banco_leite1O aleitamento materno, que é essencial para recém-nascidos e bebês de até seis meses e indicado para crianças de até dois anos, se mantém como o principal alimento dessas faixas etárias, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS). Com isso, o fácil acesso de leite humano a todas as crianças seria o ideal, mas não é o que acontece, já que muitas mães não produzem leite o suficiente para seus filhos e da falta de informação de possíveis doadoras, entre outras situações.
O Banco de Leite do Hospital Universitário de Londrina (HU) que abastece diferentes hospitais da região, se encontra em situação crítica. O Banco de Leite Humano no mês de dezembro recebeu 114 litros, quando o esperado para a arrecadação nos meses sem feriados e recessos é de recolher 210 litros. As férias escolares e férias coletivas levam essa época do ano a ser a mais crítica para o HU, já que muitas mães viajam.
O Banco de Leite do HU que leva saúde a muitos bebês conta com doações de outros hospitais e Centros de Saúde, como é o caso da colaboração efetuada por Cambé, feita através da Unilac- Unidade de Lactação de Cambé, integrada a Secretaria Municipal de Saúde.
É a Unilac quem promove atendimentos para mães que estão amamentando para que elas possam tirar as dúvidas sobre a amamentação e se tornarem doadoras. “A Unilac semanalmente vai até as mães que tiveram filhos há pouco tempo para verificar se essa mãe tem condições de se tornar doadora, então explicamos que a doação de leite pode e dever ser feita quando não existe uma falta de leite e orientamos que a doação do leite estimula ainda mais a produção e que geralmente o melhor a fazer é doar, pois se sobrar muito leite nas mamas todos os dias, esse leite irá petrificar”, afirmou Édina Ricco, gerente da Unidade de Lactação do município.
Cambé possui outros parceiros nessa causa, os Hospitais Santa Casa e São Francisco abrem suas maternidades para que a Unilac realize visitas de UNILAC de Cambé e Banco de leite materno do HU precisam de doações conscientização e coleta de leite humano. “Nós visitamos esses dois hospitais semanalmente para conscientizarmos as mães que podem se tornar doadoras”, contou Édina.
Em Cambé é arrecadado cerca de 40 litros de leite por mês em todo o município e nessa época de férias as doações caem pela metade. Édina fala ainda sobre a função dessas doações,  “vale lembrar que a colete do leite humano  feita pela UNILAC ajuda não só o HU de Londrina, mas também os Hospitais Evangélico e Santa Casa de Cornélio Procópio”. Com isso ela pede pela a conscientização sobre a importância de doar leite materno. “A prática da doação de leite humano precisa ser mais difundida. Para alguns bebês e crianças, por muito tempo é a única fonte de alimento, já que existem crianças que apresentam alergia a qualquer outra fonte de alimentação, e só com o tempo e através do auxílio de pediatras que esses bebês conseguem se alimentar de outras maneiras. O consumo do leite humano nesses casos é vital”, completa Édina.
Segundo o HU, para uma mãe se tornar doadora o ideal é que ela esteja saudável e que não fume.
Para as mães que moram em Cambé e precisam de mais informações sobre os serviços oferecidos pela Unilac, os telefones são: 3174-0235/ 9122-2656 ou 9117-1130. Já para as mães de Londrina e outras regiões, o telefone para mais informações é: 3371-2390.

Portal Cambé, site de informações e serviços de Cambé – PR.

Responda

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.