A calvície atinge principalmente o público masculino e, para alguns homens, a falta de cabelo não chega a incomodar, tornando-se até uma questão de estilo. Mas você sabia que o problema também incomoda as mulheres? De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), 5% delas sofrem com a queda excessiva de cabelo.

A grande questão é que com o público feminino a perda do cabelo pode trazer sérias consequências, visto que afeta diretamente as questões relacionadas à beleza, vaidade e também à autoestima.

Mas quais são as causas para a calvície feminina? Quais tratamentos são realmente efetivos: shampoos, medicamentos ou implante capilar? Continue a leitura e entenda melhor o que caracteriza a calvície feminina e quais as formas de reverter a situação:

O que caracteriza a calvície?

Em primeiro lugar, é preciso destacar que é normal perder cerca de 100 fios de cabelo por dia. Assim, não se assuste com os cabelos que caem na hora do banho, aqueles que ficam na escova ou ainda sobre o travesseiro.

No entanto, é preciso se preocupar quando a queda de cabelo se torna mais intensa, o que pode ser indício de calvície.

Ao contrário do público masculino, no qual a queda de fios ocorre em uma região determinada do couro cabeludo, nas mulheres a perda de cabelo é mais difusa, atingindo vários pontos. Além disso, antes da queda, o que se nota é que os fios passam a ficar mais finos.

Quais fatores provocam a queda intensa dos fios em mulheres?

A calvície afeta cerca de 5% das mulheres e as principais causas são:

  • fatores genéticos;
  • mudanças hormonais;
  • doenças autoimunes, como o lúpus;
  • doenças na tireoide, hipófise ou ovários.

No pós-parto, muitas mães também percebem que estão perdendo muito cabelo, mas é, geralmente, uma situação que tende a se normalizar após alguns meses.

Como tratar o problema?

Perceber que os cabelos estão caindo torna-se motivo de desespero para muitas mulheres, afinal as madeixas são sua identidade. No entanto, antes de tomar qualquer medicamento por conta própria, é fundamental procurar um médico dermatologista ou tricologista.

Somente o especialista poderá avaliar o quadro, diagnosticar se é mesmo calvície e indicar o melhor tratamento, que pode ser o uso de medicamentos, laser, loções, shampoos ou até mesmo o implante capilar.

O que é implante capilar e para quem é indicado?

Também chamado de transplante de cabelo, a cirurgia é indicada para pacientes com casos avançados de calvície e que possuem uma parte do couro cabeludo com fios que podem ser doados para os trechos de queda. Geralmente, os cabelos são retirados da parte da nuca para as áreas calvas.

Porém, trata-se de uma técnica delicada, pois o cabelo é implantado fio a fio. Assim, é um procedimento realizado no hospital, com anestesia e dura de 6 a 8 horas. Além disso, é preciso fazer uma avaliação cardiológica e uma série de exames antes da cirurgia.

A recuperação é rápida e os cabelos definitivos começam a nascer depois de 4 a 6 meses da cirurgia.

Assim como ocorre quando o assunto é cirurgia plástica, a procura pelo implante capilar tem crescido por mulheres que querem um visual renovado após sofrerem com a calvície. Para bons resultados e segurança no procedimento, a recomendação é procurar por um especialista nessa técnica.

 

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.