Messi controla final, marca dois gols, e Barcelona leva bi mundial goleando o Santos

83

Foi um passeio. O Barcelona jogou como sempre, se impôs sobre o Santos, e usou somente basicamente o primeiro tempo para ser bicampeão do Mundial de Clubes. O time espanhol venceu o jogo na noite deste domingo, em Yokohama, no Japão, por 4 a 0. Messi, duas vezes, Xavi e Fábregas marcaram os gols que mantiveram o clube catalão com o status de disparado o melhor time do mundo.

Messi, novamente, também comprovou a fama. O argentino marcou dois golaços, um em cada tempo, e controlou a posse de bola como quis. De seus pés, a grande maioria de jogadas de perigo do Barça foi criada. Já Neymar sofreu com a forte marcação, bem ao estilo europeu, e deixou o campo desprestigiado por falhar em novo duelo pessoal contra Messi.

O Barcelona conquistou o bicampeonato com três gols marcados no primeiro tempo. Na segunda etapa, o Santos criou boas chances, mas Borges e Neymar falharam em finalizações. O alvinegro agora precisa reiniciar o caminho do tricampeonato mundial em 2012.

A inédita formação de Muricy Ramalho com três zagueiros e Léo na segunda linha fez Elano iniciar o jogo no banco de reservas. Já o Barcelona, mesmo sem David Villa e Alexis Sanchez, lesionados, manteve o tradicional controle da bola, com 71% da posse, e 16 chutes a 8 no total.

O domínio do Barcelona desde o começo de jogo foi impressionante. Borges e Neymar corriam de um lado para o outro na tentativa de marcar a saída de bola, mas entraram na roda de passes de Abidal, Puyol, Piqué e Iniesta. A tática de Muricy só fez os jogadores cansarem.

O Santos assistiu o Barça trocar os precisos passes, e só manteve a bola nos pés pela primeira vez aos 5 minutos de jogo. Nada que durasse por muito tempo. Um deslize, e a avalanche catalã era retomada.

O sucesso do Barcelona no ataque somado às falhas defensivas resultaram em desastre no primeiro tempo. Durval furou o passe de Xavi, após a demonstração de um incrível controle de bola, e Messi marcou por cobertura aos 16 minutos. Sete minutos depois, Xavi recebeu de Daniel Alves, cortou Bruno Rodrigo e ampliou.

O 2 a 0 ainda deixou Muricy sem reação. A primeira mudança veio só depois de um chute na trave em arremate de Fábregas, e aconteceu devido à reclamação de dores nas costas de Danilo. O lateral saiu para a entrada de Elano.

No 4-4-2, e com Bruno Rodrigo como falso lateral-direito, o Santos seguiu sofrendo. Tanto que o terceiro gol do Barça saiu ainda no primeiro tempo. Aos 44 minutos, Fábregas aproveitou rebote dado por Rafael após cabeçada de Thiago e marcou.

No segundo tempo, o panorama modificou, mas nem tanto. O Santos pressionou, perdeu gols, mas não tinha Messi em campo. O argentino ainda marcou um novo gol aos 36 minutos ao driblar Rafael e coroar a imagem de melhor jogador do mundo, no melhor time do mundo.



Portal Cambé, site de informações e serviços de Cambé – PR.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *