Manchete nos Jornais para esta Quinta-Feira 24 de Fevereiro de 2011

Governo vence no Senado e novo mínimo será R$ 545 – Ministro anuncia hoje teto para professores de R$ 1.187,97 – Golpe na venda ilegal de remédio no interior – Preço preocupa maior refinaria de açúcar do mundo – Governo já admite alta de 0,75 na Selic – Trânsito: Descaso e perigo na BR-040 – Câncer: Diagnóstico rápido – Grandes cidades têm 24 mil crianças de rua – O 2º pior déficit externo – Advogada eleitoral de Dilma entra em lista do TSE e causa polêmica…

O Globo

Manchete: Petróleo líbio cai à metade e preço dispara no mundo

Ações da Petrobras têm alta de até 4,66% e viram alvo de estrangeiros Praticamente metade da produção de petróleo na Líbia foi suspensa ontem diante do agravamento dos conflitos no país. Até agora, nove petrolíferas, entre elas Shell, BP, a italiana Eni, a francesa Total e a espanhola Repsol, interromperam suas operações. Com a crise, o barril do petróleo em Londres ultrapassou os US$ 111, com alta de 5,6%, Em Nova York, subiu 2,8%, atingindo o maior patamar desde setembro de 2008, quando estourou a crise financeira mundial. A alta do petróleo provocou forte valorização das ações da Petrobras, de até 4,66%. O papel foi muito procurado por investidores estrangeiros, inclusive da China. (Págs. 1, 25 e 26, editorial “O alerta que vem do petróleo”, Miriam Leitão, Verissimo e Thomas Friedman) Kadafi e rebeldes em batalha pelo Oeste Com grandes áreas do Leste do país fora de seu controle, o ditador Muamar Kadafi trava uma batalha desesperada para manter o comando do Oeste. Duas cidades próximas da capital, Trípoli, já estariam sob controle dos rebeldes. (Págs. 1, 35 e 38) Empreiteiras começam a retirar brasileiros do país (Págs. 1 e 36) Rei saudita gasta U$ 30 bi em benesses para evitar revolta (Págs. 1 e 38) Analistas preveem guerra civil após queda de Kadafi (págs. 1 e 37) Foto-legenda: Pérola recuperada Presos políticos libertados pelo rei do Bahrein acenam para multidão de manifestantes na mesma Praça da Pérola que, há uma semana, fora ocupada por tanques do Exército. (Págs. 1 e 38)

Foto-legenda: Enquanto isso, na Grécia…

Em Atenas, policial atingido por coquetel molotov pega fogo ao lado de colega, que tenta ajudá-lo. O dia foi de violência na Grécia contra cortes de gastos do governo. (Págs. 1 e 29)

Desligadas Angra 1 e Angra 2 no mesmo dia

Primeiro, uma falha em equipamento deixou Angra 2 fora do sistema nacional interligado. Na noite da mesma terça-feira, um problema no medidor de pressão levou ao desligamento de Angra 1, que só voltou a funcionar ontem. A Eletronuclear disse que foi uma coincidência e não há problemas de manutenção. (Págs. 1 e 26)

Hospitais: fila é igual no SUS e nos privados

Com o crescimento do número de usuários de planos de saúde, hospitais privados passaram a sofrer os mesmos problemas dos públicos. O tempo de espera nas emergências é praticamente igual. (Págs. 1 e 14)

Impasse sobre remédio para emagrecer

Pressionada em audiência pública por entidades médicas e farmacêuticas, a Anvisa adiou a decisão de proibir a sibutramina e outras três drogas para emagrecer. Os remédios são banidos nos EUA. (Págs. 1 e 39)

Direito de TV provoca racha no Clube dos 13

Os 20 membros do Clube dos 13 se dividiram ontem sobre as negociações dos direitos de TV. Os quatro cariocas mais oito times vão negociar separadamente. (Págs. 1 e Caderno Esportes)

Fatura liquidada

Em votação simbólica, o Senado aprovou ontem à noite o texto-base do projeto do salário mínimo, que prevê o valor de R$ 545 e estabelece uma política de reajustes até 2015. Mas o valor final do mínimo ainda iria a voto. (Págs. 1, 3 e 4)

Advogada eleitoral de Dilma entra em lista do TSE e causa polêmica (Págs. 1 e 11)

Escolas pagam por ar-condicionado de 1ª e recebem de 4ª (Págs. 1 e 17)

————————————————————————————

O Estado de S. Paulo

Manchete: Militares aderem à oposição; Kadafi apela a mercenários

Parte do Exército se junta aos insurgentes no leste da Líbia; comunidade internacional isola ditador

O regime sustentado pelo coronel Muamar Kadafi ao longo dos últimos 42 anos na Líbia está desmoronando. Ontem, parte das Forças Armadas se juntou aos insurgentes em grandes cidades do leste do país. Militares e mercenários estariam concentrados em um raio de 40 km de Trípoli, onde tentam garantir a sobrevida da ditadura. Entidades de direitos humanos dizem que os mortos já chegaram a 640. A ferocidade da reação de Kadafi aos opositores fez a comunidade internacional se mobilizar para isolar a Líbia. Ontem, a Europa estabeleceu sanções econômicas, e os EUA caminhavam para fazer o mesmo. A Liga Árabe afastou Kadafi de suas reuniões. (Págs. 1 e Internacional A12 a A16)

Análise: Hamza Hendawi

As milícias do ditador

Muamar Kadafi jamais confiou no Exército. Por isso, o ditador manteve enfraquecidos os militares para evitar qualquer desafio. Ele armou “comitês revolucionários” que são seu último reduto de apoio e devem lutar por ele se o Exército decidir se voltar contra o governo. (Págs. 1 e Internacional A14)

Grandes cidades têm 24 mil crianças de rua

Um censo inédito da Secretaria de Direitos Humanos revela que 23.973 crianças e adolescentes trabalham ou dormem nas ruas de 75 cidades com mais de 300 mil habitantes. As brigas verbais (32,2%) e a violência doméstica (30,6%) lideram a lista de motivos. (Págs. 1 e Cidades C1 e C3)

Dilma protela pagamento de precatórios e alivia caixa

O governo já começou a definir a lista de gastos a adiar para pôr em prática o aperto fiscal. Diante das dificuldades para decidir onde será aplicado o corte de R$ 50 bilhões, a ordem nos ministérios é “postergar despesas”, fazer contingenciamento na boca do caixa. Um exemplo é a decisão de atrasar o pagamento de sentenças judiciais. Os precatórios somam R$ 7,4 bilhões e serão pagos entre maio e julho. (Págs. 1 e Economia B1)

O 2º pior déficit externo

O Brasil teve em janeiro um saldo negativo de US$ 5,41 bilhões na conta de transações correntes, o pior para o mês e o segundo mais alto desde o início da série, em 1947. (Págs. 1 e Economia B6)

Anvisa adia decisão sobre emagrecedores

Pressionada por médicos e farmacêuticos, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária recuou e adiou a decisão sobre a intenção de proibir a venda de medicamentos usados para emagrecimento no Brasil. “Não há prazo para definição”, admitiu ontem o presidente da Anvisa, Dirceu Barbano, após audiência pública. A proibição havia sido recomendada pela Câmara Técnica de Medicamentos. (Págs.1 e Vida A19)

Violência mata 103% mais negros do que brancos (Págs. 1 e Cidades C4)

Piso federal de professor tem reajuste de 15,84% (Págs. 1 e Vida A22)

Notas e informações: Da água para o vinho

A Líbia deu a Dilma oportunidade de romper com uma política externa que envergonhou o País. (Págs. 1 e A3)

————————————————————————————

Correio Braziliense

Manchete: Mínimo fica em R$ 545. IPVA não baixa no DF

Pela segunda vez, a base aliada de Dilma Rousseff demonstrou que tem força para atender aos interesses do Planalto no Congresso Nacional. O Senado aprovou ontem, por votação simbólica, o salário mínimo de R$ 545 e consumou a disputa no Legislativo. A oposição tentará anular a vitória do governo no Supremo Tribunal Federal. PSDB, DEM e PPS vão alegar a inconstitucionalidade do artigo que prevê o reajuste do mínimo por decreto presidencial a partir de 2012. Mas o Planalto já considera a possibilidade de vetar tal artigo, encerrando a contenda. O novo piso salarial deve entrar em vigor em 1º de março. No Distrito Federal, a Secretaria de Fazenda confirmou o que surpreendeu a todos: o IPVA de 2011 será o mesmo do ano passado para cerca de 700 mil proprietários de veículos, apesar da depreciação dos carros no período. “O contribuinte está sendo prejudicado. Isso está claro. Como pagar imposto sobre um valor que não existe?”, questiona Hélio Aveiro, do Sindicato dos Concessionários e Distribuidores de Veículos Automotores (Sincodiv-DF). (Págs. 1, 2 e 68)

Guerra aberta pelos emagrecedores

Audiência pública sobre a proibição da venda dos inibidores de apetite é marcada por anúncio de uma disputa jurídica contra a proposta da Anvisa. Diretor do órgão chega ao debate escoltado. (Págs. 1, 10 e 11)

Foto-legenda: Obama adverte Kadafi

Estados Unidos e União Européia avaliam possíveis sanções à Líbia. Governo italiano estima pelo menos mil mortos e 300 mil refugiados por causa dos confrontos. Imagem mostra manifestantes preparando um enterro coletivo de supostas vítimas da repressão de Muamar Kadafi. Crise no Oriente Médio pode resultar em aumento da gasolina. (Págs. 1, 15, 52, 53 e Visão do Correio, 50)

Trânsito: Descaso e perigo na BR-040

A morte por atropelamento de uma mulher em Valparaíso, terça-feira, expôs a precariedade da rodovia, que apenas em janeiro teve 134 acidentes. Numa pista sem redutores de velocidade e com passarelas antigas, os pedestres se arriscam na travessia. (págs. 1, 62 e 63)

Câncer: Diagnóstico rápido

Método reduz para uma hora resultados de exames que podem levar até três dias, com análise pelo celular. (Pág. 1 e Saúde, 55)

Receita: Arrecadação recorde

Governo federal recolheu R$ 91 bilhões em janeiro, 15% acima do acumulado no mesmo período em 2010. (Págs. 1 e 17)

Prova da OAB: Justiça intervém

Ordem dos Advogados em Mato Grosso é obrigada a aceitar um bacharel que não foi aprovado no exame. (Págs. 1 e 12)

————————————————————————————

Valor Econômico

Manchete: Vale investe US$ 3 bi em eixo de expansão no Norte

O Norte do Brasil vai garantir a maior parte do crescimento da Vale na produção de minério de ferro nos próximos cinco anos. Para escoar a produção, a empresa vai enfrentar grandes desafios logísticos e terá de investir pesado na ampliação da infraestrutura existente, incluindo mina, ferrovia e porto. O aumento da capacidade de movimentação do minério de ferro, das 115 milhões de toneladas previstas em 2011 para 150 milhões de toneladas no ano que vem, vai exigir investimentos de US$ 3 bilhões, mas o desembolso total, na ampliação da logística do sistema norte, poderá chegar a US$ 7 bilhões a longo prazo. No fim de 2014 a previsão é de que o sistema norte da Vale movimente 230 milhões de toneladas.

Pura garantir o crescimento e evitar gargalos que possam surgir com o aumento da demanda, em especial da China, como já ocorreu no passado, a Vale iniciou obras de duplicação da Estrada de Ferro de Carajás, de 892 quilômetros, que leva o minério das minas no Pará até o terminal marítimo de Ponta da Madeira, que a empresa tem em São Luís (MA), onde as obras para construção de um quarto píer estão bastante adiantadas. (págs. 1 e B8)

Governo já admite alta de 0,75 na Selic

Para recuperar a credibilidade perdida na política de combate à inflação, o governo já admite, em conversas internas, a possibilidade de o Banco Central aumentar a taxa básica de juros (Selic) em 0,75 ponto percentual na reunião da próxima semana. Segundo informações obtidas pelo Valor, o governo reconhece que está perdendo a batalha das expectativas inflacionárias e, por isso, trabalha agora contra o relógio para ganhar credibilidade e reverter o momento ruim.

Avalia-se, em Brasília, que o BC não conseguirá trazer a inflação em 2011 para o centro da meta oficial, de 4,5%. O objetivo é evitar que o IPCA fique acima de 6,5%, limite máximo do intervalo de tolerância do regime de metas, o que caia abaixo de 5,5% ou 5% em 2012. O plano é chegar a dezembro com os agentes econômicos acreditando que, no próximo ano, a inflação cederá a níveis próximos da meta. O IPCA, segundo estimativa média captada pelo Boletim Focus, chegará a 5,79% em 2011 e 4,78% em 2012. (págs. 1, C2 e C3)

Oito aeroportos da Copa estão atrasados

Dos 13 aeroportos que atenderão as cidades-sede da Copa do Mundo em 2014, 8 apresentam atrasos de mais de um ano nas obras: Brasília, Confins, Cuiabá, Curitiba, Fortaleza, Manaus, Porto Alegre e Guarulhos. Três projetos de ampliação – em Natal, Recife e Salvador – tem chances de atraso, considerando o estágío atual, pois dependem de licença ambiental ou estão ainda em fase de projeto. Apenas dois aeroportos têm seus empreendimentos dentro do prazo, Viracopos, em Campinas (SP), e o Galeão (RJ).

Há três anos do Mundial, a Infraero busca caminhos para alavancar os ínvestimentos. A estatal confirma os prazos de entrega das obras e afirma que ainda é possível ter os aeroportos prontos até 2013, apesar dos atrasos em relação ao cronograma original. (págs. 1 e A4)

Preço preocupa maior refinaria de açúcar do mundo

Jamal Al Ghurair, dono da maior refinaria de açúcar do mundo, a Al Khaleej Sugar, de Dubai, disse ao Valor que uma de suas maiores preocupações atualmente é o descompasso de preços no segmento. As cotações do açúcar bruto – matéria-prima processada nas refinarias – estão elevadas, o que deixa o refino menos atrativo, já que o preço do açúcar branco, vendido pela Al Khaleej, não sobe na mesma proporção. A refinaria, que o mercado estima faturar mais de US$ 1,2 bilhão, importou do Brasil cerca de 90% do açúcar que usou em 2010. A empresa faz parte de um grupo que atua nos setores de alumínio, cimento, shopping centers, água mineral, financeiro e de seguros. (págs. 1 e B13)

Previ aprova primeiro investimento ligado ao pré-sal (págs. 1 e B1)

Wärtsilä fará motores no Brasil

A finlandesa Wärtsilä fecha acordo com a Nuclep para construção de motores navais nas instalaçoes da estatal. A empresa participa de licitação para fornecer equipamentos a sete sondas da Petrobras. (págs. 1 e B1)

Teka aumenta importações

Tradicional fabricante de roupas de cama, mesa e banho, a Teka vai aumentar de 12% para 30% do portfólio o número de itens importados da China, em resposta à “política de desindustrialização” do governo. (págs. 1 e B6)

Ideias: Ribamar Oliveira

Há consenso, na base aliada do governo no Congresso, de que é necessário arranjar mais recursos para a Saúde. (págs. 1 e A2)

Ideias: Maria Inês Nassif

Bandeiras de reforma política do PT irão pelos ares se o debate ficar só nas mãos das bancadas parlamentares. (págs. 1 e A6)

————————————————————————————

Estado de Minas

Manchete: Presos PMs acusados de execução na Serra

Justiça Militar decreta a prisão preventiva com base em indícios de que os militares assassinaram dois inocentes.

Polícia Civil também investiga o caso.

Mais testemunhas depõem e negam a versão dos policiais de que foram recebidos a bala.

Sete armas de agentes do Rotam que agiram no morro são recolhidas.

Segundo promotores, perícia reforça suspeita de os tiros terem sido dados de cima para baixo. (págs. 1 e 29 a 31)

Empresário na cadeia

Polícia prende dono de concessionária de motocicletas de Belo Horizonte, acusado de assassinar a mulher em 2009. (págs. 1 e 32)

Juiz polêmico de volta

Magistrado de Sete Lagoas afastado por chamar Lei Maria da Penha de monstrengo é reconduzido pelo Supremo Tribunal Federal. (págs. 1 e 34)

Operação Carnaval

Seis mil policiais, fiscais do DER e bombeiros estarão de olho nas estradas federais e estaduais em Minas durante o feriadão. (págs. 1 e 33)

Senado aprova salário mínimo de R$ 545 (págs. 1, 3 e 4)

Cresce cerco ao ditador líbio

Repressão a manifestantes já teria deixado mais de mil mortos no país. EUA e a União Europeia discutem embargo econômico ao governo de Muamar Kadafi. Militares se unem a opositores e assumem controle de província no Leste do país. (págs. 1, 26 e 27)

Finge que não recebe. Depois…

Deputados estaduais com casa em BH fazem de conta que abriram mão do auxílio-moradia, mas no fim do mandato pedem para receber tudo. Retroativo. (págs. 1 e 6)

Mais rapidez contra o câncer

Dispositivo de microrressonância magnética nuclear, portátil, agiliza diagnóstico. E programa para smartphone acelera análise dos dados. (págs. 1 e 28)

————————————————————————————

Jornal do Commercio

Manchete: Golpe na venda ilegal de remédio no interior

Operação contra a venda de medicamentos sem receita interditou 23 farmácias, em cinco cidades do Sertão e uma do Agreste. Houve dez prisões, entre elas a do secretário de Saúde de Araripina. Cerca de 12 mil caixas de produtos foram apreendidas. (pág. 1)

Kadafi perde cidades para os rebeldes (pág. 1)

Governo vence no Senado e novo mínimo será R$ 545 (pág. 1)

Ministro anuncia hoje teto para professores de R$ 1.187,97 (pág. 1)

————————————————————————————

Zero Hora

Manchete: Piratini propõe R$ 610 para mínimo regional

Projeto a ser encaminhado à Assembleia prevê reajuste de 11,6% para as quatro faixas do piso. (págs. 1, 8, 10 e 14)

Senado aprova piso nacional de R$ 545.

Revolta Líbia: Kadafi perde o controle do Leste

Em Tobruk, manifestantes posam depois de tomar um prédio da polícia. (págs. 1, 28, 30 e 31)

Sem barreira: Presos se servem da tecnologia 3G

Uso de celular com acesso à internet dificulta controle nas cadeias. (págs. 1, 4 e 5)

Clipping Radiobrás

Compartilhe nossa Matéria
Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Manchete nos Jornais para esta Quinta-Feira 24 de Fevereiro de 2011