Três anos depois, o drama se repete no Vale do Itajaí – Em 2º turno: aprovado o reajuste para o servidor de BH – Congresso: Justiça libera supersalário na Câmara – Transportes: regra antirroubo – O pesadelo ainda não terminou – Em Brasília, alerta. No Sul, calamidade – Ministério Público vai investigar licitação da luz em São Paulo – Procurador quer sustar lei para obras da Copa – Crise europeia piora e bolsas desabam …

O Globo

Manchete: Dólar tem novo ciclo de alta e ameaça controle da inflação

Cotação volta ao nível de março e deve influenciar preço de alimentos e petróleo

A cotação da moeda americana voltou ao patamar de março deste ano. Só ontem, a alta foi de 1,02% e a moeda chegou a R$ 1,678. Essa disparada de preços aconteceu principalmente de agosto para cá. Em 26 de julho, o dólar era negociado a R$ 1,537, então a menor cotação em 12 anos. A escalada do dólar tira de cena um aliado importante no combate à inflação, justamente no momento de alta generalizada de preços. Até agora, com o dólar em baixa, era mais fácil segurar o custo de vida porque a moeda americana tem impacto direto em preços de alimentos, produtos de higiene e limpeza, eletrônicos e até petróleo. “ O dólar em alta dificulta o processo de redução da inflação”, disse o economista Elton Teles. (Págs. 1 e 27)

Até eletrodomésticos estão mais caros

Com vendas aquecidas e crédito ainda farto, o varejo vem repassando ao consumidor reajustes de preços de eletrodomésticos. Geladeiras, por exemplo, que tiveram recuo de 0,29% nos preços em julho, passaram a alta de 3,29% mês passado. (Págs. 1 e 32)

Nova York, 10 de setembro

Na véspera dos dez anos do maior atentado da História, americanos enfrentam o medo de nova ameaça

Sitiada pelo medo após receber novas ameaças da Al-Qaeda, a cidade de Nova York se prepara para as homenagens do décimo aniversário do 11 de Setembro com barreiras policiais, cães farejadores e vistorias em carros. “Sempre manteremos o direito ao uso da força contra grupos que nos atacam e nos ameaçam com violência iminente”, disse a secretária de Estado, Hillary Clinton. Em nova polêmica, o prefeito Michael Bloomberg recusou pedidos para incluir atos religiosos no evento. (Págs. 1 e 36 e Zuenir Ventura)

Enquanto isso, falta emprego

O presidente Obama pediu à população que pressione o Congresso (por twitter, facebook, fax ou pombo-correio) a aprovar o pacote de US$ 447 bi para criar empregos, maior desafio do país hoje. (Págs. 1 e 30 e editorial “Obama reforça pressão”)

Egípcios saqueiam Embaixada de Israel

Manifestantes egípcios invadiram e saquearam a embaixada israelense no Cairo, aumentando a tensão entre os dois países, que durante o regime de Mubarak mantiveram relações privilegiadas. Cerca de 200 pessoas ficaram feridas nos confrontos com a polícia. Acuado, o embaixador e diplomatas israelenses seriam retirados nesta madrugada do Egito, num avião militar. (Págs, 1 e 37)

Justiça libera supersalários na Câmara

Duas semanas depois de permitir no Senado salários acima do teto constitucional de R$ 26.700, o Tribunal Regional Federal aceitou o recurso da União e liberou supersalários também para servidores da Câmara. (Págs. 1 e 12)

Cristo, Hitler e Delúbio

Na defesa entregue ao STF, o ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares nega o mensalão, mas não o caixa dois. Diz ter sido vítima das limitações da democracia que puniram Cristo e beneficiaram Hitler. O ex-ministro José Dirceu também alega inocência e cita elogios de Lula e Dilma. (Págs. 1 e 10)

————————————————————————————

O Estado de S. Paulo

Manchete: Crise europeia piora e bolsas desabam

Rumor sobre Grécia, divergência no BC Europeu e dúvida sobre plano dos EUA afetam mercados;dólar sobe e recupera perdas do ano

As principais bolsas do mundo tiveram queda acentuada ontem por causa da ameaça de calote da Grécia e em razão da saída de um diretor do Banco Central Europeu, possivelmente por divergências sobre o programa de compra de bônus conduzido pela autoridade monetária. A repercussão negativa do anunciado plano americano para estimular a economia contribuiu para o pessimismo. A bolsa de São Paulo recuou 3,20% e o dólar ampliou para 5,46% o ganho no mês – assim, a moeda recuperou as perdas do ano. Houve queda também em Londres (2,35%), Frankfurt (4,04%), Paris (3,60%) e Nova York (2,69%). Para o FMI, o risco de crise aumentou, e os países precisam agir agora. Neste fim de semana, o G-7 se reúne na França sob forte pressão. (Págs. 1, B1, B3, B4 e Economia)

FMI duvida de liquidez

A direção do Fundo lançou publicamente dúvidas sobre a liquidez do sistema financeiro europeu. (Págs. 1 e B3 e Economia)

Na seca

A estiagem em Brasília provocou incêndio em áreas de preservação. A capital amanheceu sob fumaça ontem e foi decretado estado de alerta. (Págs. 1, A20 e Vida)

Na chuva

Área alagada em Blumenau (SC): Defesa Civil do Estado registrava ontem 32 cidades em situação de emergência. Duas pessoas morreram. (Págs. 1 e C5)

Procurador quer sustar lei para obras da Copa

O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, enviou ao Supremo ação direta de inconstitucionalidade contra a lei aprovada para viabilizar as obras da Copa e da Olimpíada. Para Gurgel, faltam parâmetros mínimos de identificação das obras. (Págs. 1 e Nacional A4)

Justiça libera supersalários

O Tribunal Regional Federal da 1ª Região autorizou a Câmara dos Deputados a pagar salários acima do teto de R$ 26,7 mil a servidores. (Págs. 1 e Nacional A10 )

Ministério Público vai investigar licitação da luz em São Paulo

O Ministério Público Estadual vai investigar suspeita de fraude na licitação para os serviços de iluminação pública da cidade de São Paulo, um contrato de R$ 433,8 milhões. O Estado antecipou o resultado da concorrência, vencida pelas empresas Alusa e FM Rodrigues. (Págs. 1 e Cidades C1)

Passagem aérea tem preço de 2002

O preço das passagens domésticas atingiu, em 12 meses encerrados em junho, o patamar mais baixo desde julho de 2002. Promoções explicam a queda. (Págs. 1 e Economia B15)

Dia de fúria

Embaixada de Israel é invadida no Cairo: egípcios exigem expulsão de embaixador. (Págs. 1 e Internacional A17 )

Paul Krugman: O plano de Obama

Ao ser mais ousado do que se esperava, ele pode finalmente ter preparado o terreno para um debate político sobre a criação de emprego. (Págs. 1 e Economia B4)

Notas & Informações: Paciência tem limite

É perceptível a revolta da população contra os desmandos na administração pública. (Págs. 1 e A3)

————————————————————————————

Correio Braziliense

Manchete: Em Brasília, alerta. No Sul, calamidade

Enquanto a capital do país é sufocada pela seca, incêndios e fumaça, chuvas inundam Santa Catarina e 33 cidades decretaram emergência.

Não bastasse o tempo seco, o DF amanheceu sufocado pela fumaça dos incêndios que se multiplicaram pelo cerrado. Mal dava para enxergar o que havia poucos metros adiante. Motoristas tiveram que andar de farol ligado. Escolas suspenderam aulas. O aeroporto se viu obrigado a operar por instrumentos. Diante do transtorno, o GDF decretou estado de alerta. Só ontem, o Corpo de Bombeiros recebeu 352 chamadas. O combate ao fogo é feito por 274 homens, dois helicópteros e quatro aviões, além de 500 militares e voluntários. Hoje, a Aeronáutica vai reforçar a operação com um avião C-130 Hércules, que pode lançar 12 mil litros de água por voo. Se Brasília sofre com a seca, Santa Catarina amarga o flagelo das chuvas e das inundações. Em Blumenau, o nível da água em ruas alagadas chegou a mais de dois metros de altura. Os temporais causaram estragos em 84 cidades. Dessas, 33 decretaram situação de emergência. E, duas, de calamidade pública. (Págs. 1, 11, 27 a 29 e Crônica da cidade na 35)

O pesadelo ainda não terminou

Na véspera dos 10 anos do atentado de 11 de setembro, Nova York tem mais policiais nas ruas. A ameaça de novos ataques terroristas leva medo aos EUA. (Págs. 1 e 22)

Supersalários

Liberou geral

Presidente do TRF da 1ª Região também libera Câmara dos Deputados para pagar salários acima do teto constitucional. (Págs. 1 e 14)

Seu bolso

Alimento puxa alta da inflação

No DF, tudo ficou mais caro: carne, peixe, frutas, legumes. O preço do tomate liderou a carestia. Subiu 101%. (Págs. 1, 12 e 13)

Transportes: regra antirroubo

Depois de a CGU mostrar desvios de R$ 682 milhões na pasta, ministro anuncia medidas para controlar obras e gastos . (Págs. 1 e 2)

A ameaça da anorexia

O perigo está na internet: sites e comunidades tratam a doença como estilo de vida, uma ameaça à saúde dos jovens. (Págs. 1 e 25)

————————————————————————————

Estado de Minas

Manchete: A seca chegou ao seu bolso

A estiagem prolongada, que em algumas regiões do estado chega a quatro meses, reduz a produção agropecuária e joga para cima os preços. De agosto para setembro, a carne bovina encareceu em média 4,14% em BH. Já o leite acumula alta de 12,21% desde o início do ano. Na CeasaMinas, a comparação entre agosto de 2010 e o mês passado aponta altas de até 140% como no caso da berinjela. Outros produtos com forte elevação de preço são o repolho híbrido (125%), o tomate (100%), a cenoura (70%), o chuchu (32%) e a couve-flor (15%).

E destroi o meio ambiente

Satélite aponta 452 dos 853 municípios de Minas no mais alto nível de alerta para queimadas. Bombeiros trabalham no limite e priorizam incêndios com risco para pessoas ou em áreas de rpeservação ambiental.

Em Santa Catarina, a destruição é causada pela chuva, que já matou duas pessoas e afeta mais de 800 mil. (Págs. 1, 9, 12, 19 e 21)

Em 2º turno: aprovado o reajuste para o servidor de BH

Vereadores votaram a favor de aumentos escalonados entre 13,92% e 24% para os 40 mil funcionários da administração direta e indireta da PBH. Trecho com correções para aposentados por invalidez foi removido. Texto será enviado para a sanção do prefeito. (págs. 1 e 7)

Congresso: Justiça libera supersalário na Câmara

Após autorizar horas extras e gratificações acima do teto de R$ 26,7 mil a funcionários do Senado, TRF da 1ª Região concedeu ontem direito semelhante aos servidores da Câmara dos Deputados. (Págs. 1 e 4)

Classe média de olho na escola pública

Pelo menos três em cada famílias que buscam vaga para os filhos de até 6 anos nas 61 Unidades Municipais de Educação Infantil (Umeis) de BH já se enquadram no conceito de classe média brasileira. São pessoas como a dentista Bárbara Almeida, de 24 anos, do Bairro Gutierrez. Ela sonha economizar os R$ 520 gastos por mês com a educação da filha em escola particular. Além do alívio no orçamento, pais destacam mudança no modelo pedagógico e melhorias da estrutura física como atrativos. (Págs. 1 e 23)

Interesses por trás da Copa 2014

Caderno reúne nesta edição um time de especialistas para analisar e interpretar os fatos que cercam o grande evento no Brasil. Com estádios sendo construídos a peso de ouro e a toque de caixa, população tem demonstrado mais desconfiança que torcida. (Págs. 1 e Pensar Brasil)

11 de Setembro

Risco de atentado põe EUA em estado de alerta máximo (Págs. 1 e 17)

Negócios

Venda de imóveis cresceu 29% no primeiro semestre na capital. (Págs. 1 e 15)

————————————————————————————

Jornal do Commercio

Manchete: Comércio parcela débito em 24 vezes

Entidade nacional de lojistas lança campanha “Quero meu consumidor de volta” para recuperar crédito de inadimplentes e reforçar vendas de Natal, que em Pernambuco devem crescer até 8%. (Págs. 1 e Economia 1)

Chuva provoca desespero em Santa Catarina

Duas pessoas morreram e mais de 800 mil foram afetadas. Rio do Sul e Brusque decretaram estado de calamidade pública. (Págs. 1 e 11)

EUA de prontidão contra o terrorismo

A segurança foi reforçada em todo o território americano, ontem, após funcionários da área de segurança do governo terem recebido informações sobre a possibilidade de um novo ataque, para marcar os dez anos do 11 de Setembro. (Págs. 1 e 12)

UFPE é bem avaliada em guia nacional

Publicação da Editora Abril classificou 14 cursos da Universidade como excelentes e 32 como muito bons. (Págs. 1 e Cidades 9)

Política: Atuação do Dnit vai ser reestruturada

Ministro dos Transportes admitiu falhas de fiscalização e prometeu mudanças. (Págs. 1, 3 e 4)

————————————————————————————

Zero Hora

Três anos depois, o drama se repete no Vale do Itajaí

Duas pessoas morreram e milhares estão desabrigadas devido às cheias que assolam Santa Catarina

A chuva que atingiu Blumenau e ocasionou a cheia do Rio Itajaí-Açu, responsável pela enchente na região catarinense, dá trégua hoje, mas pode voltar domingo

Rotas de ônibus do RS para SC foram alteradas

Como o governo ameniza os estragos

A previsão do tempo para o fim de semana (Págs.1, 4, 5, 6 e Editorial, 18)

Recontratados: Assembleia vai aprovar a recriação de 192 CCs (Págs. 1 e 10)

Aval presidencial: Dilma garante metrô para Porto Alegre (Págs. 1, 16 e 19)

Crise global: Temor de calote na Grécia derruba bolsas (Págs. 1 e 20)

Clipping Radiobrás

Portal Cambé, site de informações e serviços de Cambé – PR.

Responda

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.