Lula: metrô é luxo desnecessário – “Que babaquice é essa?”, questionou ontem o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva sobre a possibilidade de expansão da rede de metrô até os estádios de futebol que receberão jogos da Copa do Mundo. “Nós nunca tivemos problemas em andar a pé”, emendou. “Vai a pé, vai descalço, vai de bicicleta, vai de jumento, vai de qualquer coisa. A gente está preocupado que tem que ter metrô, tem que ir até dentro do estádio? Nós temos é que dar garantias para essa gente assistir aos jogos, comer a nossa comida. Disso que temos que ter orgulho.”…

Dívidas e salários pressionam caixa dos governadores – Um balanço da gestão financeira dos Estados no governo Dilma Rousseff (2011-2014) mostra um quadro crítico e praticamente uniforme pelo país: receitas abaixo do esperado, caixa pressionado pelo aumento da folha de pessoal e investimentos sustentados por dívidas. O cenário pode comprometer o desempenho dos sucessores. “Muitos vão assumir com luz amarela ou até vermelha”, disse o economista Aristides Monteiro Neto, do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada)…

Passe Livre marca ato por tarifa zero durante o Mundial – O Movimento Passe Livre (MPL) promete fazer uma manifestação em São Paulo no dia 19 de junho, uma quinta-feira, na segunda semana da Copa do Mundo…

Correio Braziliense

Manchete: Bebeu, dirigiu, matou e vai se livrar da cadeia

Rafael Yanovich Sadite terá de pagar fiança fixada em R$ 30 mil para deixar a prisão. Infrator contumaz no trânsito, ele havia tomado bebida alcoólica—conforme flagrou o teste do bafômetro—antes de provocar o acidente em que morreram mãe e filha no Park Way. 9Págs. 1 e 8)

Lula diz que metrô para estádio é “babaquice”

Para o ex-presidente, esse tipo de transporte até os locais onde haverá jogos da Copa é um luxo desnecessário. “Nunca tivemos problemas de andar a pé” afirmou. (Págs. 1 e 5)

Contradições milionárias de Romário sobre a Copa (Págs. 1 e Superesportes 2)

Mãos dadas para salvar a educação

Fechada pela Defesa Civil, a Biblioteca Demonstrativa da 506/507 Sul precisa de reforma. Usuários e servidores abraçaram o tradicional espaço de leitura para cobrar pressa nas obras. (Págs. 1 e 26)

Concurso abre 6,5 mil vagas de professor

A seleção, que começou a receber inscrições ontem, é para cadastro reserva da Secretaria de Educação do DF Remuneração varia conforme a jornada de trabalho, que vai de oito a 40h semanais. (Págs. 1 e 13)

UnB reelege direção do DCE pela 2ª vez

A chapa Aliança pela Liberdade venceu com folga a eleição para o diretório estudantil. A participação de alunos no pleito cresceu. (Págs. 1 e 23)

Americano vê erro no combate a crack no Brasil

Um dos maiores especialistas no assunto, Carl Hart aponta a desigualdade como a causa do vício. E diz que o Brasil comete o mesmo equívoco dos EUA ao tratar o uso de crack como crime. (Págs. 1 e 20)

Agnelo vai a festa de centros olímpicos (Págs. 1 e superesportes 6)

Saúde: Narguilé eleva risco de câncer, conclui estudo

Acreditava-se que o dispositivo filtrava as impurezas do fumo. Mas experiência feita com fumantes nos EUA comprovou o inverso. (Págs. 1 e 19)

Expectativa de dias menos tumultuados

Um dia depois das manifestações anti-Copa nas cidades sedes do torneio, o clima de tensão arrefeceu em quase todo o país. A exceção foi Guarulhos (SP), onde cerca de 50 ativistas fecharam uma avenida e dispararam rojões contra a Polícia Militar, que revidou com bombas de efeito moral. Os moradores do Bairro Taboão cobravam melhorias na localidade. O caso isolado reforça a percepção de especialistas de que a temperatura das ruas brasileiras nos próximos 26 dias que antecedem o Mundial não deve esquentar como no ano passado, na Copa das Confederações.

“É praticamente impossível ocorrer protestos iguais aos de 2013. Isso não significa que não vão acontecer, mas serão menos intensos”, enfatiza o professor de sociologia da Universidade de Brasília (UnB) Antonio Flávio Testa. “As manifestações não têm mais aquela adesão maciça do ano passado. Os movimentos mais articulados, esses ainda vão insistir, mas o ambiente festivo da Copa vai desarmar muito os protestos”, complementou o coronel José Vicente da Silva, ex-secretário Nacional de Segurança Pública.

Uma peça “exótica”

A propaganda publicitária produzida pelo PT continua repercutindo entre opositores. Ontem, ela foi caracterizada como “uma apresentação exótica” pelo presidenciável do PSDB, Aécio Neves, e como um “desserviço” pela pré-candidata à Vice-Presidência na chapa PSB-Rede, Marina Silva. Com uma mensagem que evoca o discurso do medo e afirma que os eleitores devem evitar a volta ao passado, o vídeo começou a ser veiculado na última terça-feira. A propaganda petista faz referência aos dois maiores opositores, chamando Eduardo Campos (PSB) de “salto no escuro para o futuro” e o tucano de “passo para o passado”.

SDD estuda expulsar Argôlo

Envolvido nos esquemas de corrupção investigados pela Polícia Federal, o deputado Luiz Argôlo (SDD-BA) está prestes a ser expulso do Solidariedade. Ontem, o líder do partido na Câmara, Fernando Francischini, avisou que exonerou o parlamentar da sétima vice-liderança da sigla e disse que vai entregar uma carta ao presidente do partido, Paulo Pereira da Silva (SP), pedindo a expulsão de Argôlo. “O deputado ultrapassou todos os limites”, disse Francischini.

As investigações da Operação Lava-Jato, da PF, revelam que Argôlo usou passagens aéreas pagas pela Câmara dos Deputados para se encontrar com o doleiro preso Alberto Youssef. Segundo reportagem da revista Veja, Argôlo utilizou R$ 18.188,85 da cota parlamentar de R$ 78 mil à qual tem acesso na Câmara para emitir bilhetes aéreos em novembro do ano passado. Uma das passagens foi para o Aeroporto de Congonhas, em São Paulo, no valor de R$ 1,6 mil, onde Argôlo se encontrou com o doleiro para discutir sobre dificuldade na entrega de dinheiro.

Lula: metrô é luxo desnecessário

“Que babaquice é essa?”, questionou ontem o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva sobre a possibilidade de expansão da rede de metrô até os estádios de futebol que receberão jogos da Copa do Mundo. “Nós nunca tivemos problemas em andar a pé”, emendou. “Vai a pé, vai descalço, vai de bicicleta, vai de jumento, vai de qualquer coisa. A gente está preocupado que tem que ter metrô, tem que ir até dentro do estádio? Nós temos é que dar garantias para essa gente assistir aos jogos, comer a nossa comida. Disso que temos que ter orgulho.”

Ao defender que o metrô seria um luxo desnecessário, o petista disse ainda que a Copa é um momento em que o Brasil deve “mostrar sua cara”, e que “esconder pobre está fora de cogitação”. As polêmicas declarações foram feitas durante o 4º Encontro de Blogueiros e Ativistas Digitais, em São Paulo, em que também compareceram o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, o pré-candidato ao governo estadual, Alexandre Padilha, e parlamentares petistas.

Liberdade preservada na internet

A menos de cinco meses das eleições, o Seminário Brasiliense de Direito Eleitoral reuniu ontem, em Brasília, juristas especializados para debater temas que estarão presentes no dia a dia da campanha que começará oficialmente em 5 de julho. Um dos assuntos polêmicos tratados durante o evento, que reuniu cinco ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e outros cinco ex-integrantes da Corte, foi a propaganda na internet. Para o ministro Henrique Neves, o Brasil está um pouco defasado em relação à regulamentação digital. Ele, porém, alertou que a Justiça Eleitoral tem atuado para impedir abusos.

De acordo com Henrique Neves, é preciso sempre verificar e identificar exatamente o que é a participação do eleitor para preservá-la e separá-la de eventuais manifestações irregulares feitas por candidatos. “Deve-se retirar do ar somente o que está irregular, preservando a página em que contém a eventual ofensa, a não ser no caso em que haja a personificação de páginas em nome de pessoa que não tenha autorizado a sua criação”, disse o ministro do TSE. “Situação em que o eleitor está se expressando não deve ser tolhida jamais”, completou.

————————————————————————————

Zero Hora

Manchete: Aeroportos perdem de goleada

Quase às vésperas do Mundial, nenhuma das 12 cidades-sede tem seus terminais concluídos como era prometido pelo governo quatro anos atrás. (Págs. 1 e Notícias 8 e 9)

————————————————————————————

Folha de S. Paulo

Manchete: Para Lula, cobrar metrô em estádio é ‘babaquice’

É uma “babaquice” a preocupação de dar condições de Primeiro Mundo ao torcedor na Copa, como “chegar de metrô dentro do estádio”, afirmou nesta sexta-feira em São Paulo (16) o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Em palestra a blogueiros, o petista disse que o brasileiro “nunca teve problema em andar a pé”: “Vai a pé, descalço, de bicicleta, de jumento, de qualquer coisa. Mas o que a gente está preocupado é que tem que ter metrô, tem que ir até dentro do estádio? Que babaquice é essa?”.

Das 12 cidades-sede da Copa, em apenas 3 (São Paulo, Rio e Recife) há estações de metrô próximas aos estádios. Manaus e Fortaleza planejaram obras para fazer o mesmo, mas elas foram adiadas.

Aos blogueiros Lula declarou que o Mundial será o momento de o país “mostrar sua cara”. “Esconder pobre está fora de cogitação”, afirmou.

Sobre os atos que contestam gastos com a Copa, o ex-presidente afirmou que “não há dinheiro público” nos estádios –as arenas receberam incentivos fiscais ou financiamento do BNDES.

Somente 3 das 12 cidades-sedes têm estações de trem servindo os estádios. Duas obras foram adiadas.

O presidente da Fifa, Joseph Blatter, disse que os brasileiros estão um “pouco descontentes” porque muitas promessas de melhoria de vida ligadas à Copa não foram cumpridas.“Para melhorar, é preciso a vontade do povo de trabalhar.” Segundo ele, o apoio crescerá quando o torneio começar.

Para o governo, o saldo das manifestações de quinta-feira (15) foi positivo pela baixa adesão, mas a violência preocupa. (Págs. 1 e Poder 1 A4)

Hélio Schwartsman: Não contaria com os atos como cabo eleitoral, mas é cedo para rifá-los. (Págs. 1 e Opinião A2)

Cantareira sobe a 26,7% com uso inédito de reserva

O governo Alckmin anunciou que o sistema Cantareira passou de 8,2% a 26,7% nesta sexta (16) como início do inédito uso do volume morto do reservatório, aquele abaixo do ponto de captação das represas usado via bombeamento. Para especialistas, se a seca continuar, será preciso limitar o uso dessa água. (Págs. 1 e Cotidiano 1C1)

Demétrio Magnoli: Haverá água e luz até a eleição; depois disso, só Deus sabe (Págs. 1 e Poder 2 pág.4)

Verbas estão no limite, diz Haddad a docentes em greve

Após 25 dias, a greve dos professores municipais continua sem acordo. A prefeitura está “no limite” das possibilidades orçamentárias, disse Fernando Haddad (PT). Para o prefeito, não há como incorporar aos salários, de uma vez, o abono de 15% reivindicado pela categoria. (Págs. 1 e Cotidiano 2pág.1)

Nacionalista obtém vitória histórica nas eleições da Índia

O partido do oposicionista Narendra Modi, um nacionalista com agenda liberal, venceu as eleições da Índia com maioria absoluta das cadeiras da Lok Sabha, a “Câmara dos Deputados”, relata Patrícia Campos Mello.

Para Planalto, protestos não vão crescer

O governo Dilma fez uma avaliação positiva dos protestos da quinta (15), mas que contém uma preocupação que vai levá-lo a intensificar as operações de inteligência e de controle de atos violentos.

Segundo assessores presidenciais, o ponto positivo foi a confirmação de que as manifestações não atraíram grandes concentrações de pessoas, não tiveram apoio da classe média e foram organizadas por movimentos difusos, sem lideranças.

O ponto negativo ficou por conta dos atos violentos, principalmente em São Paulo –vistos como insuficientes para impedir algum jogo da Copa, mas com potencial para prejudicar a imagem do país no exterior.

Passe Livre marca ato por tarifa zero durante o Mundial

O Movimento Passe Livre (MPL) promete fazer uma manifestação em São Paulo no dia 19 de junho, uma quinta-feira, na segunda semana da Copa do Mundo.

Segundo Marcelo Hotimsky, um dos organizadores do ato, o MPL vem participando de protestos em apoio a outros grupos, como o Comitê Popular da Copa e movimentos sem-teto, mas o protesto do dia 19 terá como pauta específica o passe livre nos transportes. O mais recente ato específico do MPL foi em 25 de outubro passado.

Lula diz que a oposição teme que ele volte em 2018

Durante evento nesta sexta (16) para promover a pré-candidatura de Alexandre Padilha (PT) ao governo de São Paulo, o ex-presidente Lula afirmou que os tucanos “se incomodam” e “ficam nervosos” com as comparações entre os governos do PT e do PSDB. O evento foi em Sorocaba, a 99 km da capital.

Segundo o ex-presidente, a oposição “tem medo que Lula não morra e volte em 2018″. “O ódio que eles estão destilando contra a presidente Dilma Rousseff” é porque “não aguentam ver uma mulher governar a sétima economia do mundo” e têm medo que o PT conquiste outra temporada à frente do Planalto, disse.

“Aí eles pensam: e se o Lula não morrer e quiser voltar em 2018? Como é que fica?”, ironizou o ex-presidente.

Serra vai a evento de Aécio e afirma que o mineiro ‘encarna’ a mudança

Pela primeira vez desde que o senador Aécio Neves (MG) despontou como nome do PSDB para a disputa presidencial, o ex-governador José Serra (SP) compareceu a um evento de apoio à candidatura do mineiro.

A presença de Serra se deu na noite desta sexta-feira (16), em meio a especulações sobre a hipótese de ele ser vice de Aécio. Questionado, o mineiro o elogiou, mas disse que o tema não está em discussão.

Os dois chegaram juntos a um evento partidário, em Cotia, na Grande São Paulo. No palanque, falaram pouco e trocaram um abraço ao fim do evento.

Serra defendeu a candidatura de Aécio e disse que o mineiro encarna a “mudança”. Ao falar, relembrou suas derrotas em disputas ao Planalto, em 2002 e 2006.

Com Aécio, PSDB arrecada 460% mais em ano pré-eleitoral

Com a definição antecipada da pré-candidatura presidencial do senador tucano Aécio Neves (MG), o PSDB conseguiu aumentar em cerca de 460% as doações para a legenda em 2013, véspera das eleições, em relação a 2009, que também antecedeu a eleição para presidente.

Em 2009, o candidato tucano ainda estava indefinido –acabou sendo José Serra. Naquele ano, o PSDB recebeu R$ 3,9 milhões em doações, valor corrigido pela inflação.

PF aponta elo de deputado com laboratório

Diálogo interceptado pela Polícia Federal na Operação Lava Jato indica possível relação do deputado federal Luiz Argôlo (SDD-BA) com o grupo do Labogen, laboratório controlado pelo doleiro Alberto Youssef. Preso em março pela PF, Youssef é investigado, entre outras coisas, pela suspeita de ter usado o laboratório para fazer remessas ilegais de dólares.

Em troca de mensagem de 28 de fevereiro de 2014, Youssef diz a Argôlo que “está tendo dificuldade em dormir” por causa de Leonardo. Para a PF, “provavelmente referindo-se à Leonardo Meirelles, um dos laranjas da Labogen”.

O doleiro então diz a “LA”, sigla que abrevia o nome de Argôlo nas mensagens: “Fica em cima desse Leonardo”. Em seguida, escreve: “Não autorizou. Entrega ainda”.

Para os investigadores da PF, trata-se das “primeiras entregas que a Labogen se comprometeu a fazer junto ao Ministério da Saúde”.

Governo quer foco na oposição em CPI mista

O governo vai adotar na CPI mista da Petrobras no Congresso a estratégia de blindar a presidente Dilma Rousseff e centralizar as investigações em assuntos que desgastam a oposição.

O modelo será o mesmo aplicado na CPI exclusiva do Senado, controlada integralmente por governistas, que tem como foco irregularidades nas gestões do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) e do ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos (PSB).

Por orientação do Palácio do Planalto, os aliados da presidente vão tentar manter em funcionamento as duas CPIs simultaneamente.

Judiciário é o poder que menos se ajustou à Lei de Acesso à Informação

Os órgãos da Justiça brasileira foram os que menos se adaptaram às normas da Lei de Acesso à Informação, que completou dois anos nesta sexta-feira (16).

Levantamento da ONG Artigo 19, que avaliou 51 órgãos públicos federais ligados às três esferas de poder –Executivo, Legislativo e Judiciário–, mostra que as instituições ligadas ao Judiciário foram as que menos responderam aos pedidos de informação, demoraram mais tempo para fazê-lo e ofereceram menos respostas satisfatórias.

Dívidas e salários pressionam caixa dos governadores

Um balanço da gestão financeira dos Estados no governo Dilma Rousseff (2011-2014) mostra um quadro crítico e praticamente uniforme pelo país: receitas abaixo do esperado, caixa pressionado pelo aumento da folha de pessoal e investimentos sustentados por dívidas.

O cenário pode comprometer o desempenho dos sucessores. “Muitos vão assumir com luz amarela ou até vermelha”, disse o economista Aristides Monteiro Neto, do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada).

As queixas e desafios foram apontados à Folha durante a série de reportagens “O Estado da Federação”, que analisou as finanças dos 26 Estados e do Distrito Federal.

“Foi um mandato de caixa apertado, sem dúvida”, afirmou o coordenador dos Estados no Confaz (Conselho Nacional de Política Fazendária), José Tostes Neto, secretário da Fazenda do Pará.

Greve de motoristas em Goiânia tem 27 ônibus depredados

Terminais de Goiânia tiveram quebra-quebra e tumulto nesta sexta (16), em meio à paralisação de um grupo de motoristas de ônibus.

Ao menos dez locais foram fechados ou registraram atrasos na circulação de ônibus. Com a demora, usuários depredaram 27 veículos e, em um dos terminais, tentaram quebrar máquinas de alimentos.

O Estado de S. Paulo

Lula volta a defender marco regulatório para imprensa

Luiz Argôlo é exonerado do cargo de vice-líder do Solidariedade

Minha Casa, Minha Vida vai continuar, diz Dilma

Defesa  recorre ao Supremo para Dirceu trabalhar fora da prisão

O Globo

Toffoli defende limite de gastos em campanhas eleitorais

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Dias Toffoli, defendeu nesta sexta-feira que o Congresso estabeleça, até o dia 10 de junho, um limite de gastos para a campanha deste ano. Toffoli afirmou, durante entrevista coletiva, que já conversou com os presidentes do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), e da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN) sobre o assunto, mas não há uma definição se o assunto será levado adiante ou não — dificilmente o será.
O ministro lembrou que o Supremo Tribunal Federal (STF) julga uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin), movida pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) para pôr fim à doação de empresas a candidatos. O julgamento encontra-se parado, com um placar favorável à Adin de seis votos favoráveis a um, porque o ministro Gilmar Mendes pediu vistas. Tofolli adiantou que, mesmo que a proibição seja aprovada, não valerá para estas eleições.

Defesa de Dirceu recorre contra decisão de Joaquim Barbosa que o impediu de trabalhar fora da prisão

A defesa do ex-ministro da Casa Civil José Dirceu, condenado no processo mensalão, apresentou recurso no Supremo Tribunal Federal (STF) para tentar reverter a decisão do ministro Joaquim Barbosa que o impede de trabalhar fora da prisão. Os advogados de Dirceu pedem que Barbosa, que foi relator do mensalão e é o atual presidente do STF, reconsidere sua decisão. Caso contrário, pedem que o caso seja analisado pelo plenário da corte, composta por 11 ministros. Chegam a dizer que proibir o trabalho de Dirceu “é um raciocínio que atenta contra o bom-senso”.

Campos diz que governistas tentam desviar foco de CPI

O pré-candidato do PSB à Presidência da República, Eduardo Campos, criticou nesta sexta-feira a base governista pela inclusão das investigações sobre o porto de Suape, na CPI do Senado criada inicialmente para investigar a Petrobras.

— É preciso na vida pública se esclarecer tudo. (Mas) não podemos usar o artifício de tentar desviar o foco — disse o presidenciável, que vistou a Favela de Paraisópolis, a segunda maior de São Paulo.

Campos foi recebido pela associação de moradores da comunidade, que é presidida por Gilson Rodrigues, filiado ao PPL, partido nanico que já anunciou apoio para a sua candidatura. A entidade oferece cursos aos moradores e é conveniada de programas do governo estadual, como o que prevê a distribuição semanal de leite.

Marina diz que candidatura não pode ser auxiliar da outra sobre proximidade de Aécio e Campos

ex-senadora Marina Silva, pré-candidata a vice-presidente da aliança PSB-Rede-PPS-PPL, defendeu nesta sexta-feira o fim do pacto de boa convivência entre os pré-candidatos Aécio Neves (PSDB) e Eduardo Campos (PSB). Ela participou pela manhã do encontro nacional da Juventude em Rede, organizado por jovens militantes da Rede Sustentabilidade, de 23 estados. Marina disse que, no encontro empresarial de Comandatuba, realizado pelo Lide, entendeu que houve uma tentativa de dizer que os projetos dos dois candidatos eram semelhantes, mas quando alguém está muito preocupado em ser semelhante, é porque sabe que é diferente.

Acompanhado de Serra, Aécio diz que ele terá na campanha ‘espaço de destaque’

O senador Aécio Neves, pré-candidato do PSDB à Presidência da República, desmentiu na noite desta sexta-feira qualquer rusga entre ele e o ex-governador José Serra. Aécio chegou acompanhado de Serra e do senador Aloysio Nunes a um encontro com lideranças locais em Cotia, na Grande São Paulo. Ele elogiou o colega de partido e disse que ele terá em sua campanha ao Planalto e em uma futura administração ‘espaço de destaque’.

Com 52% dos assentos, é a primeira vez em 30 anos que um único partido obtém a maioria no país. (Págs. 1 e Mundo 1A16)

Com problemas, piso tátil confunde cegos na av. Paulista

Instalado para orientar as pessoas cegas, o piso tátil das calçadas da av.Paulista, em São Paulo, tem problemas que confundem o pedestre. Faltam sinais de alerta em estações do metrô, pontos de ônibus e até quando o piso termina em paredes. A prefeitura disse que fará vistoria. (Págs. 1 e Cotidiano 1C3)

Editoriais: Leia “Estratégia ausente”, acerca de divergências entre ministros na questão de preços controlados, e “O sentido da Índia”, sobre eleições naquele país. (Págs. 1 e OpiniãoA2)

EBC – Congressoemfoco

Edição: Equipe Fenatracoop

Portal Cambé, site de informações e serviços de Cambé – PR.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.