saude2O sistema publico de saúde de Cambé esta a um passo do colapso, esta é uma constatação que se pode ter ao avaliar a demora no atendimento e quantidade de médicos disponíveis para população.
Um protesto de usuários do sistema foi realizado no Pronto Atendimento 24 horas na noite de hoje (19/04), devido à demora no atendimento, segundo relatos algumas pessoas estavam a mais de cinco horas esperando atendimento, uma criança de seis meses com suspeita de pneumonia teve que esperar das 17h até as 22h30 para receber o atendimento de um pediatra que só começou a atender as 20h30m.
As autoridades responsáveis pelo setor precisam agir rapidamente para evitar mais sofrimentos, e constrangimentos, à população e aos profissionais que se desdobram para tentar amenizar a situação de calamidade.

saude1

saude3

Portal Cambé, site de informações e serviços de Cambé – PR.

6 COMENTÁRIOS

  1. Pessoal… tem vereador(a) que fala fala mais o marido trabalha na APMI com um salário bem gordo… como ele(a) vai fazer opozição ao prefeito… é claro que ele(a) vai falar amem para tudo que o prefeito faz…. e a saúde vai continuar como está…

      • Tem sim Ministério Público em Cambé. Eu não sabia, mas vi na foto do Jornal Nossa Cidade na ultima edição. Tem três, dois homens e uma mulher.

    • INTERESSE PÚBLICO- Gostaria de saber, com todo respeito, se os promotores podem também falar, em nome da transparência, além da pec 37, como andam as investigações do instituto atlântico e da flora eventos? Quais foram os atos nos autos, o tramite, quando acabam os segredos de justiça que no ordenamento jurídico é exceção?

  2. Ora pois, não bastasse o descaso na saúde municipal e em tantas outras repartições da nossa prefeitura, duvidam até mesmo das dificuldades que o povo enfrenta para conseguir qualquer tratamento de saúde. É sempre bom e faz bem à alma, levantar da luxuosa mesa de trabalho ou desencostar seu umbigo da suave e confortável mesa do café e, conferir de perto a realidade enfrentada por cambeenses que, precisam sim, madrugar em filas de postos de saúde para conseguirem viver.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.