Bafômetro não perdoa nem bombom; Enxaguantes bucais, remédios à base de álcool ou bombons de licor. A pedido do EM, médico fez teste com jornalistas e comprovou que quem consumir esses produtos está sujeito a multa de quase R$ 2 mil e a processo por crime de trânsito se for flagrado pelo bafômetro. A contraprova do exame, entretanto, 5 a 10 minutos depois, registra concentração zero de álcool nesses casos… – Denúncias de erro ficam sem punição; Nos últimos três anos, o Conselho Regional de Medicina abriu 1.072 investigações contra médicos do DF, mas apenas dois deles chegaram a ter o registro cassado… – Transgênicos anti-HIV; Brasil desenvolve plantas transgênicas que produzem compostos contra Aids…

O Globo

Manchete: As últimas 24 horas dos jovens que morreram

Algumas das vítimas só se decidiram pela festa na boate na última hora

Um universitário passou o dia na casa de um amigo, onde dormiria para poupar o pai da longa espera na noite

Antes de virar herói salvando pessoas no incêndio da boate Kiss, em Santa Maria, o universitário Vinícius Rosado passou o sábado na casa de um amigo, onde também dormiria para poupar o pai, que não sossegava até o filho chegar em casa. Como Vinícius, outros dos 236 jovens que morreram no incêndio viveram um dia de expectativas naquele sábado. Alunos do 8º semestre de veterinária se reuniram num churrasco para, à noite, irem dançar e acabarem perdendo alguns deles. Filhos mandaram torpedos para os pais antes de seguirem para a boate. Houve quem se concentrou para o evento numa academia de dança, e gente que, depois de um dia de trabalho, escolheu a Kiss para relaxar. (Págs. 1 e 3)

Perigo em festas infantis

Pelo menos oito casas de festas infantis estão em situação irregular no Rio. Duas nem constam do cadastro da prefeitura, que admite não saber quantas existem na cidade. (Págs. 1 e 5)

Corrupção na fiscalização

Diretor da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes diz que há fiscais corruptos e empresários que aceitam achaque para regularizar estabelecimentos. (Págs. 1 e 9)

Lá fora, regras rigorosas

Após incêndios que também mataram centenas de pessoas, Estados Unidos e França adotaram regras que impediriam a abertura de uma boate como a Kiss. (Págs. 1 e 12)

PIB patina e revela modelo esgotado

Quase R$ 50 bilhões em desonerações feitas pelo governo em 2012 não foram suficientes para a economia deslanchar. Analistas criticam modelo baseado no consumo e falta de clareza para investir em infraestrutura. (Págs. 1 e 41)

Diárias do Rio só perdem para Paris

Quatro redes — Accor, Othon, Windsor e Grand Tulip — lideram a construção de novos hotéis no Rio. Nessas redes, a diária aqui é mais cara do que em hotéis de Nova York, Tóquio e Roma, só perdendo para Paris. (Págs. 1 e 46)

Perfil: José Nazareth, o Very Well

O ex-contínuo que trabalhou 51 anos no Palácio do Planalto e conheceu 12 presidentes. (Págs. 1 e 16)

Fotolegenda: Os peões do novo Rio

Funcionário das obras do novo Porto, Wellington Luciano faz parte do exército de 35 mil operários hoje envolvidos na preparação do Rio para a Copa e as Olimpíadas. (Págs. 1 e 40)

Transgênicos anti-HIV

Brasil desenvolve plantas transgênicas que produzem compostos contra Aids. (Págs. 1 e 52)
————————————————————————————

O Estado de S. Paulo

No papel, Brasil é 2 Estados de SP maior do que o oficial

Problema é resultado do sobrecadastro de terras, quando a soma de áreas registradas é maior do que o real

Um em cada quatro municípios brasileiros tem sobrecadastro de terras. O problema acontece quando o total das áreas declaradas pelos proprietários nos cartórios supera a superfície real da cidade.
Dessa forma, no papel, o País tem 9,1 milhões de quilômetros quadrados, 600 mil mais do que a medida oficial – ou duas vezes o tamanho do Estado de São Paulo. Fraudes são a razão mais comum para a diferença. Mas não é só. Peritos também apontam como problema a desatualização dos registros e as condições precárias em que são feitos. Há casos como o da cidade de Ladário, em Mato Grosso do Sul. De acordo com o IBGE, a superfície do município é de 34.250 hectares. Mas a soma dos cadastros é dez vezes maior. (Págs. 1 e A4)

Quase o dobro de terra

Em Teodoro Sampaio, região de conflito agrário, o registro supera em 42% a área real, relata José Maria Tomazela, enviado ao Pontal. (Págs. 1 e A8)
ABC fecha 52 mil vagas na indústria; cresce fatia de serviços

As indústrias do ABC paulista fecharam 52 mil postos de trabalho em 2012, número quatro vezes maior do que toda a Grande São Paulo. Pela primeira vez, a área de serviços passou a responder por mais da metade dos empregos na região. A situação se agravou porque as vagas estão concentradas no setor metalomecânico, um dos que mais sofreram com a crise mundial. (Págs. 1, B1 e B3)
Especialistas aprovam só 3 de 11 boates em SP

Leitores do estadão.com.br usaram a hashtag #baladainsegura durante a semana para indicar casas noturnas com problemas pelo País. Foram 986 contribuições. Com base nessas indicações, 11 baladas com possíveis falhas foram visitadas na capital paulista. Dessas, especialistas consideraram apenas três “impecáveis”. (Págs. 1, C1, C3 e C7)
Aumentam queixas contra enfermeiros

Multiplicação de cursos sem fiscalização e más condições de trabalho estão entre os motivos apontados para a alta de 220% de queixas contra técnicos em enfermagem em 2 anos. (Págs. 1 e Vida A18)

Social deve ajudar Correa a se reeleger

A 15 dias do 1º turno das eleições no Equador, analistas avaliam que a economia e investimentos na área social devem ajudar o presidente Rafael Correa a se reeleger. (Págs. 1 e Internacional A11)

PM troca multa por advertência a motoboys. (Págs. 1 e Metrópole C9)

Petrobrás pode ser processada por refinaria. (Págs. 1 e Economia B4)

Fernando Henrique Cardoso: Pessoas e estórias

Fiquei pensando: será que o tipo de diálogo que nós, pessoas da mesma geração, tivemos durante o jantar faz sentido para as novas gerações? (Págs. 1 e Espaço Aberto A2)

Roger Cohen: Uma conversa com Amos Oz

A mensagem ao governo de Israel é clara: a paz é impossível sem ousadia; nada está além da capacidade de uma humanidade propensa a surpreender. (Págs. 1 e Visão Global A17)

Renato Cruz: Drenagem de cérebros

É importante que mais brasileiros estudem no exterior também como forma de criar uma rede de contatos capaz de gerar negócios globais. (Págs. 1 e Economia B8)

Notas & Informações

O desastre da indústria

O mau desempenho em 2012 limita as possibilidades de crescimento do País nos próximos anos. (Págs. 1 e A3)

————————————————————————————

Correio Braziliense

Manchete: Dinheiro e amizade: uma relação perigosa

A camaradagem com familiares e amigos é o terceiro motivo que mais leva consumidores à lista de maus pagadores do SPC. Entre os favores estão pegar empréstimo e ceder cartões de crédito a conhecidos, além de ser fiador ou avalista em contratos e financiamentos. (Págs 1 e 11)

Tragédia em Santa Maria: Luto e protesto

Sete dias após o incêndio que matou 236 pessoas na boate Kiss, missas em homenagem às vítimas e manifestações ocorreram em diversas cidades do país. Em Santa Maria (RS), moradores montaram uma cruz em frente ao local da tragédia. Hoje, 10h, na Rodoviária do Plano Piloto, brasilienses realizam um ato de solidariedade. (Págs 1 e 7 a 10)

Denúncias de erro ficam sem punição

Nos últimos três anos, o Conselho Regional de Medicina abriu 1.072 investigações contra médicos do DF, mas apenas dois deles chegaram a ter o registro cassado. (Págs 1, 23 e 24)

Cartório não dá desconto previsto em lei

Consumidor tem direito a abatimento de 50% das taxas cobradas na compra da casa própria, mas a polêmica interpretação legal tem negado o benefício ao brasiliense. (Págs 1 e 12)

Escalação fora de campo

Os estudantes Rafaella, Caio e Igor querem estar entre os 11,9 mil voluntários que trabalharão na Copa das Confederações. As inscrições vão até 16 de fevereiro. (Págs 1 e Trabalho & Formação Profissional, 3)

————————————————————————————

Estado de Minas

Manchete: ‘Se fosse aqui, tinha morrido todo mundo’

O alerta do estudante é um reflexo do medo que se espalhou por cidades universitárias mineiras com perfil similar ao de Santa Maria (RS). O Estado de Minas visitou casas noturnas e ouviu alunos e autoridades em Ouro Preto (Região Central), Lavras (Sul de Minas) e Viçosa (Zona da Mata), onde as danceterias Samsara e Galpão foram interditadas. Os problemas se repetem na maioria: alvará vencido, falta de saída de emergência e de extintores e outros itens de segurança. Em Belo Horizonte, mais um estabelecimento foi fechado ontem

Histórias de sobreviventes

A tragédia de Santa Maria trouxe amargas lembranças para vítimas de outras tragédias. O técnico em manutenção Alan Silvério Simões ficou 19 dias internado e passou por várias cirurgias. Depois, foram 13 meses afastado do trabalho e outros seis em tratamento psicológico para se recuperar do trauma do incêndio que matou sete pessoas no Canecão Mineiro, em 2001. (Págs 1, 9 a 11 e 21 a 23)

Bafômetro não perdoa nem bombom

Enxaguantes bucais, remédios à base de álcool ou bombons de licor. A pedido do EM, médico fez teste com jornalistas e comprovou que quem consumir esses produtos está sujeito a multa de quase R$ 2 mil e a processo por crime de trânsito se for flagrado pelo bafômetro. A contraprova do exame, entretanto, 5 a 10 minutos depois, registra concentração zero de álcool nesses casos. (Págs 1 e 22)

Agora só falta você

O coração do torcedor mineiro volta a bater mais forte hoje. Depois de quase três anos de reforma e com ingressos esgotados, o Mineirão recebe o clássico Cruzeiro e Atlético, às 17h, pelo Campeonato Mineiro. Ontem, um temporal deixou o gramado do estádio alagado, no mesmo horário do jogo de hoje. A torcida única será para não chover forte de novo. (Págs 1, capa, 2 a 4 e 8)

————————————————————————————

Jornal do Commercio

Manchete: Frevo em Olinda e Recife

Faltando ainda uma semana para o carnaval, blocos e troças ocuparam ontem as ruas das cidades arrastando multidões.

Virgens
Orla de Olinda recebe o desfile das Virgens do Bairro Novo, com 10 trios. Na praça do Arsenal, no Recife, haverá prévia dos Tambores Silenciosos

O grande Naná
Aos 68 anos, o maestro na cobertura no Marco Zero fala com voz calma e cheia e onomatopeias. Conheça um pouco do homenageado do Carnaval do Recife (Págs 1, capa 2, 13 e 14, economia, cidades 1 a 6 e caderno C 6)

Argentina aprendeu com tragédia

Após caso similar ao gaúcho, rede de propina foi exposta e envolvidos presos. (Págs 1 e 16)

Vida lenta às margens da PE-60

Como vivem comunidades ao longo da principal via do Litoral Sul do Estado. (Págs 1, Arrecifes 1, 5 a 13)

————————————————————————————

Veja

Manchete: Nunca mais

Que em memória dos 235 jovens mortos de Santa Maria façamos um Brasil novo, onde ninguém mais seja vítima do descaso, da negliência, da corrupção de valores e da impunidade.

————————————————————————————

Época

Manchete: Tão jovens, Tão rápido, Tão absurdo

————————————————————————————

ISTOÉ

Manchete: Tolerância Zero

O Brasil não pode mais aceitar o estado de insegurança que provoca as grandes tragédias nem o desprezo às leis e à vida.

Santa Maria 27 de janeiro de 2013

Nossos jovens na arapuca da morte

————————————————————————————

ISTOÉ Dinheiro

Manchete: Como conquistar um sócio investidor em 10 minutos

Esse é o tempo concedido aos empreendedores que disputam os investimentos bilionários dos fundos de capital de risco e aceleradoras de empresas como Microsoft, Intel, Vivo e Qualcomm. Saiba como convencê-los a apostar em sua ideia inovadora e conheça casos de quem chegou lá.
Economia

A enxurrada de dólares continua forte.
Entrevista

“Nem todos os países precisam de superávit”, diz Williamson.
Ações

Hora de comprar ou vende papéis da Petrobras? (Pág.1)
————————————————————————————

Carta Capital

Manchete: O vazio da cultura (ou a imbecilização do país)

Assange

Em Londres, fala francamente com Gianni Carta. (Pág. 1)
Santa Maria

É pedir muito que o País aprenda com a tragédia? (Pág. 1)
Crack

Drauzio Varella defende a internação compulsória do usuário. (Pág. 1)

————————————————————————————

Zero Hora

Manchete: O plano que é uma farsa

ZH tem acesso ao PPCI, documento que deveria dizer tudo sobre prevenção a incêndio na boate onde morreram 236 pessoas, em Santa Maria, e descobre que ele não diz nada.

Os crimes e as punições

26 cadeiras vazias
Histórias do curso da Universidade Federal de Santa Maria que mais perdeu alunos no desastre (Págs 1, 4 a 23 e 38)

Clipping Radiobrás

Edição: Equipe Fenatracoop

Portal Cambé, site de informações e serviços de Cambé – PR.

Responda

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.