502ee8cf-7a29-4fe1-9276-17d583535d42O avião que transportava a equipe da Chapecoense para disputar a primeira partida da final da Copa Sul-Americana na Colômbia caiu em uma área de montanha na madrugada da terça-feira (29) após perder o contato com a torre pouco tempo depois de a equipe comunicar que a Aeronave passava por problemas elétricos.

De acordo com o prefeito da cidade de Medelin Frederico Gutierrez em nota oficial encaminhada a imprensa, eram 72 passageiros e 9 tripulantes. Em nota oficial a Chapecoense declarou que ainda não recebeu informações oficiais sobre o acidente, e apenas falará deste posterior ao recebimento desta. Comissão técnica, jornalistas e 22 jogadores da Chapecoense estavam na Aeronave.

A Prefeitura Municipal de Chapecó lançou uma nota oficial a respeito do acidente informando oficialmente que o Prefeito Luciano Buligon, convidado para acompanhar a delegação, não estava no voo. O Prefeito está em São Paulo e embarcaria para Medelín, na Colômbia, nesta terça-feira (29), em voo comercial, para acompanhar a primeira partida da final da Copa Sul-Americana. A Prefeitura de Chapecó manifesta profunda preocupação com o lamentável ocorrido, solidariza-se com todos os envolvidos e aguarda novas informações.

De acordo com as redes de notícias internacionais Alan Ruschel,  Follman, o zagueiro Neto o chapecoense e jornalista Rafael Henzel e uma comissária de bordo estão entre os sobreviventes e estão internados em um Hospital local com o estado de saúde ainda não divulgado.  O goleiro Marcos Danilo Padilha chegou a ser socorrido mas foi a óbito no Hospital. Foram confirmadas 76 mortes.

Antes da tragédia, a equipe mostrou em sua rede social o ânimo da equipe para o confronto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.