Dois acusados pelo homicídio do torcedor palmeirense Leandro de Paula Zanho, de 38 anos, no ano passado, foram condenados na quarta-feira (1) pela 5ª Vara do Tribunal do Júri da capital paulista.

Os acusados Anderson da Cruz Andrade, condenado a 5 anos e 10 meses, e Nerivaldo Moura de Andrade, condenado a 5 anos, deverão cumprir a pena em regime inicial semiaberto. Anderson já está preso.

O crime ocorreu em 12 de julho de 2017 após um jogo entre Corinthians e Palmeiras, em São Paulo, durante uma briga entre as torcidas rivais. A vítima foi atingida por golpes de facão, chegou a ser socorrido na Santa Casa de São Paulo, mas morreu no dia seguinte.

Na sentença, o juiz Paulo de Abreu Lorenzino destacou que os réus poderão recorrer em liberdade. O magistrado considerou o caso como homicídio privilegiado, fator que reduziu a pena de ambos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.