Rede estadual de ensino se prepara para o início do ano letivo

74

As escolas da rede estadual de ensino se preparam para o início do ano letivo, em 15 de fevereiro. As unidades passam por pequenas reformas, melhorias e limpeza geral para receber mais de um milhão de estudantes em todo o Paraná. Além disso, recebem partir desta semana a primeira remessa de alimentos para a merenda escolar.

Para professores e funcionários, o trabalho começa antes – nos dias 13 e 14 acontecem reuniões de planejamento pedagógico. No dia 15 voltam estudantes, que seguem com aulas até 20 de dezembro.

“Este ano começamos com uma boa notícia, que foi o pagamento das progressões e promoções aos professores e funcionários do Estado. Somente na educação foram 75 mil promoções e progressões, no valor de R$ 40 milhões. Isso, além de garantir o pagamento do salário em dia, mesmo diante da crise econômica que o País passa”, disse a secretária da Educação, professora Ana Seres.

No Colégio Estadual Romário Martins, em Piraquara, na Região Metropolitana de Curitiba, oito funcionários trabalham para deixar a escola pronta para recepcionar os 1.640 alunos do ensino fundamental e médio. A funcionária Núbia Grosko trabalha no colégio há cinco anos e, segundo ela, os estudantes percebem a diferença assim que entram no prédio. “Nós fazemos tudo sempre pensando no bem-estar dos alunos e eles percebem, principalmente as reformas”, contou.

O colégio passou por pequenas reformas e melhorias em vários setores. As janelas da fachada, sistema de calha, piso e o forro do salão de festas foram trocados. O prédio também ganhou pintura externa nova, a sala dos professores foi ampliada e as salas de aula ganharam um moderno sistema de som (para avisos), além de câmeras de monitoramento.

Foram investidos aproximadamente R$ 70 mil com recursos da Associação de Pais, Mestres e Funcionários (APMF), Fundo Rotativo (do Governo do Estado) e do Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE). “As melhorias na infraestrutura do prédio tornam a escola mais agradável e acolhedora. Isso reflete no rendimento dos estudantes e, consequentemente, no aprendizado deles”, disse a diretora Claudiovane Parralego de Aguiar.

Quando retornaram à escola, os 1.250 alunos do Colégio Estadual São Paulo Apóstolo, em Curitiba, vão encontrar salas de aula com novo acabamento. Todas as salas terão azulejos nas paredes, que vão tornar o ambiente mais claro, arejado e fresco, além de facilitar a limpeza. “Era um desejo antigo que tínhamos de colocar azulejos nas salas para facilitar a limpeza e tornar o ambiente mais agradável para os alunos e professores”, comentou a diretora auxiliar, Simone Herrera Natal.

As paredes da despensa de alimentos e a sala dos professores também passam por reformas. Os investimentos somam R$ 16,8 mil com recursos da Associação de Pais, Mestres e Funcionários (APMF) e do Fundo Rotativo.

AR CONDICIONADO – As escolas estaduais das regiões mais quentes do Estado vêm recebendo, nos últimos meses, um conforto a mais para estudantes e professores. O Governo do Paraná já instalou 1.500 aparelhos de ar-condicionado para tornar o ambiente mais agradável em dias de calor. Após uma série de melhorias na rede elétrica das unidades para suportar o funcionamento dos novos aparelhos, os equipamentos estarão prontos para atender os estudantes já no início das aulas.

MERENDA – Nesta semana, todas as 2,1 mil escolas da rede estadual começam a receber a primeira remessa dos alimentos para a merenda escolar. São 18 itens de alimentos não perecíveis, além de carnes. Durante o ano letivo serão entregues entre quatro e cinco remessas de alimentos não perecíveis, seis remessas de carnes (frango, pernil de porco, filé de peixe e carne bovina) e dez entregas de ovos, além dos produtos da agricultura familiar.

FUNDO ROTATIVO – Para auxiliar a administração escolar, o Governo do Estado repassa ao longo do ano letivo 14 parcelas do programa Fundo Rotativo – são 10 para consumo e quatro para serviços. O dinheiro é depositado direto na conta das escolas e serve para pequenos reparos nas redes hidráulica e elétrica e para compra de itens de materiais de limpeza e expediente. No ano passado, foram depositados R$ 169 milhões do programa na conta das escolas.

ESCOLA 1.000 – Este ano também será especial para as escolas paranaenses, que começarão as obras de melhorias previstas no programa Escola 1000, da Casa Civil e Secretaria da Educação. O Governo do Paraná repassou R$ 100 mil a mil unidades da rede para melhorias e reformas em geral. O investimento total é de R$ 100 milhões.

O chefe da Casa Civil, Valdir Rossoni, destaca que as obras foram escolhidas pela própria comunidade escolar, durante audiências públicas realizadas no ano passado. “Ninguém melhor que estudantes, profissionais da escola e famílias para apontar o que precisava ser feito”, disse Rossoni.

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:



Portal Cambé, site de informações e serviços de Cambé – PR.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *