O futuro depois da greve; Com problemas de estrutura e críticas ao modelo de ensino, universidades públicas do Brasil, que passaram por longa paralisação, discutem seu papel no século XXI…-Líderes do mensalão terão penas duras; O relator do processo do mensalão no STF, Joaquim Barbosa, vai impor penas mais duras a três figuras centrais do escândalo: o ex-ministro José Dirceu, o ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares e o empresário Marcos Valério. Outros réus, como Roberto Jefferson e José Genoíno, deverão ter tratamento mais brando, segundo dois ministros do tribunal ouvidos pelo Estado…

O Globo

Manchete: No caminho da Alemanha – França socialista corta € 30 bi e taxa ricos

Milionários pagarão 75% e aposentadoria terá novas regras

François Hollande faz maior ajuste fiscal em 30 anos e não garante que país retomará caminho do crescimento

Cada vez mais distante de suas promessas de campanha, o presidente François Hollande, socialista, anunciou o maior ajuste fiscal dos últimos 30 anos na França: entre corte de gastos e aumento de impostos, a economia deve ser de € 30 bilhões até o fim de 2013. O objetivo é reduzir o déficit fiscal de 4,5% para 3% do Produto Interno Bruto (PIB). Na semana que vem, sairão também novas regras para aposentadoria. “Hollande está indo na direção da austeridade alemã” resume Francesco Saraceno, do Observatório Francês de Conjunturas Econômicas, em entrevista a Deborah Berlinck. O governo vai taxar em 75% os rendimentos acima de € 1 milhão por ano. A medida, segundo especialistas, deve ser inócua porque muitos milionários já tiraram do país suas fortunas. (Págs. 1 e 31)

A força da democracia: 20 anos, do impeachment ao mensalão

Há 20 anos, a Câmara aprovava o impeachment de Fernando Collor, com petistas, hoje no banco dos réus do mensalão, à frente do movimento que derrubou o presidente. Collor, defendido à época por Roberto Jefferson, ainda é réu no STF, acusado de ter favorecido empresas de publicidade. (Págs. 1 e 3)

Venezuela vendeu 11t de ouro

Um relatório do FMI indica que a Venezuela vendeu desde janeiro llt de ouro — 3% de suas reservas. Economistas creem que a medida aponta gastos altos em ano eleitoral e gestão imprópria das receitas de petróleo. (Págs. 1 e 38)

PCC expulsa Bo e marca congresso

O Partido Comunista Chinês expulsou o ex-dirigente Bo Xilai por corrupção, abuso de poder e sexo impróprio, após meses de rixas internas. O congresso para escolher os novos líderes será em 8 de novembro. (Págs. 1 e 39)

O futuro depois da greve

Com problemas de estrutura e críticas ao modelo de ensino, universidades públicas do Brasil, que passaram por longa paralisação, discutem seu papel no século XXI. (Pág. 1 / Prosa)

————————————————————————————

Folha de S. Paulo

Manchete: Prejuízos no setor aéreo preocupam Presidência

Ministra da Casa Civil teme crise nas companhias e passagens mais caras

A ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, disse que o governo acompanha com preocupação os recentes prejuízos registrados pelas companhias aéreas.

Em reunião fechada com empresários do turismo no Planalto anteontem, Gleisi afirmou que o tema “acendeu a luz amarela”, segundo relato de presentes a Breno Costa. A Gol e a TAM tiveram juntas perdas de R$ 1,6 bilhão no segundo trimestre. O receio do governo é que os resultados negativos impactem os preços das passagens e a saúde financeira das companhias.

A Casa Civil, em nota, afirmou que a preocupação “diz respeito à garantia e à qualidade dos serviços” e que cobrará medidas às empresas.

O presidente da Abear (associação das aéreas) disse que, para os próximos trimestres, as “perspectivas são negativas”. (Págs. 1 e B1 / Mercado)

Fui esquecido, diz motorista que levou à queda de Collor

Duas décadas após a Câmara ter aberto o processo de impeachment de Fernando Collor, o motorista Eriberto França, 47, um dos delatores do escândalo que derrubou o presidente, está desempregado e inconformado com o esquecimento.

“Fui esquecido. Minha dignidade tem que ser resgatada. No meio político é ‘estou bem’ e o resto que se dane”, afirmou, em entrevista a Leandro Colon.

Outro pivô, Cláudio Vieira acumula R$ 20 milhões em dívidas fiscais. (Págs. 1 e Poder 2)

Mensalão não altera voto de 81% em SP, diz Datafolha

Pesquisa Datafolha aponta que 81% dos eleitores de São Paulo não mudaram de candidato por causa do julgamento do mensalão. Entre os que alteraram o voto, 52,5% desistiram de Fernando Haddad (PT), 21,1%, de José Serra (PSDB) e 24,5%, de outros candidatos.

Condenado pelo STF, Roberto Jefferson diz discordar da decisão, mas afirma não ser vítima de ninguém, a não ser dele mesmo. (Págs. 1 e A13 / Poder)

Lula pressiona, e Dilma irá a comício de Haddad na 2ª

Pressionada por Lula e pelo PT, a presidente Dilma participará pela primeira vez, na segunda-feira, de um comício de Fernando Haddad – que está tecnicamente empatado com o tucano José Serra na disputa pela prefeitura paulistana.

O evento será às 20h, na zona leste, uma das regiões em que o PT mais perde votos para o líder Celso Russomanno, do PRB, partido aliado a Dilma. (Págs. 1 e A4 / Poder)

Mais dois PMs são mortos por criminosos em SP

Dois policiais militares que estavam de folga foram mortos ontem à noite em diferentes ações na zona sul.

Na primeira ação, um cabo que estava com seu filho foi atingido por quatro tiros na região do abdome. No segundo caso, o PM foi baleado em um bar. (Págs. 1 e C1 / Cotidiano)

PC chinês expulsa ex-dirigente e agenda sucessão

A China anunciou a expulsão do ex-dirigente Bo Xilai do Partido Comunista e marcou para novembro o início da transição de Hu Jin-tao – que deve dar lugar a Xi Jinping. Pivô de recente crise, Bo será julgado por abuso de poder. (Págs. 1 e Mundo 2)

Análise Ricardo Bonalume: China anulará em dez anos poderio dos EUA na Ásia (Págs. 1 e 3 / Mundo 2)

Caixa Econômica financia até 100% de veículos novos (Págs. 1 e B15 / Mercado)

Opinião

Leia “O novo e o velho”, acerca do atual cenário na eleição municipal em São Paulo, e “Troca de guarda”, a respeito de alteração no comando da Rota. (Págs. 1 e A2)
————————————————————————————

O Estado de S. Paulo

Manchete: A pedido de Lula, Dilma fará comício para Haddad

No palanque, presidente deve rebater ataques de José Serra, para quem ela não deveria ‘meter o bico’ em SP

A presidente Dilma Rousseff vai participar de comício do candidato petista à Prefeitura de São Paulo, Fernando Haddad, na noite de segunda-feira, em Guaianases, na zona leste. Dilma cedeu aos apelos de Lula, que vai concentrar esforços na cidade na última semana de campanha, para tentar levar Haddad ao segundo turno. Pesquisas de intenção de voto indicam que a situação do petista é de empate técnico com José Serra (PSDB). Celso Russomanno (PRB) lidera. Mesmo sem citar nomes, Dilma pretende rebater no palanque os ataques de Serra, para quem a presidente não deveria “meter o bico” em São Paulo. Ele se juntará a Lula nas críticas ao PSDB, que tenta vincular Haddad aos réus do mensalão. O senador Aécio Neves (PSDB-MG) disse ontem que, ao defender réus do mensalão, Lula age como “líder de facção”. (Págs. 1, A8 e A9 / Nacional)

Desafio de São Paulo

A distribuição de parques, praças e equipamentos culturais na cidade é desequilibrada e aquém da demanda nas regiões pobres. (Págs. 1 e A12)

Líderes do mensalão terão penas duras

O relator do processo do mensalão no STF, Joaquim Barbosa, vai impor penas mais duras a três figuras centrais do escândalo: o ex-ministro José Dirceu, o ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares e o empresário Marcos Valério. Outros réus, como Roberto Jefferson e José Genoíno, deverão ter tratamento mais brando, segundo dois ministros do tribunal ouvidos pelo Estado. (Págs. 1 e A4 / Nacional)

Impeachment de Collor: Indignação esquecida!

Em 29 de setembro de 1992, o Congresso aprovava o impeachment de Collor. Foi um momento marcante, mas a indignação ética não plantou raízes, lamenta o historiador José Murilo de Carvalho. (Págs. 1 e A6 / Nacional)

Governo faz pressão contra tarifa de banco

Os maiores bancos brasileiros perderam quase R$ 35 bilhões em valor de mercado na semana por causa de pressões do governo. Depois da redução dos juros do cartão de crédito, o governo usará Banco do Brasil e Caixa para tentar forçar instituições privadas a baixar as tarifas para pessoas físicas e empresas. (Págs. 1 e B1 / Economia)

Ricos vão levar Brasil à OMC

Governos de EUA, Europa, Austrália e Japão vão cobrar respostas às regras do IPI para carros e às exigências para o mercado de 4G no País. (Págs. 1 e B15 / Economia)

PC chinês expulsa líder Bo Xilai por ‘dano à imagem’

Um dos principais dirigentes chineses, Bo Xilai foi expulso ontem do Partido Comunista por abuso de poder e corrupção. A agência oficial Xinhua disse que Bo danificou a “reputação do partido e do país”. (Págs. 1 e A19 / Internacional)

Paul Krugman: A loucura do rigor europeu

Espanha e Grécia estão presenciando greves e enormes manifestações. O que o público está dizendo é que a austeridade já foi longe demais. (Págs. 1 e B21 / economia)

Aaron David Miller: Não culpem Bibi

Não é de hoje que o mundo atribui a Bibi a desgraça do Oriente Médio. Mas será por causa dele que não há acordo entre Israel e os palestinos? (Págs. 1 e A20 / Visão Global)

Notas & Informações: As contas da estagnação

Erro de estratégia, o mau desempenho da indústria reflete-se nas finanças do governo. (Págs. 1 e A3 / Economia)
————————————————————————————

Correio Braziliense

Manchete: Prepare o bolso

A série de aumentos inclui despesas que você terá no ano que vem. No caso do IPTU, o Correio já havia antecipado que a alta será de 5,3%. Mas esse valor será inflado pela Taxa de Limpeza Urbana(TLP), que subirá 7,52%. Outra tarifa pública que pesará mais no orçamento é a Contribuição de Iluminação Pública (CIP). Cobrada na conta de luz, ela subirá 8%. As escolas também já decidiram: as ligadas ao sindicato do setor (Sinepe-DF) elevarão as mensalidades de 9% a 13%. Nas não filiadas, o percentual pode chegar a 15%. Também ficarão com preço amargo, e logo a partir de outubro, refrigerantes, sucos, chás, isotônicos, energéticos e água mineral, que sairão de 7% a 11% mais caros das fábricas. Para as cervejas, o aumento será menor: de 2,15%. (Págs. 1, 16 e 37)

Série de erros causou tragédia na Antártida

Pelo menos duas falhas humanas teriam provocado o incêndio que matou dois militares e destruiu 70% da base brasileira em fevereiro. Um deles: o diesel que alimenta os geradores de energia vazou, e o responsável pela operação não viu. Teria saído antes para uma confraternização. O outro, o alarme desligado. Temiam que disparasse devido ao uso de gelo seco na festa. E o que aponta inquérito ao qual o Correio teve acesso com exclusividade. (Págs. 1 e 12)

Bancos: Governo faz pressão para baixar tarifas

No mercado, a determinação para que o Banco do Brasil reduza sete de suas tarifas é vista como um novo embate entre o Planalto e os bancos. Assim como ocorreu com os juros, todo o setor teria de fazer o mesmo. (Págs. 1 e 14)

Haiti: Entre a pobreza e o riso

Vestido de palhaço, o brasiliense Luís Carlos diverte as crianças. O repórter Renato Alves conta como é o dia a dia dos militares brasileiros no país. (Págs. 1 e 38)

Na Papuda: Playboy golpista ficará na cadeia

A Justiça decretou a prisão preventiva do goiano Douglas Santos, de 21 anos, acusado de aplicar golpes no Brasil e em vários países. Preso num hotel de luxo de Brasília, ele teria roubado mais de R$ 20 milhões de empresas usando cartões corporativos falsos. (Págs. 1 e 29)
————————————————————————————

Estado de Minas

Manchete: No vizinho é mais barato

Moradores de bairros nobres se deslocam a outros locais para economizar na compra de alimentos

O aposentado Eurípedes Luiz Ferreira (D), de 71 anos, vive no Bairro Santo Antônio, perto de um famoso supermercado. Mas prefere cruzar oito quarteirões até o sacolão de dona Maria Alice de Souza, que fica a 20 metros da entrada do Aglomerado Morro do Papagaio, em busca de frutas, verduras e legumes. “É mais longe, mas vale muito a pena. Economizo cerca de 30%”, diz Ferreira, com as contas na ponta do lápis.

A dona do sacolão afirma que 70% de sua clientela é de gente da classe A, de bairros próximos. Gastar sola de sapato para pagar menos é dica antiga e prática comum em toda a capital. O site de pesquisa de preços Mercado Mineiro atesta que há diferença de preço de até 200% entre sacolões da mesma região, como no quilo do tomate, na Centro-Sul, semana passada, variando de R$ 1,99 a R$ 5,98. (Págs. 1 e 11)

Remédios vão subir menos

Preços dos medicamentos em 2013 vão usar índice que desconta os ganhos de produtividade dos laboratórios e das empresas para calcular o reajuste final para os consumidores. (Págs. 1 e 13)

Triângulo: Voto a R$ 50 leva seis para cadeia em MG

Operação da Polícia Federal em Araguari prendeu grupo ligado a candidatos que é suspeito de oferecer dinheiro em troca de voto. Denúncia foi feita por meio de vídeos entregues à Polícia Militar. (Págs. 1 e 7)

Eleições 2012: Pouso Alegre

Prefeito se firma rumo à reeleição

Segunda rodada da pesquisa feita pelo MDA para o Estado de Minas mostra o prefeito Agnaldo Perugini (PT) estável na liderança, com 43,7%, distante do segundo colocado, Eneas Chiarini (PPS), que tem 28,7%. (Págs. 1 e 4)

Classificação fora da faixa

Críticas de deputado ao comportamento do ursinho malandro do filme Ted reacendem discussão sobre processo de indicação etária dos filmes no Brasil. (Pág. 1)

Pensar e agir

Especialistas discutem a verticalização dos grandes centros sob novo ângulo: o da teoria das cidades compactas, que se contrapõe ao conceito de que o adensamento demográfico é o pior dos mundos. (Pág. 1)
————————————————————————————

Jornal do Commercio

Manchete: Patrulha do Bairro em mais cidades (Pág. 1)

Compesa diz que conta vai baixar em até 18% (Pág. 1)

Cresce volume de acusações no guia eleitoral (Pág. 1)

Caixa reduz juros da compra de veículos (Pág. 1)

————————————————————————————

Zero Hora

Manchete: SEC retoma fusão de turmas contra a falta de professores

Proposta, já adotada na gestão Yeda, em 2007 e 2008, reúne em grupos maiores alunos de salas de aula subaproveitadas. Medida, criticada pelo Cpers, permite liberar educadores e poupar recursos. (Págs. 1 e 36)

Porto Alegre: Ibope mantém Fortunati à frente

Segundo pesquisa, pelos votos válidos, atual prefeito seria reeleito no 1º turno. (Págs. 1 e 12)

Clipping Radiobrás

Edição: Equipe Fenatracoop

Portal Cambé, site de informações e serviços de Cambé – PR.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.