Cambé tem saldo positivo na geração de empregos em março

0

O município de Cambé registrou 1.167 admissões formais e 1.119 desligamentos durante o mês de março, o que resultou em um saldo de 48 empregos gerados. Dessa forma, o quantitativo de contratados seguiu superando o número de pessoas que deixaram seus postos de trabalho. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED).

O comércio foi o setor com mais contratações (374), seguido pela indústria (334) e os serviços (333). O ramo de construção ganhou 122 novos funcionários formais e a agropecuária, quatro.

A indústria obteve um saldo negativo (-3) de empregos. Mas, de acordo com o consultor econômico Marcos Rambalducci, a perda de fôlego do setor não é uma exclusividade de Cambé neste momento. “Isso está acontecendo não só em Cambé, mas em todas as cidades da Região Metropolitana de Londrina. Inclusive, está sendo uma característica do próprio estado do Paraná. É a primeira vez dos últimos pelo menos doze meses que esse número vem negativo justamente na indústria”.

A curva positiva também foi registrada em fevereiro, quando o saldo de contratações (119) foi ainda maior. Naquele mês, Cambé alcançou 1.248 admissões e 1.129 desligamentos.

Em janeiro, também houveram índices positivos, com um saldo de 43 vagas ocupadas. “É interessante notar que, ao longo deste ano, foram três meses com saldos positivos, sendo que o total da geração de postos de trabalho atinge 210 empregos formais”, completa Rambaducci.

Paraná

Ainda de acordo com o CAGED, durante março, em todo o Paraná, foram 156.394 contratações e 147.756 encerramentos de vínculos profissionais. O saldo do estado na geração de empregos ficou em 8.638.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Eu Aceito a Política de Privacidade

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.