Justiça x Justiça: Posse no TJ acirra batalha judicial – Greve da PM provoca onda de violência na Bahia – Decisão do STF mina ‘elitismo do Judiciário’, diz corregedora – Mantega se complica sobre Casa da Moeda – CBF decide deixar Olimpíada de lado – Acordo permite por 60 dias volta das sacolinhas – Casa da Moeda: PTB fez pressão, diz Mantega  – Cautelosa: Eliana Calmon elogia STF, mas evita euforia …

O Globo

Manchete: Com PMs em greve, Bahia enfrenta caos na segurança

Arrastões, saques, mais de 40 assassinatos e até shows suspensos

A greve dos policiais militares da Bahia, que começou na terça-feira, levou o caos às ruas de Salvador e a outras cidades do interior do estado ontem. Houve arrastões, saques a lojas, e até o transporte público foi afetado. Parte do comércio fechou. Líderes grevistas estão dentro da Assembleia Legislativa, e cerca de 300 em volta do prédio, na capital. Desde o começo da greve, já foram registrados 44 assassinatos no estado. Um percussionista do Olodum foi morto ontem de madrugada. Dezenas de shows do pré-carnaval programados para este fim de semana foram cancelados, inclusive um de lvete Sangalo. O governo federal mandou 3.200 homens das Forças Armadas e da Força Nacional de Segurança para policiar a Região Metropolitana. O governador Jaques Wagner, em pronunciamento na TV, disse estar aberto ao diálogo e avisou que não tolerará desordem. (Págs.1 a 3)

Mantega se complica sobre Casa da Moeda

Pressionado por Dilma, ministro quebra silêncio e admite que cedeu a pressões do PTB na estatal

Uma semana após a demissão de Luiz Felipe Denucci da Casa da Moeda, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, rompeu o silêncio por determinação da presidente Dilma. Negou ter indicado Denucci para o cargo, atribuindo-a ao PTB. Mesmo admitindo que as denúncias contra o executivo não “eram sólidas”, afirmou que Denucci vinha sofrendo “pressão muito forte” do partido, presidido por Roberto Jefferson. (Págs. 1 e 12)

Juristas e até AMB elogiam decisão do STF sobre CNJ (Págs. 1 e 10)

Em BH, polícia acha que marido se matou com 28 facadas (Página 13)

Cuba proíbe viagem de blogueira ao Brasil

Depois de receber o visto do governo brasileiro – segundo fontes do Itamaraty a concessão havia sido dada em comum acordo com o governo de Raúl Castro – e pedir que a presidente Dilma Rousseff intercedesse a seu favor e de outros dissidentes, a blogueira cubana Yoani Sánchez teve seu pedido para viajar ao Brasil negado pelo regime cubano. “Sou uma prisioneira”, reagiu Yoani. (Págs. 1 e 35)

Blog do Noblat

O incrível é que ninguém tem coragem de apresentar a “razão oficial” da proibição. Nem mesmo os amigos da Ilha.

Polícia reprime protestos com força no Egito

Com violência e até relatos de disparos de armas, a polícia do Egito reprimiu fortemente novos protestos nas principais cidades, matando cinco e ferindo 1.700. A junta militar atribuiu a instabilidade a “forças estrangeiras””. (Págs. 1 e 33)

Paraty: antes de assalto, iate teve inspeção

Horas antes de ser assaltado, em Paraty, o iate de um médico de Ubatuba passou por uma inspeção da Capitania dos Portos, com rigor fora dos padrões, segundo blogs da região. Para a Marinha, a versão é “distorcida e maldosa”. (Págs 1 e 17)

————————————————————————————

O Estado de S. Paulo

Manchete: Decisão do STF mina ‘elitismo do Judiciário’, diz corregedora

Com agradecimentos ao “povo brasileiro”, a corregedora nacional de Justiça, ministra Eliana Calmon, considera que a decisão do Supremo Tribunal Federal de manter os poderes do Conselho Nacional de Justiça para investigar e processar juízes é um golpe contra o corporativismo dos magistrados. “Estamos removendo 400 anos de representação elitista no Judiciário”, disse a corregedora ao Estado. “A modernidade vai tomando conta dos espaços públicos e deixando engessados os movimentos corporativistas”. Para ela, um dos aspectos mais importantes do julgamento foi o fato de ter sido público, o que é “grande aliado contra a corrupção”, acabando com a “cultura do biombo”. (Nacional – Págs. 1 e A4)

Greve da PM provoca onda de violência na Bahia

A greve da Polícia Militar provocou uma onda de violência na Bahia, com saques, comércio fechado nas grandes cidades e assassinatos. Para tentar controlar a situação, 2.350 integrantes das Forças Armadas estão policiando as ruas. Outros 600 militares são aguardados. A Força Nacional também deve atuar. Dezoito homicídios foram registrados no Estado em menos de sete horas, 15 deles em Salvador. (Cidades – Págs. Cl e C3)

Cuba proíbe blogueira de viajar ao Brasil

Yoani Sánchez, blogueira cubana e colunista do Estado, anunciou ontem no Twitter que o governo de seu país negou a autorização de saída para ela viajar ao Brasil. Sua intenção era acompanhar o lançamento de um documentário na Bahia. “Se todo esse esforço serviu para jogar luz sobre o absurdo migratório em que estamos presos, então valeu a pena”, disse ela, que recebeu o visto brasileiro. (Internacional – Págs. 1 e A20)

México aceita rever acordo automotivo

A presidente Dilma Rousseff e seu colega mexicano, Felipe Calderón, acertaram ontem, num telefonema, que o tratado automotivo entre os dois países, em vigor desde 2002, será renegociado. (Economia – Págs. 1 e B1)

CBF decide deixar Olimpíada de lado

O técnico da seleção, Mano Menezes, disse ontem que a prioridade no primeiro semestre será a equipe principal e a preparação para a Copa de 2014. O time que vai disputar a Olimpíada de Londres ficou em segundo plano. (Esportes – págs. 1 e E2)

Acordo permite por 60 dias volta das sacolinhas

Acordo firmado com a Promotoria do Meio Ambiente do Ministério Público obriga supermercados paulistas a fornecer, por mais 60 dias, algum tipo de embalagem aos clientes que forem às compras. (Vida& -Págs.1 e A22)

Pelo menos 3 morrem e tensão cresce no Egito. (Internacional – Págs. 1 e A14)

Casa da Moeda: PTB fez pressão, diz Mantega (Nacional – Págs. 1 e A6)

Celso Ming

A estatização da esmola

Por estranho que pareça, em nossos dias, até mesmo a esmola passou a ser estatal e a depender de receitas tributárias. (Economia – Págs. 1 e B2)

Sergio Fausto

Até quando o silêncio?

Na questão dos direitos humanos em Cuba, a presidente Dilma Rousseff agiu nos limites do bloco de poder que ela representa. (Espaço Aberto – Págs. 1 e A2)

Notas & Informações

Supremo reabilita o CNJ

Ao manter as atribuições do CNJ, o STF deu o primeiro passo para pôr fim à crise do Judiciário. (Págs. 1 e A3)

————————————————————————————

Correio Braziliense

Manchete: Agnelo procura diretor Ficha Limpa

Após a exoneração imediata de Onofre de Moraes, governador busca substituto com perfil técnico e autoridade para unificar a Polícia Civil. Na Secretaria de Segurança, a tendência é de que o escolhido saia da lista tríplice apresentada pelos delegados da corporação. (Págs. 1 e 25)

Secretário ataca Durval e a chantagem com vídeos (Págs. 1 e 26)

Sem polícia, bandidos aterrorizam a Bahia

Pelo menos 20 assassinatos e uma onda de saques foram registrados ontem em Salvador, no quarto dia da greve da PM. Cerca de 3,6 mil homens das Forças Armadas e da Força Nacional tentam conter a violência, que mobiliza o governo federal. (Pág. 1 e 8)

Cautelosa: Eliana Calmon elogia STF, mas evita euforia

Corregedora considera que o poder investigativo conferido ao Conselho Nacional de Justiça fortalece a democracia. (Págs. 1 e 18)

Procuradora: Corpo de ex-marido é encontrado em motel

Empresário acusado de matar Ana Alice de Melo tinha várias marcas de facada. Ele teria entrado no local acompanhado. (Págs. 1 e 10)

Construtoras na mira do MP

Além da Aires Costa, que lesou 120 famílias em Águas Claras, oito empresas são investigadas por não entregar imóveis. O golpe pode atingir 500 famílias. (Págs. 1 e 33)

Cuba diz não à blogueira

Yoani Sánchez foi proibida de vir ao Brasil, mesmo após conseguir o visto do Itamaraty. Para a oposicionista, a decisão é uma vingança do regime comunista. (Págs. 1 e 21)

Novos empregos animam Obama

A criação de 243 mil postos de trabalho em janeiro deu ânimo à campanha de reeleição do presidente norte-americano. Os bons resultados da economia do país fizeram as bolsas de todo o mundo subirem. (Págs. 1, 12, 17)

Caos sem fim no Egito: mais cinco morrem nas ruas (Págs. 1 e 20)

Casa da Moeda faz Mantega dar explicações (Págs. 1 e 14)

————————————————————————————

Estado de Minas

Manchete: Gritos de socorro não impediram assassinato

A procuradora federal Ana Alice Moreira de Melo, morta na madrugada de quinta-feira numa mansão em Nova Lima, gritou por socorro e lutou para tentar escapar. É o que contou a babá que se trancou em outro cômodo com os dois filhos dela, de 3 e 7 anos. E também o que sugere o quarto todo revirado em que ocorreu o homicídio, segundo o segurança do condomínio, primeira pessoa a chegar à casa, que ainda ouviu o apelo desesperado de uma das crianças para que salvasse sua mãe. Ela foi enterrada ontem (acima) sob grande comoção. Acusado do homicídio, o marido, o empresário Djalma Brugnara Veloso, foi encontrado morto, na madrugada de ontem, num motel de BH. Tudo indica que ele se matou a facadas, possivelmente com a mesma faca que vitimou Ana Alice. O casal estava em processo de separação e Veloso fora notificado pela Justiça para manter distância da mulher, horas antes do crime. Além disso, de acordo com pessoa ligada à família, a procuradora reunira provas de adultério e questionara irregularidades nos negócios dele, que já não teria nada em seu nome.

O CORPO / Encontrado morto no motel, empresário teria chegado ao local acompanhado de uma loura, segundo boletim da PM. Mas recepcionista confirmou que ele entrou sozinho, em seu carro.

O SUICÍDIO / Delegado que investiga o caso mostra como Djalma Brugnara Veloso teria se matado. Foram 28 facadas em várias partes do corpo, 22 delas superficiais, e seis profundas, inclusive a considerada fatal, no coração.

A TESTEMUNHA / A babá Girlene Fastor, de 34 anos, é pessoa chave para as investigações, pois ouviu a briga, os pedidos de socorro e protegeu as crianças, das quais ainda tenta amenizar o trauma. (Págs. 1, 19 a 21)

Pressão contra voto secreto

Líderes do prefeito Marcio Lacerda na Câmara de BH querem votação aberta na sessão que decidirá sobre o veto ao aumento dos salários dos vereadores, prevista para quarta-feira. (Págs. 1 e 3))

Verbas para chuva: Minas receberá R$ 2,3 milhões

Governo federal liberou recursos para ações de socorro e assistência às vítimas de 12 cidades. Estado tem 218 municípios em emergência. (Págs. 1 e 7)

Produção agropecuária se recupera das enchentes

Produtores mineiros retomam desempenho quase ao nível anterior às inundações. Mas preços devem manter alta. (Págs. 1 e 15)

————————————————————————————

Zero Hora

Manchete: Planalto dará ultimato para obra no Beira-Rio

Apreensivo com a indefinição entre Inter e construtora, o ministro dos Esportes,Aldo Rebelo, exigirá cronograma de obras do estádio. (Págs. 1 e Esportes)

Meninos condenados

Nova norma atacará o excesso de medicação (Págs. 1 e 31)

Rotina: Em 13 meses, 16 panes no trensurb

Ministério Público Federal exige da empresa solução para o sistema vulnerável. (Págs. 1 e 23)

Justiça x Justiça: Posse no TJ acirra batalha judicial

Apesar de liminar do STF, Bandeira Pereira deu expediente como presidente (Págs. 1,8, 11, Tulio Milman, Rosane de Oliveira e Artigo)

Clipping Radiobrás

Edição: Equipe Fenatracoop

Portal Cambé, site de informações e serviços de Cambé – PR.

Responda

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.