A ampliação da sede do Corpo de Bombeiros de Cambé, iniciada há pouco mais de um mês, fica pronta antes do prazo de oito meses estabelecido no organograma da obra. A construção de duas novas salas, com recursos do Fundo de Reequipamento do Corpo de Bombeiros (Funrebom), é feita pela Prefeitura de Cambé, através da Companhia de Desenvolvimento de Cambé (Comdec).

A área total da obra é de 97,46 metros quadrados e o investimento é de R$ 111.570,00. Uma das salas será destinada ao setor de comunicação do Corpo de Bombeiros. A outra abrigará o setor administrativo. A fase de construção das lajes foi iniciada e a previsão dos responsáveis pela execução é de que em 60 dias a obra esteja pronta.
Fundado em novembro de 1992, o Corpo de Bombeiros de Cambé tem novo comando. O tenente Rodrigo da Costa Teixeira substituiu o comandante O Tenente Costa é o novo comandante do Corpo de Bombeiros de CambéAlessandro Marques dos Santos, que foi transferido para Londrina.
Com duas viaturas de combate a incêndio e resgate, uma ambulância para o Siate e dois veículos menores, a corporação opera hoje com um efetivo de cerca de 20 soldados. Atualmente, 47 candidatos aprovados em concurso paraticipam de curso de formação de novos bombeiros. A expectativa é de que pelo menos cinco deles sejam designados para Cambé, segundo o comandante Rodrigo da Costa Teixeira. Ele é instrutor de uma das matérias do curso, a de controle a incêndios.
Segundo o cabo Ronaldo Arruda de Oliveira, a corporação de Cambé atende atualmente a uma média diária de cinco ocorrências de queimadas e de três atendimentos de socorro pelo Siate.
A quantidade de viaturas é considerada suficiente para o número de soldados disponíveis na corporação. Mas a possibilidade da incorporação de mais soldados é vista com otimismo pelo novo comando.
Quanto às queimadas, o cabo Ronaldo Arruda de Oliveira reforça pedidos feitos insistentemente aos agricultores e também aos moradores de áreas urbanas, para que evitem fazer queimadas. Arruda diz que parte das ocorrências na zona rural são resultados dessa prática após a colheita de trigo. Na área urbana, algumas pessoas ainda tem o hábito de queimar folhas secas nos quintais ou nas ruas, com o risco do fogo atingir o mato de terrenos vazios.

2 COMENTÁRIOS

  1. JOSE APARECIDO
    Gostaria de saber se o portal sabe qual EMPRESA esta executando a obra, pois estive na Camara e dois Vereadores diziam que aquela obra poderia dar problemas pois o prefeito estava presionando a todos, sera que é verdade que a obra esta sendo feita por um irmão de um vereador.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.