Saúde promove Campanha de Prevenção e Diagnóstico precoce do câncer de boca
Postado por: Equipe Portal Cambé Em 20th abril 2016
grande-cancer-boca-ft-sms24102012No dia 30 de abril, a Secretaria Municipal de Saúde, por meio da Coordenação de Saúde Bucal de Cambé realiza um dia de Prevenção e Diagnóstico Precoce do Câncer de Boca. Com o objetivo de informar a população sobre os fatores de risco, esclarecer sobre a importância do autoexame e identificar lesões iniciais na boca, proporcionando o tratamento precoce da doença, a campanha acontece no dia “D” da Vacinação contra a Influenza para que o maior número de pessoas possível seja atingido.
Nesta data serão realizados exames clínicos da cavidade bucal na população acima de 60 anos em todas as Unidades de Saúde de Cambé.
Sobre o Câncer de Boca
O Câncer de boca é um tumor maligno, que pode ocorrer nos lábios, gengiva, bochechas, céu da boca, língua ou no assoalho de boca, é considerado um problema de saúde pública em todo o mundo e segundo o INCA (Instituto Nacional de Câncer), o risco estimado para a doença no Brasil é de 11,54 casos novos a cada 100.000 homens e 3,92 a cada 100.000 mulheres e na região sul, é o sexto tipo de câncer mais frequente em homens.
Durante a I Campanha de Prevenção e Diagnóstico Precoce do Câncer de Boca, realizada em maio de 2015, foram examinadas 544 pessoas, sendo diagnosticados dois casos de câncer bucal , quatro casos de lesões potencialmente malignas, além de 45 lesões sem potencial de malignidade.
Fatores de risco
Dentre os principais fatores de risco da doença estão o fumo, combinado com o excesso de bebida alcoólica. A dieta também parece exercer um papel importante na prevenção deste tipo de câncer, alguns estudos alertam que o aumento da ingestão de frutas e verduras contribui para a diminuição do risco de desenvolver a doença. Ainda segundo o INCA, as taxas de incidência da doença relacionada à infecção pelo HPV vêm aumentando entre a população de adultos jovens. A má higiene e o uso de próteses dentárias mal-ajustadas também são fatores de risco, além da exposição ao sol sem proteção, no caso do câncer de lábio.
Para diminuir a incidência da doença é fundamental controlar os fatores de risco e, para reduzir a mortalidade e melhorar a qualidade de vida das pessoas acometidas pela doença, é necessário que haja diagnóstico precoce, que deve ser feito por meio de exame clínico dos tecidos bucais.
Compartilhe nossa Matéria