Restos do B-737 que caiu. AFP (El Pais)

Um avião da companhia Lion Air com 189 pessoas a bordo caiu nesta segunda-feira (29) no mar de Java, poucos minutos depois de decolar do Aeroporto de Jacarta, na Indonésia.

Cerca de 300 pessoas, entre soldados, agentes da polícia e pescadores, estão empenhadas na busca de vítimas ou sobreviventes, e os primeiros corpos foram achados a oito quilômetros da península de Tanjung Karawang.

O piloto tinha pedido à torre de controle para retornar ao aeroporto depois de notar um problema técnico. Os controladores autorizaram o pouso, mas o voo JT610 desapareceu dos radares aproximadamente 10 minutos após decolar, às 6h30 (horário local).

O Boeing 737 tinha como destino Pangkal Pinang, cidade situada na ilha de Bangka. A Agência Nacional para Medidas contra Desastres (BNPB) publicou no Twitter fotos de partes da fuselagem do avião, celulares, livros e bolsas encontrados pelas equipes de busca e socorro.

O CEO da Lion Air, Edward Sait, disse em nota que o avião havia sido inspecionado na noite do último domingo (28) devido a um problema técnico. A aeronave tinha viajado de Dempassar a Jacarta no sábado (27), quando os pilotos perceberam algo de errado. Engenheiros verificaram a aeronave, mas a liberaram para voo.

Esse é o pior desastre aéreo na Indonésia desde setembro de 1997, quando a queda de um avião em Sumatra matou 234 pessoas.

As companhias aéreas do país foram impedidas em 2007 de voar para a Europa por problemas de segurança, ainda que a permissão tenha sido concedida novamente a algumas empresas nos anos seguintes. Em junho de 2018, o veto foi completamente revogado.

Agência Ansa

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.