Endividamento de famílias aumenta 46% na Era Lula – Explosão em usina aumenta drama e espalha medo pelo mundo – Inovação: O segredo do sucesso das incubadoras – Exclusivo: Chefão da Fiat quer clonar filial brasileira – Construção civil impulsiona outros setores do mercado – No Ministério de Minas e Energia, o último a sair não apaga a luz – Número de mortos pode ultrapassar 10 mil – Superbactéria leva HRAS a isolar dois bebês – Presidência autoriza compra de banheira com hidromassagem…

O Globo

 

Manchete: Usina explode e faz Japão ampliar zona de segurança

Governo nega danos em reator nuclear, mas pode dar iodo à população

Em alerta máximo, o Japão tenta conter a ameaça de um desastre nuclear, após a explosão numa das usinas de Fukushima, na região mais atingida pelo terremoto seguido de tsunami que arrasou a costa nordeste do país. O governo ampliou o perímetro de segurança na área de dez para 20 quilômetros, mas minimizou os riscos de catástrofe, assegurando que, apesar do vazamento, os riscos de contaminação são pequenos. Segundo o porta-voz do governo japonês Yuko Edano, o reator não foi afetado pela explosão, que deixou quatro feridos e levantou uma nuvem gigante de fumaça. Mas a Agência Internacional de Energia Atômica da Onu solicitou com urgência informações sobre a dimensão do acidente. Em resposta, autoridades japonesas disseram estar se preparando para dar iodo (usado para proteger o corpo de exposição radioativa) às pessoas que moram perto da área afetada pela explosão. Especialistas no assunto consideram a situação preocupante. Numa outra frente, o governo reforçou com uma megaoperação o resgate de feridos nas áreas devastadas por ondas gigantes. Estima-se que o número de mortos chegue a 1.700. Desde o terremoto, já foram registradas 150 réplicas, com maior ou menor intensidade, e ontem pela primeira vez, uma delas teve o epicentro localizado em Tóquio. (Págs. 1, 34 e 35)

ProUni: bolsas nã chegam a alunos

O TCU constatou que 29% das bolsas do ProUni pagas pelo governo, entre 2005 e 2009, não foram preenchidas pelas universidades privadas, que receberam descontos da União. (Pág.1 e 3)

Endividamento de famílias aumenta 46% na Era Lula

As famílias passaram a destinar 46% a mais da sua renda para pagar dívidas com bancos ao fim dos oito anos de governo Lula. Os cálculos são da LCA Consultores com base em dados do Banco Central. Em janeiro de 2003, o brasileiro comprometia 14,6% do ganho mensal para quitar empréstimos em bancos. Com a explosão do crédito na Era Lula, o percentual saltou para 21,4%. Em janeiro deste ano, atingiu 22,2%. (Pág. 1 e 27)

————————————————————————————

O Estado de S. Paulo

 

Manchete: Vazamento nuclear desafia Japão

Terremoto causa explosão de edifício de usina atômica e governo tenta conter contaminação radioativa

A explosão do edifício que abriga um dos reatores da usina atômica de Fukushima Daiichi elevou o temor de um desastre nuclear no Japão, em conseqüência do terremoto que atingiu o país na sexta-feira. O governo tenta agora conter o vazamento de material radioativo. O nível de radiação ao redor da usina está oito vezes maior que a usual e foi ampliado de 3 km para 20 km o raio no qual os moradores tiveram de abandonar suas casas. Especialistas em energia atômica avaliam que os reatores japoneses são bem protegidos e não deve se repetir o desastre de 1986 em Chernobyl. (Págs.1, A23 a A28)

Visita de Obama ao País é histórica, diz embaixador

Às vésperas da chegada de Barack Obama, o embaixador dos EUA no Brasil, Thomas Shannon, minimizou, em entrevista ao repórter Rafael Moraes Moura, os recentes atritos diplomáticos entre os dois países. “Nossas convergências são mais importantes que nossas divergências”. (Págs.1 e A11)

Licenciamento para rodovias é facilitado

Os Ministérios dos Transportes e do Meio Ambiente preparam decreto que dispensará estudos de impacto ambiental para licenciar obras de duplicação e manutenção de estradas. O objetivo é dar um empurrão nos investimentos federais e privados em rodovias. (Págs. 1 e B1)

Ginásio abriga mais de 50 brasileiros

Em Ishige, a 65 quilômetros de Tóquio, mais de 50 brasileiros se refugiam num ginásio preparado para resistir a terremotos. A maioria deles trabalha nas fábricas da cidade, cuja página da internet tem tradução para o português. (Págs.1 e A25)

————————————————————————————

Correio Braziliense

 

Manchete: Medo do desastre nuclear

Risco de contaminação faz governo japonês ordenar a retirada de quase 200 mil pessoas após explosão em usina

Do terremoto ao tsunami, do tsunami a novos terremotos, deles à explosão de uma das estruturas da usina nuclear de Fukushima, a 240km de Tóquio, às 15h36 de ontem (3h36, hora de Brasília). A sucessão de catástrofes e o risco de um acidente nuclear sem precedentes afligem o Japão. Quatro trabalhadores ficaram feridos e um deles morreu. Três pessoas apresentaram sinais de contaminação radioativa. O raio de evacuação foi de 10km para 20km. Para evitar danos ainda maiores, será preciso resfriar o reator. (págs. 1 e 20)

Número de mortos pode ultrapassar 10 mil. (págs. 1, 20 e 21)

 

Superbactéria leva HRAS a isolar dois bebês (págs. 1, 8 e 9)

 

Presidência autoriza compra de banheira com hidromassagem (pág. 1 e Brasília-DF, pág. 6)

 

No Ministério de Minas e Energia, o último a sair não apaga a luz (págs. 1 e 4)

 

————————————————————————————

Jornal do Commercio

 

Manchete: Japão sob risco nuclear

Após o terremoto devastador seguido de tsunami, japoneses enfrentam ameaça de desastre nuclear. Em uma usina a 270 quilômetros de Tóquio, prédio que abrigava um dos reatores ruiu. Governo retirou 45 mil pessoas da região. (pág. 1)

Construção civil impulsiona outros setores do mercado (pág. 1)

 

————————————————————————————

Veja

 

Manchete: O Japão acorda do choque

Por que o país mais preparado para enfrentar catástrofes naturais foi surpreendido pelo tsunami. (Reportagem especial Pág. 17)

————————————————————————————

Época

 

Manchete: A fúria da natureza

Como o Japão – um exemplo de tecnologia, planejamento e disciplina – enfrenta o maior terremoto da sua história.

————————————————————————————

ISTOÉ

 

Manchete: A era da medicina avatar

Como hospitais e clínicas do Brasil e do Exterior estão usando a tecnologia da realidade virtual para aliviar a dor e curar bulimia, anorexia, estresse, labirintite e uma série de fobias.

Exclusivo

Documentos mostram que o denunciante da corrupção dos Roriz tem megaesquema de lavagem de dinheiro.

————————————————————————————

ISTOÉ Dinheiro

 

Manchete: O Brasil que investe

As grandes empresas estão lançando R$ 3,3 trilhões em novos projetos para aproveitar a onda de crescimento do País. Conheça os setores que vão ganhar mais e como Duratex, Petrobras, GE, Hyundai, Galvão Energia, CPFL e outros grupos participam dessa empreitada. (Pág. 1)

Exclusivo: Chefão da Fiat quer clonar filial brasileira

 

Banco: O que há de errado com o Santander?

 

Inovação: O segredo do sucesso das incubadoras

 

————————————————————————————

CartaCapital

 

Manchete: O desastre Obama

O presidente da “esperança” não cumpriu o que prometeu.

Na visita ao Brasil, o reinício de uma relação abalada.

Inside, Job, o documentário, desnuda a América dos barões de Wall Street.

WikiLeaks: conheça os diplomatas mais mal informados do planeta.

————————————————————————————

Zero Hora

 

Manchete: Catástrofe no Japão

Alerta nuclear

Explosão em usina aumenta drama e espalha medo pelo mundo

Um dia depois do terremoto com tsunami, restos de prédios da cidade de Kesennuma, que teme agora o vazamento de radioatividade. (págs. 1 e 4 a 13)

Clipping Radiobrás

 

Portal Cambé, site de informações e serviços de Cambé – PR.

Responda

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.