Governo vai gastar R$ 6 bilhões para garantir energia mais barata; O desembolso do Tesouro cobrirá a diferença gerada pelas concessionárias que não aceitaram o acordo… – Novos estímulos: IPI mais baixo é prorrogado; O IPI menor para automóveis, geladeiras, máquinas de lavar e móveis foi prorrogado até julho de 2013, mas o benefício será reduzido aos poucos… – Brasil faz anticâncer; O país começou a produzir drogas contra o câncer. A primeira combate a leucemia…

O Globo

Manchete: Um julgamento para a história – Mensaleiros podem ser presos amanhã

Procurador encaminhou pedido ontem à noite e decisão cabe ao presidente do STF

Advogados de petistas condenados se queixam de Gurgel: ‘É manobra espúria’, diz defensor de Genoino

Pouco antes de apresentar ao STF o pedido de prisão dos condenados no mensalão, à noite, o procurador-geral da República, Roberto Gurgel, explicou por que decidiu não esperar o julgamento de todos os recursos contra a condenação: “O esforço magnífico do STF no sentido de prestigiar os valores republicanos não pode agora ser relegado aos porões da ineficiência.” Como o STF entrou em recesso, a decisão sobre as prisões será do presidente, Joaquim Barbosa, que a anunciará amanhã. Os advogados do ex-ministro José Dirceu, do ex-presidente do PT José Genoino e do deputado João Paulo Cunha protestaram. (Págs. 1 e 3 a 5)

A guerra dos royalties – Rio e ES ganham a última batalha

Sessão para apreciar vetos de Dilma é encerrada e discussão sobre recursos fica para fevereiro de 2013

Fracassou a tentativa dos parlamentares de estados não produtores de petróleo de derrubar o veto da presidente Dilma ao artigo da lei dos royalties do petróleo que trata das áreas já licitadas. As bancadas de Rio e Espírito Santo usaram o regimento para impedir a votação, o que assegurou importante vitória aos estados produtores, preservando, por enquanto, as receitas dos royalties. Até fevereiro de 2013, o tema não será apreciado. Com isso, pelo menos R$ 2 bilhões em arrecadação do Estado do Rio estão assegurados para o ano que vem. Além disso, três novos recursos foram apresentados ao Supremo Tribunal Federal (STF) para impedir a análise dos vetos presidenciais. O Congresso suspendeu a sessão de ontem e entrou em uma espécie de greve branca em protesto à ingerência do STF no Legislativo. A votação do Orçamento ficou para fevereiro. (Págs. 1, 38 e 39)

Energia elétrica: Indústria alerta para racionamento

A Petrobras alertou Firjan e Fiesp para a possibilidade de desviar gás para usinas térmicas diante do risco de racionamento de energia. Isso porque o nível dos reservatórios das hidrelétricas está perto do limite de segurança. Assim, faltaria gás para as indústrias, que teriam que operar suas térmicas com óleo diesel. (Págs. 1 e 40)

Mudou de tom, de novo: Golfe ainda sem bônus ambiental

O prefeito Eduardo Paes pediu urgência à Câmara para votar a cessão de área do Parque de Marapendi para o campo de golfe olímpico. A proibição de edificar na Reserva, que compensaria o impacto ambiental, ficou para depois. (Págs. 1 e 21)

Novos estímulos: IPI mais baixo é prorrogado

O IPI menor para automóveis, geladeiras, máquinas de lavar e móveis foi prorrogado até julho de 2013, mas o benefício será reduzido aos poucos. A presidente Dilma diz que, em 2013, a prioridade é baixar impostos. (Págs. 1 e 41)

Educação: UFF tem dois cursos suspensos

Na lista de 200 cursos com vestibular suspenso pelo MEC, dois são da UFF: Ciências Sociais e Arquitetura. O reitor Roberto Salles culpou alunos por terem boicotado o exame de avaliação e criticou o MEC por não puni-los. (Págs. 1 e 16)

Controle de armas: Obama quer ação já em janeiro

O presidente Barack Obama marcou para janeiro o prazo para enviar ao Congresso propostas, que incluem a restrição de venda de armas semiautomáticas e a verificação de antecedentes de compradores. (Págs. 1 e 46)

Brasil faz anticâncer

O país começou a produzir drogas contra o câncer. A primeira combate a leucemia. (Págs. 1 e Ciência)
————————————————————————————

O Estado de S. Paulo

Manchete: Procurador diz que Valério entregou documentos

Roberto Gurgel afirma que ‘nada deixará de ser investigado’, mas pede cautela sobre denúncias

O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, confirmou ontem que o empresário Marcos Valério entregou “poucos” documentos e dois comprovantes de depósito ao Ministério Público Federai (MPF). O material diz respeito às novas denúncias do empresário, reveladas pelo Estado e que envolvem o ex-presidente Lula no esquema do mensalão. A documentação, segundo Gurgel, será avaliada e “nada deixará de ser investigado”. O procurador-geral, porém, pede cautela. “Com muita frequência, Marcos Valério faz declarações que ele considera bombásticas. E, quando nós vamos examinar e profundidade não é bem isso”, disse. Como Lula não tem mais foro privilegiado, a investigação de sua participação no esquema ficaria com o MPF. Gurgel pediu ontem a prisão imediata dos condenados pelo Supremo Tribunal Federal (STF) no mensalão. De plantão, o presidente Joaquim Barbosa já havia dito que vai examinar o pedido. (Págs. 1 e Nacional A4 e A6)

Mensalão teria pago publicitário

O empresário Marcos Valério disse que o dinheiro do mensalão foi usado para pagamento ao publicitário Nizan Guanaes e à dupla Zezé Di Camargo & Luciano. As operações teriam ocorrido em 2005. Os músicos trabalharam em campanhas do PT em 2002 e 2004. Nizan comandou a campanha de Jorge Bittar (PT) à prefeitura do Rio em 2004. O publicitário e a dupla negam. (Págs. 1 e A5)

Governo anuncia R$ 4,5 bi em desonerações

Horas depois de a presidente Dilma Rousseff afirmar que a redução dos impostos será uma de suas maiores lutas em 2013, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, anunciou novas desonerações, num total de R$ 4,5 bilhões. Na conta está incluída a redução da carga de impostos sobre a folha salarial do setor de varejo. Haverá também descontos no IPI de automóveis, linha branca, móveis e painéis. O governo já pediu ao Congresso que modifique a proposta do Orçamento, aumentando em R$ 10 bilhões a margem para novos benefícios tributários, entre eles redução do PIS/Cofins. O indexador de dívidas com o Tesouro será reduzido. O maior beneficiado será a Prefeitura de São Paulo, com débito que cresce 9% acima da inflação. (Págs. 1 e Economia B1 e B3)

Gasolina terá reajuste

Guido Mantega anunciou que o preço da gasolina subirá em 2013. Porcentual e data não foram informados. (Págs. 1 e B3)

Fotolegenda: Afagos na transição

Diplomado prefeito de São Paulo, Fernando Haddad cumprimenta Gilberto Kassab e elogia a transição, um ‘modelo para a democracia’. (Págs. 1 e Cidades C3)

Lula: “Vagabundo não me derrotará’

Em discurso no ABC, o ex-presidente Lula disse que seu sucesso “machuca” adversários e que não será derrotado por “vagabundo em sala com ar condicionado”. (Págs. 1 e Nacional A8)

Congresso deixa decisões para 2013

Senado e Câmara deixaram para 2013 a votação do Orçamento, dos créditos suplementares pedidos pela presidente Dilma Rousseff e dos 3,2 mil vetos presidenciais. (Págs. 1 e Nacional A10)

Posse de Chávez pode ser adiada

O presidente da Assembleia venezuelana, Diosdado Cabello, defende o adiamento da posse de Hugo Chávez, marcada para 10 de janeiro, se o líder não se recuperar de cirurgia. (Págs. 1 e Internacional A12)

Celso Ming

A inflação está viva

Dá para projetar a inflação de 2012 em pelo menos 5,8%. Este é um resultado mais grave do que o fracasso do crescimento da economia. (Págs. 1 e Economia B2)

Notas & Informações

O STF faz história

O julgamento do mensalão abre para o País a perspectiva de significativo avanço institucional. (Págs. 1 e A3)

SP terá alternativa ao vestibular (Págs. 1 e Vida A24)

————————————————————————————

Correio Braziliense

Manchete: Na capital onde uns poucos têm quase tudo…

O Distrito Federal, na contramão do país, amplia a concentração de renda e se consolida como a mais desigual entre as unidades da Federação

…Uma menina que tem tão pouco precisa de ajuda

Em carta, mãe pede a Papai Noel manta para proteger a filha nas madrugadas em que a criança sofre convulsões e necessita levá-la ao hospital

Lívia Evellyn nasceu prematuramente, com 1,7 kg e microcefalia. Médicos disseram que ela não passaria dos 3 anos. Hoje, aos 5, alimenta-se de leite especial — custa R$ 28 a lata, e ela toma quatro por dia. Ainda por cima, via sonda, senão vomita tudo. O pai, que ganha R$ 1 mil por mês, desespera-se. A mãe, que vive de cuidar da criança, foi quem escreveu a Papai Noel relatando o drama da pequena e pedindo um edredom de presente. A carta é um retrato do abismo social que separa pobres e ricos na capital do país e no Entorno, conforme revela pesquisa divulgada ontem pelo IBGE. Enquanto cai a desigualdade no Brasil, a concentração de renda no Distrito Federal segue no sentido oposto: não para de crescer. (Págs. 1, 16, 42 e vídeo no www.correiobraziliense.com.br)

Prisão de Dirceu está nas mãos de Joaquim (Págs. 1, 2 e 3)

Mais servidores ganham aumento

Seis categorias que se recusavam a fazer acordo com o governo voltaram a negociar e aceitaram receber os 15,8% (em três parcelas até 2015) dados à maior parte do funcionalismo. Entre os beneficiados está o pessoal do BC, da Receita, da Susep e do Incra. (Págs. 1 e 18)

Lei seca muda, mas a eficácia é contestada

Especialistas dizem que, ao manter a obrigatoriedade da medição do álcool no sangue, a legislação deixa brechas jurídicas. (Págs. 1 e 31)

Crise com STF faz o Congresso parar

Sem consenso sobre votação dos vetos ao projeto dos royalties, proibida pelo Supremo, Casa entra em recesso e adia até o Orçamento. (Págs. 1, 4 e 6)

IPI de carros terá aumento gradual em 2013 (Págs. 1 e 20)

MEC dá nota baixa para cinco cursos da UnB (Págs. 1 e 12)

Copa: A vez da cobertura

Com o fim da instalação dos cabos de sustentação, o Estádio Nacional já pode receber a moderna membrana retrátil que protegerá os torcedores da chuva. (Págs. 1 e 36)

————————————————————————————

Valor Econômico

Manchete: Pacote procura estimular consumo e competitividade

O pacote de medidas anunciado ontem pelo ministro da Fazenda, Guido Mantega, tem dois objetivos: o reforço ao consumo, com a prorrogação da redução do IPI para automóveis, linha branca e móveis, e a melhora da competitividade com as reformas do ICMS, do PIS/Cofins e o fim da “guerra fiscal” patrocinada pelos governos estaduais. O ministro confirmou ainda que o governo deve reajustar o preço da gasolina em 2013 e disse que a desoneração da folha de salários será ampliada para as empresas de varejo a partir de abril. O Reintegra, programa que devolve às empresas exportadoras até 3% de seu faturamento a título de crédito tributário, foi também prorrogado.

As concessões de incentivos fiscais devem somar cerca de R$ 40 bilhões em 2013 e isso só foi possível, segundo Mantega, porque a queda da taxa de juros abriu um espaço fiscal que permitirá a redução progressiva da carga tributária. (Págs. 1, A2 e A3)

Mais uma estatal para aeroportos

A presidente Dilma Rousseff deverá anunciar hoje, junto com as concessões do Galeão (RJ) e de Confins (MG), a criação de uma estatal para operar aeroportos regionais. A nova empresa, até ontem chamada de Infraero Serviços, poderá ser contratada por governos estaduais e municipais contemplados pelo plano de aviação regional. O plano prevê investimentos de R$ 6 bilhões até 2018, em 70 a 80 aeroportos de pequeno porte. A Infraero, que perdeu receita com as concessões de três aeroportos neste ano, vê abrir-se uma frente de negócios com a criação da subsidiária. Remunerada por contratos com valores prefixados, a nova estatal ficará livre do risco de prejuízo na operação dos aeroportos. (Págs. 1 e A4)

Fundos vão muito além do Ibovespa

A sensação de quem olha para o Índice Bovespa é a de que a bolsa não saiu do lugar nos últimos três anos. Mas isso muda quando se avalia o desempenho de carteiras de um grupo seleto de fundos de ações. Desde 2009, vários deles ofereceram rentabilidade mais de oito vezes superior à variação do Ibovespa.

Neste ano, a vantagem de algumas carteiras é ainda maior. Os melhores gestores estão entregando retornos de 20 a 50 vezes acima do Ibovespa. Ainda assim, e mesmo com os juros no menor nível da história, essa classe de fundos não chega a ter 10% de participação no patrimônio da indústria de fundos, considerando todas as categorias de ações, inclusive os fundos indexados a índices e setoriais. (Págs. 1 e D3)

Investimento recorde na telefonia

A demanda por ampliação da infraestrutura de redes para prover serviços de banda larga, telefonia móvel e fixa e serviços de quarta geração (4G) leva as operadoras a realizar um dos maiores investimentos conjuntos da história do setor. As principais companhias investirão R$ 72,9 bilhões entre 2011 e 2015, calcula a consultoria Tendências, baseada em estimativas da Telefônica/Vivo, Oi, GVT, TIM e Claro. A consultoria Teleco tem previsão ainda maior, de R$ 95,1 bilhões entre 2011 e 2014.

Procuradas pelo Valor Pro, as operadoras garantem que o plano de investimentos contempla as exigências da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). Para analistas do setor, os recursos serão suficientes para que as operadoras cumpram as metas e desenvolvam novos serviços. (Págs. 1 e B3)

Dnit cobra R$ 1,8 bilhão de Estados

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) está prestes a abrir uma caixa-preta que, há dez anos, esconde o destino que foi dado a mais de R$ 1,8 bilhão em recursos da União, dinheiro público que deveria ter sido usado na reforma de estradas federais, mas que acabou desviado para outras finalidades. Agora, o Tribunal de Contas da União quer saber exatamente que finalidades foram essas. Uma determinação foi encaminhada pelo órgão de controle ao Dnit para que, em 15 dias, a autarquia ligada ao Ministério dos Transportes tome uma atitude sobre o assunto.

“Agora cada Estado vai ter que explicar o que fez com o dinheiro”, disse ao Valor o general Jorge Fraxe, diretor-geral do Dnit. “Recebi uma determinação do TCU para averiguar essa situação. Estou cumprindo uma ordem”. Três auditores da autarquia estão encarregados de compilar as informações e concluir o trabalho em até 90 dias. (Págs. 1 e A4)

Faturamento dos 200 grandes grupos atinge R$ 2,7 trilhões

Capitalizados, os maiores grupos que atuam no país aguardam um horizonte mais claro para voltar a investir na produção. É o que mostra a 11ª edição da “Valor Grande Grupos”, que circula hoje para os assinantes do jornal e venda em bancas. O anuário traz o ranking e os organogramas dos principais conglomerados do país. A receita total dos 200 maiores grupos cresceu 16,7% em 2011, totalizando R$ 2,7 trilhões. O patrimônio líquido aumentou de R$ 1,3 trilhão para R$ 1,5 trilhão. A rentabilidade do patrimônio recuou, na média, de 14,8% para 13%, o que se refletiu na queda de 1,6% do resultado líquido. Indústria e serviços foram os setores menos rentáveis. (Págs. 1 e Especial)

Status do país para a doença da ‘vaca louca’ será posto à prova (Págs. 1 e B15)

Filha de ex-ditador, Park Geun-Hye é eleita primeira presidente da Coreia do Sul (Págs. 1 e A12)

Gurgel pede prisão de ‘mensaleiros’

O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, entregou ao Supremo o pedido de prisão imediata dos condenados no mensalão. A decisão deve ser tomada amanhã pelo presidente do STF, Joaquim Barbosa. (Págs. 1 e A8)

Fusão das Cocas

Renosa, Norsa (grupo Jereissati) e Guararapes pretendem unir suas operações. Se aprovado pelo Cade, o negócio criará a segunda maior fabricante da Coca-Cola no país, com atuação no Nordeste e Centro-Oeste. (Págs. 1 e B4)

Solazyme constrói fábrica em SP

A americana Solazyme, que produz óleos renováveis a partir da fermentação de açúcares, vai investir US$ 135 milhões na construção de uma fábrica em Orindiúva, no interior paulista. (Págs. 1 e B7)

Irmãos Batista entram em energia

O grupo J&F, controlador do frigorífico JBS, estreou ontem no setor elétrico, ao arrematar em parceria com Furnas um lote de 297 quilômetros de linhas de transmissão entre Assis (SP) e a subestação de Marimbondo II, em Minas. (Págs. 1 e B8)

Pequenas e Médias Empresas

Há muito a ser feito em termos de sustentabilidade pelas pequenas, em que o controle de despesas com energia e água são os procedimentos mais comuns. “Quanto mais cedo a empresa iniciar práticas sustentáveis, maiores as chances de ganhar mercado”, afirma Luiz Barretto, presidente do Sebrae. (Pág. 1)

Fundos elevam aposta em empresas

Quase dez anos depois dos primeiros aportes em “private equity”, os grandes fundos de pensão brasileiros somaram R$ 13,4 bilhões aplicados em Fundos de Investimentos em Participações (FIPs) no fim do primeiro semestre. (Págs. 1 e C7)

Desaceleração do crédito

Os bancos públicos continuarão a liderar a expansão do crédito em 2013, mas perderão fôlego em relação ao ano passado, levando a um crescimento mais modesto. O estoque das operações deverá crescer 14%, o menor avanço desde 2003. (Págs. 1 e C16)

RJ adota lei antielisão

Seguindo o exemplo de Minas Gerais e de São Paulo, o governo do Rio de Janeiro adotou em sua legislação uma norma antielisão, que autoriza o Fisco a desconsiderar negócios praticados com a finalidade de driblar a tributação. (Págs. 1 e E1)

Ideias

Ribamar Oliveira

Governo é obrigado a compensar, por meio de aumento de receitas, as desonerações que vier a fazer. (Págs. 1 e A2)

Roberto Pereira d’Araujo

Os sucessivos apagões deveriam nos fazer entender que o setor elétrico está doente e que a MP 579 pode matá-lo. (Págs. 1 e A14)

————————————————————————————

Estado de Minas

Manchete: Peritos e câmeras na lei seca em Minas

Estado reforça aparato contra embriaguez ao volante dentro das regras mais duras

As novas normas da legislação, já aprovadas pelo Congresso e à espera da sanção presidencial, dobram o valor da multa, para R$ 1.915,40, e admitem outros meios de prova além do bafômetro e do exame de sangue. Assim, mesmo quem se recusar a soprar o aparelho poderá ser processado criminalmente. Para isso, quando a nova lei entrar em vigor, médicos-legistas vão participar das blitzes em BH, fazendo exames clínicos sobre a capacidade psicomotora dos motoristas. Também serão usadas filmadoras para incrementar as provas. Além disso, policiais de moto abordarão e escoltarão motoristas suspeitos de embriaguez até o ponto base da blitz. (Págs. 1 e 21)

Mensalão: Procurador pede prisão dos réus já

O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, apresentou ontem ao Supremo Tribunal Federal o pedido de prisão imediata dos condenados no processo do mensalão, entre os quais há três deputados federais. O pleito será analisado pelo presidente da Corte, Joaquim Barbosa, que ficará de plantão durante o recesso do Judiciário. A questão pode agravar o embate com o Legislativo. (Págs. 1 e 3)

Indexador: Novo cálculo para dívidas alivia estados

Ministério da Fazenda anuncia mudança no sistema de correção dos débitos de estados e municípios com a União, que passa a ser baseado no Índice de Preço ao Consumidor Amplo (IPCA) mais 4% ou na Taxa Selic. Com isso, obrigação de repasse anual pelos devedores cairá em R$ 20 bilhões. No cenário mais positivo, Minas pode ter economia de até R$ 6,3 bilhões anuais com a nova fórmula. (Págs. 1 e 5)

IPI menor: Governo prorroga benefício para carro e eletrodoméstico

Incentivo acabaria no dia 31, mas foi mantido por mais seis meses. Em alguns casos, alíquota terá pequenos aumentos em janeiro. (Págs. 1 e 13)

Ensino superior: 21 cursos em Minas ficam sem vestibular

Suspensão determinada pelo MEC devido a baixo desempenho em exame nacional atingiu instituições públicas e privadas no estado. Cursos como o de engenharia civil da PUC Minas, no câmpus Coração Eucarístico, e de licenciatura em geografia da Universidade Federal de Viçosa (UFV) estão entre os afetados. Decisão impede matrículas até de aprovados em vestibulares este ano. (Págs. 1 e 23)

Lixões: Estado ainda tem 278 depósitos irregulares

Desafio é acabar com todos os lixões até agosto de 2014, prazo determinado em lei. Mas será preciso acelerar o processo, já que este ano apenas 40 deles foram erradicados. Atualmente 240 municípios tratam seu lixo e outros 259 usam aterros controlados. (Págs. 1 e 26)

Governo diz que retorno de Chávez só com milagre (Págs. 1 e 18)

Câncer: Brasil começa a produzir remédio para tratamento

Primeiro medicamento feito no país combate leucemia mielóide crônica e tumor maligno o intestino. Cerca de 8 mil pacientes serão beneficiados. (Págs. 1 e 11)

Mineirão: Sem atraso, obra vira referência para o país (Págs. 1 e 8)

Investimentos: Agência eleva classificação de risco de Minas Gerais (Págs. 1 e 17)

————————————————————————————

Jornal do Commercio

Manchete: IPVA 8,33% mais barato

Carnês chegam às casas dos contribuintes pernambucanos até fevereiro com redução média confirmada ontem. Mas nem tudo são flores para donos de carro. Ministro Guido Mantega já dá como certo o aumento da gasolina no início de 2013. (Págs. 1 e Economia 1 e 2)

Pedida prisão imediata de réus do mensalão

Procurador-geral da República, Roberto Gurgel, enviou solicitação ao Supremo para que punições ocorram o mais rápido possível. (Págs. 1, 7 e 8)

CPRH decide liberar obras pendentes de contenção do mar (Págs. 1 e Capa Dois)

Lei seca com mais rigor deve começar a valer antes do Natal (Págs. 1 e 14)

Congresso em queda de braço com o Supremo (Págs. 1 e 12)

Auxílio-paletó é extinto pelos vereadores (Pág. 1)

MEC reprova seis cursos em Pernambuco (Págs. 1 e Cidades 1)

Redução do IPI é mais uma vez prorrogada (Págs. 1 e Economia)

Fiat confirma nova unidade na Mata Norte (Págs. 1 e Economia)

————————————————————————————

Zero Hora

Manchete: Tensão pré-natal – Barbosa decide amanhã se prende réus do mensalão

Pedido do procurador-geral Roberto Gurgel deverá ser analisado de forma individual pelo relator e presidente do STF. Dirceu, Genoino e outros condenados podem ser detidos. (Págs. 1 e 6)

Estímulo: Carro novo segue com IPI baixo até junho

Medida é parte do pacote de R$ 4,5 bi em incentivos para veículos, móveis, comércio e eletrodomésticos. (Págs. 1 e 14)

Inter: BNDES libera R$ 271 mi para obras no Beira-Rio (Págs. 1 e Esportes)

Polêmica no tribunal: Laqueadura para viciada em crack

Mãe pede na Justiça a esterilização da filha dependente, em Passo Fundo. (Págs. 1 e 36)

Maratona de projetos: Aprovado reajuste de 28,98% a professores

Em sessão tumultuada, Assembleia deu aval a aumento em três parcelas. (Págs. 1, 4 e 5)

————————————————————————————

Brasil Econômico

Manchete: Exportação para UE cresce só 4% no volume, mas 220% em valor

Graças à explosão dos preços das commodities entre 2000 e 2012, o valor dos produtos vendidos pelo Brasil disparou, com destaque para minério de ferro, soja e café. Em 2013, os derivados da soja assumirão o 1º lugar na pauta de exportações. (Págs. 1 e 4)

Em tempo de mudança, AMD vai além dos PCs

Presidente da segunda maior fabricante de processadores do país, Rory Read diz ao BRASIL ECONÔMICO que a empresa vai mirar também laptops e jogos. (Págs. 1 e 14)

CVM quer atrair as pequenas empresas

Leonardo Pereira, presidente do órgão, diz ao BRASIL ECONÔMICO que PMEs precisam ter acesso a emissões em renda fixa. (Págs. 1 e 30)

Manutenção ajuda ALL a produzir mais

Empresa de logística amplia de 45 para 75 dias intervalo para reparos nas máquinas, com aumento de produtividade . (Págs. 1 e 20)

“Redução de imposto será uma de minhas lutas em 2013”, diz Dilma

Conforme antecipou o BRASIL ECONÔMICO, ministro Mantega anunciou prorrogação de desconto de IPI até junho. (Págs. 1 e 6)

Governo vai gastar R$ 6 bilhões para garantir energia mais barata

O desembolso do Tesouro cobrirá a diferença gerada pelas concessionárias que não aceitaram o acordo. (Págs. 1 e 8)

Triunfo está armando estratégia para vencer a licitação da BR-040

Nos cálculos do grupo, quem levar o trecho entre Brasília e Juiz de Fora terá de investir R$ 4 milhões por km. (Págs. 1 e 21)

Fogo republicano

Oposição resiste à proposta de Barack Obama de elevar impostos para quem ganha mais de US$ 400 mil anuais. (Págs. 1 e 36)

Negócios nas alturas

Computação nas nuvens, um mundo em constante expansão que atrai cada vez mais investimentos. (Págs. 1 e Suplemento especial)

Clipping Radiobrás

Edição: Equipe Fenatracoop

Portal Cambé, site de informações e serviços de Cambé – PR.

Responda

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.