O senador Sérgio Souza (PMDB-PR) acompanhou o ministroda Defesa, Celso Amorim, nesta quinta-feira (15), em visita ao Centro Integradode Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (Cindacta) de Curitiba. O ministroveio ao Paraná para conhecer um novo softwarenacional, que permitirá o aumento da segurança de voo e uma maior economia paraas empresas aéreas, que poderão ampliar o número de horários por aerovias.

O sistema, desenvolvido pela empresa Atech emparceria com a Força Aérea Brasileira (FAB), já está em operação em Curitibadesde o segundo semestre de 2010. Este ano, também entrou em operação no Cindactade Recife.

O novo software traz várias inovações em relaçãoX-4000, empregado atualmente. O sistema levou cerca de dois anos para serdesenvolvido e confere maior autonomia ao operador, assegurando o comando e ocontrole para a tomada de decisões. Isto é possível porque a tecnologia doSAGITARIO (Sistema Avançado de Gerenciamento de Informações de Tráfego Aéreo eRelatórios de Interesse Operacional) foi desenvolvida com a participação dosprofissionais que atuam na linha de frente do monitoramente aéreo, oscontroladores.

Para o ministro Celso Amorim, o software representauma grande conquista. “É fundamental que o país mantenha a autonomia tecnológicanesse setor. Todo o sistema foi desenvolvido no Brasil e isto é motivo deorgulho. A partir de agora, ficamos menos dependentes tecnologicamente, pois teremosbase para aprimorarmos o sistema sem depender de um software importado. É muitoimportante saber que podemos contar com essa tecnologia. Um número cada vezmaior de brasileiros e brasileiras viaja e precisa dessa segurança. O GovernoDilma vai continuar investindo no desenvolvimento de tecnologia brasileira”,garantiu.

O senador Sérgio Souza ficou impressionado com onovo sistema. “O Brasil precisa investir cada vez mais em tecnologia paragarantir mais segurança para quem viaja de avião. O novo sistema também deverádiminuir o tempo de voo, contribuindo para aumentar a pontualidade das empresas”,diz.

Cerca de R$ 9 milhões foram investidos nodesenvolvimento do software. Outros R$ 15 milhões devem ser aplicados naimplantação do sistema nas outras unidades de controle de tráfego, assim comopara o treinamento dos operadores.

Depois dos Cindacta de Curitiba e Recife, o SAGITARIOdeverá entrar em operação em Brasília e São Paulo. Em seguida, está programadaa sua entrada na Amazônia e no Rio de Janeiro.

Portal Cambé, site de informações e serviços de Cambé – PR.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.