Manchete nos Jornais para esta Quinta-Feira 15 de Dezembro de 2011

85

Habitação popular terá R$23 bi em 2012 – Nova educação: Deputados aprovam a Lei da Palmada – Barganha entre carnes e vinhos – Jornalismo: sindicato dá curso a quem se filiar – STF autoriza o ‘ficha-suja’ Jader Barbalho a tomar posse – Pimentel ganhou por palestras fantasmas – Violência mata 1, 1milhão de brasileiros em 30 anos – Golpes contra investidores maduros …

O Globo

Manchete: Violência mata 1, 1milhão de brasileiros em 30 anos
É mais que no conflito Israel x Palestina, ou um Carandiru por dia

O crescimento da violência no país nos últimos 30 anos produziu uma estatística trágica revelada em levantamento divulgado ontem: creca de 1,1 milhão de pessoas foram assassinadas nesse período. Apenas no ano passado, foram mortas 50 mil pessoas, ou 137 por dia, média superior ao massacre do Carandiru, em que 111 presos morreram em confronto com a polícia paulistana, em 1992. Esses números são muito maiores aos registrados, por exemplo, em 53 anos de disputa entre Israel e Palestina, que leou à morte de 125 mil civis. A taxa de homicídio no Brasil, que em 1980 era 11,7 por cem mil habitantes, saltou para 26,2 por cem mil em 2010. Alagoas é o estado em pior situação, com 66,8 assassinatos por cem mil habitantes, seguido por Espírito Santo (50,1), Pará (45,9), Pernambuco (38,8) e Amapá (38,7). Na contramão dessa tendência, a taxa de homícidios caiu no Rio de Janeiro (51 para 26,2) e em São Paulo (42,2 para 13,9). Santa Catarina tem a menor taxa (12,9). (Págs. 1 e 13 a 15)
De olho na reeleição, Obama sai do Iraque
Num discurso em tom patriótico e de alívio, numa base na Carolina do Norte, o presidente Barack Obama deu por encerrada a guerra do Iraque, após quase nove anos de ocupação. Os últimos 5.500 militares voltam até o fim do mês. De olho na reeleição, e sem cantar vitória, disse que é mais difícil terminar uma guerra do que iniciá-la. Em Falluja, milhares de iraquianos comemoram a retirada. (Págs. 1 e 41)

A guerra americana

THE END: Obama e Michelle se abraçam na homenagem às tropas que lutaram no Iraque, na base de onde saíram 202 dos 4.500 militares mortos. (Pág. 1)
Pimentel ganhou por palestras fantasmas
As unidades regionais da Federação das Indústrias de Minas Gerais desmentiram o ex-presidente da entidade Robson Andrade e disseram que o ministro Fernando Pimentel nunca deu palestras nesses locais em 2009. Ao justificar pagamento de R$1 milhão a Pimentel, Andrade disse que as palestras foram parte do serviço de consultoria. (Págs. 1 e 3)
Supremo põe Jader de volta no Senado
O STF decidiu ontem que Jader Barbalho (PMDB-PA) deve assumir uma vaga no Senado. Pela primeira vez, o presidente da Corte, Cezar Peluso, usou a prerrogativa de votar duas vezes, desempatando o julgamento. (Págs. 1, 10 e 12)
Crise afeta PIB de cidades brasileiras
A crise global encolheu, em 2009, o PIB de Campos, Macaé e Vitória, cidades dependentes de petróleo e minério. Rio e SP avançaram. Este ano, a carga tributária do país será recorde: 36% do PIB. (Págs. 1 e 31 a 33)
LAN e TAM unidas, mas com restrição
O Cade aprovou com restrições a fusão da TAM com a chilena Lan, negócio que forma a maior aérea da América Latina. A Latam terá de ceder espaços de pouso e sair de uma aliança global. (Págs. 1 e 39)
Ibope: para 54% dos cariocas, saúde é o que mais importa. (Págs. 1 e 18)
————————————————————————————

O Estado de S. Paulo

Manchete: STF autoriza o ‘ficha-suja’ Jader Barbalho a tomar posse
‘A Justiça venceu’, festejou o senador, que estava impedido de assumir mandato pela Lei da Ficha Limpa

Um dos símbolos do efeito da Lei da Ficha Limpa, o senador eleito Jader Barbalho (PMDB-PA) obteve do Supremo Tribunal Federal autorização para tomar posse. Com a decisão, o STF enxugou ainda mais o alcance da lei que ainda é questionada no tribunal. No Twitter, Jader afirmou: “A Justiça venceu”. Ele obteve na última eleição quase 1,8 milhão de votos, mas tinha sido barrado por ter renunciado a um mandato anterior de senador, para evitar a cassação em razão de suspeitas de corrupção. (Págs. 1 e Nacional A4)

Lei deve valer em 2012

Apesar dos revezes, o STF deve julgar constitucionais os principais pontos da Lei da Ficha Limpa e garantir sua aplicação. (Págs. 1 e Nacional A4)
Índice do BC prevê queda de 0,32$ do PIB em outubro
A atividade econômica brasileira teve nova retração em outubro. O indicador do Banco Central que funciona como prévia do comportamento do PIB registrou queda de 0,32% na comparação com setembro, pior do que esperado pelos economistas. Agora, eles calculam que, para o Brasil evitar uma contração no último trimestre, é necessário crescer em ritmo mensal de 0,6% em novembro e dezembro. (Págs. 1 e Economia B1)
Câmara aprova projeto que proíbe palmada
A Comissão Especial da Câmara aprovou ontem a chamada Lei da Palmada, que proíbe os pais de aplicarem castigos físicos em crianças e adolescentes. O projeto, que deverá seguir direto para o Senado, altera o Estatuto da Crainça e do Adolescente e prevê multa 3 a 20 salários mínimos a médicos, professores e agentes públicos que não denunciarem maus-tratos. “A violência mais grave começa com uma palmada”, disse a relatora, Teresa Surita. (Págs. 1 e Cidades C1 e C3)
Violência em 67 cidades supera níveis do Iraque
Pelo menos 67 municípios brasileiros com mais de 10 mil habitantes tiveram proporcionalmente mais homicídios entre 2008 e 2010 do que os registrados nos conflitos do Iraque – entre 2004 e 2007, após a queda de Saddam Hussein, a taxa média era de 64,9 homicídios por 100 mil pessoas. A cidade de Simões Filho (BA) registrou 146,4 assassinatos por 100 mil. (Págs. 1 e Cidade C4)
Investigação liga Hezbollah a narcotráfico
A contabilidade do banco Lebanese Canadian Bank, acusado pelos EUA de lavar dinheiro do narcotráfico, mostra esquema que teria permitido ao Hezbollah, o influente grupo radical libanês, movimentar grandes somas de dinheiro e driblar sanções. A investigação indica elo do Hezbollah com o comércio de cocaína na América do Sul. (Págs. 1 e Internacional A12)
Refúgio de aniversário
Dilma Rousseff com estudantes, em Porto Alegre; no seu primeiro aniversário como presidente, ela comemorou 64 anos longe do beija-mão de aliados em Brasília. (Págs. 1 e Nacional A8)
Só 17% do hemocentros não têm problemas (Págs. 1 e Vida A22)

Jornalismo: sindicato dá curso a quem se filiar (Págs. 1 e Vida A25)

Fusão TAM e LAN é aprovada com ressalvas (Págs. 1 e Economia B14)

iTunes oferece versão nuvem a brasileiros (Págs. 1 e Economia B18)

Dora Kramer
Gente diferenciada

Aos ministros do PT o governo dá proteção contra convocações e declarações enfáticas em defesa de suas reputações. Aos aliados, total exposição. (Págs. 1 e Nacional A6)
Notas & informações
Municípios sem economia

Os dependentes da administração pública são vítimas de ação governamental de baixa qualidade. (Págs. 1 e A3)
————————————————————————————

Correio Braziliense

Manchete: Palmada, não
Câmara aprova projeto de Lei que príbe pais de bater em filhos. Texto segue para o Senado. Professores que se omitirem sobre agressões podem ser punidos. Proposta divide opiniões. (Págs. 1 e 12)
Confira o gabarito do vestibular da UnB. A lista de aprovados sai em 7 de fevereiro (Págs. 1 e 39)

PGR analisa bens da família de Agnelo (Págs. 1 e 32)

IPVA zero ou oferta? Planeje
Carro novo terá isenção em 2012. Revendas já fazem promoções. (Págs. 1 e 41)
Previdência: Fundo para servidores só ano que vem
O projeto que cria um fundo de previdência privada para servidores públicos só deve ser votado em 2012. O Congresso voltou a ser pressionado pelo STF para apreciar o pedido de aumento slarial do Judiário. (Págs. 1 e 14)
Jader de volta. Collor quer mais
STF determina que Jader Barbalho, barrado pela Lei da Ficha Limpa, tome posse no Senado. Enquanto isso, Sarney articula candidatura de Collor à presidência da Casa. (Págs. 1, 2 e 3)
————————————————————————————

Valor Econômico

Manchete: Claro entra na disputa com a Vivo pela internet superveloz
A Claro acirra a disputa pelo usuário de internet móvel ao inaugurar, hoje, sua rede 3G+, atualização tecnológica que permite o acesso à web com velocidade três vezes maior que a proporcionada pelos serviços convencionais de terceira geração (3G). A operadora do grupo mexicano América Móvil destinou a esse projeto boa parte dos investimentos de R$ 3,38 bilhões que fez neste ano.

A rede 3G+ da Claro está disponível em todas as cidades onde a empresa tem rede de terceira geração – são cerca de 700. O serviço poderá ser acessado, sem custo adicional, pelos assinantes da operadora que tiverem aparelhos compatíveis com a tecnologia. (Págs. 1 e B2)
Pedidos na Finep somam R$ 9,1 bilhões
O valor dos pedidos de crédito para inovação chegou a R$ 9,1 bilhões na Financiadora de Estudos e Projetos (Finep). É um volume cinco vezes maior que o do início do ano, segundo seu presidente, Glauco Arbix. Se antes sobravam recursos nas linhas de crédito nessa área, agora a Finep se preocupa com a necessidade de ganhar mais fôlego para poder atender a demanda. A soma de volumes para projetos contratados dobrou em quatro anos, passando de R$ 516 milhões em 2006 para R$ 1,2 bilhão em 2010. Há um ano, a média dos pedidos de crédito por projeto girava em torno de R$ 11 milhões e agora passou a R$ 40 milhões, com casos de mais de R$ 70 milhões nas linhas requisitadas por investidores no pré-sal. (Págs. 1 e A5)
BofA traça perspectivas inquietantes para 2012
A economia mundial vai passar por uma desaceleração significativa no ritmo de crescimento em 2012, enfrentando um risco de 40% de cair em recessão caso a já complicada situação na Europa se deteriore e resulte em uma crise bancária, avaliam os analistas globais do Bank of America (BofA) Merrill Lynch. Seus três cenários para a economia global têm a Europa como epicentro e o quadro traçado está longe de ser animador. O cenário “bom”, em que os líderes europeus e o Banco Central Europeu agem com determinação para debelar a crise, tem uma chance de 10% de ocorrer.

Os analistas preveem um crescimento de 1,9% para a economia americana, inferior aos 2,5% deste ano. No fim de 2012 o ritmo anualizado de expansão deverá ser de apenas 1%. Para a China, a expectativa é de um pouso suave, com crescimento de 8,6% em 2012, abaixo dos 9,2% de 2011. O conjunto de medidas de estímulo à disposição do governo deve assegurar que o Brasil cresça mais em 2012, passando de 3% em 2011 para 3,4%. (Págs. 1 e C7)
Golpes contra investidores maduros
Nos EUA, autoridades do mercado financeiro e promotores públicos estão lutando contra o que qualificam como uma escalada em nível nacional das fraudes em investimentos contra pessoas acima de 50 anos. Em muitos casos, as vítimas aplicaram em investimentos arriscados para tentar compensar os prejuízos sofridos durante a crise financeira – tendência que está se acentuando. Segundo as estimativas dos órgãos reguladores estaduais, o número de casos envolvendo investidores de 50 anos de idade ou mais deve bater recorde neste ano.

Em 2010 foram feitas 1.241 denúncias criminais, ordens de cessação e outras ações regulatórias emitidas em nível estadual envolvendo investidores de 50 anos ou mais, segundo a Associação Norte Americana de Administradores de Investimentos. O número é mais que o dobro dos 506 casos de 2009. (Págs. 1 e D4)
Paranapanema quer crescer com o Novo Mercado
Depois de 30 anos de presença na bolsa brasileira, na qual chegou a ser uma das ações mais importantes na década de 80, a Paranapanema decidiu entrar no Novo Mercado, o nível mais alto de governança corporativa da BM&FBovespa. A iniciativa coincide com o momento em que a empresa está concluindo uma longa fase de reestruturação administrativa, financeira e de negócios para voltar a crescer. Luiz Antônio Ferraz Júnior, presidente da Paranapanema, disse ao Valor que uma das principais estratégias de expansão é a aquisição de participação de 25% a 30% em pequenas e médias mineradoras. “Ano que vem já começaremos a comprar essas participações”, afirmou o executivo. (Págs. 1 e D1)
Debêntures cambiais, uma opção
Com a escassez de crédito em dólar no exterior, a empresa do setor petroquímico Petropar recorreu a uma solução que não era usada há dois anos: vai emitir debêntures atreladas à variação cambial. A captação, de US$ 210 milhões, vai financiar a aquisição do negócio de não tecidos da Fiberweb.

A Petropar anunciou em novembro a compra dos 50% que ainda não detinha na sociedade, além de seis unidades industriais no exterior, por US$ 286 milhões. A empresa esperava ter uma linha de crédito externa liderada pelo Bank of America. Mas com a desistência desse banco, as instituições locais que participavam do empréstimo – Bradesco BBI, HSBC e Santander – decidiram trazer a operação para o país. (Págs. 1 e C3)
Pão de Açúcar ajusta seus investimentos
Maior rede de varejo da América Latina, o Grupo Pão de Açúcar vai encerrar o ano com investimentos abaixo do teto previsto – em vez de R$ 1,4 bilhão, o valor deve ficar entre R$ 950 milhões e R$ 1 bilhão. Para 2012, apesar do plano de desembolsar mais de R$ 1,4 bilhão, a empresa pode rever a previsão ao longo do ano, conforme a geração de caixa. Oficialmente, o valor será anunciado entre março e abril. “Me limito a investir a geração de caixa livre.
É isso que tenho combinado com os acionistas”, disse Enéas Pestana, diretor-presidente do Grupo Pão de Açúcar, ao Valor. “Se posso ajustar minhas previsões de investimento também em 2012? Posso sim”, disse ele, que fez uma ressalva: “Sou um otimista. Prefiro ver o copo meio cheio do que meio vazio. Eu quero abrir lojas, mas se não puder, vou fazer o quê?” (Págs. 1 e B4)
Crise traz de volta o fantasma do terrorismo político à Europa (Págs. 1 e A11)

Globalweb compra Compusoftware
Quatro meses após sua criação, a Globalweb Corp —resultado da fusão entre duas divisões do grupo TBA com a Benner Sistemas — anuncia hoje sua primeira aquisição: a Compusoftware, empresa de 19 anos focada em sistemas da Microsoft. (Págs. 1 e B3)
Criação da Latam é autorizada
O Cade aprovou, sob condições, a fusão entre LAN e TAM, que resultará na maior companhia aérea da América Latina. A principal exigência é a redução de voos no trecho Santiago-São Paulo-Santiago. (Págs. 1 e B5)
Especial/Investimentos
Até o dia 20, o pagamento do 13o salário vai injetar R$ 118 bilhões na economia. Mesmo assim, ainda é pequena — apenas 3% — a parcela de brasileiros dispostos a investir parte desses recursos. “Apesar disso, já existe mais consciência quanto à necessidade de poupar ”, diz Miguel de Oliveira, da Anefac. (Pág. 1)
MPE e ARG vão disputar aeroportos
A MPE fechou acordo com a construtora mineira ARG para participar dos leilões de concessão dos aeroportos de Guarulhos, Viracopos e Brasília. Ernest & Young e a consultoria Planos Engenharia foram contratadas para auxiliar na modelagem do negócio. (Págs. 1 e B8)
Barganha entre carnes e vinhos
Brasil e África do Sul estabeleceram prazo até o fim de fevereiro para chegar a um acordo sobre as barreiras impostas às exportações de vinhos sul-africanos e de carne suína brasileira. (Págs. 1 e B11)
Cade aprova fusão no suco
O Conselho Administrativo de Defesa Econômica aprovou, com condicionantes, a fusão entre Citrosuco, do grupo Fischer, e Citrovita, do grupo Votorantim. Uma das exigências é que a área de pomares próprios não seja ampliada durante cinco anos. (Págs. 1 e B12)
BC quer penas mais rigorosas
O Banco Central vai propor mudanças na legislação que estabelece penalidades às instituições financeiras e seus administradores em casos de infração às normas. As multas, por exemplo, deverão ser elevadas. (Págs. 1 e C1)
Ideias
Ribamar Oliveira

‘Pacote de Natal’ na Câmara, com criação de cargos e reajustes de salários, atropela as normas da boa gestão pública. (Págs. 1 e A2)
Ideias
Wolfgang Münchau

A UE não vai restaurar a confiança por meio de artifícios legais como um acordo fiscal fora dos tratados europeus. (Págs. 1 e A13)
————————————————————————————

Estado de Minas

Manchete: Novos rumos para avenidas de BH
Plano de prefeitura é mordenizar as degradadas margens da Antônio Carlos e Andradas com edifícios altos, centros comerciais e áreas de lazer no lugar de velhas construções

Para mudar o perfil das vias, o Executivo pretende contar com investimento privado, a exemplo de São Pauloe Rio, por meio dos Certificados de Potencial Adicional de Construção (Cepac). Esses títulos, com lançamento previsto para o próximo semestre, serão negociados em bolsa, por bancos ou em leilões. Poderão ser comprados por pessoas físicas e jurídicas e darão direito de construir além dos limites da lei de uso do solo. A arrecadação financiará calçadões, espaços públicos e outras de revitalização dos corredores. (Págs. 1, 21 e 22)
Retorno de poucas palavras
O empresário Marcos Valério Ferandes de Souza desembarcou no fim da tarde de ontem no aeroporto Internacional Tancredo Neves, em Confins, depois de passar 12 dias preso em Salvador (BA), por suspeita de envolvimento em esquema de grilagem de terras em São Desidério, na Região Oeste da Bahia. Ao ser flagrado pela reportagem do Estado de Minas, o publicitário tentou impedir que fossem feitas fotos em seu retorno a BH. Ele foi solto ontem, após o Superior Tribunal de Justiça (STJ) ter concedida harbeas corpus na terça-feira. (Págs. 1 e 8)
Construir fica mais barato
Projeto do governo de Minas aprovado na Assembleia reduz até zero ICMS de materiais de construção. (Págs. 1 e 15)
Economia de MG pisa no freio
Crise atinge PIB estadual, que cresce só 0,3% no terceiro trimestre sobre igual período de 2010. (Págs. 1, 12 e 13)
Mapa da violência: Dobra a taxa de homicídios no interior
Levantamento com base em dados dos ministérios da Justiça e da Saúde mostra que, entre 2000 e 2010, enquanto o número de assassinatos para cada 100 mil habitantes sibiu apenas 0,03% em BH, de 34,8 para 34,9 no interior a alta foi de 112%, de 5,8 para 12,3. Entre 2004 e 2010, a taxa de homicídios caiu 20,1% no estado, puxada por queda de 39% nas regiões metropolitanas. (Págs. 1 e 27)
Lei da Palmada é aprovada na Câmara (Págs. 1 e 3)
————————————————————————————

Jornal do Commercio

Manchete: Estado veta liberação de presos para festas
Para reduzir os índices de violência, cerca de três mil detentos do regime semiaberto não irão passar o Natal e o ano-novo em casa. Historicamente, número de homicídios cresce em dezembro. (Págs. 1 e cidades 1)
Lei da palmada aprovada
Comissão Especial da Câmara aprovou proibição de castigos nos filhos. Lei prevê tratamento psicológico para os pais e multa para quem não denunciá-los. Projeto vai para o Senado. (Págs. 1, 9 e 10)
Empréstimo ao servidor ainda parado
Sistema de consignados que seria retomado na primeira quinzena deste mês só volta no fim do ano, numa visão otimista. (Págs. 1 e economia 1)
Economia de Pernambuco cresce 3,9%
Número se refere ao resultado do PIB no terceiro trimestre deste ano, em relação ao mesmo período em 2010. (Págs. 1 e economia 6)
João da Costa aposta no PAC da Mobilidade
Prefeito anunciou que até 31 de dezembro o governo federal vai liberar R$26 bilhões para obras viárias que farão o trânsito fluir melhor no Recife. (Págs. 1 e cidades 3)
————————————————————————————

Zero Hora

Manchete: Levantamento mostra que Conselho tende a aprovar hoje contrato do Beira-Rio
Ao consultar 77% dos colorados com direito a voto, ZH constatou que a maioria se manifesta pelo sim à parceria entre a construtora e o Inter para obra da Copa. (Págs. 1 e Esportes)

David Coimbra revela detalhes do novo estádio. (Págs. 1 e Esportes)

Nova educação: Deputados aprovam a Lei da Palmada
Projeto que prevê curso e advertência a quem agredir irá ao Senado. (Págs. 1 e 47)
Em 10 anos: RS recua de 18º para 23º em homicídios
No Brasil, em 31 anos, vítimas passam de 1 milhão. (Págs. 1, 4 e 5)
São Jerônimo: Temporal danifica 5 mil casas (Págs. 1 e 39)

Foto-legenda: Terra à vista no Guaíba
Nivel baixo de água coloca à mostra parte da Ilha do Chico Inglês e ameaça navegação, deixando Marinha em alerta. (Págs. 1 e 38)
————————————————————————————

Brasil Econômico

Manchete:Tam está a um passo de desistir da compra de participação na Trip
No mesmo dia em que o Cade aprovou, com restrições, sua fusão com a chilena Lan, a líder no mercado de aviação civil afirma que está avaliando se este “é o melhor momento para tomarmos a decisão sobre a aquisição de 31% na empresa”; negócio foi anunciado em março deste ano. (Págs. 1 e 16)
Habitação popular terá R$23 bi em 2012
Governo quer usar o programa Minha Casa, Minha vida para acelerar retomada econômica em ano eleitoral. (Págs. 1 e 4)
Seca o crédito para os bancos pequenos
Instituições que financiam carros e fazem empréstimos consignado são as mais afetadas. (Págs. 1 e 30)
EDP constrói usina de R$1,4 bilhão no Amapá
Hidrelétrica terá capacidade para abastecer 3 milhões de habitantes quando concluída, em janeiro de 2015, diz António Pita de Abreu, presidente da empresa. (Págs. 1 e 24)
Idefinição sobre regime automotivo atrasa regras para os carros importados
Divergências entre Fazenda e Desenvolvimento jogam decisão sobre IPI para o meio de 2012. (Págs. 1 e 8)
Angela Merkel afirma que crise pode durar anos
Chanceler alemã volta a pedir rigor orçamentário na Eurozona. (Págs. 1 e 36)
Crise e juros menores levam Funcef a rever as suas metas
Fundo de pensão dos funcionários da Caixa prevê dificuldades para cumprir compromisso de remunerar seus investimentos com base na variação do INPC mais de 5,5% ao ano. (Págs. 1 e 32)
O público e o privado
Para avaliar seus políticos, PSD de Katia Abreu pega carona em pesquisa paga pela CNA. (Págs. 1 e 3)
Clipping Radiobrás

Edição: Equipe Fenatracoop



Portal Cambé, site de informações e serviços de Cambé – PR.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *