Durante a paralisação parcial dos funcionários da empresa MGL – Metalúrgica, o Sr Edson Roberto Evangelista , diretor do sindicato relatou ter sido ameaçado pelo vigia da empresa, o qual utilizava um revolver. Que no momento que a equipe policial efetuou a abordagem do vigia, este já não se encontrava em posse da arma, contudo ao realizar buscas na guarita foi localizado um revolver cal. 38 da marca Taurus, com cinco munições intactas; o qual foi apreendido e conduzido à Delegacia de Cambé para as Providências cabíveis.
[jwplayer mediaid=”33168″]
Greve ma MGL em Cambé

Portal Cambé, site de informações e serviços de Cambé – PR.

3 Comentários

  1. Como tem gente que nao tem noção das coisas. Não estou aqui para defender ninguém, mas se eu fosse dono da empresa, eu fechava as portas e mandavam todo mundo embora, aí eu quero ver.

    • Meu amigo axo q vc não tem noção nenhuma, nem deve ter assistido o video inteiro preste atenção e verá, eles só estão lutando pelos seus direitos procure se informar antes de escrever asneiras.

    • Ai seu Fernando vc deve ser mais um desses riquinhos , não tem noção dq é um trabalhador que trabalha em uma empresa vinte anos da sua vida ganhando o piso da categoria pra sustentar sua família . Ja que se importa tanto assim com a empresa leva um curriculum seu nessa empresa .

Responda

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.