As atividades comerciais ligadas à estética e beleza, correspondem ao mercado que mais cresce no país. Com isso, novas empresas que atuam nesse mercado surgem a todo momento, tanto em cidades  grandes , como em cidades pequenas.


unnamed (9)A Vigilância Sanitária de Cambé há cinco anos vem promovendo ações de conscientização sobre as medidas de saúde e higiene que necessitam ser obedecidas por estabelecimentos que promovem atendimentos nas áreas de manicure, pedicure, barbearia e depilação
. Segundo a Vigilância, esse trabalho é realizado nas fiscalizações em salões de beleza e clínicas de estética para a liberação da Licença Sanitária e também após denúncias registradas na Secretaria Municipal de Saúde Pública do município.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, a intenção é sensibilizar a comunidade e proprietários de estabelecimentos estéticos para que não haja prejuízos para sua saúde.

Em dezembro de 2013, a Secretaria Estadual da Saúde ( SESA) emitiu a Resolução 700/2013, onde consta a proibição  do uso da “Estufa” em salões de beleza e centros de estética. Esse equipamento que é utilizado para esterilizar instrumentos necessários em alguns procedimentos estéticos deve ser substituído pela “Autoclave”, um equipamento que promove mais qualidade e garantia de esterilização. Na Resolução citada, também foi veiculado o prazo para a adequação dos estabelecimentos a essa exigência. Segundo o documento, faltam apenas seis meses para o prazo final, já que o período de tolerância chega ao fim em dezembro de 2014.

As autoridades sanitárias do município sugerem aos salões instalados na cidade que os estabelecimentos só atendam clientes que tenham consigo seus kits, ou então, que os salões e estéticas disponibilizem em suas instalações a venda desses instrumentos, necessários para efetuação do atendimento- no caso da manicure: espátulas, alicates, lixas, entre outros. “Já existem salões e estéticas que vendem esses materiais a preço de custo, para que as exigências contidas na legislação sejam obedecidas”, conta a Enfermeira Sanitarista Rosemeire Amaducci dos Santos.

Ainda segundo informações divulgadas pela Vigilância Sanitária, é preciso ficar alerta quanto ao risco de contrair doenças infecto contagiosas através do vírus da hepatite B, hepatite C, HIV, e também estar atento ao risco de contrair doenças dermatológicas desencadeadas por fungos.

Mais informações na Vigilância Sanitária Municipal, telefones: (43)3174-0242 e (43)3174-0213.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.