Manchete: A 10 dias da Copa, aeroportos de 11 sedes têm falhas – Há obras inacabadas, e Infraero reconhece que em três locais só será possível terminá-las após a competição. A dez dias da Copa, aeroportos de 11 das 12 cidades-sedes apresentam falhas. Em boa parte deles, o cenário é de barulho, poeira, vaivém de operários e tapumes para cobrir obras inacabadas…

Soja impede déficit pior da balança – Mesmo com a queda do preço da commodity no exterior, as vendas brasileiras bateram US$ 12,5 bilhões. Nos cinco primeiros meses, a balança comercial acumula saldo negativo de US$ 4,8 bi…

 Reajuste para a PF evitará greve na Copa –  Agentes, escrivães e papiloscopistas da Polícia Federal fecharam acordo com o governo e terão aumento salarial de 15,8% — 12% agora e 3,8% em janeiro. O governo teve que driblar a legislação, que proíbe reajustes em ano eleitoral, para atender às categorias e evitar paralisações no Mundial…

Correio Braziliense

Manchete: Corte de apadrinhados fica apenas no discurso

Levantamento mostra que o número de funcionários terceirizados e comissionados continua a crescer no Legislativo, contrariando a promessa de redução de 25% nesse contingente feita pelo presidente do Congresso, Renan Calheiros (PMDB-AL), ao tomar posse no cargo em janeiro do ano passado. Em setembro de 2013, no Senado, eles já eram maioria: 3.228 ante 3.037 efetivos. De lá para cá, a diferença aumentou: 3.252 contra 2.962. Na Câmara, é ainda maior: 11.817 contra apenas 3.344 servidores concursados. O diretor da ONG Contas Abertas, Gil Castello Branco, critica a opção pelos apadrinhados. “O Congresso está indo na contramão do que seria uma administração moderna, com um efetivo estável, concursado, treinado e motivado”, diz. (Págs. 1 e 7)

Reajuste para a PF evitará greve na Copa

Agentes, escrivães e papiloscopistas da Polícia Federal fecharam acordo com o governo e terão aumento salarial de 15,8% — 12% agora e 3,8% em janeiro. O governo teve que driblar a legislação, que proíbe reajustes em ano eleitoral, para atender às categorias e evitar paralisações no Mundial.(Págs. 1 e 7)

Polêmica: Gays na pauta das Forças Armadas

Ministra do STM defende que militares avancem na discussão do tema. (Págs. 1 e 6)

Aos 85 anos, o ex-juiz Lalau ganha indulto e ficará livre da cadeia (Págs. 1 e 5)

Espanha tem novo rei, mas debate a república

Felipe VI, casado com a plebeia Letizia, assume o trono após a abdicação de Juan Carlos. Manifestações em todo o país pedem um plebiscito para acabar com a monarquia. (Págs. 1 e 12)

Paulo Octávio é preso por suposta fraude em alvarás

Ex-vice-governador e empresário, ele foi detido por volta das 2lh30 e levado à Delegacia de Repressão ao Crime Organizado, por suposto envolvimento em esquema de pagamento de propina para a liberação de alvarás.

O mandato de prisão foi expedido por juiz da 2ª Vara Criminal de Taguatinga. (Págs. 1 e 4)

Liliane desiste de ser vice de Arruda (Págs. 1 e 25)

Congresso em ritmo de férias antecipadas

Naufragou o primeiro dia de esforço concentrado marcado pelos parlamentares para tentar votar algo antes do recesso para as convenções partidárias e para a Copa do Mundo, que começa daqui a nove dias. Durante os jogos, estão previstas apenas duas sessões deliberativas. Na Câmara, às 20h20 de ontem, apenas 244 dos 513 parlamentares haviam marcado presença, o que fez com que o presidente da Casa, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), cancelasse a ordem do dia. No Senado, nem sequer teve sessão, sob a alegação de que não poderia haver votações concomitantemente com a apresentação do plano de trabalho da CPI mista da Petrobras.

Se os deputados e senadores resolverem começar a votar hoje algum item da pauta prevista esta semana, isso não significa que o resultado necessariamente será bom para o país. Estão previstas uma série de iniciativas legislativas que produzem “bondades eleitorais” ou que, simplesmente, corroem a já combalida saúde fiscal brasileira. No fim do ano passado, a presidente Dilma Rousseff convocou os líderes da base aliada para que, juntos, se comprometessem a não aprovar a chamada pauta bomba que provocasse rombos nos cofres públicos.

A proximidade do ano eleitoral e a relação conturbada do Palácio do Planalto com a própria base de apoio coloca sob ameaça esse acordo. “O governo terá que se alinhar com a base aliada. Esse desalinhamento em ano eleitoral nunca é bom”, alertou o líder do PMDB no Senado, Eunício Oliveira (CE), um dos que não tem muitas razões para se regozijar na relação com o governo federal.

Aos 85 anos, o ex-juiz Lalau ganha indulto e ficará livre da cadeia

PT suspende deputado por ligação com o PCC

————————————————————————————

Brasil Econômico

Manchete: Empresas abrem olhos para consumo da classe D

Por muito tempo esquecida, a fatia da população que tem renda familiar de até R$ 1.133 está agora atraindo a atenção das companhias como nicho de mercado. São construtoras, clínicas odontológicas e outras companhias que modificam seus modelos de negócios, sobretudo a forma de cobrança, para atender às necessidades deste público. (Págs. 1 e P10 e 11)

Energia: saída será gás importado

Aumento do preço-teto garante o retorno das térmicas a gás em leilões para a expansão do abastecimento. Para a próxima concorrência, em setembro, foram inscritos projetos com capacidade de 20 mil MW. Combustível virá do exterior. (Págs. 1 e P4 e 5)

Tecnologia: O Brasil, com 68,1 milhões de usuários, é o quinto país em número de internautas. (Págs. 1 e P12)

Marketing esportivo: Campeões de propaganda ligados à Copa no Brasil não são os patrocinadores. (Págs. 1 e P22)

Copa do Mundo em revista: Nesta edição, a história dos Mundiais, de 1930 até 2010, seus campeões, heróis e vilões. (Pág. 1)

Soja impede déficit pior da balança

Mesmo com a queda do preço da commodity no exterior, as vendas brasileiras bateram US$ 12,5 bilhões. Nos cinco primeiros meses, a balança comercial acumula saldo negativo de US$ 4,8 bi. (Págs. 1 e P3)

Mão na taça

Ao receber do lateral campeão mundial Cafu o troféu da Copa, Dilma Rousseff prometeu que o Brasil está pronto para oferecer ao mundo “um maravilhoso espetáculo”. (Pág. 1)

————————————————————————————

Folha de S. Paulo

Manchete: A 10 dias da Copa, aeroportos de 11 sedes têm falhas

Há obras inacabadas, e Infraero reconhece que em três locais só será possível terminá-las após a competição.

A dez dias da Copa, aeroportos de 11 das 12 cidades-sedes apresentam falhas. Em boa parte deles, o cenário é de barulho, poeira, vaivém de operários e tapumes para cobrir obras inacabadas.

A Infraero reconhece que em ao menos três deles — Confins (na região metropolitana de Belo Horizonte), e nas capitais Manaus e Recife — as obras ficarão prontas somente depois do Mundial.

A área de alimentação não foi concluída em MG. Obras cercam calçadas do estacionamento ao terminal.

Em Manaus, o aeroporto foi ampliado e continua com reformas de última hora. A nova área de check-in funciona cercada por tapumes. O novo estacionamento ainda é um canteiro de obras.

No Recife, a passarela que faz a ligação com o metrô ainda não está pronta.

Nesses três aeroportos, a Infraero informa que os trabalhos serão interrompidos na Copa para atenuar o desconforto aos passageiros.

Outras sedes apresentam improviso e falhas no acabamento. Há erros de sinalização, falta acesso à internet e locais de embarque e desembarque não são definitivos.

Em Brasília, as obras diretamente ligadas ao Mundial estão prontas. (Págs. 1 e Poder A6)

Rei da Espanha abdica do trono para tentar salvar a monarquia

O rei da Espanha, Juan Carlos, 76, abdicou do trono após 39 anos em uma tentativa de recuperar a imagem da monarquia. Seu filho, Felipe de Borbón, 46, vai assumir o posto no momento em que membros da família real são pivôs de escândalo

Análise – Roberto Dias

Imagem de caçador de elefante borrou a de democrata

PT afasta deputado que esteve com integrantes do PCC

O PT suspendeu por 60 dias os direitos partidários do deputado Luiz Moura, que fica impedido de tentar a reeleição. Investigação da polícia aponta que ele participou de reunião com membros do PCC. Ele nega e estuda recorrer

Justiça determina que o ex-juiz Lalau, 85, deixe a prisão

A Justiça determinou a soltura do ex-juiz Nicolau dos Santos Neto, 85, que é conhecido como Lalau e está preso desde 2000. Ele deve deixar a prisão nesta terça-feira (3)

Polícia de SP abriu só 51 inquéritos para 18 mil desaparecidos

Dos mais de 18 mil boletins de pessoas desaparecidas na cidade de São Paulo em 2012 e 2013, somente em 51 casos a Polícia Civil instaurou inquéritos -o que corresponde a 0,3% do total

Objeto do desejo

Em evento da Fifa em que recebeu a taça, a presidente Dilma disse que o país vai preservar os direitos de quem quiser assistir aos jogos do Mundial

O governo Dilma Rousseff ofereceu homens do Exército para atuar nas ruas e ajudar no patrulhamento das 12 cidades-sede da Copa.

A capital paulista, onde será realizada a abertura do evento, no próximo dia 12, já aceitou a oferta. Serão 4.000 homens, que também irão atuar nas cidades do interior que vão abrigar seleções.

O Rio ainda não aceitou, mas o tema está sendo discutido pela cúpula da Segurança e a tendência é que o reforço seja confirmado.

As Forças Armadas acreditam que os outros Estados também aceitarão a ajuda. Analistas entendem que nenhum deles irá recusar e correr o risco de ser responsabilizado por algum problema que venha a acontecer.

Governo acerta reajuste para a PF, afirma entidade

O governo firmou um acordo com os policiais federais para acabar com as ameaças de greve, disse nesta segunda (2) a Fenapef (federação nacional da categoria).

Segundo o presidente da entidade, Jones Leal, o governo se comprometeu a apoiar um projeto para alterar o Orçamento e garantir que os policiais recebam 15,8% de aumento.

A categoria, porém, terá que trabalhar junto ao Congresso para que aprove o reajuste até o início de julho. “Quando faltarem 90 dias para as eleições, ele fica proibido”, disse Leal.

A Folha apurou que a categoria aceitou a negociação porque já estava proibida pela Justiça de entrar em greve.

Investigado por corrupção, Paulo Octávio é preso no DF

Aécio Neves e Campos têm dificuldades em MG e PE

Pesquisas eleitorais recentes mostram que os candidatos a governador dos presidenciáveis oposicionistas Aécio Neves (PSDB) e Eduardo Campos (PSB) apresentam dificuldades em seus respectivos Estados de origem, Minas Gerais e Pernambuco.

Levantamento do jornal mineiro “O Tempo” divulgado nesta segunda informa que Fernando Pimentel (PT), ex-ministro do Desenvolvimento, lidera a corrida em Minas com 30,6% das intenções de voto.

Pimenta da Veiga (PSDB), o candidato apoiado por Aécio, tem 19,4%. Vanessa Portugal (PSTU) alcança 6,3%.

Realizada pela CP2 por encomenda da Sempre Editora, a pesquisa ouviu 2.062 pessoas de 23 a 27 de maio. A margem de erro é de 1,98 ponto. Registro: MG-00026/2014.

Em Pernambuco, o Ibope informa que Armando Monteiro (PTB) lidera com 43%. Ele é apoiado pelo PT.

Empresas doaram 28% das verbas de partidos em 2013

Principais financiadoras das campanhas eleitorais no Brasil, as empresas privadas passaram a bancar também fatia relevante do funcionamento dos partidos: 28% dos recursos obtidos pelas legendas no ano passado saíram dos cofres de companhias.

Os balanços de doações mostram que desde 2007 a participação dos recursos privados no financiamento das legendas vem aumentando em relação ao dinheiro que sai do fundo partidário. O fundo é composto por recursos públicos da União e multas eleitorais e serve justamente para bancar o funcionamento dos partidos.

Em 2007 as empresas responderam por apenas 7,5% dos recursos destinados às legendas, percentual que se elevou para 28% em 2013.

O GLOBO

Modelo para explorar aeroportos será mudado

As construtoras Andrade Gutierrez e Camargo Corrêa, sócias no projeto do Novo Aeroporto de São Paulo (Nasp), devem pedir autorização para a construção do terminal “de forma imediata”, assim que o governo publicar a medida provisória (MP) que cria a nova modalidade de aeroportos, 100% privados. Conforme noticiado pelo GLOBO no domingo, a MP deve ser publicada na quarta-feira. O novo aeroporto internacional ficará em Caieiras, a 35 quilômetros da capital, e terá, inicialmente, capacidade para 30 milhões de passageiros, podendo, futuramente, atender a 48 milhões de usuários. O terminal vai custar R$ 5 bilhões, e a previsão é que fique pronto em 2020.

Atualmente, no Brasil, há os aeroportos estatais, da Infraero, e os privatizados, onde a estatal permanece como sócia, com 49% do negócio. O novo aeroporto de São Paulo pode, de acordo com fontes do setor, acabar concorrendo diretamente com os terminais privatizados em 2012: Guarulhos e Viracopos (Campinas). Para os críticos do modelo, o governo está alterando as regras do jogo depois de as empresas terem se comprometido a pagar bilhões de reais de outorga pelos aeroportos.

Roberto Deutsch, diretor de Novos Negócios da Camargo Corrêa, afirma que o novo aeroporto não vai “roubar” clientes dos terminais privatizados:

— Estimamos que, em 2020, Guarulhos esteja com sua capacidade máxima, de 60 milhões de passageiros por ano, e Congonhas com 20 milhões, ou seja, um total de 80 milhões de passageiros. E estimamos que a movimentação será de 87 milhões a 90 milhões por ano, ou seja, há espaço para todos.

Felipão ameaça mudar o time

“Está tudo errado, muita coisa errada”

Aécio diz que diferença entre ele e Campos é nunca ter apoiado o governo PT

Em entrevista ao programa “Roda Viva”, pré-candidato tucano disse que primeiras medidas no governo seriam a redução dos ministérios e secretaria para simplificar sistema tributário

O pré-candidato do PSDB à Presidência, senador Aécio Neves (PSDB-MG), afirmou que a diferença entre ele e o ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos (PSB) é que ele nunca participou de um governo do PT.

Em entrevista ao programa “Roda Viva”, na TV Cultura, o tucano disse que não vai mudar suas estratégias de acordo com pesquisas eleitorais. Com as disputas por palanques estaduais acirradas, o pacto de não agressão entre Aécio e Campos ficou fragilizado.

– Eu não vou mudar minha estratégia em função de uma outra pesquisa de opinião – afirmou o senador referindo-se implicitamente ao pernambucano que já fez parte da base da presidente Dilma Rousseff.

– O grande desafio da oposição é apresentar uma mudança (…) O governo é tão ruim que até o PT quer mudar – afirmou o senador em uma referência indireta ao movimento “Volta, Lula”.

Estratégia de Campos para o Rio irrita Sirkis e abre crise no PSB

Pré-candidato do PSB à Presidência, o ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos desembarca hoje no Rio no meio de uma crise na construção do palanque estadual, com o deputado federal Miro Teixeira (PROS) candidato ao Palácio Guanabara. O deputado federal Alfredo Sirkis (PSB-RJ), que já foi um dos principais articuladores da ex-senadora Marina Silva, vice na chapa de Campos, disparou ontem uma série de críticas à condução da pré-campanha de Campos no Rio. Para ele, Campos é negligente e conduz no Rio uma estratégia bizarra.

Segundo Sirkis, Campos não dá a atenção necessária ao Rio, apesar de, nas eleições de 2010, Marina ter ficado em segundo lugar no estado, com 2,6 milhões de votos. A então candidata do PT, Dilma Roussef, teve 3,7 milhões; José Serra, do PSDB, conquistou 1,9 milhão.

— O Rio é um estado chave. A Marina teve grande votação. Mas isso não é automaticamente transferível. Ele (Campos) está sendo negligente — disparou o deputado, ex-PV, que disse ter sido obrigado a “congelar” sua pré-candidatura ao governo fluminense por pressão do ex-governador e da própria Marina.

Governo concede aumento de 15,8% à Polícia Federal para evitar greve na Copa

A menos de 15 dias da Copa do Mundo, o governo federal fechou acordo para conceder reajuste de 15,8% para agentes, escrivães e papiloscopistas da Polícia Federal, informou a Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef). Esse percentual é o mesmo negociado com as categorias do governo federal desde 2012, depois de uma explosão de greves que reuniu mais de 250 mil servidores públicos em todo o Brasil.

Á época, a Fenapef recusou o acordo, sob a alegação de que os policiais querem uma reestruturação na carreira. O presidente da entidade, Jones Borges Leal, disse que os servidores decidiram dar um voto de confiança para o governo e assinaram o termo na última sexta-feira. A previsão é de um aumento de cerca de 12% na folha salarial deste mês, com pagamento em julho, e do restante em janeiro de 2015. Para isso, no entanto, é necessária uma alteração na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2014 e na Lei Orçamentária Anual (LOA).

Relator defende investigação só na CPI mista da Petrobras

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Petrobras exclusiva do Senado perdeu o sentido e poderá ser fundida à comissão mista envolvendo deputados e senadores. A defesa de que os esforços sejam concentrados na CPMI é feita pelo relator desta, deputado Marco Maia (PT-RS), e endossada por outros parlamentares governistas que estão na linha de frente da blindagem das investigações. Mas, por enquanto, o líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), resiste em abdicar das investigações naquela Casa.

A CPI mista da Petrobras fez sua primeira reunião nesta segunda-feira, quando o relator Marco Maia apresentou seu plano de trabalho. A prioridade é convocar para depor o ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa; o doleiro Alberto Youssef; e o ex-diretor da Área Internacional da estatal Nestor Cerveró. Os requerimentos de convocação serão votados hoje e não há previsão de quando ocorrerão os depoimentos.

Renan cancela votações do primeiro dia de ‘esforço concentrado’

A Câmara e o Senado fizeram uma pauta extensa e ousada de projetos a serem votados na semana do esforço concentrado, antes dos feriados da Copa do Mundo. No primeiro dia da convocação, porém, a tentativa de votar fracassou. As duas Casas cancelaram as votações nesta segunda-feira por falta de quorum.

Entre os projetos pautados, havia propostas de emenda constitucional (PEC), algumas polêmicas: como a dos magistrados, que permite a incorporação de benefícios que ultrapassam o teto constitucional; a dos cartórios, que dá a titularidade desses estabelecimentos a quem não fez concurso público; e a que permite a ampliação da jornada de trabalho dos caminhoneiros. A tentativa do esforço continua hoje, mas com uma pauta reduzida.

A PEC dos Cartórios era o primeiro item da pauta de ontem na Câmara. Também estava prevista a continuidade da votação do Plano Nacional de Educação (PNE). A sessão foi encerrada com o painel eletrônico registrando a presença de 244 deputados. Para abrir a sessão, 257 parlamentares precisam estar no plenário.

O ESTADO DE S.PAULO

Caso Alstom faz Suíça romper ajuda ao Brasil

Vazamento de informações sigilosas envolvendo Robson Marinho, do TCE, irritou autoridades

Aécio afirma que é o candidato da ‘confiança’

O senador Aécio Neves, pré-candidato do PSDB à Presidência, disse ontem que sua vitória em outubro propiciaria o resgate da confiança na economia e um ambiente favorável às reformas tributária e política.

Sem-teto ocupam o Othon Palace

CPI preservará empresas

Mão na taça

Dilma bateu duas vezes na madeira antes de dizer que o Brasil será hexa

PT suspende deputado ligado ao PCC

Clipping Radiobrás

CONGRESSOEMFOCO

Edição: Equipe Fenatracoop

Portal Cambé, site de informações e serviços de Cambé – PR.

Responda

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.