Alegando razões de inconstitucionalidade, o prefeito João Pavinato vetou a emenda modificativa número 1, especificamente ao artigo 3º, do projeto de Lei nº 30/2012, que dispõe sobre a organização dos serviços de transporte público coletivo de passageiros no Município de Cambé.

A alteração estabelecia que as reclamações, sugestões e informações, objetivando a melhoria e aperfeiçoamento do serviço de transporte público coletivo de passageiros, seriam recebidas pela Secretaria Municipal de Planejamento Urbano. Já a redação original prevê que esse serviço seja executado pela Ouvidoria Municipal.

O veto será apreciado e votado na próxima sessão do legislativo que acontece no dia 16 de julho, às 19 horas.

1 COMENTÁRIO

  1. Pavinatto..sabe o que é incostitucional..??.. é o senhor saber que diariamente milhares de cambeenses (entre eles seus eleitores) são desrespeitados pela empresa TIL.. e não se vê nenhuma boa vontade por parte do governo Pavinatto a regularização deste serviço..!! Mas o porque disto..?!! se de fato este é um problema antigo… e ainda não foi resolvido..! Com este VETO SE NOTA CLARAMENTE que isto sera empurrado com a barriga…! e novamente pergunto..?!..Porque tudo o que é relacionado ao transporte público querem engavetar..?!!embora estejamos ja nos 45 minutos do segundo tempo deste mandato,vamos torcer para que MP entre neste jogo e resolva alguma coisa.. Caso contrario…rsrs..

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.