Abstenção chega a 30% no Vestibular 2022 da UEL, com mais de 6 mil ausentes

A abstenção ficou abaixo da registrada no ano passado, quando 42% dos mais de 27 mil inscritos não compareceram à prova. Este ano a UEL oferece 2.509 vagas, mais 616 pelo Sistema de Seleção Unificada (SISU), totalizando 3.125, em 52 cursos de graduação.

0
Abstenção chega a 30% no Vestibular 2022 da UEL, com mais de 6 mil ausentes - Londrina, 06/03/2022


Um total de 6,7 mil candidatos, 30% dos 22.587 inscritos, não compareceram neste domingo (6) na prova em fase única do Vestibular 2022 da Universidade Estadual de Londrina (UEL). A abstenção ficou abaixo da registrada no ano passado, quando 42% dos mais de 27 mil inscritos não compareceram à prova.

Este ano a UEL ofereceu 2.509 vagas, mais 616 pelo Sistema de Seleção Unificada (SISU), totalizando 3.125, em 52 cursos de graduação. O resultado da 1ª convocação será divulgado dia 19 de abril, ao meio dia, no site da Coordenadoria de Processos Seletivos (COPS). Os aprovados iniciam as aulas em 1º de agosto, quando começa o ano letivo de 2022 na UEL.

O reitor Sérgio Carvalho afirmou que a abstenção de 30% está dentro da média registrada nas universidades públicas que já realizaram seus vestibulares. Ele considerou o processo bem sucedido, uma vez que a prova em fase única foi a forma de se adaptar aos impactos da pandemia, que exige distanciamento social e protocolos rígidos de higiene.

“Aprendemos com a história, de qualquer forma foi muito bom ver o jovem retornando ao Campus e ocupando todos os espaços”, afirmou.

Ele explicou que o formato da prova para 2023 deverá ser definido pelos Conselhos Superiores, considerando a experiência em fase única em 2021 e 2022 e a necessidade de selecionar um aluno com capacidade interpretativa e que saiba analisar conteúdos. Ele salientou também que esta foi a primeira vez que a UEL fez um Vestibular com 5% do total das vagas reservadas para pessoas com deficiência, em obediência à Lei Estadual 20.443/2020, que garante o ingresso deste público nas Instituições Estaduais de Ensino Superior (IEESs).

“Nesta primeira experiência, 86 candidatos se inscreveram para a disputa pelo sistema de cotas para deficientes”, disse.

De acordo com resolução aprovada pelo Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Cepe), em agosto passado, os candidatos deficientes aprovados deverão, posteriormente, comprovar a condição física por meio de atestado médico, que deverá ser apresentado na pré-matrícula. Uma comissão analisará a documentação garantindo o direito do estudante.

PROVA – Segundo a professora Sandra Garcia, da Coordenadoria de Processos Seletivos, o tema da prova desse ano foi a condição feminina, considerando a proximidade do Dia da Mulher, nesta terça-feira (8). Segundo a professora, a prova apresentou a interdicisplinaridade com foco na temática feminina.

“Foram 36 questões objetivas sobre conhecimentos relacionados ao conteúdo do Ensino Médio, 10 de Língua Portuguesa e Literatura em Língua Portuguesa e quatro de Língua Estrangeira”, disse.

REDAÇÃO ÚNICA – A prova de redação previa a produção de um texto único entre 20 e 25 linhas. O candidato poderia optar por duas propostas. Uma análise de uma imagem do fotógrafo pioneiro de Londrina, Haruo Ohara (1909-1999), publicada no portal da Gazeta do Povo, de uma mulher caminhando em uma estrada de terra batida. A proposta previa texto narrativo contextualizando a fotografia.

A outra proposta apresentada trazia a opção de produção de texto dissertativo-argumentativo sobre matéria publicada na Folha de Londrina, em setembro do ano passado, com o tema “Eliminar o capacitismo é desafio para a sociedade”. A reportagem apresentava levantamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) que afirma que o país tem 45 milhões de brasileiros com algum tipo de deficiência – aproximadamente 25% da população. A matéria trazia entrevista com a pesquisadora em educação, Martinha Clarete Dutra dos Santos, sobre discriminação e capacitismo, termo que define ações e expressões que inferiorizam as pessoas com deficiência.

Para ter a prova de redação corrigida, o candidato precisa obter no mínimo 26% de acertos nas questões objetivas, não zerando nenhuma das partes da Prova de Conhecimento. Para os cursos com concorrência de até 15 candidatos inscritos por vaga, será corrigida a quantidade de redações equivalente a até três vezes o número de vagas ofertadas nos sistemas universal, cota para deficientes, cota para estudantes provenientes de escolas públicas, negros e negro independente do percurso acadêmico. Para os cursos com concorrência acima de 15 candidatos por vaga, será corrigida a quantidade de redações equivalente a cinco vezes o total de vagas por sistema de inscrição.

VESTIBULAR EM NÚMEROS – Considerando o total inicial de 22.587 inscritos, 15.069 candidatos prestam exclusivamente pelo sistema universal, 5.876 candidatos concorrem na modalidade proveniente de escola pública, 543 estudantes se inscreveram na modalidade negro independente do percurso, 1.013 negro/escola pública e 86 candidatos optaram pela modalidade estudante com deficiência. O total de treineiros chegou a 1.281.

O curso de Medicina é o mais concorrido, totalizando 217,85 candidatos por vaga pelo sistema universal. O segundo mais disputado é Biomedicina, com 44,38 candidatos/vaga e Ciência da Computação, com 39,77.

Já os cursos com maior número de inscritos são Medicina (8.754 candidatos); Psicologia, (1.067 inscritos) e Direito Matutino (920). Esses dois últimos oferecem 30 vagas e 40 vagas, respectivamente. Dessa forma, Psicologia terá 34,57 candidato/vaga e Direito Matutino, 22.

CALENDÁRIO VESTIBULAR 2022

6 de março – 21 horas: Publicação do gabarito provisório da prova de conhecimentos (parte objetiva), no site da COPS

23 de março – 17 horas: Publicação do gabarito definitivo de respostas objetivas

19 de abril – 12 horas: Publicação dos classificados na 1ª Convocação, no site da COPS

Agência Estadual de Notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.