O protesto, em Brasília, começou pela manhã em frente ao Estádio Nacional Mané Garrincha e segue até o início da tarde. Manifestantes pedem mais investimentos em saúde, educação e outras políticas públicas.

130615_brasilejapao_faixa_saude_marcellocasal_abr
Manifestantes pedem mais saúde e educação, em vez de Copa do Mundo e Copa das Confederações
130615_brasilejapao_paoecirco_marcellocasal_abr
Os manifestantes caminharam quilômetros e furaram o bloqueio da Polícia para chegar à porta do Estádio Nacional Mané Garrincha
130615_brasilejapao_hospitais_marcellocasal_abr
O pedido de mais investimentos em saúde foi um dos motes do protesto
130615_brasilejapao_filho_marcellocasal_abr
Manifestantes ironizam sobre investimentos feitos para a Copa das Confederações
130615_brasilejapao_em_ingles_marcellocasal_abr
“Não precisamos da Copa do Mundo. Precisamos de dinheiro para saúde e educação”, dizem os cartazes dos manifestantes

(Foto: Marcello Casal / ABr)

2 COMENTÁRIOS

  1. Enquanto se gasta bilhões para construção de estádios nossos postos de saúde e escolas padecem de estrutura e qualidade na disponibilização dos serviços básicos. Realmente é uma vergonha.

    • Uma Copa do Mundo com gastos de R$ 35 bi e retorno de R$ 240 bi não me parece um mal negócio. Infelizmente as pessoas são levadas a acreditar que o dinheiro gasto com a construção de estádios está saindo da verba da saúde ou da educação. Sequer saem dos cofres do governo! A participação do governo está limitada à concessão de empréstimos pelo BNDES, que retornarão ao banco devidamente capitalizados, como qualquer empresa faz. O Governo está gastando sim com obras de infraestrutura tais como aeroportos, rodovias, urbanização das cidades, etc… obras que já deveriam ter sido feitas a muitos anos e que, mesmo depois da Copa, ficarão para benefício da população.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.