Manchete nos Jornais para esta Quinta-Feira 01 de Novembro de 2012

84

Mutilados pelas estradas; 142.998 casos de invalidez permanente no 1º semestre de 2012. Tão terrível quanto os milhares de mortos, a legião de sobreviventes que carregam pela vida as cicatrizes da violência no trânsito deve servir de alerta a motoristas às portas de mais um feriadão… – Crime cibernético: Lei da Privacidade avança no Senado. O Senado aprovou projeto que prevê multa e prisão de até um ano para quem violar privacidade, na chamada “Lei Carolina Dieckmann”… – Saneamento precisa de R$ 420 bi; Para universalizar os serviços de água e esgoto a toda a população, o país teria de investir R$ 20 bilhões/ano até 2030, muito acima dos R$ 5,6 bilhões aplicados nos últimos dez anos. Só a desoneração do PIS/Cofins liberaria R$ 2,1 bilhões/ano ao setor…

O Globo

Manchete: Quadrilha nas estradas – Polícia Rodoviária tem 80 denunciados no Rio

PF descobre grande esquema de extorsão, até mensal, contra caminhoneiros

Relatório de 1.200 páginas incrimina 80 patrulheiros, um sétimo da corporação, incluindo chefes de postos das principais rodovias

Após três anos de investigação, policiais federais do Rio, com apoio da Divisão de Fiscalização da Polícia Rodoviária Federal de Brasília, identificaram uma das maiores redes de corrupção já descobertas atuando nas estradas federais do estado. A partir de escutas e agentes infiltrados, a PF concluiu que o grupo criou um “mensalão de propinas”, revela Antônio Werneck. A Justiça já quebrou o sigilo de cem acusados. (Págs. 1 e 10)

Polícia ocupa favela também em São Paulo

Ação ocorre após nova onda de violência; mortes causam troca de acusações entre estado e União

A capital paulista sofre nova onda de violência, numa disputa entre polícia e bandidos que provocou a morte de 65 civis nos últimos 10 dias na Grande São Paulo. Este ano, 86 PMs foram executados. Três favelas foram ocupadas. O Ministério da Justiça acusa o governo de São Paulo de ignorar alerta sobre um possível agravamento da situação. O governo paulista nega. Diz que pediu R$ 156 milhões de apoio a Brasília e que toda ajuda é bem-vinda, (Págs. 1, 3 a 5 e editorial “Política não pode contaminar ações contra o crime”)

A passos lentos: Banda larga ao menos 20%

Começam a valer hoje as novas regras para a banda larga fixa. As empresas devem oferecer, pelo menos, 20% da velocidade contratada. As operadoras, que não tinham qualquer obrigação, pediram “compreensão” da Anatel. (Págs. 1 e 28)

Barrada na Justiça: Prefeita de Natal, do PV, é afastada

O Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte afastou do cargo a prefeita de Natal, Micarla de Sousa (PV), alegando envolvimento dela com fraudes na Secretaria Municipal de Saúde. (Págs. 1 e 9)

Crime financeiro: Justiça condena ex-corregedor

O ex-corregedor de Justiça do Rio Carpena Amorim, desembargador aposentado, foi condenado pela Justiça Federal a dois anos e meio de prisão por remessa ilegal de dinheiro ao exterior. (Págs. 1 e 6)

Crime cibernético: Lei da Privacidade avança no Senado

O Senado aprovou projeto que prevê multa e prisão de até um ano para quem violar privacidade, na chamada “Lei Carolina Dieckmann”. O texto agora vai para votação na Câmara. (Págs. 1 e 27)

Sem interferência: Adiada a votação dos royalties

A votação da lei que altera a distribuição de royalties foi adiada para terça-feira. O presidente da Câmara, Marco Maia, pediu que o governo “não se metesse”, em resposta à presidente Dilma. (Págs. 1 e 31)

Enem: 5,7 milhões de inscritos (Págs. 1 e 19)

————————————————————————————

Folha de S. Paulo

Manchete: Polícia acha túnel usado para levar droga à USP

Passagem foi descoberta em ação para caçar suspeitos de matar PMs

Policiais que buscavam suspeitos de matar um PM da Rota acharam na favela São Remo (Butantã, zona oeste de SP) um túnel de 15 metros que ligava três casas de traficantes a uma “boca de fumo” distante 50 metros da Cidade Universitária.

Na saída do túnel, um jovem vendia drogas a alunos e frequentadores da USP. “A pessoa não precisava nem entrar na favela”, disse o coronel César Augusto Morelli.

O túnel também era usado como rota de fuga pelos criminosos, diz a polícia.

Na favela Paraisópolis (zona sul), foram apreendidas uma carta com ordem para matar policiais e uma lista com detalhes da rotina de cerca de 40 pessoas — a corporação investiga se são PMs marcados para morrer.

Em São Carlos (SP), sete pessoas foram assassinadas, na maior chacina do Estado no ano. (Págs. 1 e Cotidiano C1)

Dividido, PT adia manifesto contra punições do mensalão

O PT adiou a divulgação de manifesto contra a atuação do Supremo Tribunal Federal no julgamento do mensalão, que ocorreria hoje.

Discutida com Lula e Dilma, a decisão contraria aliados de José Dirceu e José Genoino — críticos à condenação por corrupção ativa e formação de quadrilha. Rui Falcão, presidente do PT, diz que a sigla aguardará a definição das penas. (Págs. 1 e Poder A4)

Aliados põem fim às investigações da CPI do Cachoeira

Partidos governistas encerraram as investigações da CPI do bicheiro Carlinhos Cachoeira sem concluir a apuração sobre o dinheiro desviado por seu grupo. A oposição, que fala em “pizza gigante”, queria ampliá-la por seis meses — ela funcionará por só 45 dias, para a conclusão do relatório. (Págs. 1 e Poder A7)

SUS terá comprimido ‘3 em 1’ contra a Aids a partir de 2013 (Págs. 1 e Saúde C11)

Brasil lidera ranking que mede guerra comercial

Segundo a Organização Mundial do Comércio, o Brasil é o país que mais investiga parceiros comerciais pela venda de produtos por valor abaixo do preço no país de origem — o chamado dumping. O Brasil impõe restrições, sobretudo, à importação de produtos chineses. A notícia dá munição a países que se queixam do protecionismo brasileiro. (Págs. 1 e Mercado B1)

José Simão: Dilma, cadê o Meu Ar-Condicionado, Minha Vida? (Págs. 1 e Ilustrada E14)

Republicano elogia atuação de Obama em tempestade

O governador republicano de Nova Jersey, Chris Christie, disse que foi “excepcional” a atuação de Barack Obama na tempestade Sandy, que matou ao menos 54 pessoas. Ele é duro crítico do presidente. Após sugerir o fim da agência que presta assistência em tragédias, Mitt Romney recuou. (Págs. 1 e Mundo A17)

Clóvis Rossi: Estado teve papel relevante contra tragédia maior

O papel do Estado foi relevante para evitar uma tragédia ainda maior em Nova York. O prefeito ordenou a retirada de 400 mil pessoas das zonas baixas da cidade. E, prevendo acidentes, o governador paralisou o metrô, os trens e os ônibus. (Págs. 1 e Mundo A24)

Ilustrada

Programa de petista em SP para Cultura enfrenta falta de verba. (Págs. 1 e E1)

Editoriais

Leia “À deriva”, a respeito de desafios não resolvidos pela direção da Petrobras, e “Eleitores que faltam”, acerca dos dados sobre abstenção neste ano. (Págs. 1 e Opinião A2)

————————————————————————————

O Estado de S. Paulo

Manchete: Valério depõe ao MPF e cita Lula, Palocci e Celso Daniel

Operador do mensalão quer ser incluído no programa de proteção à testemunha em troca de mais informações

O operador do mensalão, Marcos Valério, prestou depoimento ao Ministério Público Federal em setembro. Em audiência com o procurador-geral da República, Roberto Gurgel, ele tentou mostrar que poderia, em troca da proteção, colaborar com novas informações. De acordo com investigadores, Valério mencionou nomes que não foram alvo no processo do mensalão. Citou o ex- presidente Lula, o ex-ministro Antonio Palocci, afirmou ter feito outras remessas de recursos para o exterior, disse já ter sido ameaçado de morte e falou sobre o assassinato, em 2002, do prefeito de Santo André, Celso Daniel. Ele disse que, se for incluído no programa de proteção à testemunha – o que o livraria da cadeia -, poderá dar mais detalhes das acusações. (Págs. 1 e Nacional A4)

Empresário tenta ‘blindar’ família

Marcos Valério Fernandes de Souza vive com medo e teme ser morto, informa a repórter Adriana Carranca, enviada especial a Belo Horizonte. O empresário não sai às ruas, raramente deixa o flat para onde se mudou e, quando o faz, usa um carro blindado. Para proteger a família, Valério se separou da mulher, Renilda, mas os filhos sofrem bullying na escola. (Págs. 1 e A6)

‘PSDB precisa de um discurso convincente’, afirma FHC

Mais do que mudança no quadro partidário, o PSDB precisa de um “discurso convincente, afim com os problemas do País”, disse ontem o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso a Gabriel Manzano. A entrevista se segue às declarações de Serra, para quem falar em mudança seria se submeter à estratégia do PT. Para FHC, juventude, em si, não produz ideias novas. “E o mais importante são as ideias.” Ele ainda analisou o resultado das eleições: “O eleitor mostrou que não tem donos”. (Págs. 1 e Nacional A11)

Homicídio sobe 86% em SP e bate recorde

Até o fim da tarde de ontem, a cidade de São Paulo já havia registrado 145 homicídios em outubro, 86% mais do que no mesmo mês do ano passado, com 78 mortes. Os dados são do sistema de Informações Criminais (Infocrim) e não contabilizam as ocorrências da noite. É o segundo mês consecutivo de recorde desse crime: em setembro, foram 135 mortes. Em resposta, o governador Geraldo Alckmin disse que líderes do Primeiro Comando da Capital (PCC) podem ser mandados para o Regime Disciplinar Diferenciado, sistema penitenciário linha-dura. A polícia também fez operações em duas favelas. Criminosos atearam fogo a um ônibus e uma menina de 7 anos se feriu. (Págs. 1 e Cidades C1 e C3)

“Eles (PCC) não têm regras, então podem te pegar na covardia”
(Policial em lista de marcados para morrer)

Falha técnica causou apagão, aponta governo

Um erro humano seguido de falha de procedimento da empresa que administra a linha de transmissão entre Colinas (TO) e Imperatriz (MA) causou o apagão que deixou o Norte e o Nordeste às escuras na madrugada de sexta. Relatório do Operador Nacional do Sistema Elétrico, divulgado ontem, apontou que uma chave de proteção da subestação de energia em Tocantins não foi religada após manutenção. (Págs. 1 e Economia B1)

País amplia defesa comercial, diz estudo

Estudo conjunto da ONU, OCDE e OMC aponta que de cada três medidas de defesa comercial adotadas no mundo nos últimos seis meses uma foi do governo brasileiro. (Págs. 1 e B9)

Fotolegenda: Nos EUA, dor e recomeço

Barack Obama em New Jersey: passagem do furacão Sandy deixou 64 mortos e dezenas de bilhões de dólares em prejuízos. (Págs. 1 e Internacional A14)

Dora Kramer

Cassações em aberto

Se o voto secreto for extinto pela Câmara, será difícil para deputados condenados no mensalão, entre eles José Genoino, preservarem o mandato. (Págs. 1 e Nacional A6)

TAM vai demitir tripulantes em 2013 (Págs. 1 e Economia B13)

Orhan Pamuk

A UE se afasta do resto do mundo

Com o progressivo esquecimento do slogan da liberdade, igualdade e fraternidade, a Europa se tornará um lugar cada vez mais conservador. (Págs. 1 e Internacional A18)

Notas & Informações

Primeiros passos positivos

Haddad tratou de iniciar, logo na segunda-feira, no Planalto, a construção de seu mandato. (Págs. 1 e A3)

————————————————————————————

Correio Braziliense

Manchete: As marcas da covardia

Atacado por um grupo de jovens na saída de uma festa no Lago Norte, Leonardo Guimarães Moreira sofreu fratura na mandíbula, teve cinco dentes quebrados e pode perder o movimento do olho esquerdo. Internado em um hospital, o aluno de 18 anos do Marista contou ao Correio como foi espancado e apontou o estudante de engenharia da UnB Fabrício Nunes Macedo como seu mais violento agressor. “Mirava na minha cabeça para matar”, disse. Indiciado pela polícia, Fabrício alegou que reagiu após levar uma garrafada na cabeça. Mas exame do IML o desmentiu. Não havia sinais de qualquer agressão. (Págs. 1, 23 e 24)

Justiça bloqueia R$ 81 milhões de Cachoeira

O valor inclui bens do bicheiro e de 21 pessoas ligadas a ele. São imóveis, carros de luxo, um avião e contas bancárias. No Congresso, manobra governista praticamente enterrou a CPI que investiga o contraventor. (Págs. 1, 2 e 3)

Royalties

Planalto segura votação, e presidente da Câmara reage. “Quanto menos o governo se meter, melhor”, disse Marco Maia. (Págs. 1 e 5)

Autoescolas

Denúncia de irregularidades na formação de motoristas faz o Denatran exigir do Detran-DF mais rigor na fiscalização. (Págs. 1 e 25)

Dia de índio

Mais de 400 pessoas, entre estudantes e integrantes de ONGs, marcharam ontem na Esplanada em defesa do povo guarani-caiová. (Págs. 1 e 10)

Depois da tragédia, a eleição

Enquanto Obama ganha elogios até de republicanos pelo socorro às regiões atingidas pelo furacão Sandy, Romney retoma a campanha para a Casa Branca. Em Nova York, o metrô volta a funcionar hoje. (Págs. 1, 18 e 19)

Gratificações para o Judiciário devem aumentar (Págs. 1 e 12)

————————————————————————————

Valor Econômico

Manchete: Estados sentem impacto de desonerações tributárias

Para planejar seus gastos no próximo ano, Estados e municípios começaram a contabilizar algumas perdas de receita que terão em 2013 decorrentes de desonerações tributárias realizadas pelo governo federal, seja para estimular a economia e melhorar a competitividade dos produtos brasileiros, seja para ajudar o Banco Central no controle da inflação. No momento, eles calculam quanto perderão com a decisão do governo de reduzir as tarifas de energia elétrica. Essa medida, defendida por todos, reduzirá a base de cálculo do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) incidente sobre a energia.

O Estado de São Paulo estima perder R$ 1,3 bilhão, segundo o secretário da Fazenda, Andrea Calabi. Pelas contas do Paraná, a redução é de cerca de R$ 480 milhões. Ainda não há uma projeção oficial para o conjunto dos Estados, mas alguns especialistas em finanças públicas arriscam projetar algo em torno de R$ 6 bilhões. A razão é o peso da energia elétrica na receita total do ICMS. Em 2011, a arrecadação do imposto foi de R$ 302,4 bilhões e a receita com o ICMS/energia ficou em R$ 27,5 bilhões – 9,08% do total. O peso maior é no Paraná (14,58% do total), Rio de Janeiro (12,2%) e Ceará (10,77%), de acordo com dados da Comissão Técnica Permanente do ICMS (Cotepe). (Págs. 1 e A2)

Importado tem a maior tarifa em nove anos

Após reduções seguidas desde 2002, a média das tarifas de importação aplicadas no Brasil voltou a crescer desde a crise financeira iniciada em 2007 e chegou a 2011 ao maior valor dos últimos nove anos, segundo levantamento do Ministério do Desenvolvimento, feito a pedido do Valor. Dados da Organização Mundial de Comércio mostram que as tarifas médias de importação passaram de 8,48% em 2004 para 10,61% no ano passado. Ainda assim, estão hoje pouco acima do nível de 2002. Para boa parte dos analistas, o protecionismo brasileiro está em alta, mas segundo o governo o ajuste sequer compensa a desvalorização do dólar e do euro. A OMC admitiu ontem que o Brasil também adotou medidas para facilitar o comércio. (Págs. 1, A4 e A5)

Chile vai bem, mas chilenos exigem mais

Os chilenos historicamente votam em partidos de centro-esquerda, justificou o presidente Sebastián Piñera para explicar a derrota do governo nas eleições municipais do fim de semana. A vitória de Piñera, em 2010, foi a primeira de um líder da direita em meio século. Mas o resultado das urnas de domingo não deveria surpreender. Nos últimos meses, a população deu vários sinais de descontentamento com o governo. Estudantes protestaram nas ruas pedindo ensino gratuito de qualidade. A economia vai bem e o Chile exibe os melhores indicadores de crescimento da América Latina. Com isso a população sente-se segura para apresentar demandas. “Os chilenos estão cada vez mais exigentes”, disse Piñera, em café da manhã no Palácio La Moneda com diretores de jornais econômicos da América Latina. (Págs. 1 e A17)

Gerdau investe R$ 450 mi em expansão de aciaria

O grupo Gerdau vai anunciar hoje, no Palácio Piratini, sede do governo gaúcho, um investimento de R$ 450 milhões na expansão da aciaria da siderúrgica Riograndense, em Sapucaia do Sul, Região Metropolitana de Porto Alegre. A Riograndense – primeira unidade siderúrgica do grupo, adquirida em 1948 – produz aços longos para construção civil e indústria. O investimento vai ampliar sua capacidade em 50%, de 450 mil para 650 mil toneladas por ano até 2015.

O empreendimento na siderúrgica de Sapucaia do Sul não integra o pacote de R$ 10,3 bilhões já anunciado pelo grupo, envolvendo expansões e novas instalações no país (cinco), América do Norte (três), América Latina (seis) e aços especiais (seis). Neste último segmento, em que é líder mundial no fornecimento para a indústria automotiva, o grupo tem operações no Brasil, Estados Unidos, Europa e Índia. (Págs. 1 e B7)

Vale tira do papel a VLI, sua empresa de logística

A Vale decidiu tirar do papel uma nova empresa chamada Valor Logística Integrada (VLI), que abrange ferrovias e portos para transporte de carga geral. Por enquanto, a VLI é 100% da Vale, mas o Valor apurou que a direção da companhia busca capital de parceiros internacionais. Dois projetos da nova companhia exigirão investimentos de R$ 8 bilhões.

No âmbito das ferrovias, a VLI terá a Ferrovia Centro-Atlântica (FCA) e a Norte-Sul. No segmento de portos, terá o Porto de Mearim, no Maranhão, em fase de implantação, e o TUF, antigo terminal da Ultrafértil no porto de Santos, que anteriormente ficaria com a Vale Fertilizantes. (Págs. 1 e B1)

Relação EUA-Brasil muda pouco após eleição

As eleições presidenciais da semana que vem deverão mudar muito pouco a política externa dos EUA para a América Latina e o Brasil, avaliam especialistas na região e diplomatas brasileiros. Para o Brasil, a perspectiva é de continuidade, seja quem for o eleito, graças a dezenas de parcerias assinadas nos últimos anos. O Palácio do Planalto avalia que o apoio de democratas e republicanos a projetos dos EUA com o Brasil impedirá mudanças sensíveis na relação entre os dois países. Empresários consultados pelo Valor também mostraram pouca preocupação com uma mudança de governo.

As diferenças entre as propostas dos dois candidatos e as chances de cada um são objeto da reportagem principal de “EU& Fim de Semana”. (Págs. 1 e A20)

Montadoras usam iluminação interna para conquistar os motoristas (Págs. 1 e B6)

Na contramão do setor, Portugal Telecom investe em infraestrutura, diz Zeinal Bava (Págs. 1 e B3)

Saneamento precisa de R$ 420 bi

Para universalizar os serviços de água e esgoto a toda a população, o país teria de investir R$ 20 bilhões/ano até 2030, muito acima dos R$ 5,6 bilhões aplicados nos últimos dez anos. Só a desoneração do PIS/Cofins liberaria R$ 2,1 bilhões/ano ao setor. (Págs. 1 e A8)

TJ-RN afasta prefeita de Natal

Detentora do maior índice de desaprovação do país (92%), a prefeita de Natal, Micarla de Sousa (PV), foi afastada liminarmente do cargo pelo Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte por suposto envolvimento em desvio de recursos na área da saúde. (Págs. 1 e A16)

Carros batem recorde em outubro

Mesmo sem o número final, as vendas de automóveis no mês passado, até a terça-feira, dia 30, já somavam 304,5 mil unidades, o que representa o melhor outubro na história da indústria automobilística no país. (Págs. 1 e B11)

Sem solução à vista na citricultora

Às voltas com um dos maiores estoques de suco de todos os tempos e demanda global em queda há mais de uma década, a citricultura paulista deverá ter a terceira grande safra consecutiva no ciclo 2013/14, deprimindo ainda mais os preços. (Págs. 1 e B14)

Commodities agrícolas recuam

Os preços da maior parte das commodities agrícolas negociadas pelo Brasil no exterior perderam sustentação em outubro. A exceção foi o açúcar, que registrou leve valorização. (Págs. 1 e B16)

Colheita do cacau é a maior em 18 anos

A produção brasileira de cacau na safra 2011/12 é a maior dos últimos 18 anos, com 220 mil toneladas entre outubro de 2011 e setembro de 2012 (calendário internacional). A Bahia, maior Estado produtor, colheu 155,6 mil toneladas. (Págs. 1 e B16)

Star Cash vai a leilão

Liquidado em setembro, o Banco Cruzeiro do Sul fará na próxima semana o leilão de sua plataforma de cartões pré-pagos para viagens ao exterior, o Star Cash. O lance mínimo é de R$ 3 milhões, à vista. (Págs. 1 e C16)

Ideias

Joaquim Carvalho e Ildo Sauer

Brasil tem potencial hidrelétrico e eólico para produzir de forma sustentável toda a energia que consumirá em 2050. (Págs. 1 e A18)

Alexandre Schwartsman

Foi a política brasileira de manipulação do câmbio que levou à alta dos preços domésticos das commodities agrícolas. (Págs. 1 e A19)

————————————————————————————

Estado de Minas

Manchete: BR-381: No mínimo mais três anos de transtorno

Prometida pela presidente Dilma para 2011, a licitação para a duplicação da BR-381 entre BH e Governador Valadares, conhecida como Rodovia da Morte, começou com um ano de atraso e fatiada. Ontem foi publicado o edital para a contratação das obras de seis dos 13 trechos, ou 100 dos 330 quilômetros. A previsão é iniciar a reforma, que consumirá R$ 3,8 bilhões do PAC, no primeiro trimestre de 2013. E a promessa é concluí-la no início de 2016, com interrupções de tráfego durante todo esse período.

Quem for pegar estrada no recesso de Finados, atenção: nos feriadões deste ano houve 24% a mais de acidentes e 27% mais mortes do que nos dias comuns. (Págs. 1, 21, 22 e Editorial, 6)

Lula: Exame mostra regressão total do tumor na laringe (Págs. 1 e 5)

Divinópolis: Prefeito decreta oito feriados para economizar (Págs. 1 e 9)

Rumo ao Brasil

Oferta de trabalho eleva emissão de vistos a europeus. (Págs. 1 e 12)

Recomeço

Nova York tenta retomar a rotina após a passagem do furacão Sandy, que matou pelo menos 55 pessoas nos EUA desde segunda-feira. A bolsa de valores em Wall Street reabriu, após dois dias fechada, assim como os aeroportos de Newark e JFK. Os ônibus circulam, de graça, enquanto o metrô aguarda a liberação de estações alagadas. O presidente Barack Obama visitou áreas devastadas pela tempestade em Nova Jersey. (Págs. 1, 18 e 19)

————————————————————————————

Jornal do Commercio

Manchete: O pior da seca está por vir

Meteorologistas preveem mais dificuldades para os 121 municípios pernambucanos atingidos pela estiagem, que deve durar pelo menos mais três meses. Ano atípico, 2012, já é o mais seco desde 1985, quando o Inmet começou a observação. (Págs. 1 e Cidades 5)

Assembleia aprova lei estadual do pedágio

Texto passou em primeira votação ontem e permitirá cobrança em rodovias públicas estaduais e federais que cortam Pernambuco. (Págs. 1 e Capa Dois)

Interior terá mais blitzes da lei seca

Operação será permanente no Sertão, Agreste e Zona da Mata, para coibir a combinação de bebida e direção. (Págs. 1 e Cidades 1)

Exames indicam que Lula está livre do câncer (Págs. 1 e 6)

Após apagão Aneel promete “pente-fino”

Agência avaliará todo o sistema de transmissão de energia. Falha humana foi confirmada como causa do blecaute. (Págs. 1 e Economia 4)

Hemobrás sela parceria para novo produto (Págs. 1 e Economia 3)

Polícia Federal fecha dez seguradoras ilegais (Págs. 1 e Economia 6)

————————————————————————————

Zero Hora

Manchete: RS tem ao menos 33 denúncias de crimes eleitorais

Casos incluem desde suspeitas de compra de votos até coação de eleitores e transferências fraudulentas de domicílio eleitoral. (Págs. 1 e 6)

EUA: Sandy já se foi e as eleições voltaram

Após a super tempestade, país retoma rotina. Enviado especial Rodrigo Lopes acompanhou comício de Romney na Flórida. (Págs. 1, 32 e 33)

Mutilados pelas estradas

142.998 casos de invalidez permanente no 1º semestre de 2012

Tão terrível quanto os milhares de mortos, a legião de sobreviventes que carregam pela vida as cicatrizes da violência no trânsito deve servir de alerta a motoristas às portas de mais um feriadão. (Págs. 1, 4 e 5)

Frisson nas redes sociais

“Não fico sem camisa por nada”

Prefeito eleito de Pelotas está assustado com repercussão de sua foto. (Págs. 1 e 8)

————————————————————————————

Brasil Econômico

Manchete: Distribuidora do BB lançará fundo de R$ 1 bilhão para infraestrutura

O presidente da BB DTVM, Carlos Takahashi, revelou ao BRASIL ECONÔMICO que a ideia é aproveitar os incentivos fiscais para o setor e há interesse de estrangeiros. A alíquota de IR será zero para pessoas físicas e de 15% para pessoas jurídicas. (Págs. 1 e 32)

Nos EUA, disputa voto a voto na reta final

Nos últimos passos da corrida à Casa Branca, Barack Obama e Mitt Romney apostam todas as fichas nos estados com mais indecisos e expõem as fragilidades do sistema eleitoral americano. (Págs. 1 e 4)

Pequenas empresas terão um ministério

Promessa de campanha de Dilma, projeto está para entrar na pauta de votações da Câmara. O nome mais provável para a pasta é o de Gilberto Kassab. (Págs. 1 e 10)

Governo prorroga votação de royalties

Em claro apoio aos estados produtores, Palácio do Planalto dobra a resistência do presidente da Câmara e consegue adiar decisão para semana que vem. (Págs. 1 e 8)

Desemprego breca a inflação na Eurozona

Taxa sobe para 11,6% da força de trabalho, a maior desde 1995, e, ironicamente, contribui para frear a alta de preços, devido à retração no consumo. (Págs. 1 e 38)

Pela primeira vez, Apimec pune analistas de mercado (Págs. 1 e 34)

Clipping Radiobrás

Edição: Equipe Fenatracoop



Portal Cambé, site de informações e serviços de Cambé – PR.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *