A Secretaria da Saúde está investigando dois casos de botulismo notificados em Alto Piquiri, Noroeste do Estado. Os produtos consumidos pelos pacientes, ambos homens, foram encaminhados para exames que vão verificar se há toxina botulínica. “Como medida de prevenção fizemos a interdição cautelar do lote suspeito”, explicou o superintendente de vigilância em saúde, Sezifredo Paz.

O alimento ingerido nas duas situações foi o Salsichão Piquiri em nylon, da Indústria e Comércio de Carnes e Frios Richter Ltda., do lote fabricado em 29/12/2011, com validade até 13/01/2012. Os casos aconteceram em janeiro e a equipe do Centro de Informações Estratégicas e Respostas Rápidas de Vigilância em Saúde (CIEVS-PR) analisa a situação. O resultado dos exames deve ficar pronto até a primeira semana de março.

Um dos pacientes morreu e o outro se recuperou. Ambos foram tratados em hospitais de Umuarama. “Os dois pacientes apresentaram histórico de ingestão de alimentos embutidos e sintomas compatíveis com o botulismo no mesmo período”, afirmou Paz.

O primeiro apresentou sintomas em 14 de janeiro, recebeu tratamento e morreu 11 dias depois. O segundo teve sintomas em 25 de janeiro e, após receber o soro antibotulínico, se recuperou. “A melhora do paciente com o tratamento por soro confirma o diagnóstico de botulismo feito pela equipe”, destacou a coordenadora do Centro de Informações Estratégicas e Respostas Rápidas de Vigilância em Saúde, Ângela Maron de Mello.

Para o estudo dos casos foram avaliados registros médicos, contato com o paciente e seus familiares e entrevistas com os profissionais envolvidos no diagnóstico e assistência dos casos. “Foi realizado um estudo epidemiológico para obter informações sobre a distribuição dos casos e características da doença, com ênfase nos hábitos e costumes dos pacientes”, explica Angela.

BOTULISMO – O botulismo é uma doença grave causada pela ingestão da toxina botulínica presente em alimentos embutidos, enlatados e em conserva produzidos em condições sanitárias precárias, o que permite a contaminação pelo esporo da bactéria Clostridium botulinum.

Os principais sintomas são visão turva, visão dupla, saliva grossa, insuficiência respiratória, dificuldade para falar e engolir, náusea, vômito, diarreia, dor abdominal, vertigem, tontura e paralisia. Sem tratamento, 60% dos casos evoluem para a morte, que pode ocorrer entre 12 horas e 10 dias após a ingestão do alimento contaminado. O tratamento ocorre em regime hospitalar com soro específico.

Portal Cambé, site de informações e serviços de Cambé – PR.

Responda

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.