Obra do Sistema Tibagi afeta abastecimento de Londrina e Cambé
População deve usar a água de forma racional, evitando desperdícios

A Sanepar comunica que, neste domingo (16), será realizada mais uma das etapas da obra de ampliação do Sistema Tibagi, o que irá afetar o abastecimento de água em todos os bairros das regiões Norte, Sul e Leste de Londrina e de toda a cidade de Cambé. A paralisação da produção é necessária para que seja feita a interligação das obras já concluídas ao sistema existente.

O serviço terá início às 7 horas e será concluído por volta das 15 horas. O retorno do abastecimento está previsto para as 20 horas. Cerca de 100 mil imóveis serão atingidos com o desabastecimento, mas os clientes que possuem caixa-d’água de acordo com as especificações da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) não ficarão desabastecidos.

Para este domingo estão programadas as seguintes obras:

– Interligação de duas adutoras (tubulações de grande porte) já existentes à nova tubulação, na saída da Estação de Tratamento de Água (ETA) Tibagi;

– Preparação para interligação de um novo reservatório hidropneumático na ETA Tibagi;

– Interligação de um anel (tubulação de maior diâmetro que alimenta a rede distribuidora) na Avenida Salgado Filho para possibilitar a ampliação da pista do Aeroporto.

A ampliação do Sistema Tibagi irá garantir a duplicação da produção de água de Londrina e Cambé para os próximos 20 anos. Os investimentos são de R$ 84 milhões.

Para o dia 30 de março, está programada mais uma paralisação no abastecimento para a realização de novas interligações.

RECORDE DE PRODUÇÃO – Apesar das altas temperaturas registradas neste verão, não houve problemas de abastecimento de água em Londrina e Cambé graças à antecipação de algumas etapas da obra do Tibagi ocorrida em novembro. Isso foi possível com as interligações de adutoras realizadas em setembro, que exigiram paradas no abastecimento.

Esse aumento na produção do Tibagi permitiu que a Sanepar atingisse o recorde de produção na história do saneamento de Londrina e Cambé. Nos 31 dias do mês, foram produzidos 5,4 bilhões de litros de água, 130 milhões de litros a mais do que em janeiro de 2013. No primeiro dia do ano, foi registrada a maior produção de água da história da Sanepar em Londrina – 218 milhões de litros.

USO RACIONAL – A Sanepar pede a colaboração de todos e orienta para que a população utilize a água com racionalidade, evitando desperdícios. A Sanepar lembra que, de acordo com norma da ABNT, cada imóvel deve ter caixa-d’água com capacidade para atender as necessidades por, no mínimo, 24 horas. O reservatório domiciliar deve armazenar pelo menos 500 litros.

O Serviço de Atendimento ao Cliente Sanepar é feito pelo telefone 115, 24 horas por dia. Ao ligar, tenha em mãos a conta de água ou o número de sua matrícula. Acompanhe mais informações pelo Twitter e Facebook.
www.sanepar.com.br e www.twitter.com/sanepar_pr

images

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.