unnamed (8)Dia 24 de março, é considerado um dia atípico para profissionais da área da saúde, já que nesta data é comemorado o “Dia Mundial de Luta Contra a Tuberculose”. Na manhã de hoje, foi lançado no auditório do Ministério da Saúde dados sobre a doença, que já é considerada a 4° Causa de Morte por Doença no Brasil.

Segundo especialistas, a doença que tem tratamento e cura, logo que diagnosticada deve ser tratada com urgência, já que ela apresenta possibilidade de encubação “A tuberculose pode ficar “encubada” por um tempo ( de um a dois anos), com isso, nenhum sintoma é percebido.Manter-se nutrido e alerta sobre suas condições imunológicas é ideal”, afirma o Infectologista da Rede Municipal de Saúde, Wilson L. Costa Júnior.

Ainda de acordo, com informações cedidas por profissionais da área, a prevenção ainda é o “caminho mais curto” para combater essa doença “A forma de transmissão da tuberculose, é pelo ar. Ao tossir, a bactéria é expelida pelo doente, com isso essa bactéria fica no ar. Esse corpo pode sobreviver até 24 horas o que potencializa sua transmissão, já que o bacilo de Kock, causador da infecção, é resistente”.

São consideradas como prevenção, ações básicas como manter a ventilação em ambientes de grande aglomeração de pessoas. Mesmo com a chegada das estações mais frias do ano, é necessário manter a circulação de ar e cuidar da alimentação.

Crianças, idosos, fumantes, usuários de drogas, pessoas que apresentam hábitos prejudiciais a saúde apresentam mais risco de desenvolver a doença. Os sintomas são: tosse (por mais de três semanas), febre, emagrecimento e sudorese noturna.

As Unidades Básicas de Saúde estão preparadas para a realização do exame de escarro. Ao perceber algum sintoma, procurar a Unidade Básica de Saúde mais próxima. Mais informações pelo telefone: (43)3174-0224.

Portal Cambé, site de informações e serviços de Cambé – PR.

Responda

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.