Cambé está elaborando o Plano de Habitação de Interesse Social (PLHIS), conforme determina o Ministério das Cidades, em parceria com a Fundação de Apoio à Universidade Estadual de Londrina (FAUEL).
 O procedimento inclui a necessidade de uma proposta metodológica, um diagnóstico habitacional e de formulação de estratégias de ação. A equipe técnica da FAUEL é formada pelo arquiteto e urbanista Rena Fogacia de Almeida Klippel; assistente social Wilma Maram Dias; pedagoga Gisele Adriane Silva Vasconcelos; administrador Anísio Ribas Bueno Neto; advogado Antonio Baccarin; arquiteto e urbanista Nestor Razente e arquiteto e urbanista José Luiz Faraco.
A equipe de coordenação é constituída pelo secretário municipal de Planejamento Fausto Yoshimori Anami; secretária municipal de Assistência Social Ângela Cristina Pascueto Amaral; secretário municipal de Obras e Serviços Públicos, José Ruiz Rodrigues; procurador jurídico Eduardo Fernando Lachimia; Luciano Pomini, da Secretaria Municipal de Administração, e Marcos Rogério Gabriel, da Secretaria Municipal de Governo.
O Plano Local de Habitação de Interesse Social, de acordo com o guia de adesão ao Sistema Nacional de Habitação de Interesse Social, é um conjunto de objetivos, metas, diretrizes e instrumentos de ação de intervenção do poder público em relação ao planejamento habitacional, sobretudo na faixa do interesse social.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.