Segurança do Paraná tem melhor desempenho em ranking nacional
Postado por: Equipe Portal Cambé Em 4th janeiro 2016

AoKYTY_78pXStROIHax-JLowV3x7HcEOriBJffvYUpnmUma análise envolvendo todos os estados da federação colocou o Paraná em primeiro lugar no desempenho de eficiência e eficácia nas ações desenvolvidas na segurança pública. O Ranking de Competitividade dos Estados, elaborado pelo Centro de Liderança Pública (CLP), em parceria de pesquisa técnica com a consultoria Tendências e com a Economist Intelligence Unit (EIU), divulgado pela revista Veja, deu nota 100 ao Paraná, único estado a atingir a pontuação nesta categoria.

A média do Brasil na segurança pública, de acordo com o estudo, foi de 67. O Paraná foi seguido por São Paulo, com nota 94, e por Santa Catarina, que obteve 92 de pontuação. De acordo com as informações do CLP, foram analisados seis itens para chegar ao resultado final: atuação do sistema de justiça criminal, déficit carcerário, mortes a esclarecer, mortes no trânsito, segurança pessoal e segurança patrimonial.

“O primeiro aspecto que a gente tem que destacar é credibilidade na pesquisa realizada pela sociedade civil com acompanhamento de entidades internacionais e feita através dos dados que estão à disposição de todos, por meio do órgão de pesquisa da Secretaria da Segurança Pública, que obedece com a maior transparência possível todos os padrões de estatística estabelecidos internacionalmente”, avalia o secretário estadual da Segurança Pública, Wagner Mesquita.

De acordo com ele, o principal fator que contribuiu para o resultado positivo foi a reorganização dos meios, tanto operacionais quanto administrativos. “E, no último ano de trabalho, pudemos avaliar as deficiências que geravam retrabalho ou perda de meios. Essa reorganização tem rendido o resultado de maior eficácia nas ações de todas as polícias e também do Departamento de Execução Penal (Depen)”, acrescenta Mesquita.

O secretário também destaca a retomada dos investimentos da Pasta para continuar o trabalho na perspectiva de manter esse bom desempenho. “Além de se esperar uma eficácia maior das polícias, elas precisam de um meio mínimo de trabalho, você tem que ter efetivo suficiente para as atribuições que lhe são dadas, informação suficiente que lhe faça trabalhar e meios próprios, junto com instrumentos de trabalho adequados para a função. E o Governo do Estado tem tido a sensibilidade de entender que a segurança pública merece uma atenção especial por ser uma pasta que atinge diretamente o bem-estar da sociedade do Paraná”, afirma.

METODOLOGIA – Conforme o site oficial de divulgação do estudo (www.rankingdecompetitividade.org.br), a metodologia do ranking foi elaborada a partir de amplo estudo de benchmark internacional e de literatura acadêmica especializada sobre o assunto. E, ainda, de acordo com o próprio CLP, os resultados “proporcionam aos cidadãos uma eficiente ferramenta de avaliação e cobrança de resultados dos gestores públicos. Dessa forma, o Ranking possui grande potencial para alavancar a eficácia e a eficiência das políticas públicas, pois fornece um mapeamento dos fatores de competitividade e de fragilidade das políticas públicas em cada Estado”, informa o site.

A área da segurança pública é a que teve o terceiro maior peso dos pilares no Ranking de Competitividade Estadual, atrás de infraestrutura e sustentabilidade social.

A pesquisa teve como base, no segmento segurança pública, os dados oficiais do Fórum Brasileiro de Segurança Pública que, por sua vez, são fornecidos pela Coordenadoria de Análise e Planejamento Estratégico (Cape) da Secretaria da Segurança Pública.

Compartilhe nossa Matéria