Polícia de Cambará identifica autores do latrocínio de estudante de Maringá

139

A Polícia Civil (PC) de Cambará (134 km de Londrina) já identificou os autores do latrocínio da estudante do curso de odontologia de Maringá registrado na madrugada de domingo (11). Camila Mozer Pires Machado, 20 anos, foi morta com um tiro na cabeça e seu namorado, Marilo Macedo Lima, 19, foi atingido no braço e nas costas na divisa entre Salto Grande (SP) e Cambará.
Segundo o delegado Amir Roberto Salmen, o crime foi cometido por um casal acompanhado de um adolescente de 13 anos. Eles já foram identificados, mas não tiveram a identidade revelada até que sejam expedidos os mandados de prisão.

Policiais de Cambará, em conjunto com a Polícia Civil de Ourinhos (SP), onde morava o casal, realizaram uma operação na madrugada desta segunda-feira (12) na residência dos homicidas. No entanto, eles não foram encontrados. A informação, segundo o delegado, é que os bandidos não retornaram para casa desde o crime.

No local, foram colhidos objetos e informações sobre os envolvidos no caso. Todo material será utilizado para o embasamento do inquérito civil.

“Eles já são considerados foragidos. A princípio, continuam com o veículo roubado das vítimas”, declarou. A estudante e o namorado estavam em uma Ecosport e foram abordados após terem parado em uma lanchonete para comprar água.

Eles foram levados para um canavial, dentro de uma estrada secundária, e tiveram diversos pertences roubados. Os namorados foram amordaçados com uma camisa e tiveram os corpos amarrados. O ladrão atirou contra Murilo, que foi atingido no braço. O disparo ainda pegou suas costas de raspão. A menina foi morta com um tiro na nuca, sem possibilidade de defesa, segundo o delegado.

Ao perceber que os bandidos já haviam saído com o carro e que estava sozinho, Murilo se arrastou preso ao corpo da namorada por cerca de 50 metros. Ele conseguiu se soltar e pediu socorro a populares, que acionaram a Polícia Militar (PM).

“Foi um crime bárbaro, sem motivação ou explicação. Não havia necessidade alguma dos envolvidos em tirar a vida da jovem ou então praticar o atentado contra o rapaz. Foi uma ação cometida a sangue frio”, comentou.

O delegado de Cambará ainda contou que os bandidos eram usuários de droga e o crime teria sido motivado para o pagamento de dívidas junto ao traficantes. Tanto o casal assaltante quanto o adolescente são viciados em crack.

O homem e a mulher seriam companheiros e o menor filho de um deles. O garoto, apesar da pouca idade, já é conhecido no meio policial de Ourinhos, com passagens por diversos crimes. Eles seriam de Andirá (116 km de Londrina).

Camila Mozart Pires Machado foi sepultada na manhã desta segunda-feira. Seu namorado foi sedado e só compareceu ao velório cerca de uma hora antes do seultamento. Ele estava bastante abalado e foi amparado pelo pai da jovem, o médico Antônio Mozer.

A moça morta era estudante do segundo ano de Odontologia no Cesumar em Maringá, mas de acordo com a assessoria de imprensa da faculdade, ela havia trancado sua matrícula no último semestre.



Portal Cambé, site de informações e serviços de Cambé – PR.


2 thoughts on “Polícia de Cambará identifica autores do latrocínio de estudante de Maringá

  1. vera lucia

    É a primeira vez que acesso esse blog afim de saber quem é Carlos Serpeloni,já que uma pessoa chamada Carolina M.Santos ,que não conheço ,me comparou com o senhor dizendo que eu não trabalhava e só sabia criticar ,olha ficaria honrada em conhece-lo sr Carlos ,pq acho que como eu que trabalho 8 hrs por dia na cozinha de uma escola o sr tbm trabalha mais que essa tal Carolina obrigada

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *