Três bens históricos acabam de ser tombados pela Secretaria de Estado da Cultura (Seec). O conjunto da obra do escultor João Turin, a Capela São Bonifácio, em Maringá, e o Palacete dos Garcia, em Londrina, passam a fazer parte da relação de bens de reconhecida importância para o Estado. O tombamento foi decidido pelo Conselho Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico do Paraná, composto por membros de notório conhecimento nas áreas de patrimônio natural, histórico e artístico.

Considerado o precursor da escultura no Paraná, João Turin também criou baixos-relevos, pinturas, monumentos e bustos, além de diversas esculturas expostas em espaços públicos de Curitiba e outros municípios paranaenses. Em 1989 foi criada a Casa João Turin, com exposição permanente das obras do artista. O tombamento do conjunto da obra, incluindo documentos e objetos pessoais, coloca Turin em um patamar ainda mais elevado na história das artes plásticas do Brasil.

A Capela São Bonifácio, construída em 1939, foi a primeira edificação católica de Maringá. De propriedade da Ordem dos Irmãos Palotinos, o local foi palco das primeiras missas, batizados e casamentos da região. A capela foi construída na época em que Maringá ainda não era uma cidade, pois estava vinculada ao município de Mandaguari. Ela está situada na Estrada Vale Azul, lote 1-A, gleba Ribeirão Pinguim.

A construção foi feita em madeira, com paredes duplas. Externamente as tábuas foram assentadas na horizontal e internamente, na vertical. O sistema interno é travado por contraventamentos (estruturas inclinadas que conferem rigidez ao conjunto). Essa arquitetura em madeira e o valor histórico da obra caracterizam a Capela São Bonifácio como um bem cultural do Norte do Paraná.

No centro de Londrina está localizado o Palacete dos Garcia, prédio onde já passaram ou pernoitaram diversas autoridades políticas estaduais e nacionais, como o presidente Juscelino Kubitscheck, os governadores Moisés Lupion e Ney Braga e o primeiro arcebispo de Londrina, Dom Geraldo Fernandes. A construção ficou pronta em 1947, após dois anos de obras, e está localizada na Avenida Higienópolis, no cruzamento com a Rua Tupi (continuação da Avenida Paraná, atual calçadão). A localização privilegiada e a importância histórica da construção, que é um dos últimos casarões remanescentes da época do auge do café sem alteração arquitetônica, contribuíram para tornar o espaço um bem tombado pelo Estado.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.