Distribuição de remédio não será obrigatória; ANS recua da proposta de fazer plano de saúde oferecer medicação domiciliar… – Os dados do Censo/IBGE; 193.946.886 habitantes é a população do Brasil. 41,9 milhões estão em São Paulo, o Estado mais populoso. Isso equivale a 21,6% da população.  Energia limpa vale desconto de imposto; Empresa que comprar no mercado livre energia gerada pelo vento ou pelo sol terá abatimento de 5% do ICMS…

O Globo

Manchete: Brasil teve semestre perdido na economia

Crescimento foi de apenas 0,6%, o pior desde 2009, no pós-crise

Boa safra de café ajudou no desempenho da economia. Analistas apontam que consumo das famílias dá sinal de que não consegue mais sustentar o PIB. É preciso elevar investimentos

A economia brasileira, no primeiro semestre deste ano, teve seu pior desempenho desde 2009, ano em que o país entrou em recessão afetado pela crise global. A alta foi de apenas 0,6%. Na comparação do segundo com o primeiro trimestre, o percentual foi de 0,4%, de acordo com o IBGE, influenciado principalmente pela agropecuária. O consumo das famílias, que cresce há 35 trimestres seguidos, está perdendo o fôlego. Indústria e investimento recuaram. Desde 2008, os serviços seguram o PIB, informa Flávia Oliveira. (Págs. 1, 25 a 29, Míriam Leitão e editorial “Estímulo passageiro ao consumo não recupera o PIB”)

Foto-legenda: E o impasse continua

A ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, disse ser contra a proposta da Secretaria do Patrimônio da União (SPU) de reassentar moradores do Jardim Botânico em outras áreas dentro do parque. Segundo ela, a questão fundiária ainda está em discussão no governo. (Págs. 1, 16 e editorial “Facções do PT ameaçam futuro do Jardim Botânico”)

Acaba a greve nas agências

Os servidores das dez agências reguladoras, incluindo a Anvisa, voltam ao trabalho, depois de um mês e meio de greve, sem fechar acordo com o governo para reajuste. Agora, chance de aumento só em 2014. Na UFRJ, professores aprovam a volta ao trabalho. (Págs. 1 e 31)

BRT: 9 acidentes em três meses

A sinalização precária, com placas mal instaladas, e a imprudência de motoristas e pedestres explicam, segundo especialistas, os sucessivos acidentes no BRT Transoeste. Em três meses, foram quatro atropelamentos com morte e cinco colisões, incluindo uma ontem. (Págs. 1 e 14)

China e Brasil disputam Angola

As promessas do presidente de Angola, José Eduardo dos Santos, de priorizar combate à desigualdade, inspirado por programas como o Bolsa Família, abrem caminho para que o Brasil se mantenha como parceiro preferencial do país, apesar do avanço do investimento chinês. (Págs. 1 e 34)

Haddad espera ir além do padrinho

Candidato do PT à prefeitura de São Paulo, Fernando Haddad diz que não se sente incomodado com a condição de “menino de ouro” de Lula, e que, assim como Dilma, “a menina de ouro”, espera obter destaque com base no próprio trabalho. (Págs. 1 e 10)

As novas polêmicas do mensalão no STF

Os ministros que absolveram o réu podem votar para estabelecer o tamanho da pena?

A cassação do mandato de João Paulo é automática ou depende da Câmara? (Págs. 1 e 3 a 6)

História: Integração complicada

A historiadora Lília Schwarcz analisa a relação do Brasil com os vizinhos. (Págs. 1 e 37)

————————————————————————————

Folha de S. Paulo

Manchete: Brasil tem o maior ciclo de PIB fraco desde o Plano Real

Há oito trimestres país não supera crescimento de 1%; resultado ruim da indústria trava retomada econômica

Apesar da série de medidas de estímulos adotadas pelo governo, a economia brasileira teve fraca reação e cresceu apenas 0,4% no segundo trimestre na comparação com os três meses anteriores, segundo 0 IBGE.

O país vive o mais longo ciclo de baixo crescimento desde o Plano Real. São oito trimestres em que a expansão do PIB não supera 1%. (Págs. 1 e Mercado, B9)

Análise: A desaceleração fez o governo se mexer, tomando medidas que sustentarão o avanço no segundo semestre, escreve Bráulio Borges. (Págs. 1 e B11)

Lula retorna aos palanques e ignora mensalão

Cercando-se de cuidados com a voz, Lula voltou aos palanques em Belo Horizonte após longo período afastado devido a um câncer na laringe. Acompanhado por fonoaudióloga, o ex-presidente discursou por apenas 13 minutos para 5.000 pessoas. Em sua fala, ele ignorou o mensalão e provocou adversários. (Págs. 1 e Poder, A20)

Para procurador, STF está a caminho de punir Dirceu

O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, afirmou que o Supremo “está no caminho certo” para condenar réus do núcleo político do mensalão, entre eles o petista José Dirceu.

O ex-ministro da Casa Civil é apontado pela Procuradoria como o “chefe da quadrilha” – o que ele nega. (Págs. 1 e Poder, A4)

População chega a 194 milhões, diz pesquisa do IBGE

Desde 2010, o Brasil ganhou quase 3,2 milhões de habitantes e passou a ter uma população estimada pelo IBGE em 193.946.886. As cidades de médio porte (200 mil a 500 mil moradores) tiveram a maior taxa de crescimento populacional, de 2,1%, entre 2000 e 2012, segundo o instituto. (Págs. 1 e Cotidiano, C4)

Derrota de Serra seria devastadora apenas para ele (Págs. 1 e Opinião, A2)

Editoriais

Leia “Menos impunidade”, acerca de caráter exemplar do julgamento do mensalão, e “Romney candidato”, sobre eleições nos Estados Unidos. (Págs. 1 e Opinião, A2)

————————————————————————————

O Estado de S. Paulo

Manchete: Investimento tem 4ª queda seguida e PIB cresce só 0,4%

Apesar da redução dos juros e de pacotes de estímulo, economia avança pouco; governo diz que números vão melhorar

O Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro, divulgado pelo IBGE, voltou a decepcionar no segundo trimestre e cresceu somente 0,4% (1,6% em termos anualizados), comparado ao trimestre anterior. O resultado ocorreu mesmo com a redução dos juros e as diversas medidas tributárias e de estímulo ao crédito adotadas pelo governo desde o segundo semestre de 2011. Recuos nos investimentos (0,7%, a quarta queda trimestral consecutiva), na indústria (pior resultado desde 2009) e nas exportações foram os principais responsáveis. O único bom desempenho foi o da agropecuária, que cresceu 4,9%. O ministro Guido Mantega (Fazenda) admitiu que o desempenho do PIB não foi bom, mas disse que os números apresentados “ficaram para trás”. (Págs. 1 e Economia, B1, B4, B6 e B7)

‘Kassab não é peso, nem uma mola’

O candidato do PSDB à Prefeitura de São Paulo, José Serra, disse ontem que a gestão Gilberto Kassab (PSD) é melhor do que indicam as pesquisas e os adversários mentem ao criticá-la. Serra fez uma série de críticas ao PT e chamou de “mentiroso” o caso envolvendo o caminhoneiro José Machado, que protagonizou quadro do programa petista no qual ele dizia esperar por cirurgia de catarata. (Págs. 1 e Nacional, A12)

José Serra – candidato do PSDB

“Estou sendo eleito para ficar, não vou de novo para presidente, pois já fui duas vezes”.

Eleições 2012 – Desafio São Paulo

O Estado estreia hoje o ‘Desafio São Paulo’, espaço que apresentará todos os sábados problemas em áreas importantes nas quais a Prefeitura atua e também trará propostas dos candidatos. (Págs. 1 e Nacional, A14)

Os dados do Censo/IBGE

193.946.886 habitantes é a população do Brasil. 41,9 milhões estão em São Paulo, o Estado mais populoso. Isso equivale a 21,6% da população. (Págs. 1 e Vida, A28)

Noruega retém ajuda à Floresta Amazônica (Págs. 1 e A28)

Dirceu apresentará nova petição ao STF

Pressionado pelos votos duros no STF, o ex-ministro José Dirceu apresentará nova petição. Ela rebaterá o último documento do procurador-geral da República, Roberto Gurgel. (Págs. 1 e Nacional, A4)

Roberto Romano: Em defesa da defesa

São muitos e remediáveis seus defeitos. No entanto, sem a livre advocacia, o Estado de Direito torna-se impossível. (Págs. 1 e Espaço Aberto, A2)

Notas & Informações

O STF aperta o cerco

Já são sentidos os efeitos saneadores da firmeza da maioria dos ministros contra a corrupção. (Págs. 1 e A3)

————————————————————————————

Correio Braziliense

Manchete: Brasília paga cinco vezes mais imposto que média nacional

O total de tributos que saiu do bolso dos brasileiros bateu um novo recorde esta semana: atingiu a marca de R$ 1 trilhão, 15 dias antes do que em 2011. Os brasilienses foram os que mais contribuíram para o crescimento do bolo. De 1º de janeiro a 29 de agosto, saíram do bolso de cada morador do Distrito Federal, em média, R$ 26 mil em impostos, um valor cinco vezes maior que a média nacional. Uma das explicações para o fenômeno é o fato de a capital ser a sede de empresas públicas como o Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal, além dos altos salários do funcionalismo. (Págs. 1 e 27)

Pibinho pela segunda vez

O fraco desempenho da economia se repetiu no segundo trimestre. Cresceu apenas 0,4%. Na comparação com 2011, o PIB brasileiro foi o que menos se expandiu entre os países emergentes. (Págs. 1, 15 a 17 e Visão do Correio, 20)

7 de Setembro: Hora de festejar a Independência

Na Semana da Pátria, os estudantes mergulham na história para conhecer os fatos que levaram Dom Pedro I a declarar o Brasil uma nação soberana. (Págs. 1 e Super!, Capa, 4, 5)

Há 3,7 milhões de crianças sem escola no Brasil (Págs. 1 e 13)

Projeto eleva o teto salarial do STF a R$ 34 mil (Págs. 1 e 18)

————————————————————————————

Estado de Minas

Manchete: O Brasil cresceu muito

193 milhões de habitantes

Estimativa do IBGE para a população em julho deste ano mostra que o país ganhou 3.191.087 moradores em dois anos, comum crescimento de 1,6% em relação ao Censo de 2010, quando éramos 190.755.799 brasileiros. São Paulo continua sendo o estado mais populoso, com 41.901.219 pessoas, enquanto Roraima é o que tem menos gente, 469.524.

O Brasil cresceu pouco

PIB: 0,4% no 2º trimestre

A expansão de abril a junho em relação aos três meses anteriores é considerada tímida, mas, ainda assim, bem maior do que a alta de 0,1% registrada no primeiro trimestre. O crescimento da economia é de apenas 0,6% nos seis primeiros meses deste ano em comparação com o mesmo semestre de 2011 e de 1,2% em 12 meses. Os patamares são os menores para o período desde 2009.

E Minas com isso?

Além do consumo das famílias, com alta de 0,6%,uma das maiores alavancas do PIB no segundo trimestre foi o crescimento de 4,9% da agropecuária, setor em que o estado é muito forte. Conforme o IBGE, Minas continua sendo o segundo estado mais populoso e concentra cerca de 10% dos brasileiros. Belo Horizonte, porém, é a capital que menos cresceu entre as seis maiores, apenas 0,8% de 2010 para 2012. Em compensação, a Grande BH teve a segunda maior expansão (1,6%), atrás apenas da Grande São Paulo (5%).

– 19,8 milhões é a estimativa da população do estado em 2012.
– 5,5 milhões é o total de habitantes da Grande BH.

(Págs. 1, 11, 12, 19 e editorial ‘PIB confirma necessidades’, 8)

Mensalão: Supremo pode tirar mandato de João Paulo

Se o plenário da Corte acompanhar o voto do ministro Cezar Peluso pela perda de mandato, a cassação do deputado federal João Paulo Cunha (PT-SP) será automática, sem necessidade de aval da Câmara. Foi o que afirmou o ministro Marco Aurélio Mello, para quem a condenação de Cunha por corrupção passiva, peculato e lavagem de dinheiro já o afastará do Legislativo. (Págs. 1 e 3)

Desistência: Sem pensão, ex de Newton deixa eleição

Alegando problemas “emocionais e financeiros”, a ex-deputada federal Maria Lúcia Cardoso (PMDB) renunciou à briga pela Prefeitura de Pitangui. Ela acusa Newton Cardoso de não pagar pensão há meses. (Págs. 1 e 4)

Brasil tem 3,7 milhões de jovens sem escola (Págs. 1 e 10)

————————————————————————————

Jornal do Commercio

Manchete: Economia a passos lentos

No segundo trimestre deste ano, o PIB do Brasil teve o pior rendimento do grupo de emergentes, formado também por Rússia, Índia, China e África do Sul. Crescimento foi de apenas 0,5% de abril a junho, segundo dados divulgados pelo IBGE. (Págs. 1 e Economia, 4)

Energia limpa vale desconto de imposto

Empresa que comprar no mercado livre energia gerada pelo vento ou pelo sol terá abatimento de 5% do ICMS. (Págs. 1 e Economia, 1)

Distribuição de remédio não será obrigatória

ANS recua da proposta de fazer plano de saúde oferecer medicação domiciliar. (Págs. 1 e Economia, 5)

Bancos baixam juros depois da queda da Selic

Banco do Brasil, Bradesco e Itaú Unibanco anunciaram redução a partir de segunda. (Págs. 1 e Economia, 2)

Fotolegenda: No palanque

Após luta contra o câncer, Lula voltou a fazer campanha, ontem, em Belo Horizonte, para o petista Patrus Ananias. (Págs. 1 e 6)

————————————————————————————

Zero Hora

Manchete: PIB reage, mas baixo investimento inquieta

Apoiado na recuperação do campo e no consumo, indicador de atividade econômica cresceu 0,4% de abril a junho, um avanço em relação ao trimestre anterior, mas ainda tímido. (Págs. 1, 22 e 26)

– O setor agropecuário foi o que mais contribuiu para o PIB: alta de 4,9%.
– Dos gastos que formam o PIB, o investimento teve o pior desempenho: queda de 0,7%.

Fotolegenda: Treinando para 2014

BM inaugura, na segunda-feira, centro na Capital onde serão preparados cavalos e cavaleiros para atuar na segurança da Copa. (Págs. 1 e 37)

Porto Alegre: Empate entre Manuela e Fortunati

Pesquisa Ibope coloca os dois candidatos no segundo turno. (Págs. 1, 8 e 14)

Cultura: FH e o RS

Na série Visões do Rio Grande, autor revê seu livro sobre a escravidão no sul do Brasil, escrito há 50 anos. (Pág. 1)

Clipping Radiobrás

Edição: Equipe Fenatracoop

Portal Cambé, site de informações e serviços de Cambé – PR.

Responda

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.