normal_2 (1)Policiais militares que atuam no Batalhão da Patrulha Escolar Comunitária estão participando até sexta-feira (1º) de um curso de nivelamento, como preparação para o início das aulas nas escolas paranaenses. O curso ocorre simultaneamente em Curitiba, Londrina, Foz do Iguaçu, Cascavel e Guarapuava e tem a participação de cerca de 450 militares.

O curso é uma capacitação para policiais que possuem formação especializada para atuar na Patrulha Escolar. “Estamos atualizando os conhecimentos necessários ao efetivo, na atividade da segurança pública, para padronização, e para uma atuação adequada nas escolas do Paraná”, ressaltou o major Gérson Buczenko, comandante do Batalhão da Patrulha Escolar Comunitária.

O curso serve ainda para avaliar e planejar as ações do batalhão para 2013. Uma delas é a respeito do tema norteador dos trabalhos do batalhão que será “Pratique cortesia”. A proposta é estimular a comunidade escolar a pensar sobre a importância da civilidade nas relações pessoais. “O ser humano tem agido de forma mal educada uns com os outros. Nosso propósito agora é resgatar valores, como o civismo, que foi deixado de lado na correria do cotidiano”, disse o comandante.

O curso também promove a confraternização e a troca de experiências entre os participantes. Em Curitiba, diretores de escolas estaduais foram convidados a dar depoimentos sobre o trabalho de mediação de conflitos realizado pela Patrulha Escolar.

“O trabalho da Patrulha Escolar trouxe mais tranquilidade ao ambiente da escola. Há mais diálogo entre as pessoas. O número de chamadas diminuiu, porque passamos a trabalhar uma nova visão de segurança pública com a comunidade escolar”, explicou o diretor do Colégio Estadual Moradias Monteiro Lobato, Getúlio Torres Júnior.

PROERD – Durante o evento, o major Buczenko também destacou o Programa Educacional de Resistência às Drogas e a Violência (Proerd). Há 12 anos o programa desenvolve com alunos do 1º ao 5º anos do ensino fundamental, com uma metodologia própria voltada às crianças, ações para passar mensagem de valorização à vida e à importância de dizer não às drogas ilícitas. O Proerd já formou cerca de 1,1 milhão de estudantes nesse período.

BRIGADAS ESCOLARES – Durante o curso também está sendo debatido o programa Brigada Escolar — Defesa Civil na Escola. Para este ano, serão formados 4.050 brigadistas escolares na modalidade de ensino à distância e outros 3 mil na modalidade presencial em todo Paraná.

“Temos intenção de que as escolas entreguem as propostas dos planos de abandono até junho para aprovação”, explicou o capitão Emídio Angelotti, da Defesa Civil.

O programa é uma parceira entre Defesa Civil, Batalhão da Patrulha Escolar e Secretaria de Estado da Educação e serve para preparar a comunidade escolar para situações diversas de emergência ou risco, que podem acontecer no ambiente interno ou mesmo fora da escola.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.