O governador Beto Richa afirmou nesta quinta-feira (25/07) que até o final deste ano o governo estadual deverá lançar concurso público para a contratação de 6.000 policiais militares. O anúncio foi feito durante a instalação de mais duas Unidades Paraná Seguro (UPS) na Cidade Industrial de Curitiba (CIC), no conjunto Caiuá e na Vila Nossa Senhora da Luz.

Richa afirmou que o governo está fazendo um grande esforço para recompor os efetivos das forças policiais e modernizar todo o sistema de segurança pública. “Herdamos uma completa situação de desmantelo e com o programa Paraná Seguro colocamos em prática um plano de ações de reestruturação da segurança pública”, disse.

De acordo com o governador, o reforço do policiamento na CIC é prioritário porque a região é uma das mais violentas do Estado e tem grande densidade populacional. O bairro conta com 170 mil habitantes e terá quatro UPS e um Batalhão de Polícia Militar. “Cerca de 200 policiais civis e militares trabalharão de forma integrada e permanente na CIC, que é o maior bairro do Paraná”, disse Richa.

Das quatro UPS previstas, a primeira foi instalada na semana passada na Vila Sabará. Nos próximos dias será implantada a base da Vila Verde. Outras duas unidades estão em funcionamento na cidade, nos bairros Uberaba e Parolin. “A instalação das UPS reduziu os índices de criminalidade nos bairros o que comprova a eficiência da ação integrada entre as polícias do Paraná, a comunidade e o município”, afirmou.

Richa destacou que as experiências com as UPS mostram queda acentuada no número de crimes nas regiões que passam a ter policiamento comunitário. O governador reafirmou que outras quatro unidades serão instaladas em Curitiba até o final do ano. “A partir do ano que vem esta ação vai atender aos municípios do interior do Estado”, explicou Richa.

PARANÁ SEGURO – O governador lembrou que já foram adotadas medidas práticas e efetivas para reestruturação do sistema de segurança pública. Ele citou como exemplo mais recente a abertura do Batalhão de Fronteira da Polícia Militar, em Marechal Cândido Rondon, que terá 500 policiais para atender municípios da região Oeste.

O programa Paraná Seguro prevê a contratação de 10,2 mil policiais, compra de 3,2 mil viaturas com tecnologia embarcada, implantação de 400 módulos móveis e construção de 95 delegacias. Além da modernização das estruturas dos demais órgãos vinculados à Secretaria da Segurança Pública.

“São ações concretas baseadas em planejamento e utilização coerente do recurso público. O Governo do Paraná passa a dar exemplo aos outros Estados na área de segurança pública”, afirmou o secretário da Segurança Pública, Reinaldo de Almeida César.

POLICIAMENTO – As unidades Paraná Seguro de Curitiba são coordenadas pelo subcomandante-geral da Polícia Militar do Paraná, coronel César Alberto Souza. Segundo ele, há um trabalho muito grande da corporação para capacitar os policiais para esta ação e aproximação com as comunidades atendidas.

O delegado-geral da Polícia Civil do Paraná, Marcus Vinícius da Costa Michelotto, disse que na preparação para a ocupação da CIC foram cumpridos 63 mandados de busca e a identificação de 55 pessoas acusadas de homicídio. “A ação resultou na prisão de 37 pessoas acusadas dos crimes de tráfico de drogas e homicídios”, afirmou.

Michelotto também ressaltou a participação de diversas unidades da polícia no projeto das USP, entre eles o Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente Vítimas de Crimes (Nucria); o Serviço de Investigações de Crianças Desaparecidas (Sicride); Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente (DPMA); Núcleo de Repressão aos Crimes contra a Saúde (Nucrisa) e o Instituto de Identificação do Paraná.

Estiveram nas cerimônias de instalação, o secretário de Estado da Cultura, Paulino Viapiana; o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Roberson Luiz Bondaruk; os deputados estaduais Mauro Moraes e Rasca Rodrigues.

Também compareceram ao evento os secretários municipais Hamilton Klein (Anti-drogas), Nazir Abdala Chain (Defesa Social); a presidente da Fundação Cultural de Curitiba, Roberta Storelli; o administrador regional CIC, José Dirceu de Mattos; o presidente da União das Associações de Moradores do CIC, Iranei Fernandes.

Portal Cambé, site de informações e serviços de Cambé – PR.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.