ir à Justiça. (Págs. 1 e 19)

Apoio do Brasil a chavistas é criticado

Uma multidão chavista vestida de vermelho e liderada pelo vice-presidente Nicolás Maduro ocupou o Centro de Caracas para exaltar o presidente, hospitalizado em Cuba, no dia em que deveria tomar posse. Apoiado por presidentes aliados, Maduro afirmou que se iniciou “um novo período de governo, respaldado pela Constituição” Juristas brasileiros e opositores venezuelanos criticaram a posição do governo brasileiro, que apoiou a manobra venezuelana para adiar a posse. (Págs. 1, 25 e 26)

Inflação fica em 5,84% em 2012

Com a alta de 0,79% em dezembro, o IPCA fechou em 5,84% em 2012. Pelo terceiro ano seguido, ficou acima do centro da meta do governo. Alimentos e serviços subiram quase 10% no ano passado. (Págs. 1, 24 e Miriam Leitão)

Usina térmicas a todo vapor

O comitê do governo que monitora o setor elétrico admite que as usinas térmicas podem ficar ligadas durante todo o ano. O objetivo é manter reservatórios em níveis seguros e evitar o racionamento. Ambientalistas criticam a medida. (Págs. 1 e 20)

Dilma autoriza novos leilões

Suspensa desde 2008 devido às descobertas do pré-sal, a nova rodada de licitações de petróleo será em maio.
A presidente Dilma autorizou o leilão de 172 campos de pós-sal no Rio Grande do Norte e no Amapá. (Págs. 1 e 21)

Prefeitos eleitos herdam o caos

Dividas milionárias, coleta de lixo suspensa, energia e telefones cortados e hospitais fechados por falta de insumos. Em todo o país, prefeitos encontraram um quadro caótico deixado por seus antecessores. (Págs. 1 e 3)
————————————————————————————

O Estado de S. Paulo

Manchete: Inflação fica em 5,84% e deve iniciar ano sob pressão

IPCA acelera, fecha 2012 acima dos 4,5% previstos; altas indicam que preços continuarão subindo

O índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), usado como referência para a inflação oficial no País, fechou 2012 com avanço de 5,84%, acima da meta estipulada pelo governo, de 4,5%, embora ainda dentro do “limite de tolerância”, de até 6,5%. Este é o terceiro ano
consecutivo de altas. O índice foi divulgado ontem pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O movimento de alta, iniciado em agosto, culminou com uma inflação de 0,79% em dezembro, a maior desde março de 2011. Isso indica que os preços não de-
vem dar trégua no início de 2013, de acordo com analistas. O item de maior impacto foi o empregado doméstico, com aumento de 12,73%. Segundo especialistas, o indicador só ficou abaixo da meta do governo porque o IBGE mudou a metodologia. (Págs. 1 e Economia B1)

Poupança tem ganho baixo

A “nova” poupança perdeu da inflação entre setembro e dezembro. Já a “antiga” teve a mais baixa rentabilidade nominal em 46 anos. (Págs. 1 e B3)

Gasto secreto de Lula inclui até compra de sementes

Gastos da Presidência com cartões corporativos na era Lula (2003-2010) incluem compra de sementes, produtos de limpeza e até comida de animais domésticos. São 106 itens no total, que somam R$ 44,5 milhões no período. A maior fatia das despesas secretas, R$ 31,6 milhões, refere-se a pagamento de hotéis e locação de carros durante viagens do ex-presidente. (Págs. 1 e A4)

Sem Chávez, multidão celebra posse e oposição reage

Com o aval de uma decisão do Judiciário, a Venezuela inaugurou ontem o quarto mandato de Hugo Chávez sem a presença do presidente, informa o enviado especial Roberto Lameirinhas. Chávez está internado em um hospital de Havana, em Cuba, lutando contra um câncer. A oposição convocou partidários para uma “grande marcha” no dia 23, “em defesa da ordem constitucional. (Págs. 1 e Internacional A10)

Cenário: William Neuman
Crise política tira o foco da escassez. (Págs. 1 e Internacional A10)

ANS proíbe 28 operadoras de vender 225 planos

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) proibiu 28 operadoras de vender 225 planos de saúde até março. A medida é uma punição pela demora na marcação de consultas, exames e cirurgias. O 1,9 milhão de clientes atendidos pelos planos e operadoras punidas, o equivalente a 4% do mercado, não terão nenhum prejuízo com a medida. (Págs. 1 e Vida A14)

Kassab é acusado de improbidade

O ex-prefeito é alvo de ação por escolher, sem licitação, escritório de advocacia para tentar repatriar R$ 45 milhões atribuídos a Paulo Maluf. Já teriam sido gastos R$ 9,7 milhões. (Págs. 1 e Nacional A5)

PM poderá retirar pessoas de área de risco em São Paulo

O prefeito Fernando Haddad (PT) autorizou o uso da PM e da Guarda Civil para remover moradores que resistirem a sair de áreas de risco. De acordo com o Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), ao menos 115 mil pessoas estão nessa situação em São Paulo. Elas serão levadas para abrigos ou receberão bolsa-aluguel e poderão voltar para casa se o problema for sanado. (Págs. 1 e C1)

Militantes curdas são assassinadas

Três militantes curdas foram executadas em Paris. Elas participavam das negociações de paz com a Turquia e estavam envolvidas na crise Síria. (Págs. 1 e Internacional A11)

Reajuste do piso salarial de professor é de 7,97% (Págs. 1 e Vida A16)

Joseph Nye

O mundo em 2030

Relatório do Conselho de Inteligência Nacional dos EUA prevê um mundo em que nenhum país será uma potência hegemônica. (Págs. 1 e Visão Global A12)

Ignácio de Loyola Brandão

Ode pela cidade do Haddad

Governe, prefeito, se a Câmara deixar, se os partidos deixarem, se os secretários e os fiscais e a polícia concordarem. Se a população colaborar. (Págs. 1 e Caderno 2, D8)

Notas & Informações

Inflação, estagnação e teimosia

Tudo indica mais um ano com aumentos de preços e sem nenhum benefício para o crescimento. (Págs. 1 e A3)
————————————————————————————

Correio Braziliense

Manchete: Filmado, checado, farejado…

A Polícia Militar do DF transformou a tecnologia em poderosa aliada para flagrar motoristas embriagados, veículos irregulares, tráfico de drogas. Nas blitzes,PMs conseguem detectar, registrar e até se antecipar a irregularidades no trânsito. Para isso, contam com equipamentos especiais, como óculos que filmam,câmeras e tablets. Cães farejadores e até helicópteros reforçam a fiscalização nas ruas da cidade. (Págs. 1 e 19)

ANS proíbe venda de 225 planos de saúde

No total, a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) puniu 28 operadoras com a suspensão da venda desses convênios por, pelo menos, três meses. Decisão foi tomada após enxurrada de reclamações de clientes. Caso não melhorem o atendimento, planos podem ser banidos do mercado. (Págs. 1 e 8)

Promulgada lei que eleva salários do TCDF em 50%

Com o reajuste, remuneração bruta de funcionários de nível superior do Tribunal de Contas do Distrito Federal pode superar o teto constitucional, de R$ 31 mil. (Págs. 1 e 20)

Servidor que não trabalha jamais devolveu dinheiro

Casos como o do funcionário fantasma que recebeu salário da Câmara dos Deputados por 22 anos raramente chegam à Justiça. Até hoje, ninguém foi punido. (Págs. 1 e 2)

Povo reverencia Chávez

Milhares de simpatizantes atendem apelo de partido, vestem-se de vermelho e tomam as ruas de Caracas para homenagear o presidente venezuelano, que não pôde tomar posse, ontem, porque está internado em Cuba. (Págs. 1 e 14)

Sumiço de jovem no Peru já dura 22 dias

Os pais do brasiliense Artur Paschoali acompanham as buscas e chegam a andar nove horas por dia nas montanhas. (Págs. 1 e 24)
———————————————————————————–

Valor Econômico

Manchete: Ano começa aquecido para as captações de empresas

Após atingir o recorde de quase R$ 90 bilhões no ano passado, a captação de recursos pelas empresas no mercado brasileiro com a emissão de debêntures iniciou 2013 em ritmo acelerado. A expectativa é que as operações já em andamento e as que devem ser anunciadas nas próximas semanas somem pelo menos R$ 9 bilhões. O volume considera apenas as emissões que serão efetivamente distribuídas a investidores e exclui as concessões de crédito bancário realizadas na forma de debêntures.

A companhia de saneamento básico paulista Sabesp e a empresa de shopping centers Iguatemi já estão com ofertas no mercado. A concessionária de rodovias Triângulo do Sol, que adiou a captação que seria realizada no último trimestre de 2012, também retomou o negócio nesta semana. Outra emissão esperada é da Eletrobras, que paralisou a oferta diante das incertezas no setor elétrico após a decisão do governo de antecipar a renovação dos contratos de concessão. (Págs. 1 e C1)

Tesouro perde R$ 4 bi em operação fiscal

A contribuição do Fundo Soberano do Brasil para o superávit primário poderia ter sido bem maior que os R$ 12,4 bilhões contabilizados pelo governo. O Tesouro Nacional perdeu mais de R$ 4 bilhões com a venda de ações da Petrobras que pertenciam à carteira do Fundo Fiscal de Investimento em Estabilização — braço privado do fundo soberano—ao BNDES. O prejuízo contábil se deu pela forte desvalorização dos papéis da Petrobras entre 2010 e 2012. Segundo levantamento feito pelo Valor com base em dados da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e do Tesouro, o fundo vendeu os papéis ao BNDES por um valor muito inferior ao que foi pago em setembro de 2010. Só com a venda de ações ordinárias, o prejuízo foi de R$ 3 bilhões. (Págs. 1 e A2)

Cresce o risco de isolamento da Argentina

Em novo sinal de isolamento da Argentina no cenário internacional, o país está ameaçado de exclusão em um comitê da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE) no qual é observador. Esse risco se soma a disputas com companhias estrangeiras, atrasos no pagamento ao Clube de Paris, confronto com detentores de títulos da dívida e dificuldades no Fundo Monetário Internacional, Banco Mundial e BID, além da Organização Mundial do Comércio.

No comitê de comércio da OCDE, há apenas três observadores: Brasil, Argentina e Hong Kong. O Valor apurou que, em reuniões fechadas, os Estados Unidos endureceram o tom, com apoio da União Européia, considerando que a Argentina desrespeita cada vez mais as regras do comércio internacional. Alegam não haver razão para manter a presença argentina no comitê. (Págs. 1 e A9)

Marina diz que proporá novo partido

A decisão de criar um novo partido para acolher o grupo de apoio à ex-senadora Marina Silva será tomada em Brasília, em reunião ainda sem data marcada, mas antes do Carnaval. O encontro será de lideranças que, segundo Marina, “querem participar da política, e não ser espectadoras, mas protagonistas”.

No encontro, Marina vai defender a criação do partido, embora ela tenha se manifestado contra a ideia desde que deixou o PV, após a eleição presidencial de 2010. Ela disse ao Valor que na época preferia “apostar em uma articulação mais ampla, transpartidária, com a proposta da sustentabilidade e de uma nova forma de fazer política’’. Hoje, porém, mudou de opinião: “No Brasil, infelizmente, como não existem candidaturas livres, avulsas, como há nos Estados Unidos e na Itália, ou você está dentro dessas estruturas ou você não existe”. (Págs. 1 e A12)

Meirelles reformula o Original

Prestes a completar um ano no conselho consultivo da holding que controla o frigorífico JBS, o ex-presidente do Banco Central Henrique Meirelles está reconstruindo o banco do grupo com a ajuda de seus ex-colegas no BankBoston, instituição que presidiu no fim dos anos 90.0 objetivo é transformar o Original, hoje muito voltado ao agronegócio, em um banco com raio de ação mais amplo e que terá na internet uma de suas principais ferramentas para os negócios com empresas e consumidores.

Para isso, conhecidos de longa data de Meirelles estão chegando à instituição financeira da família Batista. Dois ex-vice-presidentes do BankBpston receberam a aprovação do Banco Central (BC) para integrar a diretoria do Original: Sandra Boteguim, que cuidava de produtos na instituição americana, e Marcelo José Alves dos Santos, antigo responsável por recursos humanos. Carlos Augusto de Oliveira, ex-diretor de tecnologia do Boston, também já obteve sinal verde das autoridades. Segundo o Valor apurou, Sandra é um dos nomes mais cotados para assumir a presidência do Original no lugar de Emerson Loureiro, que assumirá novas funções na holding. (Págs. 1 e C12)

Reserva de energia pode estar superestimada, diz consultor

Há um risco de p0elo menos 9% de que seja necessário decretar um racionamento de energia elétrica em maio, diz o consultor Mario Veiga, diretor da PSR. Veiga é uma das maiores autoridades no setor elétrico brasileiro e especialista de confiança da presidente Dilma Rousseff que subsidiou o governo na regulamentação para renovação das concessões.

Entre as preocupações de Veiga está a baixa eficiência do sistema. Segundo ele, a energia realmente garantida em 2012 é menor que o estimado pela Empresa de Pesquisa Energética (EPE), que indica uma folga de 2.500 MW médios de oferta (equivalente a mais da metade da energia assegurada de Belo Monte). Ele acredita que não existe essa sobra. (Págs. 1 e A5)

OEA vai analisar casos de atraso de precatórios

A Comissão Interamericana de Direitos Humanos, da Organização dos Estados Americanos (OEA), admitiu a análise de pelo menos três reclamações pela demora no pagamento de precatórios no Brasil. As denúncias de que o atraso acarretaria violação aos direitos humanos, além de chamar a atenção internacional para o problema, poderá resultar em recomendação ao país para que faça alterações legislativas que forcem os governos ao pagamento das condenações judiciais. O caso mais recente aceito pela OEA é contra o governo fluminense. (Págs. 1 e E1)

Balança comercial chinesa sinaliza aceleração da economia. (Págs. 1 e A8)

Como o Deutsche lucrou com apostas ligadas à Libor. (Págs. 1 e B7)

Mobilidade impulsiona operação da Qualcomm, diz Jacobs. (Págs. 1 e B2)

Exportações de carne

Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carnes pede uma ação diplomática mais efetiva do governo contra barreiras impostas por Japão, Coreia e Taiwan após caso de “vaca louca” no Paraná. (Págs. 1 e A4)

Guerra da Coreia

Após perder espaço para a Samsung nos últimos três anos, principalmente por conta do desempenho da concorrente na área de dispositivos móveis, a também coreana LG aposta em TVs e smartphones de maior valor agregado para desafiar a rival. (Págs. 1 e B1)

ANS suspende planos de saúde

Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) suspendeu 225 planos de saúde de 24 operadoras por descumprimento de prazos para a realização de consultas, exames e cirurgias. (Págs. 1 e B3)

Restrição varejista

Segundo levantamento realizado pela consultoria britânica EC Harris, o Brasil é um dos piores países do mundo para investimentos no mercado varejista, o que explicaria a escassez de investimentos de grandes redes internacionais no país. (Págs. 1 e B3)

SKF investem em P&D no Rio

O grupo sueco SKF, um dos maiores produtores de rolamentos do mundo, vai construir um centro de pesquisa e inovação tecnológica em serviços voltados para o setor de óleo e gás no Rio de Janeiro, o quarto da empresa no mundo, diz Hamilton Porciuncula. (Págs. 1 e B4)

Negócios do petróleo

Criado pelo banco Pátria e pela Promon Engenharia, o fundo de infraestrutura P2 Brasil inicia a construção de estaleiro em Itajaí (SC), onde serão construídos barcos de apoio logístico à indústria de petróleo. O investimento é de R$ 670 milhões. (Págs. 1 e B6)

Imcopa pede ‘concordata’

Com dívidas de R$ 800 milhões, a Imcopa, maior processadora de soja convencional do país, apresentou pedido de recuperação judicial. A decisão ocorre três anos após a empresa ter feito acordo extrajudicial com um grupo de bancos credores. (Págs. 1 e B9)

Minerva quita debêntures

Fortalecida com os recursos captados em emissão de ações no fim do ano, a Minerva Foods, terceira maior processadora de carne bovina do país, vai quitar antecipadamente R$ 200 milhões em debêntures. (Págs. 1 e B10)

Superávit do agronegócio

A balança comercial do agronegócio registrou superávit de R$ 79,41 bilhões no ano passado. As exportações somaram US$ 95,81 bilhões, com crescimento de 1% sobre o resultado do ano anterior, enquanto as importações caíram 6,2%. (Págs. 1 e B10)

Ideias

Chico Santos

A falta de saneamento é um sinal de pobreza marcado com ferro em brasa no mapa do Brasil, mas não é indelével. (Págs. 1 e A2)

Ideias

Luiz Fernando de Paula

Estamos pagando a conta por anos de política econômica ortodoxa e não se pode esperar mudanças num passe de mágica. (Págs. 1 e A11)
————————————————————————————

Estado de Minas

Manchete: Intervenção em planos de saúde atinge 57 mil em MG

Está suspensa a venda de 18 convênios no estado de duas operadoras, agora sob fiscalização interna.

As duas empresas mineiras, punidas pela terceira vez consecutiva pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), são a Admédico, com 10,7 mil segurados, e a Só Saúde, com 46,2 mil. Ambas ficarão sob intervenção técnica de um representante da ANS, que acompanhará as medidas para o cumprimento dos compromissos com os clientes. Caso não consigam se adequar, as duas operadoras podem ser liquidadas no mercado.

A Admédico já havia sido punida com a portabilidade especial, que permite aos usuários migrar para outros planos compatíveis sem cumprir carências. Em todo o país, foram suspensos 225 planos de saúde de 28 empresas, que atendem 1,9 milhão de beneficiários. (Págs. 1 e 11)

Energia – Estiagem em Furnas seca o turismo

A chuva fina que aumentou ontem em 15 centímetros o nível de água em Furnas ainda não animou comerciantes do Balneário Escarpas do Lago, em Capitólio, às margens da represa. Hotéis e agências de viagem tentam driblar o afastamento dos clientes com promoções e atividades em terra. (Págs. 1 e 12)

Lei Seca – Proibição para não se obedecer

Lei recém-sancionada que proíbe venda de bebidas alcoólicas às margens das rodovias estaduais reforça outra, de 1994, que nunca foi regulamentada e muito menos cumprida. Comerciantes vão recorrer. (Págs. 1 e 18)

O filho é o prefeito. Só que o pai é quem manda. (Págs. 1 e 4)

Unai – MP apela por julgamento da chacina, 9 anos depois

A pedido do Ministério Público, Conselho Nacional de Justiça interveio e juíza se comprometeu a marcar para fevereiro o julgamento dos acusados do crime, ocorrido
em 28 de janeiro de 2004. (Págs. 1 e 7)
————————————————————————————

Jornal do Commercio

Manchete: Governo reforça a Patrulha do Bairro

Queda no número de homicídios desde a implantação do programa faz Estado ampliar frota e colocar viaturas nas ruas 24 horas por dia. PCR terá o Compaz, que cria centros de convivência. (Pág. 1)

É possível fiscalizar seu plano de saúde (Pág 1)

Menor salário do professor será R$ 1.567 (Pág. 1)

Recife teve a terceira maior inflação de 2012. (Pág. 1)

Reajuste dos aposentados fica em 6,2% (Pág. 1)

————————————————————————————

Zero Hora

Manchete: Brasileiro gastou mais com despesas pessoais em 2012

Menor do que em 2011, resultado final da inflação do ano passado aponta um reflexo do aumento da renda: gastos com beleza e viagens foram os que mais pesaram. (Págs. 1, 4 e 5)

Em sua posse, só Chávez não estava lá

Líder foi o grande ausente no dia em que deveria assumir o novo mandato. (Págs. 1 e 26)

Prefeitos decretam emergência

Em busca de dinheiro, Pontão e Caçapava do Sul lançam mão de decreto criado para casos de desastres. (Págs. 1 e 6)

Alunos x MEC: Briga deixa incertos prazos para o Sisu

Estudantes querem dinheiro de revisão de nota do Enem. (Págs. 1 e 35)

Brasil é denunciado na OEA por caos no Central

Governo federal terá de prestar contas à Comissão de direitos Humanos devido à situação degrandante de presos. (Págs. 1 e 38)

Piso nacional fica cada vez mais distante do RS

Com reajuste de 7,9%, mínimo de professores no país passa pra R$ 1.567. Piratini diz que nada muda no Estado. (Págs. 1, 10 e 34)
————————————————————————————

Brasil Econômico

Manchete: Bancos reformam setor de fundos para se adaptar à era do juro baixo

As prioridades são reduzir custos e diversificar os investimentos para aumentar a rentabilidade dos fundos. Nessa estratégia, a gestão é fundamental, pois os títulos públicos, mais estáveis, devem abrir espaço aos títulos privados, de maior risco. (Págs. 1 e 31)

Governo vai marcar leilão de gás de xisto

Após audiência no Planalto, Magda Chambriard, da ANP, destacou que, graças à exploração dessa fonte de energia, os EUA baixaram os preços do gás natural. (Págs. 1 e 8)

Dilma decidirá incentivo fiscal de smartphone

Ministério das Comunicações confirmou ao Brasil Econômico que o projeto de lei que reduzirá os preços dos celulares já está nas mãos da presidente. (Págs. 1 e 4)

Inflação do ano passado ficou no limite

O IPCA acumulado de 5,83% até dezembro passou do centro da meta de 4,5%, mas o presidente do BC, Alexandre Tombini, afirma que tendência é declinante. (Págs. 1 e 6)

Reservas da China chegam a US$ 3,31 tri

Contribuiu para esse recorde o avanço das exportações, que foram responsáveis pelo superávit comercial de US$ 231,1 bi em 2012, alta de 48,1% sobre 2011. (Págs. 1 e 36)

Unimed corta cargo de CEO e reduz diretoria

A suspensão na venda de 225 planos pela ANS ontem apanhou o braço paulistano da cooperativa médica em meio a uma crise e um déficit de R$ 100 milhões. (Págs. 1 e 16)

BuscaPé cresce 300% no acesso por celulares

Romero Rodrigues, fundador do site, vira garoto-propaganda em campanha para TV e, em apenas um mês, uso de aplicativos para pesquisa de preços dispara. (Págs. 1 e 14)

Previdência prepara salto de dois dígitos

Empresas desenham novas estratégias, como a Brasilprev, que vai lançar portfólio de produtos para pessoas físicas e jurídicas, segundo explicou seu presidente, Ricardo Fiores, ao Brasil Econômico. (Págs. 1 e 30)

Dança das cadeiras

Ano começa e traz mudanças no setor automotivo, com promoções na Fiat e novo presidente na Anfavea. (Págs. 1 e 18)

Clipping Radiobrás

Edição: Equipe Fenatracoop

Portal Cambé, site de informações e serviços de Cambé – PR.

Responda

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.