Criado pelo Sistema FIRJAN para acompanhar a evolução socioeconômica dos 5.565 municípios brasileiros, o Índice FIRJAN de Desenvolvimento Municipal (IFDM) revelou em sua quinta edição, com dados de 2010, que o estado do Paraná tem 387 municípios com desenvolvimento de moderado a alto.

Das 399 cidades paranaenses, 26 apresentaram alto desenvolvimento, sendo que quatro delas integram a lista dos 100 maiores IFDMs do país: Curitiba, Londrina, Maringá e Araucária.

Com periodicidade anual, recorte municipal e abrangência nacional, o IFDM considera três áreas de desenvolvimento – Emprego & Renda, Educação e Saúde – e utiliza-se de estatísticas oficiais divulgadas pelos Ministérios do Trabalho, Educação e Saúde. Em 2012, os dados oficiais mais recentes disponíveis são de 2010, o que possibilitou uma análise detalhada das transformações sociais que marcaram o Brasil na primeira década dos anos 2000.

O estudo começou em 2008, comparando os anos de 2005 e 2000, e permite determinar com precisão se a melhora ocorrida em determinado município foi decorrente de medidas políticas ou apenas reflexo da queda de outro município. O índice varia de 0 (mínimo) a 1 ponto (máximo) para classificar o nível de cada localidade em quatro categorias: baixo (de 0 a 0,4), regular (0,4001 a 0,6), moderado (de 0,6001 a 0,8) e alto (0,8001 a 1) desenvolvimento.

Curitiba assumiu a liderança no ranking das capitais brasileiras

No ranking do IFDM 2010, Curitiba manteve a liderança no estado e, com crescimento de 3,4% em relação a 2009, propiciada principalmente pela vertente Emprego & Renda, assumiu a primeira colocação no ranking das capitais brasileiras.

Entre os 10 maiores IFDMs paranaenses, quatro são novos integrantes em 2010: Medianeira, que variou 4,3% e subiu nove posições; Ponta Grossa, que cresceu 0,7% e subiu da 12ª para a 8ª posição; Cascavel, que avançou 1,7% e alcançou o 9° lugar, e Francisco Beltrão, que avançou 2,3% e subiu sete colocações. Todos os quatro municípios galgaram posições impulsionados por bons desempenhos na vertente Emprego & Renda.

Na outra ponta do ranking estadual, sete dos dez últimos colocados de 2009 permaneceram em 2010, apenas trocando posições: Tunas do Paraná (caiu da 390ª para 393ª colocação); Laranjal (desceu da 392ª para 395ª),Doutor Ulysses (caiu da 396ª para 397ª posição); Santa Maria do Oeste (subiu da 397ª para a 394ª); Goioxim (se manteve na 391ª), e Guaraqueçaba, que subiu uma colocação, deixando o último posto para Cerro Azul.

Dos três novos integrantes da parte inferior do ranking paranaense, Diamante do Sul e Ivaí foram direcionados por bruscas quedas no IFDM Emprego & Renda. No estado, 12 cidades ainda não ultrapassaram a barreira dos 0,6 pontos, ou seja, apresentam desenvolvimento regular.

Em uma análise da década, entre 2000 e 2010, é importante destacar os municípios que mais avançaram em termos socioeconômicos. O município que mais avançou no Paraná foi Adrianópolis, que, depois de conquistas em Emprego & Renda e Saúde, ganhou 151 colocações no ranking do estado.

Destaque também para Foz do Iguaçu Campo Magro, que deixaram o estágio de desenvolvimento regular e entraram no seleto rol de municípios com alto desenvolvimento em dez anos.

Fonte: FIRJAN

Portal Cambé, site de informações e serviços de Cambé – PR.

Responda

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.