Estado onde está a segunda maior colônia japonesa no país, o Paraná está fazendo a campanha SOS Japão para arrecadar recursos que serão enviados à Cruz Vermelha Internacional para compra de materiais destinados às vítimas do terremoto.

Segundo o vice-presidente da Aliança Cultural Brasil-Japão do Paraná, Ricardo Orikasa, coordenador da campanha, quase 200 mil descendentes de imigrantes japoneses vivem no Paraná, 30 mil deles em Londrina e região.

“Fomos informados pelo nosso consulado que estão faltando produtos básicos como remédios, água. Nos locais mais atingidos, está acontecendo racionamento de comida. Um bolinho de arroz está sendo dividido por três pessoas da família”, conta.

Segundo Orikasa, mesmo diante de todas as dificuldades, das pessoas que conhece e que moram no Japão, nenhuma delas demonstrou o desejo de deixar o país. “O consenso entre elas é o do trabalho pela reconstrução das áreas destruídas”.

A entidade espera arrecadar com a campanha cerca de U$ 50 mil. O dinheiro será arrecadado exclusivamente pela Aliança Cultural Brasil-Japão, que funciona como uma federação dos clubes e associações culturais e esportivas nipo-brasileiras. A associação representa 61 municípios paranaenses onde há colônias japonesas.

As pessoas interessadas em colaborar poderão entrar em contato com a entidade por meio do endereço eletrônico: aliancalon@gmail.com

Portal Cambé, site de informações e serviços de Cambé – PR.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.