Salário mínimo e tabela do IR têm alta menor

A presidente Dilma Rousseff fixou em R$ 788 o valor do salário mínimo, a partir de 1° de janeiro de 2015, em decreto publicado no Diário Oficial de ontem. O valor atual do mínimo, de R$ 724, foi reajustado em 8,84%. Num momento de aperto nas contas públicas, Dilma arredondou para baixo o valor final do salário mínimo. A previsão da equipe econômica encaminhada ao Congresso era de R$ 788,06 e, na semana passada, a Comissão Mista de Orçamento (CMO) aprovou parecer do relator do Orçamento da União de 2015, senador Romero Jucá (PMDB-RR), que elevava o mínimo para R$ 790.

De férias, Dilma desautoriza primeira declaração de ministro

A presidente Dilma Rousseff se irritou ontem, nas férias, ao ler nos jornais as declarações do ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, no dia da posse, sobre alterar as regras de reajuste do salário mínimo. Por ordem de Dilma, Barbosa teve que soltar uma nota dizendo que a regra não vai mudar. Isso, na prática, inviabiliza a mudança que estava em estudo.

Mudança na concessão de benefícios deve enfrentar resistência no Congresso

O governo federal deve enfrentar forte resistência no Congresso Nacional, principalmente dos partidos de oposição, contra as mudanças promovidas na concessão de benefícios trabalhistas e previdenciários.

‘Deputados tampão’ terão salário mesmo sem trabalhar

Ao menos 41 suplentes de deputados federais assumirão em janeiro, em pleno recesso parlamentar. As vagas são dos que renunciaram ou se licenciaram para assumir outros cargos no dia 1º.
Os “deputados tampão” ficarão até fevereiro, quando os parlamentares eleitos assumem, e receberão R$ 33,7 mil. Em janeiro, a Câmara não trabalha.

O Globo

Manchete:Salário mínimo e tabela do IR têm alta menor

A presidente Dilma Rousseff fixou em R$ 788 o valor do salário mínimo, a partir de 1° de janeiro de 2015, em decreto publicado no Diário Oficial de ontem. O valor atual do mínimo, de R$ 724, foi reajustado em 8,84%. Num momento de aperto nas contas públicas, Dilma arredondou para baixo o valor final do salário mínimo. A previsão da equipe econômica encaminhada ao Congresso era de R$ 788,06 e, na semana passada, a Comissão Mista de Orçamento (CMO) aprovou parecer do relator do Orçamento da União de 2015, senador Romero Jucá (PMDB-RR), que elevava o mínimo para R$ 790.

Petrobras criou empresa de fachada para fazer gasoduto

Auditoria sigilosa do TCU também apontou superfaturamento de 1.800% na obra

Tribunal chegou à conclusão sobre fraude a partir de avaliação feita pela Agência Nacional de Petróleo (ANP). Empreendimento foi inaugurado em 2010 por Lula e Dilma

Auditoria sigilosa do Tribunal de Contas da União (TCU) constatou que a Petrobras criou uma empresa de fachada para construir uma rede de gasodutos que, só no trecho entre Cacimbas (ES) e Catu (BA), custou R$ 3,78 bilhões, informa Vinícius Sassine. Em 2010, esse trecho foi inaugurado pelo então presidente Lula e por Dilma Rousseff, que, dias depois, deixou o comando do Ministério de Minas e Energia para disputar a Presidência. Segundo o TCU, a Transportadora Gasene foi criada para dar um aspecto de empreendimento privado. O tribunal ainda apontou superfaturamento de 1.800%. (Págs. 1 e 3)

De férias, Dilma desautoriza primeira declaração de ministro

A presidente Dilma Rousseff se irritou ontem, nas férias, ao ler nos jornais as declarações do ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, no dia da posse, sobre alterar as regras de reajuste do salário mínimo. Por ordem de Dilma, Barbosa teve que soltar uma nota dizendo que a regra não vai mudar. Isso, na prática, inviabiliza a mudança que estava em estudo. (Págs. 1 e 27)

Planalto infla aliados para conter PMDB (Págs. 1 e 5)

Extração de areia vira problema global (Págs. 1 e 31)

Código do Consumidor: 25 anos de garantia (Págs. 1 e 30)

Atletas de elite fogem da cidade olímpica (Págs. 1 e 40)

————————————————————————————

Veja

Manchete: O poder e o saber

Com eles juntos, temos uma chance de atravessar o tempestuoso 2015. Se duelarem, o Brasil perde. (Pág. 1)

Análise

Entenda como estes 5 fatores essenciais devem afetar a economia e o seu bolso em 2015:
– Gastos públicos;
– Investimentos;
– Consumo;
– Exportações;
– Economia mundial. (Pág. 1)

————————————————————————————

Zero Hora

Manchete: A falta de estrutura que trava o estado

Hidrovias mal aproveitadas, estradas esburacadas e aeroportos limitados freiam investimentos, encarecem produtos para o consumidor e atrasam crescimento do RS. (Págs. 1 e Notícias 12 a 14)

Qual o futuro do vestibular?

Em debate, os métodos de seleção para ingressar nas universidades. (Págs. 1 e Sua Vida 28 e 29)

Após 32 anos no Senado, a nova tribuna de Simon (Págs. 1 e Notícias 16 e 17)

————————————————————————————

Folha de S. Paulo

Manchete: Governo alinhará gastos com o PIB, diz ministro

Para Nelson Barbosa, do Planejamento, situação que se criou é ‘insustentável’

A nova equipe econômica tem como meta fazer os gastos do governo federal crescerem em alinhamento com o PIB (produção de bens e serviços do país). É o que afirmou Nelson Barbosa, o ministro do Planejamento, em entrevista a Valdo Cruz.

‘Trabalharemos para que o gasto do governo cresça em linha com o PIB ou ligeiramente abaixo”, disse, citando que nos últimos anos a despesa pública subiu bem acima do crescimento do PIB. Para ele, isso é “insustentável a longo prazo”.

Segundo Barbosa, o time econômico analisará a proposta de fixar um limite de crescimento real para despesas com folha salarial. Ele também evitou criticar o represamento de preços da primeira gestão Dilma, preferindo “olhar para a frente”.

Sobre o aperto nos benefícios, negou que ameacem direitos dos trabalhadores. “Estamos ajustando as regras à nova realidade fiscal e social do país.” (Págs. 1 e Mercado B1)

Elio Gaspari

Decisão da Petrobras de investigar contas de subsidiárias é boa notícia para 2015. (Págs. 1 e Poder A8)

‘Deputados tampão’ terão salário mesmo sem trabalhar

Ao menos 41 suplentes de deputados federais assumirão em janeiro, em pleno recesso parlamentar. As vagas são dos que renunciaram ou se licenciaram para assumir outros cargos no dia 1º.

Os “deputados tampão” ficarão até fevereiro, quando os parlamentares eleitos assumem, e receberão R$ 33,7 mil. Em janeiro, a Câmara não trabalha. (Págs. 1 e Poder A4)

Bancos mudam sua estratégia e ampliam prazo de empréstimo

Os bancos decidiram alongar prazos de financiamento para que a parcela se encaixe no bolso do cliente.

Nessa estratégia, que deve comprometer ainda mais o orçamento das famílias diante da alta dos juros, o prazo médio subiu de 47,9 meses em setembro para 52,4 meses em novembro, de acordo com levantamento da Confederação Nacional do Comércio. (Págs. 1 e Mercado B5)

Naércio Menezes Filho: Desemprego em queda está com os dias contados

Queda na taxa de desemprego, apesar da desaceleração da economia, é motivada pelo menor número de jovens em busca de vaga. Mas essa situação começa a mudar neste ano. (Págs. 1 e Mercado B3)

Editoriais

Leia “Um bom começo”, sobre medidas da nova equipe econômica, e “Delação aprovada”, acerca da eficácia do instituto na Operação Lava Jato. (Págs. 1 e Opinião A2)

 

EBC

Edição: Equipe Fenatracoop

Portal Cambé, site de informações e serviços de Cambé – PR.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.