Cambé concentra esforços em 2012 em ações no Córrego da Verdade, que inclui o Parque do Zezão e adjascências e segue após a BR-369 nos córregos da Esperança, São Domingos e Cafezal. O trabalho faz parte das atividades programadas pelo Grupo Gestor da Bacia do Ribeirão Cafezal, coordenado pela Sanepar e com a participação de equipes das prefeituras de Cambé, Londrina e Rolândia.
Segundo o técnico da Secretaria Municipal de Agricutura e Meio Ambiente de Cambé, Paulo César de Godói, as ações na área determinada pelo município serão de manejo ambiental e saneamento, visando a qualidade da água para o consumo humano.
As atividades coordenadas pela Sanepar foram retomadas agora em janeiro, a partir de uma reunião do Grupo Gestor realizada em Londrina, onde foram definidas as formas de atuação em 2012. O objetivo é de envolver a comunidade nos trabalhos que serão desenvolvidos em três frentes: diagnóstico da situação do manancial, monitoramento e educação ambiental. O Ribeirão Cafezal nasce em Rolândia e segue até Londrina, onde ocorre a captação da água para abastecimento.
“As ações na área urbana de Cambé serão de saneamento, coletas para análise em vários pontos, detecção e controle de esgotamento sanitário e verificação e adequação de drenagem urbana”, adiantam o técnico Paulo César e o secretário de Agricultura e Meio Ambiente, Claudiney Gloor. A Secretária Municipal de Saúde ficará responsável pelo trabalho de coleta de amostra de água e monitoramento. “Isso garantirá que se saiba a qualidade da água que entra e da água que sai de Cambé”, afirmam o técnico e o secretário.
Meio Ambiente concentra ações no Córrego da VerdadeSegundo Paulo César, a área de manancial de abastecimento é trabalhada há anos pelo município e a presença de Cambé no Grupo Gestor apenas consolida a participação num trabalho conjunto. Em 2011, por exemplo, as atividades de preservação e de recomposição da mata ciliar foram intensas, com o plantio de mudas nativas de árvores para proteger as nascentes do Córrego da Verdade, no Zezão.
Quanto ao envolvimento da população, os representantes de Cambé no Grupo Gestor reforçam apelo feito pela gerente regional da Sanepar em Londrina, Mara Lúcia Kalinpwski, que diz: “A bacia do Cafezal tem sofrido com o processo de assoreamento, provavelmente pela falta de mata ciliar. A comunidade precisa trabalhar para reduzir os danos ambientais”.
O Grupo Gestor do Ribeirão Cafezal foi criado em 2005. Além de equipes das prefeituras de Cambé, Londrina e Rolândia tem a participação de representantes do Instituto das Águas, Emater, secretarias de Estado da Educação e do Ambiente, Instituto Ambiental do Paraná, Ministério Público, Universidade Estadual de Londrina, Força Verde/Polícia Militar Ambiental, Coordenadoria da Região Metropolitana de Londrina, Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Instituto EcoMetrópole e Conselho Municipal do Meio Ambiente de Londrina.

Portal Cambé, site de informações e serviços de Cambé – PR.

Responda

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.