Condenado se esconde no STF; Deputados trabalham só 6 meses. Se muito…; Nos últimos 12 meses, os parlamentares federais embolsaram R$ 364,7 mil em salário. Se fossem receber pelo que efetivamente trabalharam, deveriam devolver R$ 182,3 mil aos cofres públicos. É o que mostra levantamento do Correio englobando o período de 18 de outubro de 2012 a sexta-feira passada…- Gastos públicos: Burocracia mais cara que Saúde; Pesquisa inédita da Firjan revela que 533 municípios gastavam em 2011 mais com custeio e burocracia do que com Saúde; e 548 priorizavam a máquina pública e não os investimentos em Educação. O estudo foi feito em 4.437 cidades, onde vivem 85% dos brasileiros…

O Globo

Manchete: Na boca da urna: Campanhas eleitorais concentram corrupção

Diretor de Combate ao Crime Organizado da PF diz que todos os partidos estão envolvidos. ‘O sistema atual não está funcionando. Vamos continuar enxugando gelo,’ diz delegado. Diretor de Combate ao Crime Organizado da PF, o delegado Oslain Santana diz que pelo menos 50% dos casos de corrupção investigados pela corporação têm origem em financiamento de campanhas eleitorais. “E são todos os partidos. Não é privilégio desse ou daquele”, frisa Oslain, em entrevista a Jailton de Carvalho. O delegado defende alterações profundas na forma como recursos são captados para bancar as eleições: “Se não houver mudanças, continuará havendo desvio, vai continuar tendo caixa dois.” PF, Ministério Público e TSE estudam adotar normas mais severas, mas para Oslain a solução passa por uma reforma política. (Págs. 1 e 3)

Às vésperas do leilão: Pré-sal movimentará R$ 3,7 trilhões

A exploração do petróleo no pré-sal movimentará US$ 1,7 trilhão, ou R$ 3,7 trilhões, na economia brasileira nos próximos 30 anos, estima a FGV. Poderão ser criados 87 milhões de empregos diretos e indiretos, informam Danielle Nogueira e Bruno Rosa. A área gigante de Libra, com reservas de até 12 bilhões de barris, vai a leilão amanhã, no Rio, o primeiro do pré-sal sob o regime de partilha. Analistas alertam que a indústria pode não cumprir a exigência de conteúdo nacional. Infraestrutura precária, especialmente portos, e baixa qualificação de mão de obra estão entre os gargalos. (Págs. 1 e 41, 42 e 43)

Gastos públicos: Burocracia mais cara que Saúde

Pesquisa inédita da Firjan revela que 533 municípios gastavam em 2011 mais com custeio e burocracia do que com Saúde; e 548 priorizavam a máquina pública e não os investimentos em Educação. O estudo foi feito em 4.437 cidades, onde vivem 85% dos brasileiros. (Págs. 1 e 8 e 9)

Condenado se esconde no STF

Procurado pela Justiça Federal desde 2009 por fraudar o FGTS, ítalo Colares dá expediente no Supremo. (Págs. 1 e 4 e 5)

————————————————————————————

O Estado de S. Paulo

Manchete: Chineses podem entrar no pré-sal e em refinarias

Mantega diz que Petrobrás tem dinheiro em caixa e não precisará de ajuda do Tesouro no leilão de Libra. O acordo que está sendo negociado entre a Petrobrás e as petroleiras chinesas CNOCC e CNPC pode ir além da formação de um consórcio para a disputa do leilão do campo de Libra, marcado para amanhã, no Ria Inicia: das em 2012, as conversas envolvem os governos do Brasil e da China e incluem uma sociedade nas refinarias do Maranhão e do Ceará. A Presidente da Petrobrás, Graça Foster, foi três vezes à China este ano e afirmou que “tudo o que a gente tem feito com os chineses tem sido uma experiência boa”. Além da sociedade com os chineses, a Petrobrás precisa de R$ 4,5 bilhões para garantir 30% no consórcio, como estipula a lei de exploração do pré-sal. O ministro da Fazenda, Guido Mantega, disse ao Estado que a estatal tem dinheiro em caixa e não contará com ajuda do Tesouro Nacional. (Págs. 1 e economia B1 a B6)

Brecha na lei fortalece palanque duplo nos Estados

A articulação nos Estados de coligações formadas por partidos adversários no plano nacional expôs brecha jurídica que já preocupa os futuros candidatos à Presidência. Como a regra do TSE não é clara sobre os limites da campanha casada, dirigentes regionais se articulam, o que pode gerar situações inusitadas. PSB e PSDB podem estar juntos em 9 Estados. O PMDB pode enfrentar o PT em até 15. (Págs. 1 e política A4)

Após 18 anos, disputa do Proer chega ao fim

Em troca de um desconto de dívida de RS 12,8 bilhões, cinco bancos socorridos pelo Proer, programa de resgate do sistema financeiro do governo FHC, aceitaram abrir mão de ações na Justiça. Já os processos contra os banqueiros ainda não foram concluídos. (Págs. 1 e economia B10 e Bll)

Celso Lafer: Violência

Ela fere a dignidade da pessoa humana, opõe-se à democracia, destrói o poder das instituições e compromete a geração de poder. (Págs. 1 e espaço aberto A2)

Notas & Informações: Ainda o suspense americano

O mundo ainda terá de acompanhar os desdobramentos da política econômica nos EUA. (Págs. 1 e A3)

————————————————————————————

Correio Braziliense

Manchete: Sonho do brasiliense é ser servidor público

Cursinhos e bibliotecas, com a da LBV (foto), lotados de pessoas estudando para concurso são cenas corriqueiras em Brasília, a capital do serviço público. E não é para menos. No DF, revela pesquisa, quase metade (47%) dos trabalhadores da iniciativa privada está insatisfeita com o emprego. E, nessa legião de descontentes, dois em cada três estão de olho em um lugar no funcionalismo. Essas pessoas buscam estabilidade e um contracheque mais polpudo. Só neste fim de semana, há provas de quatro concursos. No total, mais de 117 mil candidatos brigam por 829 vagas e salários de até R$ 22,8 mil. (Págs. 1, 10 e 11)

Deputados trabalham só 6 meses. Se muito…

Nos últimos 12 meses, os parlamentares federais embolsaram R$ 364,7 mil em salário. Se fossem receber pelo que efetivamente trabalharam, deveriam devolver R$ 182,3 mil aos cofres públicos. É o que mostra levantamento do Correio englobando o período de 18 de outubro de 2012 a sexta-feira passada. (Págs. 1 e 6)

Roteiro da tortura no DF

Ao contrário de outras capitais, Brasília desconhece os locais usados como centros de repressão no período militar. Mas essa história começa a ser revelada. (Págs. 1 e 28)

Pré-sal: leilão testa o governo

Mesmo que apenas um grupo participe da privatização do Campo de Libra, marcado para amanhã, ele será realizado, garantiu o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão. (Págs. 1 e 16)

Os brasileiros que se endividam para manter a pose (Págs. 12 e 13)

Caetaneando

Censurar ou não as biografias? A polêmica atiçou os ânimos na semana que passou. (Pág. 1 e Diversão & Arte/Capa)

————————————————————————————

Estado de Minas

Manchete: O preço de um voto

Compra do apoio de eleitores já levou à cassação de 46 prefeitos no país somente este ano Levantamento do Estado de Minas com base nas cassações em segunda instância publicadas de janeiro a outubro pelos tribunais regionais eleitorais (TREs) mostra que 112 prefeitos perderam o mandato, 46 deles por “captação ilícita de sufrágio”, ou, em português claro, compra de votos. A prática é tão antiga quanto a República, mas há 16 anos passou a ser crime, graças a lei de iniciativa popular. Os votos são “captados” em troca de dinheiro, material de construção, cestas básicas, gasolina e até dentaduras. Minas Gerais é recordista em cassações em 2013. Foram 19, das quais 16 por oferta de benefícios aos eleitores. Em Frei Inocêncio, no Vale do Rio Doce, o prefeito reeleito, Carlos Vinício de Carvalho Soares (PR), ficou sem o mandato exatamente por distribuir dentaduras e dentes postiços. (Págs. 1, 3 e 4)

Deputados: Câmara fica seis meses por ano sem trabalha (Págs. 1 e 5)

Consumo: Brasileiro paga mais para exibir marcas e grifes (Págs. 1 e 13)

Viagens: Cresce intercâmbio de adultos para cursos no exterior (Págs. 1 e 15)

Alta gastronomia no morro

Badalados chefs de cozinha de BH se encontraram com cozinheiras e cozinheiros no Aglomerado Santa Lúcia, que lhes serviram um almoço degustação. O encontro faz parte de um projeto do governo de Minas para firmar o estado como polo de gastronomia internacional. Nas duas próximas semanas, os chefs do morro farão estágios nos principais restaurantes da capital. (Págs. 1, 24 e 25)

Inhotim terá espaço para espetáculos

O museu de arte contemporânea e jardim botânico ganhará mais um atrativo: um teatro ao ar livre para até 15 mil espectadores, que assistirão aos espetáculos do gramado, em meio às árvores, enquanto o palco ficará dentro de um lago. Também tem projeto de oficinas de roteiro em parceria com o norte-americano Sundance Institute. (Págs. 1 e EM Cultura/Capa)

————————————————————————————

Jornal do Commercio

Manchete: Qualidade de vida desafia o rumo do Bolsa Família

Após dez anos, completados hoje, de erros, acertos e transformações, o maior programa de transferência de renda do Brasil mudou a rotina de milhares de famílias, mas ainda há muito a ser feito, como mostra série. (Pág. 1)

Águas Belas vira “BBB” pela segurança

Contagem regressiva para o Enem

Ativistas e PMs em confronto na frente de laboratório

Grávida morre e marido fala em negligência

No interior, ônibus escolar é usado como ambulância

————————————————————————————

Veja

Manchete: Nosso ídolos não são mais os mesmos

Artistas favoráveis à censura de biografias causam decepção. (Pág. 1)

Cartel dos trens: Documentos mostram a riqueza inexplicável de servidores em SP (Pág. 1)

Startups: O Brasil também tem novas e promissoras jóias do mundo digital (Pág. 1)

————————————————————————————

Época

Manchete: Caráter se aprende na escola

Além de matemática e português, os alunos agora terão nota de perseverança, otimismo, curiosidades e outros traços de personalidade. (Pág. 1)

Entrevista: “Chico, Caetano e Gil, defendem minha tese”, diz o deputado Jair Bolsonaro sobre a censura às biografias. (Pág. 1)

————————————————————————————

ISTOÉ

Manchete: Esta geração vai mudar o mundo

Como os jovens estão transformando a maneira de se relacionar, trabalhar, fazer política e negócios. Pesquisa global mostra que a juventude brasileira é mais otimista, mais empreendedora e mais ambiciosa do que a média mundial. O que isso representa para o país?. (Pág. 1)

Eleição 2014: Aécio chama o jogo. (Pág. 1)

Copa do mundo: A estratégia do governo para combater o abuso dos preços das passagens aéreas e dos hotéis. (Pág. 1)

————————————————————————————

ISTOÉ Dinheiro

Manchete: O negócio da China é o Brasil

O apetite das empresas chinesas pelo País atinge o ápice com o leilão do Campo de Libra, do pré-sal, mas vai muito além e engloba setores estratégicos, como indústria, bancos e agronegócio. Enquanto os Estados Unidos perdem espaço, Pequim elege o Brasil como prioridade de investimentos na América Latina. (Pág. 1)

O alerta de Eugene Fama, Nobel de economia (Pág. 1)

————————————————————————————

Carta Capital

Manchete: Como se constrói uma celebridade

A máquina de produzir famas instantâneas e faturar milhões. (Pág. 1)

Eleições 2014: Hoje, só Marina Silva levaria ao segundo turno, diz o Vox Populi (Pág. 1)

Biografias: A polêmica, por Mauricio Dias, Vitor Knijnik e Belluzzo (Pág. 1)

The Economist: A Al-Qaeda está mais viva do que supõe o Ocidente (Pág. 1)

+QI: O medo domina os EUA (Págs. 1 e 71)

————————————————————————————

Zero Hora

Manchete: Impostos sobem 16% mais que a inflação em 10 anos

Tributos pagos hoje por três gaúchos retratados por ZH em 2003 mostram como o brasileiro é pressionado pelo fisco e preocupado com a falta de retorno do poder público. (Pág. 1 e Caderno Dinheiro)

Perfil jovem: Acesso à informação e sexo sem camisinha

Pesquisa com 6 mil alunos de 12 a 17 anos aponta que eles adotam cada vez mais comportamentos de risco. (Págs. 1, 4 e 5)

Com a palavra > Maria Thereza Goulart

Na semana em que foi definida a data da exumação do corpo de João Goulart, a viúva do ex-presidente fala das incertezas e do passado ao lado do marido. (Págs. 1 e 18 a 20)

Clipping Radiobrás

Edição: Equipe Fenatracoop

Portal Cambé, site de informações e serviços de Cambé – PR.

Responda

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.